 Queridas co-irmãs da Congregação Queridos leigos e leigas lms



Baixar 9.35 Kb.
Encontro03.08.2016
Tamanho9.35 Kb.
Celebramos o dia 25 de outubro e o dia 4 de novembro em ação de graça ao Pai da Vida
Queridas co-irmãs da Congregação

Queridos leigos e leigas LMS
Queremos juntas refletir sobre nossa identidade Scalabriniana e orar renovando nosso louvor à Trindade por nos doar, mediante o Beato Scalabrini – nosso Fundador –, um Carisma ainda hoje tão atual, na Igreja, no mundo e para os migrantes. A atitude fundamental de Scalabrini foi o espírito de percepção das pegadas de Deus, de seus caminhos incertos no deserto, dos sinais dos tempos, pois ele era fundamentalmente persuadido que Deus atua na história e que “o homem se preocupa e Deus conduz”.

Ele teve o espírito do explorador: no manancial procura o riacho, no riacho procura o rio, que, depois, percorre para conferir sua navegabilidade. A mãe de suas virtudes morais foi a constância, por isso foi o homem da virtude teologal da esperança, com o gênio da paciência, que é também a virtude do pescador de homens. Ele pôde afirmar, em plena consciência, que “não há nada de mais natural do que o sobrenatural”, tanta era a fé que o animava e o amor a Deus e aos seres humanos. Com São Paulo repetia com freqüência: Caritas Christi urget nos (2Cor 5,14).

Scalabrini respondeu de forma concreta ao grito dos pobres migrantes e por causa disso pôde ser incluído entre os profetas dos novos tempos; de fato, segundo o Fundador, a emigração era e é uma lei natural, portanto um fenômeno permanente, “mas sempre instrumento da Providência que preside aos destinos humanos e os guia também, mediante catástrofes, rumo à meta, que é o aperfeiçoamento do homem na terra e a glória de Deus nos céus”, tornando irmãos e irmãs todos os homens e as mulheres. É por isso que fundou a nossa Congregação.

Este espírito foi vivenciado por todas as co-irmãs que nos precederam no tempo e que, mediante sua missão, foram companheiras de viagem de muitos migrantes espalhados pelo mundo. Sendo que o carisma do nosso Fundador constitui a fonte da nossa inspiração, a preocupação hodierna de deslocou para outras correntes migratórias; isso exige uma evolução necessária, ligada à nossa específica ação pastoral; nos pede a capacidade de interpretar as novas situações, a conversão do coração, o testemunho de vida entregue a Deus, num estilo simples e pobre, e nos leva a responder ao chamado constante da Igreja que é: ide, anunciai a todos: Jesus é o amor, é o dom de Deus aos seres humanos, mas é também a única resposta dos homens e das mulheres a Deus. Somos chamadas, portanto, a viver a nossa vocação.

O amor é hoje o desafio ao mundo, é a vitória sobre o pecado e a morte, a resposta segura diante das numerosas expectativas, frustrações, da sede de paz, de justiça, de liberdade de tantos exilados, migrantes, que só na fé e na esperança podem reencontrar serenidade e paz.

Nós Irmãs, colaboradores, amigos e todos os que aceitaram respirar a espiritualidade Scalabriniana e de servir os migrantes, oramos ao Beato Scalabrini e a São Carlos Borromeo, nosso Patrono, cuja festa é celebrada no dia 4 de novembro, para que possamos viver a Palavra e praticá-la, amar a Eucaristia e Maria Santíssima. Os dois foram homens “práticos” e não teóricos. Ambos foram gênios da vontade mais que da inteligência e desenvolveram uma estratégia pastoral meticulosa, capaz de envolver e mobilizar as massas, a fim de praticar a caridade e o sacrifício e viver na fé em qualquer situação.

Para poder caminhar com o nosso tempo e seguir as pegadas dos que nos precederam de forma verdadeira como testemunhas, é necessário e urgente vivenciar um estilo simples de vida, seja para compartilhar com os migrantes os espaços que as nossas comunidades oferecem, seja para acolher e ouvir com respeito e amor os que nos procuram para receber informações e esclarecimentos acerca da maneira de viver na sociedade em que chegam, seja para assumir, sobretudo, a defesa dos pequenos, das mulheres, solicitando as autoridades competentes e defendendo seus direitos, promovendo e acompanhando sua formação humana, social e religiosa.

Na certeza que o Senhor: Deus da história e do tempo continue guiando nossa Congregação e cada uma de nós rumo à santidade, oramos juntas o Espírito Santo para o próximo XII Capítulo Geral. Saudações fraternas.



 Esta mensagem foi elaborada por Ir. Benedetta Salerno, mscs como participação e partilha, junto ao CSEM, das festas que se aproximam, em unidade com todas as Irmãs MSCS e os leigos e leigas LMS.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal