01 Notas prévias



Baixar 11.56 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho11.56 Kb.
00 Estação de Oeiras / Estação Agronómica Nacional (Casa da Pesca)

Bem-vindo a Oeiras! É com enorme satisfação saber que neste exsacto momento optou fazer parte da fase experimental do sistema dos AudioPercursos. Esperemos que esta iniciativa seja do seu agrado.
01 Notas prévias

Utilize o sistema de AudioPercursos apenas quando estiver parado num local em que não ponha em causa a sua segurança e a de terceiros.

Se vier no sentido Cais do Sodré/Oeiras, utilize preferencialmente a última carruagem, pois ficará mais perto do acesso ao interior da estação.

Pelo contrário, se vier no sentido Cascais/Oeiras utilize preferencialmente a primeira carruagem.

Se for o seu caso, durante o percurso, faça o melhor uso da bengala, pois poderá, em qualquer momento, encontrar obstáculos sobre os passeios. Sinalize convenientemente a sua deficiência para que os transeuntes tomem as devidas precauções.
02 Na Estação de Oeiras

Acabou de chegar à Estação de Oeiras...

Se chega de Lisboa, ao descer para a plataforma, vire à sua direita em direcção à rampa de acesso ao interior da estação.

No caso de vir de Cascais, ao descer para a plataforma, vire à sua esquerda em direcção à mesma rampa.

Descendo por esta, acede ao interior da estação.

Vire à sua esquerda. Percorra 8 metros e volte à esquerda em direcção ao centro de Oeiras. Suba outra rampa até ao passeio da Rua Henrique de Paiva Couceiro.


03 Para a Estação Agronómica Nacional

Siga em frente no passeio, pela esquerda da rua, desviando-se um pouco para a direita, pois no centro do passeio está um quiosque. Percorra 40 metros até à passadeira. Esta localiza-se à sua direita. Atravesse-a, volte à esquerda e, imediatamente, à direita no início da Avenida Salvador Allende. Siga o passeio em frente, por mais ou menos 180 metros. Encontra uma rua de sentido único e sem passagem para peões. Tenha atenção: pare e escute. Os automóveis vêm da sua direita. Quando puder, atravesse-a e continue, seguindo em frente. Após 60 metros, aparecerá uma passadeira. Atravesse-a e siga em frente. Avance 250 metros e encontrará o Centro de Saúde de Oeiras à sua direita. Ultrapasse a entrada do mesmo, e continue no passeio, em curva ligeira à esquerda, por mais 50 metros. A dita curva à esquerda perfaz-se agora à direita e, cerca de 5 metros depois, encontra uma passadeira à esquerda. Atravesse a passadeira nesta avenida, a Avenida da República, com cuidado, pois é um local de fraca visibilidade para os automobilistas. Neste momento, está de frente para o muro da Estação Agronómica Nacional. Vire à sua direita e percorra 170 metros no passeio. Quando começar a descer, está a entrar na Rua do Aqueduto. Passe o primeiro portão que encontrar à esquerda, o qual deverá estar fechado. Contorne este portão, dando-lhe a esquerda, de modo a encontrar o muro que limita o terreno da Estação Agronómica. Após este passo, irá percorrer uma via sem passeio, continuando a ter o muro do seu lado esquerdo. Para garantir a sua segurança, encoste-se nele e percorra 100 metros, retomando a descida até à zona plana e ampla que coincide com outro portão à esquerda. Entre neste portão.


04 Ponto de acessibilidade 1 – Entrada da Estação Agronómica

Se tem problemas de mobilidade que impeçam a ascensão de escadarias, peça a ajuda dos técnicos neste local.

Se tem problemas de visão, informe os técnicos e continue o percurso segundo as indicações seguintes.
05 Do portão à Casa da Pesca 1 – Percurso usual

Se não tem problemas com a ascensão de escadarias, percorra a estrada alcatroada da quinta, que se encontra em frente. 460 metros adiante, encontra um estreitamento da via e, de seguida, um átrio que enquadra a escadaria de acesso à Casa da Pesca. Este átrio é definido por antigas estruturas de pedra em forma de portal. Atravesse o portal e percorra 15 metros para a frente e 15 metros para a sua esquerda, encontrando um pequeno lago de jardim, no seio de um arvoredo frondoso, que marca o centro deste átrio. No pequeno lago, siga em frente, contornando-o, e, 10 metros depois, encontra a escadaria de acesso à Casa da Pesca. Esta escadaria larga tem 3 lanços de escada. Suba 12 degraus no primeiro lanço e opte por virar à esquerda no primeiro patamar. Suba mais 20 degraus e, no segundo patamar, torne à direita após uma distância de 6 metros. Suba o último lanço de 11 degraus e estará na Casa da Pesca.


06 Do portão à Casa da Pesca 2 – Percurso opcional

Se tem alguma limitação que não lhe permita a ascensão de escadarias, após entrar no terreno da Estação Agronómica, encaminhe-se para a estrada de terra e brita à sua esquerda. Percorra cerca de 80 metros até alcançar uma curva delineada para a direita. Faça esta curva e percorra um caminho de terra batida, de cerca de 450 metros. Este caminho é limitado por um muro de cerca de 2 metros, à sua esquerda, e por um muro pequeno de 30 cm à sua direita, com árvores ao longo deste. Aconselhamos a percorrer o caminho pela sua esquerda, visto estarem colocados à direita dispositivos de iluminação, ao longo de percurso. Ao terminar os 450 metros referidos, encontra uma curva à direita de 45 graus e outra à esquerda com a mesma amplitude. No final de todo o caminho, após percorrer cerca de 10 metros desde a última curva, estará no local do evento. Neste local, encontrará um ponto de acessibilidade no qual poderá pedir informações gerais e específicas sobre o evento.


07 Ponto de acessibilidade 2 – No cimo da escadaria

Neste local, encontrará um ponto de acessibilidade no qual poderá pedir informações gerais e específicas sobre o evento. Os técnicos conduzi-lo-ão ao seu lugar, reservado no lado esquerdo da primeira plateia.


08 Ponto de acessibilidade 3 – No final do percurso opcional

Neste local, encontrará um ponto de acessibilidade no qual poderá pedir informações gerais e específicas sobre o evento. Os técnicos conduzi-lo-ão ao seu lugar, reservado no lado esquerdo da primeira plateia.


09 Breve história do local:

(Casa da Pesca)



Trata-se de um espaço verde, pertencente ao conjunto da antiga Quinta do Marquês de Pobal, Conde de Oeiras, e inserida nas instalações da Estação Agronómica Nacional, na Vila de Oeiras. Neste lugar apreciável, com árvores cerradas, existe um pequeno lago dissimulado, bordejado por uma estátua com alusões marítimas. Este espelho-de-água adorna um verdadeiro espaço teatral composto por uma larga escadaria, por uma cascata artificial – ladeada por dois enormes pilares – e demarcado por paredes decoradas com azulejos tradiconais portugueses. É comum a produção de eventos musicais e de dança. A Noite de Tunas de Oeiras, organizada pelo Grupo de Serenatas da Faculdade de Motricidade Humana e pela Câmara Municipal de Oeiras, realiza-se anualmente neste prodigioso local.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal