1- do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que



Baixar 19.25 Kb.
Encontro07.08.2016
Tamanho19.25 Kb.
REVOLUÇÃO FRANCESA
1- Do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que:

a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida e apropriada por uma só classe social, a burguesia, única beneficiária da nova ordem.

b) fracassou, pois, apesar do terror e da violência, não conseguiu impedir o retorno das forças sócio-políticas do Antigo Regime.

c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas: uma revolução burguesa, uma camponesa e uma popular urbana, a dos chamados "sans-culottes".

d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, pois, ao garantir as pequenas propriedades aos camponeses, atrasou, em mais de um século, o progresso econômico da França.

e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, quanto do ponto de vista político, impediu que a burguesia a concluísse.


2- O motivo pelo qual o conjunto de mudanças políticas que resultou na implantação do regime republicano na França, no século XVIII, pode, genericamente, ser classificado como uma revolução burguesa, é o fato de que nesse processo:

a) a estrutura social francesa viu-se reduzida a uma polarização entre o bloco de apoio ao antigo regime - no qual se encontravam a aristocracia, os camponeses e os trabalhadores urbanos - de um lado, e o bloco de apoio à república operário-burguesa, de outro.

b) a burguesia conseguiu a adesão ideológica da aristocracia, especialmente no que respeita à "abertura das carreiras públicas aos talentos individuais", o que possibilitou a ascensão de seus representantes ao poder do Estado.

c) o comando da burguesia desde o início se revelou como irrefutável, uma vez que ela colocou a serviço de seus objetivos revolucionários os mais variados setores da população, - liderando assim uma restauração do Antigo Regime.

d) as vanguardas operário-camponesas colocaram-se ao lado da burguesia, pois tinham claro que suas reivindicações somente alcançariam um patamar de conseqüência numa sociedade em que as relações burguesas de produção já estivessem desenvolvidas.

e) os resultados políticos das sucessivas convulsões sociais geradas nos quadros da crise do estado monárquico francês foram, ao final, capitalizados pela burguesia, que pôde assim dar início à viabilização de seus interesses políticos e econômicos.


3- No contexto da Revolução Francesa, a organização do Governo Revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo... . Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário que tinha competência para punir, até a morte todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo revolucionário deram margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:

a) os Massacres de Setembro.

b) o Período do Terror.

c) o Grande Medo.

d) O Período do Termidor.

e) o Golpe do 18 de Brumário.


4- A Revolução Francesa representou um marco da história ocidental pelo caráter de ruptura em relação ao Antigo Regime.

Dentre as características da crise do Antigo Regime, na França, está:

a) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia contra os privilégios do clero e da nobreza.

b) o desequilíbrio econômico da França, decorrente da Revolução Industrial.

c) a retomada da expansão comercial francesa, liderada por Colbert.

d) o apoio da monarquia às sucessivas rebeliões camponesas contrárias à nobreza.

e) o fortalecimento da monarquia dos Bourbons, após a participação vitoriosa na guerra de independência dos E.U.A.
5- A Constituição da França de 1791, a partir dos princípios preconizados por Montesquieu, consagrou, como fundamento do novo regime,

a) a subordinação do Judiciário ao Legislativo, que passou a exercer um poder fiscalizador sobre os tribunais.

b) a identificação da figura do monarca, com a do Estado, que a partir desse momento se tornou inviolável.

c) a supremacia do Poder Legislativo, deixando de ser o rei investido de poder moderador.

d) o poder de veto monárquico, que se restringiu a assuntos fiscais, limitando, assim, a soberania popular.

e) a separação dos poderes até então concentrados, teoricamente, na pessoa do soberano.


6- Com relação à França pré-revolucionária:
I - O primeiro estado era constituído por camponeses, artesãos, lojistas e o restante da alta nobreza, perfazendo um total de 1 milhão e 200 mil membros.

II - Em 1789, a população francesa era de aproximadamente 25 milhões de habitantes, sendo que mais de 20 milhões viviam na zona rural.

III - O clero (cerca de 120 mil pessoas) e a nobreza (350 mil membros) constituíam, respectivamente, o primeiro e o segundo estados.

IV - A Assembléia Nacional monopolizava as concessões públicas, delegando ao rei e ao coletivo ministerial a administração das províncias do país.

V - O ônus dos impostos a das contribuições para o rei, para o clero e para a nobreza recaía igualmente sobre os três estados.

VI - A sociedade do Antigo Regime se caracterizava pela desigualdade de direitos entre os homens, de acordo com sua origem, dividindo-se em três ordens: os que rezam, os que combatem, os que trabalham.


A única alternativa que contém as asserções corretas é:

a) I, II, III.

b) I, V, VI.

c) II, IV, V.

d) II, III, VI.

e) III, IV, V.


7- A Revolução Francesa é um marco na história da humanidade por ter produzido rupturas com o Antigo Regime. Qual das alternativas apresenta as mais importantes?

a) O assassinato do médico Marat, editor do jornal Amigo do Povo, por Charlotte Corday, provocou a radicalização entre os jacobinos.

b) A participação das mulheres na queda da Bastilha e o surgimento do grupo radical dos Girondinos.

c) O fim da servidão e dos privilégios feudais, a declaração dos direitos do homem e do cidadão, o confisco dos bens do clero, a reforma do Exército e da Justiça.

d) O fim da escravidão, a declaração dos direitos do homem, o código de Napoleão com reforma judiciária que confiscou as terras da aristocracia.

e) A secularização do clero, a República Jacobina, o comitê de Salvação Pública que condenou à morte os próprios líderes da Revolução.
8- Leia o texto.
"No fim da década de 1730, em Paris, na Rua Saint-Severin, na gráfica de Jacques Vincent, ocorreu um sedicioso massacre de gatos realizado por aprendizes gráficos, os quais viviam num quarto sujo e gelado; levantavam-se antes do amanhecer; executavam tarefas o dia inteiro; recebiam maus tratos do patrão (mestre) e insultos dos oficiais (assalariados); não podiam dormir à noite com o barulho dos gatos bem tratados e bem alimentados pelos seus patrões burgueses.

Armados com cabos de vassoura, barras de impressoras e ajudados pelos assalariados, mataram todos os gatos que conseguiram encontrar a começar pela gata de estimação da patroa. Em seguida, atiraram os gatos mortos no pátio da gráfica, fingiram executar um julgamento e penduraram os corpos mutilados dos culpados em forcas improvisadas."

Cf. (DARNTON, Robert. O GRANDE MASSACRE DE GATOS. Rio de Janeiro: Graal, 1986. p.104 -105)
Todas as alternativas explicam o episódio descrito no texto, EXCETO:

a) A condição difícil da vida dos aprendizes personificava a tendência do trabalho, no início dos tempos modernos, de deixar de ser parceria para se tornar mercadoria.

b) A era da fabricação artesanal não foi, para os trabalhadores das oficinas um período suave, destruído pelo advento da industrialização.

c) O conflito entre aprendizes e mestres e entre aprendizes e oficiais expressava as mudanças ocorridas nas relações de trabalho na segunda metade do século XVIII.

d) O massacre dos gatos foi um ataque indireto ao patrão e à sua mulher e expressou o ódio dos operários pelos burgueses, que tratavam os aprendizes pior que aos animais.

e) O trabalhador da Europa pré-industrial não precisou recorrer às práticas e costumes de sua cultura para expressar seu antagonismo aos patrões e sua revolta contra sua exploração.


9- Abolição da escravidão; fim dos privilégios; limite aos preços dos gêneros alimentícios; criação do ensino gratuito obrigatório; divisão das terras; assistência aos indígenas; criação do Museu do Louvre, da Escola Politécnica e do Conservatório. Foram as primeiras medidas tomadas pelo:

a) Adepto da Escola econômica fisiocrática, o francês Turgot.

b) Jovem general, recém-chegado do Egito, Napoleão Bonaparte.

c) Líder Jacobino, Robespierre, conhecido como o "incorruptível".

d) Primeiro Ministro francês, Cardeal Richelieu e concluídas por seu sucessor cardeal Mazarino.

e) Rei Sol, Luís XIV, juntamente com seu ministro Colbert.
10- Sobre a Revolução Francesa, é INCORRETO afirmar que:

a) os dois clubes mais importantes foram a Sociedade dos Amigos dos Direitos do Homem e o Clube dos Jacobinos.

b) a convocação dos Estados Gerais foi uma demonstração da força econômica do Antigo Regime.

c) representou uma ruptura estrutural. A burguesia alijada do poder se sublevou, tornando-se senhora do Estado.

d) a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão foi a síntese da concepção burguesa da sociedade.

e) a Bastilha, antiga prisão do Estado, foi tomada de assalto por artesãos, operários, pequenos comerciantes, lavadeiras e costureiras.

GABARITO
1- C

2- E


3- B

4- A


5- E

6- D


7- C

8- E


9- C

10- B
Catálogo: arquivos -> aluno -> historia
arquivos -> A contribuição de Henri Lefebvre para reflexão do espaço urbano da Amazônia
arquivos -> Serviço público federal ministério da educaçÃo universidade federal do rio grande – furg
arquivos -> Ementa: contribuiçÃo previdenciária de agentes políticos – restituiçÃo procedimentos
arquivos -> Estado de santa catarina requerimento de certidão de tempo de contribuiçÃo ctc e declaraçÃo de tempo de contribuiçÃo dtc
arquivos -> Agricultura orgânica como contribuiçÃo para um meio ambiente sustentavel
arquivos -> Questões Possíveis
arquivos -> Estado de santa catarina requerimento de certidão de tempo de contribuiçÃo ctc e declaraçÃo de tempo de contribuiçÃo dtc
arquivos -> Encargos sociais: regime para empresas normais
historia -> A independência dos eua


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal