1 Administração: conceito e importância 14



Baixar 0.94 Mb.
Página6/17
Encontro18.07.2016
Tamanho0.94 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17

FUNÇÃO DE SEGURANÇA

FUNÇÃO DE CONTABILIDADE

FUNÇÃO TÉCNICA



EMPRESA

FUNÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO

FUNÇÃO COMERCIAL

FUNÇÃO FINANCEIRA


Planejamento


Organização

Comando


Coordenação

Controle


Fonte: (MAXIMIANO, 2000, p. 56)

1.2 Papel de Gerente segundo Fayol

Quadro 5: Os 16 deveres do gerente segundo Fayol



I

Assegurar a cuidadosa preparação dos planos e sua rigorosa execução,

II

Cuidar para que a organização humana e material seja coerente com o objetivo, os recursos e os requisitos da empresa,

III

Estabelecer uma autoridade construtiva, competente, enérgica e única,

IV

Harmonizar atividades e coordenar esforços,

V

Formular as decisões de forma simples, nítida e precisa.

VI

Organizar a seleção eficiente do pessoal.

VII

Definir claramente as obrigações,

VIII

Encorajar a iniciativa e o senso de responsabilidade.

IX

Recompensar justa e adequadamente os serviços prestados.

X

Usar sanções contra faltas e erros.

XI

Manter a disciplina.

XII

Subordinar os interesses individuais ao interesse geral.

XII

Manter a unidade de comando.

XIV

Supervisionar a ordem material e humana.

XV

Ter tudo sob controle.

XVI

Combater o excesso de regulamentos, burocracia e papelada.

Fonte: (MAXIMIANO, 2000, p. 57)

Quadro 6: Os princípios de administração de Fayol



continua

1. DIVISÃO DO TRABALHO

Designação de tarefas específicas para cada indivíduo, resultando na especialização das funções e separação dos poderes.

2. AUTORIDADE E RESPONSÁBILIDADE

A primeira é o direito de mandar e o poder de se fazer obedecer. A segunda, a sanção - recompensa ou penalidade que acompanha o exercício do poder.

3. DISCIPLINA

Respeito aos acordos estabelecidos entre a empresa e seus agentes.

4. INUDADE DE COMANDO

De forma que cada indivíduo tenha apenas um superior.

5. UNIDADE DE DIREÇÃO

Um só chefe e um só programa para um conjunto de operações que visam ao mesmo objetivo.

6. INTERESSE GERAL

Subordinação do interesse individual ao interesse geral.

7. REMUNERAÇÃO DO PESSOAL

De forma eqüitativa, e com base tanto em fatores externos quanto internos.

8. CENTRLIZAÇÃO

Equilíbrio entre a concentração de poderes de decisão no chefe, sua capacidade de enfrentar suas responsabilidades e a iniciativa dos subordinados.

9. CADEIA ESXCALAR (LINHA DE UTORIDADE)

Hierarquia, a série dos chefes do primeiro ao último escalão, dando-se aos subordinados de chefes diferentes a autonomia para estabelecer relações diretas (a ponte de Fayol).

10. ORDEM

Um lugar para cada pessoa e cada pessoa em seu lugar.

11. EQÜIDADE

Tratamento das pessoas com benevolência e justiça, não excluindo a energia e o rigor quando necessários.

12. ESTBILIDADE DO PESSOAL

Manutenção das equipes como forma de promover seu desenvolvimento.

conclusão

13. INICIATIVA

Faz aumentar o zelo e a atividade dos agentes.

14. ESPÍRITO DE EQUIPE

Desenvolvimento e manutenção da harmonia dentro da força de trabalho. Fayol condenou o estilo de administração que se baseia na política para governar. Em suas palavras: Não há nenhum mérito em criar intriga entre os funcionários. Qualquer principiante pode fazer isso. Por outro lado é preciso verdadeiro talento para coordenar esforços encorajar keenness, usar todas as aptidões das pessoas e recompensar os méritos individuais sem despertar ciúmes nem prejudicar relações harmoniosas.

Fonte: (MAXIMIANO, 2000, p. 58)


1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal