1. introduçÃo aos sistemas de informaçÃo gerenciais 3 a teoria geral de sistemas 3



Baixar 191.04 Kb.
Página1/10
Encontro08.08.2016
Tamanho191.04 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10





S

umário




1. INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS 3

1.1. A teoria geral de sistemas 3

1.2. A visão sistêmica das organizações 4

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 15

1.3. Dados, informação e conhecimento 16

1.4. Sistemas para apoio da gestão organizacional 18

Entendendo o papel dos gestores das organizações 21

1.5. O ciclo de vida dos sistemas de informação 23

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS - SIG 25

1.6. A importância dos SIG´s para as organizações 25

1.7. Os sistemas de informação gerenciais e a estrutura organizacional 26

1.8. A estratégica empresarial e os sistemas de informação gerencial 33

1.9. Entendendo o modelo básico de um sistema de informação gerencial 35

1.10. 3.5 As entradas e saídas dos sistemas de informação gerencial 37

3.5.1 As entradas de um SIG 38

3.5.2 As saídas de um SIG 39

1.11. 3.6 Exemplos de alguns SIG´s empresariais 43

3.6.1 Sistema de informação gerencial para a área de finanças 44

3.6.2 Sistema de informação gerencial para a área de produção 45

3.6.3 Sistema de informação gerencial para a área de marketing 47




1.INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS



1.1.A teoria geral de sistemas

O biólogo alemão Ludwing Von Bertallanffy elaborou, no final da década de 1950, uma teoria interdisciplinar que visava atravessar fronteiras de cada disciplina e proporcionar princípios e modelos gerais para todas as ciências envolvidas, de modo que as descobertas efetuadas em cada uma pudessem ser utilizadas pelas demais. A Teoria Geral dos Sistemas tem como base a idéia que as disciplinas dependem umas das outras, devendo, assim, ser integradas. Muda-se do pensamento reducionista para o pensamento mais amplo e abrangente. Os pressupostos básicos da Teoria Geral de Sistemas são:

a) Existe uma tendência para a integração das ciências naturais e sociais;

b) A integração das ciências naturais e sociais parece orientar-se rumo a uma teoria de sistemas;

c) A teoria dos sistemas constitui o modo mais abrangente de se estudar os campos não físicos do conhecimento científico, como as ciências sociais;

d) A teoria de sistemas desenvolve princípios unificadores que atravessam verticalmente os universos particulares das diversas ciências envolvidas, visando ao objetivo da unidade da ciência;

e) Isso conduz a uma integração na educação científica.
A visão dividida em diferentes especialidades, como Física, Química, Biologia, Psicologia, Sociologia, dentre outras, é considerada arbitrária nesse contexto de visão sistêmica da ciência. A Teoria Geral dos Sistemas se propõe a estudar os sistemas globalmente, envolvendo todas as interdependências de suas partes.

A Teoria de Geral de Sistemas fundamenta-se em três premissas básicas:




  1. Os sistemas existem dentro de sistemas. Cada sistema é constituído de subsistemas e, ao mesmo tempo, faz parte de um sistema maior, o supra-sistema. Cada subsistema tem seus subsistemas componentes, e assim por diante. Também o supra-sistema faz parte de um supra-sistema maior. Esse encadeamento parece ser infinito. As moléculas existem dentro de células que, dentro de tecidos, compõem os órgãos, que compõem os organismos, e assim por diante.




  1. Os sistemas são abertos. Essa premissa decorre da anterior. Cada sistema existe dentro de um ambiente constituído por outros sistemas. Os sistemas abertos são caracterizados por um processo de intercâmbio infinito com o seu ambiente para trocar energia e informação.

c) As funções de um sistema dependem de sua estrutura. Cada sistema tem um objetivo, ou finalidade, que constitui o seu papel no intercâmbio com outros sistemas dentro do ambiente. Veja que a Teoria Geral dos Sistemas é uma abordagem que procura entender como os sistemas funcionam. Tem como objetivo, também, classificar os sistemas, segundo a maneira como seus componentes se organizam, e identificar as “leis” ou os padrões característicos de comportamento de cada categoria de sistemas. A Teoria dos Sistemas é a reorientação do pensamento e da divisão

do mundo, a partir da inserção dos sistemas no paradigma científico, que contrasta com o paradigma analítico, mecanístico e linear de causa e efeito da ciência clássica.
d) A teoria de sistemas desenvolve princípios unifcadores que atravessam verticalmente os universos particulares das diversas ciências envolvidas, visando ao objetivo da unidade da ciência;


  1. Isso conduz a uma integração na educação científca.

A visão dividida em diferentes especialidades, como Física, Química, Biologia, Psicologia, Sociologia, dentre outras, é considerada arbitrária nesse contexto de visão sistêmica da ciência. A Teoria Geral dos Siste-mas se propõe a estudar os sistemas globalmente, envolvendo todas as interdependências de suas partes.


A Teoria de Geral de Sistemas fundamenta-se em três premissas básicas:


  1. Os sistemas existem dentro de sistemas. Cada sistema é cons-tituído de subsistemas e, ao mesmo tempo, faz parte de um sistema maior, o supra-sistema. Cada subsistema tem seus subsistemas componentes, e assim por diante. Também o supra-sistema faz parte de um supra-sistema maior. Esse encadeamento parece ser infnito. As moléculas existem dentro de células que, dentro de tecidos, compõem os órgãos, que compõem os organismos, e assim por diante.




  1. Os sistemas são abertos. Essa premissa decorre da anterior. Cada sistema existe dentro de um ambiente constituído por outros sistemas. Os sistemas abertos são caracterizados por um processo de intercâmbio infnito com o seu ambiente para trocar energia e informação.



  1. As funções de um sistema dependem de sua estrutura. Cada sistema tem um objetivo, ou fnalidade, que constitui o seu papel no intercâmbio com outros sistemas dentro do ambiente.

Veja que a Teoria Geral dos Sistemas é uma abordagem que procura entender como os sistemas funcionam. Tem como objetivo, também, classifcar os sistemas, segundo a maneira como seus componentes se organizam, e identifcar as “leis” ou os padrões característicos de comportamento de cada categoria de sistemas.


A Teoria dos Sistemas é a reorientação do pensamento e da divisão do mundo, a partir da inserção dos sistemas no paradigma científico, que contrasta com o paradigma analítico, mecanístico e linear de causa e efeito da ciência clássica.

  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal