1. missãO 8 visão de futuro “turismo e lazer odivelas 2010” 9



Baixar 470.51 Kb.
Página11/13
Encontro29.07.2016
Tamanho470.51 Kb.
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13

Classificação

Monumento Nacional



Avaliação


Capacidade atractiva – Local
Singularidade – Bom na classe
Estado de Conservação – Bom
Notoriedade – Fraca
Visitabilidade – Aberta
Envolvente - Está situado numa zona urbana.




Acessibilidade


Boa



Estratégia recomendada para o recurso


Situação actual – Presente em material promocional da CM
Situação pretendida – Possível motivo de visita se for integrado com os outros recursos patrimoniais.
Factores favoráveis – Valor patrimonial
Factores desfavoráveis – Localização fora dos circuitos normais de visita cultural.
Acções necessárias – Proporcionar visitas guiadas, integrado num roteiro patrimonial.

Denominação

Estação Paleolítica do Casal do Monte





Descrição

Descoberta em 1909 por Joaquim Fontes e por ele noticiada em 1910, em primeira mão, esta estação de superfície, localizada sobre o manto basáltico dos arredores de Lisboa, na encosta sudeste da Serra de Montemor, tem fornecido milhares de artefactos atribuíveis, na sua maioria, ao Paleolítico mas, também a períodos posteriores da Pré-história.


Dada a quantidade e a qualidade dos materiais ali recolhidos, em quartzo, quartzito e sílex, esta estação contribuiu para a definição de séries e tipologias que continuam a constituir referência para o estudo das indústrias líticas da Pré-história antiga em Portugal.
Parte do numeroso espólio desta estação encontra-se nas colecções do Museu Nacional de Arqueologia.



Classificação

Imóvel de Interesse Público



Avaliação

Capacidade atractiva – Nula


Singularidade - Bom na classe
Estado de Conservação – Mau
Notoriedade – Fraca
Visitabilidade – Aberta
Envolvente – Degradada




Acessibilidade





Estratégia recomendada para o recurso

Situação actual – Presente em material promocional da CM.


Situação pretendida – Possível motivo de visita se for integrado com os outros recursos patrimoniais.
Factores favoráveis – Interesse arqueológico.
Factores desfavoráveis – Localização.
Acções necessárias – Proporcionar visitas guiadas, integrado num roteiro patrimonial.

ANEXO 2


FICHAS DE PROJECTOS


QUADRO RESUMO DOS PROJECTOS


PROJECTOS

Investimento



2002

2005

2010

Roteiro Histórico


100.000









Parque Temático Histórico


1.500.000









Playcenter


1.000.000









Parque de Lazer

2.500.000








Playground


300.000









Parque de Diversões


50.000.000








Campo de Treino de Golfe


300.000








Campo Aventura


250.000









Quinta Pedagógica


200.000









Labirinto de Milho


200.000









Centro Equestre


1.000.000









Hotel em Odivelas


3.000.000







1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal