`1 qainstruçÃo geral: Assinale a única alternativa correta de cada questão. InstruçÃO: Responder à questão 1 sobre a história cultural grega relacionando a coluna da esquerda



Baixar 264.05 Kb.
Página1/3
Encontro08.08.2016
Tamanho264.05 Kb.
  1   2   3
`1 QAINSTRUÇÃO GERAL: Assinale a única alternativa correta de cada questão.
I
NSTRUÇÃO: Responder à questão 1 sobre a história cultural grega relacionando a coluna da esquerda (autores) com a coluna da direita (obras).



  1. Platão

( )

“Prometeu Acorrentado”










  1. Miron

( )

“Antígona”










  1. Tucídides

( )

“Discóbulo”










  1. Ésquilo

( )

“República”










  1. Sófocles

( )

“História da Guerra do Peloponeso”













  1. A numeração correta na coluna da direita de cima para baixo é




  1. 2 - 3 - 1 - 5 - 4




  1. 3 - 5 - 1 - 2 - 4




  1. 4 - 5 - 2 - 1 - 3




  1. 5 - 4 - 2 - 1 - 3




  1. 1 - 2 - 4 - 3 - 5


INSTRUÇÃO: Responder à questão 2 sobre a sociedade feudal com base no texto abaixo.
“Na sociedade feudal, o vínculo humano característico foi o elo entre subordinado e o chefe mais próximo. De escalão em escalão, os nós assim formados uniam, tal como se se tratasse de cadeias infinitamente ramificadas, os menores aos maiores.” (BLOCH, Marc. A sociedade feudal.)


  1. O texto acima refere-se à




  1. hierarquia entre os Estados Nacionais.




  1. relação existente na comunidade dos burgueses e dos proletários.




  1. organização política das cidades medievais.




  1. relação de suserania e vassalagem.




  1. hierarquia eclesiástica da Igreja Ortodoxa cristã.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 3 sobre a arquitetura medieval com base na ilustração abaixo.



  1. A Catedral de Meaux, na França, ( séc. XIII-XIV), é um dos modelos mais notáveis da arquitetura




  1. românica.




  1. gótica.




  1. neoclássica.




  1. barroca.




  1. “art-noveau”.


INSTRUÇÃO: Responder à questão 4 sobre o Renascimento italiano com base na ilustração abaixo.

  1. A obra acima denomina-se ________________ e foi esculpida por___________________.




  1. Moisés

Michelangelo







  1. David

Michelangelo







  1. David

Sandro Boticelli







  1. Moisés

Leonardo da Vinci







  1. David

Leonardo da Vinci

INSTRUÇÃO: Responder à questão 5 sobre a Reforma Protestante com base no texto abaixo.

“Que diria Jerônimo se pudesse ver o leite da Virgem exibido por dinheiro, recebendo tanta veneração quanto o corpo consagrado de Cristo; óleos milagrosos; os fragmentos da verdadeira cruz, suficientes, se fossem reunidos, para fabricar um grande navio? Aqui temos o capuz de São Francisco, ali a saia de Nossa Senhora, ou o pente de Santa Ana... não apresentados como auxiliares inocentes da religião, e sim como a substância própria da religião - e tudo pela avareza dos padres e hipocrisia dos monges que brincam com a credulidade do povo.” (ERASMO apud Will Durant. A Reforma. Rio de Janeiro: Record, s.d., p. 239).


  1. Questão 5 - Segundo o texto acima, no século XVI, Erasmo de Rotterdam, monge agostiniano e professor de Teologia, criticou




  1. a venda de indulgências e a simonia.




  1. a falta de fé em Cristo e na Virgem Maria.




  1. o livre exame das questões teológicas e econômicas.




  1. a extorsão da propriedade privada e a condenação da usura.




  1. a multiplicidade de santos cristãos e o fanatismo religioso.



  1. No século XVII, enquanto triunfa o absolutismo na França, a Inglaterra torna-se palco de disputas pelo poder entre a monarquia e a burguesia. Após a Revolução Gloriosa de 1688-89, assume o trono inglês Guilherme de Orange (Guilherme III), que assina a Declaração dos Direitos dos cidadãos denominada “Bill of Rights”, estabelecendo




  1. a monarquia constitucional.




  1. a restauração do absolutismo monárquico.




  1. o direito divino dos reis de governar.




  1. o regime republicano de governo.




  1. o retorno da Dinastia dos Tudors ao poder.




  1. Em relação à expansão imperialista que se desenvolve a partir da II Revolução Industrial, não se pode citar como característica fundamental



  1. a divisão do mundo em áreas de influência, com a partilha dos mercados fornecedores e consumidores entre as principais potências industriais européias.


  1. a exportação de mercadorias em detrimento da exportação de capitais.


  1. a concentração monopolista do capital e da produção na forma de trustes, “holdings” e cartéis.


  1. a fusão do capital financeiro com o capital industrial.


  1. a dominação cultural das sociedades colonizadas, sustentada, ideologicamente, por teorias deterministas.



INSTRUÇÃO: Responder à questão 8 sobre as conseqüências da I Guerra Mundial com base nas afirmativas abaixo.


  1. Os sacrifícios e as tensões impostos pela guerra provocaram, nos anos 20, um desejo social de superação dos “anos perdidos” e dos sofrimentos infligidos aos povos, generalizando-se, em quase todas as grandes cidades européias, uma atitude hedonista em relação à vida.




  1. A Grande Guerra de 1914, que precipitaria inúmeros processos históricos, como a Revolução Russa de 1917, agudizou as desigualdades sociais, pauperizou as classes médias e, ao mesmo tempo, fez surgir “novos ricos”, muitos deles fabricantes e mercadores de armas.




  1. A I Guerra Mundial modificou as posições e os papéis hegemônicos internacionais: a Europa de credora que era tornou-se devedora e os Estados Unidos tornaram-se os principais credores e investidores da Europa e da América Latina.




  1. Com a crise econômico-financeira que abalou os países no pós-guerra, surgiram inúmeros movimentos de cunho revolucionário na Europa e nos Estados Unidos, tendo como principais bases de apoio as classes médias e o operariado urbano.




  1. Do ponto de vista político, em um primeiro momento, a vitória dos aliados possibilitou o triunfo dos regimes autocráticos e autoritários sobre os regimes democráticos, mas, poucos anos após a Grande Guerra, muitos dos regimes autoritários foram sendo substituídos por regimes de caráter democrático.




  1. A análise das afirmativas permite concluir que estão corretas apenas




  1. I - II - III




  1. II - III - IV




  1. II - IV - V




  1. I - IV - V




  1. III - IV - V

9)Todas as afirmativas sobre o fascismo italiano estão corretas, exceto a que refere que



  1. o nacionalismo fascista criticava a interpretação materialista da história, isto é, a luta de classes no Estado fascista italiano foi substituída pela solidariedade nacional.



  1. o fascismo italiano criticava o liberalismo, a concepção individualista de homem, valorizava as elites e mostrava-se hostil aos princípios do regime democrático.



  1. o nacionalismo fascista justificava a pregação do “espaço vital”, segundo a qual era preciso integrar à Itália regiões habitadas por italianos. Assim, o nacionalismo fascista possuía uma forte conotação racista.



  1. o fascismo italiano caracterizou-se pelo desenvolvimento de um sistema corporativo presidido pelo próprio Mussolini, o que garantia a centralização administrativa e a realização da unanimidade no Estado.



  1. o Estado fascista, em termos ideológicos, representava a unidade final, a síntese mais perfeita que superava a contradição existente entre o público e o privado, ou seja, a nação fascista era um todo orgânico, onde os interesses coletivos se sobrepunham aos interesses individuais.



  1. Dentre as conseqüências da Segunda Guerra Mundial, destacaram-se os diversos planos relativos à Guerra e à Paz. Em junho de 1945, realizou-se a Conferência de São Francisco, nos Estados Unidos, onde foi aprovada a famosa Carta que estabelecia



  1. a divisão da América Latina em áreas de influência entre as principais potências econômicas mundiais.


  1. a criação de vários organismos internacionais, como a Otan, a Opep e o Gatt, com a finalidade de disciplinar as relações econômicas entre os diversos países do mundo.


  1. o desenvolvimento de programas de ajuda econômica aos países devastados pela Guerra, como o Plano Marshall e a Aliança para o Progresso.


  1. a criação de uma organização mundial denominada Nações Unidas que se fundamentava no princípio “da igualdade de soberania de todos os estados amantes da paz”.


  1. a divisão do território alemão em duas partes - oriental e ocidental - com a total destruição da indústria bélica, para evitar uma possível revanche.



INSTRUÇÃO: Responder à questão 11 sobre a Segunda Guerra Mundial com base na charge de Belmonte ( 1945 ) abaixo.

Stálin: Uma passagem para Berlim.

Hitler: Ida e volta?

Stálin: Só ida!




  1. A charge acima faz alusão




  1. ao avanço russo sobre a Capital alemã.




  1. ao pacto de não-agressão nazi-soviético.




  1. à entrada da Rússia na Tríplice Aliança.




  1. à prisão de Hitler pelo Exército Vermelho de Stálin.




  1. ao exílio de Stálin na Alemanha.



INSTRUÇÃO: Responder à questão 12 sobre a recente eleição na Grã-Bretanha com base no texto abaixo.
“Em maio de 1997, Tony Blair venceu as eleições na Grã-Bretanha e transformou-se no mais jovem primeiro-ministro do país neste século. A ascensão de Blair ao poder só foi possível depois de um gigantesco esforço para fazer o partido se tornar palatável à classe média e enfrentar o desafio tatcherista. ‘Convencido de que em tempos pós-modernos ideologia não ganha eleição’,Blair afastou o partido da tutela dos sindicatos, rebatizou-o, eliminou do programa a nacionalização dos meios de produção, quer a adoção de um salário mínimo (inexistente na Inglaterra) e acena com a criação de Parlamentos regionais na Escócia e no País de Gales.” ( Isto É, n. 1440, maio. 1997, p.139-141).

  1. A vitória de Tony Blair nas últimas eleições na Grã-Bretanha possibilitou o retorno ao poder dos



  1. Conservadores.




  1. Anarquistas.




  1. Social-Democratas.




  1. Trabalhistas.




  1. Comunistas.




  1. Entre o final do século XVI e meados do século XVII, organizou-se uma série de BANDEIRAS em direção ao interior do território brasileiro. A respeito dos objetivos dessas expedições sertanistas , pode-se afirmar que




  1. foram organizadas e patrocinadas pela Coroa Portuguesa, com o intuito de avançar a linha de Tordesilhas e aumentar o domínio territorial português.




  1. ocorreram em função das invasões holandesas, tendo sido organizadas pela Coroa Portuguesa com o objetivo de expulsar os invasores da Colônia.




  1. tiveram um importante papel no processo de interiorização da colonização portuguesa, visando à descoberta de minas de metais preciosos.




  1. possuíam um caráter exploratório, com vistas a penetrar no território brasileiro em busca de pau-brasil, importante produto de comércio português no início da colonização.




  1. tinham por objetivo catequizar indígenas e expandir a fé cristã, em apoio aos missionários jesuítas.

A partir do século XVIII, o sistema colonial português entra em sua fase final, devido a uma série de modificações ocorridas, tanto na Colônia quanto em nível externo.



Sobre as causas da crise do sistema colonial, relacionar os fatos da coluna da esquerda com seu respectivo significado na coluna da direita.



1 - Inconfidência Mineira

( )

força o retorno da família real a Portugal e tenta recolonizar o Brasil.

2 - Abertura dos portos às nações amigas

( )

determina a equiparação jurídica entre Brasil e Portugal, o que foi feito pelo Congresso de Viena.










3 - Elevação do Brasil a Reino-Unido de Portugal e Algarves

( )

defende idéias de liberdade e de República, contra a opressão fiscal exercida pela Coroa Portuguesa.










4 - Revolução Farroupilha

( )

propicia o rompimento do Pacto Colonial e o comércio direto entre o Brasil e outras nações, sobretudo a Inglaterra.










5 - Revolução do Porto
















6 - Guerra de Canudos









  1. A ordem correta dos números da coluna da direita, de cima para baixo, é



  1. 5 - 3 - 1 - 2




  1. 5 - 3 - 2 - 1




  1. 6 - 4 - 1 - 2




  1. 4 - 2 - 1 - 6




  1. 3 - 5 - 2 - 1



  1. O período conhecido como I Império (1822-1831) foi marcado por disputas e instabilidade política, sendo ainda uma etapa inicial da organização do Brasil independente. Dentre os fatores abaixo, não se pode citar como causa desses problemas


  1. a excessiva centralização e autoritarismo com que D. Pedro I conduzia o governo.



  1. os conflitos políticos entre os grupos brasileiro e português, visto que este último ainda dispunha de grande influência junto ao Imperador.



  1. o fechamento da Assembléia Constituinte

( 1823), gerando um clima de insatisfação entre os segmentos mais liberais da sociedade.



  1. a pressão exercida por setores do exército brasileiro que, após a abdicação, passaram a ter um importante papel no período regencial, inclusive forçando a eleição da Regência Una de Feijó.



  1. a manutenção de certos laços políticos ligando o Brasil a Portugal, pelo fato de D. Pedro I ser o herdeiro do trono português, o que gerava insatisfação no chamado grupo brasileiro.



INSTRUÇÃO: Responder à questão 16 sobre a economia cafeicultora, com base nas afirmativas abaixo.


  1. O café era produzido com o objetivo de exportação, sendo seu cultivo baseado em latifúndios monocultores e escravistas.



  1. A proibição do tráfico negreiro, a partir de 1850, pode ser vista como uma das causas da decadência das fazendas de café do Vale do Paraíba.



  1. O Oeste paulista, destacado produtor de café a partir de meados do século XIX, iria introduzir o trabalho livre nas fazendas, com o emprego de imigrantes.

O império brasileiro se viu fortalecido


economicamente, com o deslocamento do eixo

cafeicultor do Vale do Paraíba para o Oeste paulista, impedindo o crescimento Ella - Ella –


Mentiroso! Falso! Você me enganou outra vez

Mentiroso! Falso! Você me enganou outra vez

Elle - Ora bolas! Ha tantos annos que me conheces


  1. político de setores de oposição ao governo e dos movimentos republicanos.



  1. A introdução de imigrantes nas fazendas de café do Oeste paulista levou a uma redução na produção, visto que esses trabalhadores não tinham a mesma eficiência e técnica dos escravos, além de trabalharem menos horas diárias.


  1. A análise das afirmativas permite concluir que estão corretas apenas



  1. I - II - IV




  1. II - III - V




  1. I - III - IV




  1. I - II - III

  2. II - IV - V

INSTRUÇÃO: Responder à questão 17 com base na charge abaixo sobre a República Velha.
Ella - Mentiroso! Falso! Você me enganou outra vez

E
lle - Ora bolas! Ha tantos annos que me conheces



e ainda conservas illusões a meu respeito?


  1. A charge acima apresenta-se como uma ironia a uma das características mais constantes da República Velha,




  1. o respeito sistemático à Constituição republicana, motivo pelo qual esta é representada de forma grandiosa.




  1. a luta das mulheres pela reconquista do direito de voto, caracterizada pelo diálogo entre uma senhora e um homem, representando o sufrágio.




  1. a tentativa de restauração da monarquia, devido à desorganização do sistema republicano, representada pela Constituição rasgada.




  1. a opressão social exercida sobre as mulheres e legitimada pela Constituição, por isso a senhora é representada em gesto desesperador, sobre uma cama quebrada.




  1. a fraude eleitoral e o desrespeito às leis, caracterizados pela Constituição rasgada e pelo diálogo entre o homem, representante do sufrágio, e a senhora, desconsolada sobre a cama.
  1   2   3


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal