14-1 Ciclo de conversão de caixa



Baixar 211.63 Kb.
Página5/5
Encontro18.07.2016
Tamanho211.63 Kb.
1   2   3   4   5

Recomenda-se a implantação do plano, pois irá gera um lucro de $3.567,00
14-13 Float

Entradas diárias de caixa = $65.000

a)




Número de dias de demora

Tempo de permanência no correio


2,5

Tempo de processamento

1,5

Sistema de compensação bancária

3,0

Total

7,0

b)

Montante de caixa liberado com a redução do float de cobrança em 3 dias: $65.000 x 3 = $195.000



Economia que a empresa realizará com a redução de 3 dias no PMR:

0,11 x $195.000

=

$21.450

Taxa anual paga pela empresa para reduzir o float







16.500

Lucro por reduzir o float de cobrança







$4.950

É viável economicamente a empresa reduzir o float de cobrança porque o lucro anual bruto da iniciativa seria de $4.950.

14-14 Sistema de caixa postal

Redução do tempo com a adoção do sistema de caixa postal = 3 dias

Faturamento anual = $3.240.000

Taxa de retorno = 15%

Custo do sistema de caixa postal = $9.000

a)

Com o sistema de caixa postal, há a redução de 03 dias no período de cobrança de suas duplicatas.



Como a média de recebimentos diários é de $9.000 (= $3.240.000 x 360),

Redução do float com a adoção do sistema de caixa postal: $27.000 (=3 dias  $9.000/dia).

b)

Ganho anual devido a redução do float



0,15 x $27.000 = $4.050.

Uma vez que os ganhos anuais de $4.050, resultantes da redução do float, não superam o custo anual, a proposta de caixa postal não deveria ser implementada. Tal medida, se adotada implicaria numa perda líquida anual de:

$4.950 (= $4.050 - $9.000).

Por isso, não deve adotar o sistema.


14-15 Conta de saldo nulo

Saldo médio em conta específica para pagamentos = $420.000

Se adotar o saldo zero, o banco vai exigir, como compensação:


  1. Pagamento de uma taxa mensal de $1.000

  2. Manutenção de $300.000 numa conta de depósito sem remuneração

Custo de oportunidade da empresa = 12%

Benefícios (anuais)







Economias oriundas da adoção do saldo zero (0,12  $420.000)




$50.400

Menos: Custos (anuais):







Taxa cobrada pelo banco ($1.000 x 12)

$12.000




Custo de oportunidade pela manutenção de $300.000 numa conta de depósito sem remuneração (0,12 x $300.000)

$36.000

48.000


Benefícios líquidos anuais




$2.400

A empresa deve adotar o estabelecimento de uma conta de saldo zero, pois terá um benefício de $2.400 com a adoção.
RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS DE AUTO-AVALIAÇÃO

AA 14-1 Ciclo de conversão de caixa

Dados básicos:







Componentes

Situação Atual

Situação proposta

Período médio de pagamento (PMP)

10 dias

30 dias

Período médio de cobrança (PMC)

30 dias

30 dias

Idade média de estoques (IME)

40 dias

40 dias

Investimento anual no ciclo operacional = $18.000.000

01 ano = 360 dias

Ciclo de conversão de caixa (CCC) = IME + PMR - PMP


CCC Atual = 40 + 30 – 10 = 60 dias

CCC Proposto = 40+30-30 = 40 dias

Redução do CCC = 60 – 40 = 20 dias

Investimento diário = $18.000.000/360 dias = $50.000

Redução do investimento de recursos = $50.000 X 20 dias = $1.000.000

Aumento do lucro anual = $1.000.000 X 0,12 = $120.000


Entendendo o resultado:

O ciclo de conversão de caixa nos mostra quantos dias a empresa vai ficar à “descoberto”, ou seja, quantos dias necessitará de financiamento adicional para cobrir suas operações até o recebimento pelas vendas (tempo médio, lembre-se). O melhor para a empresa é que este período seja o menor possível, diminuindo a necessidade de recursos.

Neste exercício a empresa obtém uma redução de vinte dias, o que libera o montante de R$1.000.000. Se esse recurso for próprio, ela poderá aplicar este valor em títulos de curto prazo, obtendo um retorno (R$120.0000). Se for um empréstimo reduzirá o custo financeiro em R$120.000 (valor dos juros). Nos dois casos a empresa diminuirá a dependência por recursos, reduzindo assim o seu risco financeiro.
AA 14—2 Análise EOQ

a) Dados:

S=60.000 galões

O=$200 por pedido

C=$1 por galão por ano

Cálculo




EOQ=4.899 galões


b) Dados:

Prazo de espera = 20 dias

Consumo diário = 60.000 galões/360 dias

Consumo diário = 166,67 galões/dias

Cálculo:

Ponto de emissão de novo pedido = prazo de espera em dias X consumo diário

Ponto de emissão de novo pedido = 20 dias X 166,67 galões/dias

Ponto de emissão de novo pedido = 3.333,4 galões ou 3.334 galões



Entendendo o resultado:

O controle inadequado de estoques pode resultar tanto em estocagem insuficiente quanto em estocagem excessiva. A estocagem insuficiente resulta em fornecimentos ou vendas perdidos, clientes insatisfeitos e gargalos na produção; a estocagem excessiva absorve, desnecessariamente, fundos que poderiam ser mais produtivos em outra área. O objetivo global do gerenciamento de estoques é alcançar um nível de serviço satisfatório (isto é, ter os produtos certos, em quantidade suficiente, no lugar certo e no momento certo) e ao mesmo tempo manter um custo de manutenção do estoque dentro de limites razoáveis.

Neste exercício usamos o modelo do Lote Econômico (LEC ou EOQ) para medir o tamanho dos pedidos. Se a empresa fizer um pedido acima do EOQ ela terá um custo de manutenção de estoques maior (mais espaço para mais produtos), se por outro lado fizer pedidos menores terá um custo de compra maior (aumentará o número de pedidos no período).

A única forma de a empresa obter o equilíbrio entre estes dois custos é usando o pedido fornecido pelo EOQ.

Tão importante como saber quanto pedir é sabe o momento de pedir. Se o pedido não for feito no momento certo pode ocorre duas situações: (1) falta de insumos pela demora da entrega ou (2) excesso de insumos, devido a chegada antes da necessidade. Nos dois casos a empresa terá perdas.

Neste exercício o momento certo de fazer um novo pedido é quando o estoque de insumos chegar a 3.334 galões, com isso o novo pedido será entregue quando o atual está estiver zerado. É claro que podem ocorrer imprevistos, por isso é prática comum as empresas estabelecerem uma margem de segurança. Essa margem é dado por dias de consumo.

Exemplo: A Thompson Paint Company decide estabelecer sua margem de segurança em três dias de consumo, ou seja, 500 galões (3 X 166,67). Com essa margem de segurança a empresa poderá se precaver, se pedido junto aos fornecedores será quando seus estoques alcançarem 3.834 galões. [3.334 (ponto de ressuprimento) + 500 (margem de segurança)].
Obs.:

Façam um complemento ao exercício. Envie para tutor à distância alguns problemas que podem gerar problemas na entregar dos insumos.


AA 14 – 3 Relaxamento de padrões de crédito

Dados

Atual

Proposto

Concertos (unidades)

72.000

76.000

Preço unitário

$32,00

$32,00

Perdas nas vendas

1,00%

1,50%

PMR

40 dias

48 dias

Custo variável unitário (v)

$28,00

$28,00

Custo de oportunidade = 14 %

A empresa deve ver qual é o efeito combinado dessas mudanças sobre o lucro



1- Contribuição adicional aos lucros

(76.000 – 72.000) X (32-28)





$16.000,00



2- Custo do investimento marginal em contas a receber







Investimento médio de acordo com o plano proposto:



$283.733





Investimento médio de acordo com o plano atual:



224.000





Investimento marginal em contas a receber

59.733




Custo do investimento marginal em contas a receber (59.733 X 0,14)




($8.363)

3- Custo de perdas marginais com clientes







Perdas com clientes de acordo com o plano proposto

(0,015 X 32,00 X 76.000)



36.480




Perdas com clientes de acordo com o plano atual

(0,01 X 32,00 X 72.000)



23.040




Custo de perdas marginais com clientes




($13.440)










Prejuízo líquido proveniente da implementação do plano proposto




($5.803)

Recomendação: como se prevê um prejuízo líquido de $5.803 com o relaxamento dos pradões de crédito, o plano proposto não deve ser implantado.
Entendendo o resultado:

Este problema trabalha com três variáveis: volume de vendas (concertos de tapetes), aumento no prazo de recebimento e aumento nas perdas da vendas. Estas variáveis devem ser analisadas em conjunto para observar seus efeitos sobre o lucro da empresa.

A primeira variável (concertos) terá impacto direto no aumento da receita da empresa, pois mais concertos mais receita, porém devemos considerar o impacto adicional, ou seja, 4.000 de concertos adicionais. Por que isso? Tanto na situação atual como na proposta a estamos considerando os 72.000 concertos e considera-lo seria perda de tempo e aumento desnecessário de contas. Pelo mesmo motivo deve-se excluir o custo variável unitário, usando apenas a margem de contribuição unitária.

A segunda variável, aumento do PMR terá impacto no aumento dos valores a receber. Quando a empresa vende a vista o recurso vai direto para o caixa, porém quando a venda é a prazo terá que espera o vencimento para recebe. Quanto maior for esse prazo,maior será a necessidade de recursos adicionais para a empresa continuar operando, lembre-se que, na maioria dos casos, a empresa paga seus fornecedores antes de receber pelas suas vendas, por isso a necessidade de calcular o custo do investimento adicional em contas a receber.

A terceira variável, custo das perdas nas vendas, esta relacionada aos clientes que não pagarão suas contas, ou seja, é o custo da inadimplência para a empresa. Quanto maior a facilidade de crédito, mais pessoas poderão comprar, porém uma parcela desses clientes não conseguiram pagar. A empresa deve estimar este custo, mas somente do adicional, ou seja, $13.440. O nível atual de perda já esta incorporado no novo valor, levando a necessidade de considerar o extra.

Quando combina-se todas as variáveis, verificamos que o aumento de $16.000 nos lucros não cobrem o aumento dos custos com os créditos a receber e incobráveis.





1 Gitman, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. Ed. Pearson 10ª ed.

2 Gitman, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. Ed. Pearson 10ª ed.

3 Gitman, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. Ed. Pearson 10ª ed.



1   2   3   4   5


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal