2º Domingo do Advento c deus intervém na vida dos homens



Baixar 18.08 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho18.08 Kb.


Domingo do Advento C
Deus intervém na vida dos homens

Em Israel, as mulheres que perdiam o marido ou um filho ficavam inconsoláveis, vestiam-se com vestidos de luto, recusavam todas as palavras de conforto e deixavam de se arranjar perante a sociedade.

Ora, a 1ª leitura de hoje compara Jerusalém a uma viúva que viu partir para o exílio, o marido e os filhos que nunca mais tornaria a ver.
Mas Deus, pela boca do profeta Baruc, garante preparar o caminho do regresso de todos os filhos de Israel:

Deus "Abaixará os montes, encherá os vales, aplainará o chão, a fim de que Israel caminhe com segurança".


O Profeta Baruc dirige ao povo sofredor no exílio, uma profecia cheia de esperança e de vibrante alegria.

Apresenta o regresso à pátria como um novo "Êxodo", desde a terra da escravidão para a nova Jerusalém.


Advento é um tempo favorável também para o nosso "êxodo", para a nossa passagem por este mundo.

O Advento serve para nos lembrar que o Senhor continua a intervir nas nossas vidas, para realizar a sua obra de salvação, desde que saibamos acolher convenientemente a Sua Palavra.

Devemos desfazer-nos das cadeias que impedem a ação libertadora de Deus e que impedem o regresso à cidade nova da alegria e da liberdade.

Vamos todos pensar em "Quais são as escravidões que ainda nos prendem e nos impedem de acolher o Senhor que vem.


São Paulo, na 2ª leitura, manifesta a sua alegria ao ver que a comunidade de Filipos soube realmente acolher a Palavra de Deus e soube colaborar ativamente no anúncio do Evangelho.

Quem nos dera que as nossas comunidades soubessem fazer o mesmo.

.......
No Evangelho, São João Batista prepara os caminhos do Senhor, (isto é a vida pública de Jesus).

O Caminho de Jesus começou com João, no deserto.

Ele é o grande pregador do Advento, que ainda hoje nos ensina a preparar o Caminho de Jesus para o Natal.
João Batista foi o último profeta do Antigo Testamento a anunciar A PALAVRA DE DEUS.

Deus rompeu um longo silêncio de 300 anos sem profetas

e enviou o último profeta do Antigo Testamento: João Batista.

- Tudo começou no DESERTO...

O "Deserto", na História de Israel, lembrava muitas coisas:

Libertação... Purificação... Aliança... Esperança da Terra Prometida...

No tempo de Jesus, era para o deserto que se dirigia

quem queria repetir a experiência espiritual dos antepassados. Foi isto que aconteceu com João Batista: "Ele percorria toda a região do JORDÃO..."

Era ali que João Batista batizava, convidando o povo ao arrependimento dos pecados e à conversão.
O ANÚNCIO DE JOÃO BATISTA:

1º. Era um apelo de conversão:

"Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas...

todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixados..."

Este processo de conversão transportar-nos-á da terra da opressão para a terra nova da liberdade e da paz.

Só quem aceita percorrer esse "caminho" experimentará a "salvação de Deus".

2º. Era um anúncio de esperança: "Todos verão a salvação de Deus"...

A salvação é oferecida para todos os homens, também para nós...


O TESTEMUNHO DE JOÃO BATISTA:

1º. Preparou-se no "deserto":

O barulho das festas não é ambiente propício para anunciar

nem para ouvir o convite à penitência.

Para escutar a voz de Deus, é necessário criar um clima de silêncio, de escuta:

Temos de criar, na nossa vida, momentos de "deserto".
2º. Deu testemunho de desprendimento: manifestado na sobriedade no comer e no vestir: vestia peles de camelo

ecomia gafanhotos e mel silvestre...

João Batista fazia isto com espírito de sacrifício e penitência.
JOÃO APONTOU O CAMINHO A SEGUIR:

1º. Endireitai as Estradas: Nós nem sempre seguimos o caminho reto, indicado por Cristo: o caminho do amor, da doação, do serviço...

João Batista convida-nos a endireitar as estradas tortuosas e a percorrer o caminho reto que nos leva até Deus.



. Outro caminho apontado - Preenchei os Vales: Revendo nossa vida, descobriremos muitos vazios: muitos gestos, palavras, serviços, que deixamos de fazer... João Batista convida-nos a preencher esses vazios, esses vales...

3º. Outro caminho apontado - Aplainai os Montes: Abaixar nosso orgulho, a nossa auto-suficiência...

João Batista convida-nos a sermos mais simples e humildes, não nos julgando superiores e estando sempre dispostos a escutar.


Baruc e João Batista foram mensageiros de Deus para preparar os caminhos do Senhor aos homens do seu tempo...
Deus não se poderia servir também de nós,

para prepararmos os homens de hoje,

para a vinda de Cristo, no Natal deste ano?

......
Adaptado de

P. António Dalla Costa e

Homiliário Dominical






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal