21- certo 22- certo 23- errado



Baixar 65.19 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho65.19 Kb.





QUESTIONÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

QUESTÕES DE 21 A 50
GABARITO:

21- CERTO

22- CERTO

23- ERRADO

24- CERTO

25-ERRADO

26- CERTO

27- CERTO

28-ERRADO

29-ERRADO

30- A

31- A

32- E

33- D

34- B

35- A

36- C

37- A

38- B

39- A

40- D

41- B

42- E

43- E

44- B

45- C

46- E

47- D

48- A

49- C

50- C

Questões 21 a 29 (CESPE/UnB – MDS/2008 – Cargo 4/ Questões 42 a 50)
Os sistemas administrativos voltados para a gestão pública permitem a transparência na implementação das diversas ações do governo, possibilitando seu acompanhamento e avaliação, bem como a disponibilização das informações não privativas e não confidenciais para o governo como um todo e a sociedade (Internet: ). Com referência a esses sistemas, julgue os itens a seguir.
21 - O SIORG dota a administração pública federal de informações completas acerca de sua estrutura organizacional, com dados sobre as competências, as finalidades, a jurisdição, o histórico legal e os titulares dos órgãos do governo federal. O SIORG é um instrumento que permite a elaboração e o controle sistêmico de estruturas regimentais, estatutos, regulamentos e regimentos internos dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal. CERTO
22 - O desenvolvimento do SIASG vai ao encontro de uma política de governo eletrônico. O SIASG é constituído por módulos que realizam um conjunto de procedimentos do processo de compras e contratações, que permitem, entre outras ações, o cadastro de fornecedores e a sistematização e divulgação eletrônica de licitações. CERTO
Com referência ao empenho da despesa no orçamento público e ao acompanhamento da execução orçamentária pelo cidadão, julgue os itens subseqüentes.
23 - O empenho da despesa, no orçamento público, consiste na verificação do direito adquirido pelo credor ou entidade beneficiária, tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito. O empenho não cria obrigação, mas a reserva de dotação orçamentária para garantir o pagamento estabelecido no contrato entre o Estado e seus fornecedores. ERRADO
24 - A divulgação ao público, inclusive pela Internet, dos planos, orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias é um dos instrumentos da gestão fiscal. A transparência também é assegurada mediante incentivo à participação popular e à realização de audiências públicas, durante os processos de elaboração e discussão do PPA, da LDO e do orçamento. CERTO
A sugestão de um novo paradigma para pensar a reforma do Estado impõe a ruptura com os enfoques tecnocrático e neoliberal. O primeiro, ao priorizar o insulamento das elites estatais, a primazia do conhecimento técnico e o alijamento da política, tende a reforçar visões e práticas irrealistas porque calcadas na despolitização artificial dos processos de formulação e execução de políticas. O segundo, influenciado pela ótica

minimalista, enfatiza unilateralmente a redução do Estado, subestimando o papel do reforço e a revitalização do aparelho estatal para o êxito de suas políticas, bem como a relevância da intervenção governamental para preencher as lacunas existentes e levar o mercado a funcionar de forma eficiente, em consonância com um projeto coletivo. Finalmente, a proposta desse novo paradigma implica não só a redefinição do conceito dominante de autonomia estatal, como também o reforço dos mecanismos e procedimentos formais de prestação de contas ao público e a institucionalização das práticas de cobrança por parte dos usuários dos serviços públicos e dos organismos de supervisão e controle. Eli Diniz. Em busca de um novo paradigma: a reforma do estado no Brasil dos anos 90. In: São Paulo em Perspectiva. São Paulo, v. 10, n.o 4, p. 13-26, 1996 (com adaptações).


Tendo o fragmento de texto acima como referência inicial e considerando os conceitos da administração pública, julgue os itens.
25 - A organização burocrática é embasada no modelo racional legal de administração, exclusiva da área pública, sendo caracterizada pela racionalidade decorrente da objetividade das normas de julgamento; pela impessoalidade, que se revela nos métodos objetivos de selecionar e promover funcionários; e pelo grau de previsibilidade que proporciona aos dirigentes públicos. ERRADO
26 - A administração pública gerencial vê o cidadão como contribuinte de impostos e como cliente dos seus serviços. Os resultados da ação do Estado são considerados bons não porque os processos administrativos estão sob controle e são seguros, como quer a administração pública burocrática, mas porque as necessidades do cidadão-cliente estão sendo atendidas. CERTO
27 - Como corolário do plano diretor da reforma do aparelho de Estado foi instituído o programa nacional de publicização, buscando a maior eficiência do Estado e a excelência nos serviços públicos. O Poder Executivo poderá qualificar como organizações sociais pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, cujas atividades sejam dirigidas ao ensino, à pesquisa científica, ao desenvolvimento tecnológico, à proteção e preservação do meio ambiente, à cultura e à saúde. Esse processo é conhecido como publicização, no qual o Estado reduz a prestação direta de

serviços, mantendo-se como regulador e provedor, estabelecendo parceria com a sociedade para o financiamento e controle social na execução de serviços não competitivos ou exclusivos do Estado. CERTO


28 - A emergência do paradigma pós-burocrático, descrito em linhas gerais no texto em questão, é calcada na transição de um tipo burocrático de administração pública, rígido e ineficiente, para a administração gerencial, flexível e eficiente. Com isso, busca-se o fortalecimento da governance, ou seja, das condições sistêmicas mais gerais, sob as quais ocorre o exercício do poder em determinada sociedade, tais como as características do regime político, a forma de governo, as relações entre os poderes, os sistemas partidários, o sistema de intermediação de interesses, entre outras. ERRADO
29 - O modelo gerencial de gestão pública destaca-se pelo uso do balance scorecard na avaliação e no gerenciamento de projetos. O mapa estratégico dessa tecnologia gerencial permite avaliar a participação das partes interessadas na administração pública, assegurando que suas expectativas e necessidades sejam conhecidas e consideradas pelos gestores. ERRADO
30 (Fundação VUNESP – Esp. Ambiental I-SP/2008 – Gestão Gov. Meio Ambiente/ Questão 42) - No campo da Teoria das organizações, que busca regras ideais para reger as organizações, três autores da chamada Escola Clássica da Administração são destacados: Frederick W. Taylor, Henry Fayol e Max Weber. Tendo em vista os diferentes enfoques e metodologias desses autores, assinale a alternativa correta.

→ (A) Taylor foi o criador da Organização Científica do Trabalho e priorizou o estudo do tempo e dos movimentos num sistema de produção. CERTO

(B) Max Weber preocupou-se exclusivamente com a análise da estrutura hierárquica das organizações, sem considerar o tempo e os movimentos.

(C) Max Weber foi o pai da Organização Científica do Trabalho e se preocupou exclusivamente com o estudo do tempo e dos movimentos num sistema de produção

fechado ao meio ambiente.

(D) Taylor preocupou-se exclusivamente com a análise da estrutura hierárquica das organizações, sem considerar o tempo e os movimentos nas atividades de produção.

(E) Henry Fayol foi o criador da Organização Científica do Trabalho e se preocupou exclusivamente com o estudo do tempo e dos movimentos sem tratar dos aspectos

hierárquicos.



Questões 31 a 35 (Esaf – AFC-STN/2008 – Prova 1/ Gab. 2/ Questões 76 a 80)
31 - Para Max Weber, burocracia é a organização eficiente por excelência. Ele destaca que este modelo possui características que lhe são próprias e inúmeras vantagens em relação a outras formas. Entretanto, suas disfunções fazem com que o conceito popular seja exatamente o inverso. Analise as opções a seguir e marque a resposta correta.
i) A burocracia é baseada em características que têm como conseqüência a previsibilidade do comportamento humano e a padronização do desempenho dos participantes, cujo objetivo final é a máxima eficiência da organização. CERTO

ii) Weber viu inúmeras vantagens que justificam o avanço da burocracia sobre as demais formas de associação. CERTO

iii) A burocracia apresenta disfunções que têm como conseqüência a previsibilidade do funcionamento da organização. ERRADO

iv) Weber entendia que as características da burocracia contribuíam, em parte, para a segurança dos processos organizacionais. ERRADO

a) Estão corretos somente os enunciados i e ii. CERTO

b) Estão corretos os enunciados ii, iii e iv.

c) Estão corretos somente os enunciados i e iii.

d) Estão corretos os enunciados i, iii e iv.

e) Todos os enunciados estão corretos.
32 - O modelo atual de Administração Pública do Brasil enfrenta um grave problema: os servidores, quer sejam eles do nível gerencial ou não, têm a maior parte de seu tempo comprometida com atividades que são produtos do excesso de formalismo burocrático, o que faz com que percam de vista os objetivos das ações governamentais. A reversão deste quadro depende de uma mudança profunda na forma de administrar a coisa pública, cuja alternativa

mais viável é a implantação de um novo modelo de gestão baseado nos conceitos da administração gerencial.

Todos os enunciados a seguir são características da administração gerencial, exceto:
a) suas decisões e ações são orientadas para os resultados.

b) tem como foco as demandas dos clientes-usuários dos serviços públicos.

c) pressupõe uma instituição com seus corpos diretivo e funcional comprometidos com a missão institucional.

d) suas ações são baseadas no planejamento permanente e executadas de forma descentralizada e transparente.

e) pressupõe uma instituição orientada basicamente para processos e tarefas. CERTO
33 - De acordo com o Decreto-Lei 200, de 25 de fevereiro de 1967, as atividades da Administração Pública obedecerão aos seguintes princípios fundamentais:

i) Ação governamental que visa promover o desenvolvimento econômico-social do País e a segurança nacional.

ii) Atividade governamental responsável pela execução dos planos e programas de governo.

iii) Princípio que, ao ser implementado, libera o órgão da Administração Federal das atividades de rotinas de execução de tarefas de mera formalização de atos administrativos, para que possa concentrar-se nas atividades de planejamento, supervisão, coordenação e controle.

iv) Trata-se de instrumento de descentralização administrativa, com objetivo de assegurar maior rapidez e objetividade às decisões, situando-se nas proximidades dos fatos, público-alvo ou problemas.

v) Atividade da Administração Federal que deverá ser exercida em todos os níveis e órgãos, compreendendo, particularmente: chefia competente, órgãos próprios de cada sistema, com observância às normas e recursos (financeiros e bens).


(ESSA QUESTÃO FOI ANULADA PELA ESAF. O GABARITO A SEGUIR É ANTERIOR À ANULAÇÃO)

Os princípios descritos nos enunciados anteriores correspondem, respectivamente, a:

a) Controle, Planejamento, Coordenação, Descentralização, Delegação de Competência.

b) Descentralização, Controle, Planejamento, Coordenação e Delegação de Competência.

c) Coordenação, Controle, Planejamento, Descentralização e Delegação de Competência.

d) Planejamento, Coordenação, Descentralização, Delegação de Competência e Controle. CERTO

e) Delegação de Competência, Descentralização, Controle, Planejamento e Coordenação.
34 - Segundo Bresser Pereira (2001), a reforma gerencial de 1995 não se baseou na discussão com os neoliberais sobre o grau de intervenção do Estado na economia, pois

já havia um consenso sobre a inviabilidade do Estado mínimo e da necessidade de ação reguladora, corretora e estimuladora do Estado. O debate permeou três perguntas:

I. Quais são as atividades do Estado?

II. Que atividades, para as quais ainda não existe essa exclusividade, a sociedade e o Estado consideram necessário financiar (particularmente serviços sociais e científi cos)?

III. Quais as atividades empresariais, de produção de bens e serviços, para o mercado?
A essas três perguntas foi adicionado mais uma: Quais são as formas de propriedade ou de organização relevantes no capitalismo contemporâneo: apenas a propriedade privada e a estatal, ou haveria entre as duas uma terceira, a propriedade pública não-estatal, que assume cada vez maior importância nas sociedades contemporâneas?

A partir dessas perguntas e da dicotomia da administração burocrática/administração gerencial, foi possível construir o modelo da reforma baseado nos Estados modernos. Leia as assertivas a seguir e marque a opção correta.

i) Assim, os Estados modernos contam com um setor de atividades exclusivas do Estado, dentro do qual estão o núcleo estratégico e as agências executivas ou reguladoras, no qual a propriedade será, por definição, estatal. CERTO

ii) Assim, os Estados modernos contam com um setor social e científico, de atividades que não são exclusivas, mas que, dadas as externalidades e os direitos humanos envolvidos, exigem forte financiamento do Estado, no qual a propriedade deverá ser essencialmente pública não-estatal. CERTO

iii) Assim, os Estados modernos contam com um setor de produção de bens e serviços para o mercado, no qual a propriedade será privada. CERTO

iv) Assim, os Estados modernos contam com um setor de atividades exclusivas do Estado, dentro do qual estão o núcleo estratégico e as agências executivas ou reguladoras, no qual a propriedade será, por definição, pública não-estatal. ERRADO

v) Assim, os Estados modernos contam com um setor social e científico, de atividades que não são exclusivas, mas que, dadas as externalidades e os direitos humanos envolvidos, exigem forte fi nanciamento do Estado, no qual a propriedade será, por definição, estatal. ERRADO

a) Estão corretas as assertivas i, ii e iv.

b) Estão corretas as assertivas i, ii e iii. CERTO

c) Estão corretas apenas as assertivas i e iii.

d) Estão corretas somente as assertivas i e ii.

e) Estão corretas as assertivas i, ii e v.


35 - As mudanças no plano mundial enterraram a era liberal e promoveram o Estado corporativo, voltado para estimular a cooperação entre o capital e o trabalho. De acordo com Camargo (2001), no Brasil, no final do séc. XX, criou-se um novo federalismo democrático trino (presente nos três níveis de governo), que nasceu com a Constituição Federal de 1988, como um novo tipo de federalismo cooperativo.

São características desse tipo de federalismo, exceto:

a) comprometido com as oligarquias e o fortalecimento da classe política.

b) comprometido com a melhoria das políticas públicas no nível local.

c) comprometido com a redução das desigualdades sociais.

d) comprometido com parcerias entre os três níveis de governo.

e) comprometido com o fortalecimento da sociedade civil e da cidadania.
Questões 36 a 43 (Fundação VUNESP – Analista Judiciário – Mato Grosso/2008/ Questões 58 a 65)
36 - O repensar fundamental e a reestruturação radical dos processos administrativos que visam alcançar drásticas melhorias em indicadores críticos e contemporâneos de desempenho, como custos, qualidade, atendimento e velocidade, denominam-se

(A) downsizing.

(B) empowerment.

(C) reengenharia. CERTO

(D) just-in-time.

(E) controle total de qualidade.



37 - É necessário que o Estado, em suas três esferas, adapte-se ao cenário contemporâneo de forma a, cada vez mais, oferecer serviços de qualidade a parcelas crescentes da população.

Dentre as medidas que podem ser tomadas para alcançar esses objetivos, encontra-se a idéia de adotar e implementar estratégias de Gerenciamento de Projetos.

Assinale a alternativa que define apropriadamente as características de um projeto.
(A) A atividade tem começo, meio e fim previsíveis e programados; busca a solução de problema complexo e específico; apresenta elevada incerteza quanto aos resultados; inexorabilidade do prazo para a apresentação da solução; demanda conhecimentos multidisciplinares e diversidade de recursos e competências. CERTO

(B) A atividade tem começo, meio e fim previsíveis e programados; busca a solução de problema complexo e específico; apresenta baixa incerteza quanto aos resultados; inexorabilidade do prazo para a apresentação da solução; demanda conhecimentos multidisciplinares e diversidade de recursos e competências.

(C) A atividade tem começo, meio e fim previsíveis e programados; busca a solução de problema complexo e específico; apresenta baixa incerteza quanto aos resultados; prazos flexíveis e ajustáveis a cada etapa do projeto; demanda conhecimentos multidisciplinares e diversidade de recursos e competências.

(D) A atividade ocorre sob demanda e de acordo com necessidades emergenciais; busca a solução de problema complexo e específico; apresenta elevada incerteza quanto aos resultados; prazos flexíveis e ajustáveis a cada etapa do projeto; demanda conhecimentos multidisciplinares e diversidade de recursos e competências.

(E) A atividade ocorre sob demanda e de acordo com necessidades emergenciais; busca a solução de problema simples mas específico; apresenta baixa incerteza quanto

aos resultados; prazos flexíveis e ajustáveis a cada etapa do projeto; demanda conhecimentos multidisciplinares e diversidade de recursos e competências.


38 - Uma das primeiras tentativas de reformular a administração pública ocorreu durante o Estado Novo, quando Getúlio Vargas buscou criar uma elite burocrática, desvinculada da política partidária, devotada apenas aos interesses nacionais e que introduziria critérios de eficiência, economia e racionalidade na administração pública. Na época, a principal instituição responsável pela reforma da administração pública foi
(A) o Ministério da Administração e Reforma do Estado.

→ (B) o Departamento Administrativo do Serviço Público. CERTO

(C) o Ministério da Administração e Desburocratização.

(D) o Departamento de Administração e Recrutamento de Pessoal.

(E) o Gabinete da Presidência da República.
39 - A adoção de tecnologias de informação e comunicação tem propiciado ao setor público ganhos em eficiência, agilidade no processo administrativo, aumento da satisfação do cidadão, entre outros benefícios. Os impactos dessas tecnologias na estrutura administrativa são os seguintes:
(A) estruturas enxutas e com menor número de níveis hierárquicos, interligação dos gestores e melhor coordenação, tarefas menos burocráticas e mais flexíveis, aumento no nível de treinamento e qualificação dos profissionais, centralização ou descentralização dos processos decisórios. CERTO

(B) estruturas enxutas e com menor número de níveis hierárquicos, isolamento dos gestores e melhor coordenação, tarefas mais estruturadas e mais flexíveis, aumento no nível de treinamento e qualificação dos profissionais, centralização ou descentralização dos processos decisórios.

(C) estruturas alongadas e com maior número de departamentos, isolamento dos gestores e melhor coordenação, tarefas mais estruturadas e mais flexíveis, aumento no nível de responsabilidade e qualificação dos profissionais, centralização dos processos decisórios.

(D) estruturas alongadas e com maior número de departamentos, isolamento dos gestores e melhor coordenação, tarefas menos burocráticas e mais especializadas, aumento no nível de responsabilidade e qualificação dos profissionais, centralização dos processos decisórios.

(E) estruturas alongadas e com menor número de departamentos, isolamento dos gestores e melhor coordenação, tarefas menos burocráticas e mais especializadas, aumento no nível de responsabilidade e qualificação dos profissionais, descentralização dos processos decisórios.
40 - Num mundo caracterizado pela rápida mudança, complexidade e surpresa, os gestores não podem medir, prever ou controlar, segundo as maneiras tradicionais, as variáveis organizacionais e ambientais. Nesse sentido, o paradigma pós-burocrático tem sido incorporado pelos gestores e pelas estratégias organizacionais.
É característica desse paradigma:

(A) seleção baseada no treinamento específico.

(B) promoção com base no mérito e antiguidade.

(C) especialização com base no treinamento na organização.

(D) adoção de regras pragmáticas e temporárias. CERTO

(E) tratamento impessoal e universalista do cidadão.


41 - A partir da composição de variáveis como o nível de flexibilidade ou de controle e foco interno ou foco externo da organização, pode-se identificar quatro tipos de cultura organizacional e suas características:

TIPOS DE CULTURA:

I. Cultura de grupo

II. Cultura hierárquica

III. Cultura racional

IV. Adocracia


CARACTERÍSTICAS:

a. Flexível e orientada externamente.

b. Foco no controle e orientada externamente.

c. Foco no controle e na estabilidade e orientada internamente.

d. Flexível e orientada internamente.
Assinale a alternativa que associa corretamente cada tipo de cultura às suas respectivas características.

(A) I – a; II – b; III – d; IV – c.

(B) I – d; II – c; III – b; IV – a. CERTO

(C) I – b; II – a; III – c; IV – d.

(D) I – c; II – a; III – b; IV – d.

(E) I – c; II – d; III – a; IV – b.


42 - A escolha adequada da estrutura organizacional é um importante fator de sucesso de qualquer organização, seja ela pública ou privada. Apesar das particularidades inerentes às organizações públicas, a adoção de estruturas mais modernas e flexíveis é uma tendência irreversível e o gestor deve estar preparado para escolher entre estruturas como a funcional, divisional, matricial e em rede.
Assinale a alternativa que relaciona corretamente cada estrutura ao seu respectivo foco estratégico.

(A) Funcional: eficiência operacional; divisional: diversificação; matricial: inovação; rede: flexibilidade e adaptabilidade.

(B) Funcional: inovação; divisional: diversificação; matricial: flexibilidade e adaptabilidade; rede: eficiência operacional.

(C) Funcional: inovação; divisional: flexibilidade e adaptabilidade; matricial: diversificação; rede: eficiência operacional.

(D) Funcional: inovação; divisional: eficiência operacional; matricial: diversificação; rede: flexibilidade e adaptabilidade.

(E) Funcional: eficiência operacional; divisional: diversificação; matricial: flexibilidade e adaptabilidade; rede: inovação. CERTO


43 - A gestão estratégica é o processo de assegurar que uma organização possua e se beneficie do uso de uma estratégia organizacional adequada. Nessa definição, uma estratégia adequada é aquela que melhor atende às necessidades de uma organização em um determinado momento. A literatura sobre o gerenciamento estratégico aponta que o processo é composto de cinco etapas seqüenciais e contínuas. São elas:
(A) controle estratégico, formulação de estratégias, implementação de estratégias, análise ambiental e estabelecimento de uma direção organizacional.

(B) controle estratégico, análise ambiental, formulação de estratégias, implementação de estratégias e estabelecimento de uma direção organizacional.

(C) formulação de estratégias, controle estratégico, implementação de estratégias, estabelecimento de uma direção organizacional e análise ambiental.

(D) análise ambiental, implementação de estratégias, controle estratégico, estabelecimento de uma direção organizacional e formulação de estratégias.

(E) análise ambiental, estabelecimento de uma direção organizacional, formulação de estratégias, implementação de estratégias e controle estratégico. CERTO

Questões 44 a 50 (UnB/CESPE – AUGE/MG, Caderno ALFA. Cargo: Auditor Interno – Nível I, Grau A/ Questões 31 a 37)
44 - O Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado identificava, em uma perspectiva histórica, três formas básicas de administração pública, a saber:

A) administração pública clássica, administração pública burocrática e administração pública gerencial.

B) administração pública patrimonialista, administração pública burocrática e administração pública gerencial. CERTO

C) administração pública burocrática, administração pública pós-burocrática e administração pública gerencial.

D) administração pública patrimonialista, administração pública burocrática e administração pública republicana.

E) administração pública tradicional, administração pública burocrática e administração pública gerencial.



45 - Segundo o Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado, a reforma administrativa implementada pelo Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), a partir de 1937, baseava-se nos seguintes princípios:

A) simplificação e personalização de procedimentos, revisão de estruturas organizacionais e constituição de uma burocracia meritocrática nos moldes weberianos.

B) simplificação e padronização de procedimentos, revisão de estruturas programáticas e constituição de uma burocracia meritocrática nos moldes weberianos.

C) simplificação e padronização de procedimentos, revisão de estruturas organizacionais e constituição de uma burocracia meritocrática nos moldes weberianos. CERTO

D) simplificação e personalização de procedimentos, manutenção de estruturas organizacionais e constituição de uma burocracia meritocrática nos moldes weberianos.

E) simplificação e padronização de procedimentos, manutenção de estruturas organizacionais e constituição de uma burocracia patrimonialista nos moldes weberianos.


46 - A respeito da avaliação de programas e projetos governamentais, é correto afirmar que

  1. a avaliação de resultados, de natureza exante, visa aferir a efetividade do programa ou projeto avaliado.

  2. a avaliação da efetividade de um programa ou projeto visa aferir se as realizações ocorreram dentro do orçamento previsto e a custos compatíveis, enquanto a avaliação de eficiência visa aferir os impactos da ação do programa ou projeto sobre o seu público-alvo ou beneficiários.

C) a avaliação exante busca aferir os eventos já ocorridos e tomar decisões baseadas nestas informações, enquanto a avaliação expost visa orientar o planejamento do programa ou projeto objeto da avaliação, de forma a antecipar restrições e respectivas providências a serem tomadas.

D) a avaliação de resultado ou de impacto busca averiguar, fundamentalmente, o desempenho orçamentário/financeiro do programa ou projeto avaliado.

E) a avaliação de efetividade baseia-se fundamentalmente na verificação da evolução dos indicadores do programa ou projeto, enquanto a avaliação de eficácia baseia-se fundamentalmente na verificação da evolução das metas físicas do programa ou projeto avaliado. CERTO
47 - De acordo com a Lei n.º 9.790/1999 – Lei das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs), é correto afirmar que

A) as pessoas jurídicas de direito público podem qualificar-se como OSCIPs.

B) as sociedades comerciais podem qualificar-se como OSCIPs.

C) o deferimento ou indeferimento ao pedido de qualificação de uma organização como OSCIP é atribuição de competência do Ministério da Fazenda.

D) pessoa jurídica de direito privado que disponha dentre seus objetivos sociais a finalidade de promover a segurança alimentar e nutricional poderá, nos termos da Lei, qualificar-se como OSCIP. CERTO

E) uma organização social pode também ser qualificada como OSCIP.


48 - São princípios comuns às reformas gerenciais ou modelos pósburocráticos
A) o estímulo à melhoria na qualidade dos serviços públicos, a responsabilização dos agentes públicos e a transparência. CERTO

B) a centralização, a ênfase no controle dos meios e a responsabilização dos agentes públicos.

C) os serviços públicos orientados ao cidadão, a rigidez de procedimentos e de estruturas organizacionais e a meritocracia.

D) a ênfase no controle em detrimento dos resultados, a gratificação ao desempenho individual e organizacional e o empowerment.

E) a administração orientada para resultados, a nomeação para cargos públicos baseada fundamentalmente no livre provimento e a rigidez de normas e procedimentos.
49 - Entre os princípios e as diretrizes gerais do governo eletrônico no âmbito do governo Federal incluem-se

A) a promoção da cidadania, uma maior transparência dos atos governamentais e a ausência de intercâmbio com outros níveis de governo e outros poderes.

B) a racionalização no uso de recursos, a gestão do conhecimento e a desconsideração do legado de sistemas existentes.

C) o estímulo à inclusão digital, a promoção da utilização de software livre e a interoperabilidade. CERTO

D) o compartilhamento de conhecimentos estratégicos e o arcabouço integrado de políticas, sistemas, padrões e normas, bem como a unificação tecnológica de sistemas e software de um único fornecedor.

E) o estímulo à inclusão digital, a inexistência de compartilhamento de recursos entre órgãos públicos e a consideração do legado de sistemas existentes.


55 - O conceito de governança pública está mais adequadamente associado

A) ao grau de controle da variável política do governo.

B) à responsabilização dos agentes públicos.

C) às condições efetivas de manejo da estrutura administrativa do aparelho do Estado. CERTO



D) à efetividade na aplicação dos recursos públicos.

E) ao uso adequado da tecnologia da informação para dar publicidade aos atos governamentais.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal