264 Di Loreto, 0DM. (1997). Da adoção (e dos erros do pensar) ou dos erros do pensar (e da adoção). Psicologia em Estudo. 2, 1-33. Dobrianskyj, L. N. (1987). A importância da pesquisa para a psicologia



Baixar 26.16 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho26.16 Kb.
264

Di Loreto, 0DM. (1997). Da adoção (e dos erros do pensar) ou dos erros do pensar (e da adoção). Psicologia em Estudo. 2, 1-33.


Dobrianskyj, L.N. (1987). A importância da pesquisa para a psicologia. In: 11
Encontro Paranaense de Psicologia. Foi do Iguaçu. Anais... Curitiba. 1992,
p. 214-219.
Ezemhé. F. (1997). Circulation des enfants en Afrique: d’hier à aujourd’hui.
Le Journal des Psvchologues, 153, 48-53.
Feigelman, W. & Silverman, A R. (1984). The long-term effects oftransracial
adoption. Social Service Reviec 58. 588-602.
Freire, F. (Org.). (1991). Abandono e adoção!. Curitiba: Terre des Hoimnes.
Freire. F. (Org.). (1994). Abandono e adoção II. Curitiba: Terre des Honunes.
Freire. F. (1997). A adoção em Terre des Hommes. A Adoção em Terre de.s Hoinme.s, 100. 1-4.
Freston, Y.M. & Freston. P. (1994). A mãe biológica em casos de adoção: um
perfil da pobreza e do abandono. In Fernando Freire, Abandono e udo çao
II (pp.8I-94). Curitiba: Terre des Hommes.
Fuichiron, H. & Murat. P. (1988). Splendeurs et misêres de l’adoption. lo B.
Trillat (Org.), Abandon et adoption, Recue Auteneni’. 96, lévrier, 92-97.
Goffman. E. (1987). Manicômios, prisões e conentos. São Paulo: Perspectiva.
Gomes. A.C. & Weher. L.N.D. (1993). Auloconceito e expectativas de vida
em adolescentes institucionalizados e não institucionalizados. In: XXIII
Reunião Anual de Psicologia. Ribeirão Preto, Caderno de resumos p.205.
Gomide, P. 1 .C. (1990). O menor infrator a caminho de um novo tempo. Curitiba:
Juruá.
Granato, E. F. R. (1996). A adoção no Brasil na atualidade. Tese de Doutorado.
Universidade Mackenzie! Faculdade de Direito, São Paulo.
Guirado. M. (1986). Insíiíuiçïo e relações afetivas: o vinculo (0)1)0 abandono.
São Paulo: Summus.
Guirado, M. (1980). A criança e a Febemn, São Paulo: Perspectiva.
Hauser, J. & Weiller, D. 11. (1989). Tramté de Divil Ci ri!. Paris: Librarie Générale
de Droit ei Jurisprudence.

Idoem. (5 de novembro de 1997). Vio/encui e esperança. Folha de São Paulo.



ln,çtituto ineramnem-icano dei Niïio. Proteccion instiucional: la internacion de menores bolivia.
instituto interamericano dei Nião. La luta critica de los niíios de la calle a
partir de la experiencia peruana.
Instituto Interamericano (lei Nim’io. El maltrato social a los menores

institucionalizados Mexico.


instituto Interamericano dei Niïio. Fundación Ratiel Pombo Colomhia. La

exploitación de les derechos dcl nião cmi America Latina y sus causas. Jabor, A (1997). Sanduiclies de realidade. Rio de Janeiro: Objetiva.


Kallgren. C.A & Caudili, P. (1993). Current transracial adoption practices:
racial dissonance or racial awareness’? P.svchologicalReporrs. 72. 55 1-558.
Kóchc, J. C. (1985. Funda,miento.s de meiodologma científica. Porto Alegre:

VII 111111 )(IHAIIJ\ 265
Vozes.
Kolody, H. (1997). Luz infinita. Curitiba: Biblioteca Ucranianos em Curitiba.
Maldonado, M.T. (1995). Os caminhos do coração: pais e filhos adotivos. São
Paulo: Saraiva.
Marcílio, ML. (1997). A roda dos expostos e a criança abandonada na História
do Brasil — 1726-1950. In MC. de Freitas (Org.L História social da intóncia
no Brasil.
São Paulo: Cortez.
Marmitt, A. (1993). Adoção. Rio de Janeiro: Aide.
Motta. M.A.P. (1997). Adoção: algumas contribuições psicanalíticas. Direito
de Família e Ciências Humanas
c’aderno de Estudos, 1. 121-140.
Perrot, M. (Org.) (1995). História da vida privada 4: da Revolução Francesa
à primeira
guerra. São Paulo: Companhia da Letras.
Petrocinil, S. M. (1984). Menor abandonado: estudo comparativo de duas
diferentes
instituições. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade
Católica de Campinas.
Pilotti, F. J. (s/d. ) Manual de procedimentos para a formação dafómilia adotiva.
Montevideo: Instituto Interamericano da Criança (OEA).
Pilotti. F. & Rizzini. 1. (Orgs. (1995). A arte de governar crianças. Rio de
Janeiro: Instituto Interamericano deI Niflo. Editora Universitária Santa Ursula, Amais Livraria e Editora.
Presser. S.B. (1972). The historical hasckground of lhe American Law of
adoption. Journal of Fa,mlv Law 11, 443-5 16.
Provence. S. & Lipton. R. (1962). lnfànts in inslitutions. New York: Iniernational
University Press, 1962.
Rizzini. 1. (1985). A lnternaçáo de Crianças em Estabelecimentos de Menores:
Alternativa ou Incentivo ao Abandono? Espaço. Cadernos de Cultura da
USU, II.
17-38.
Rizzini, 1. (org) (1985). O menor em debate. Rio de Janeiro: Espaço. Cadernos
de Cultura da Universidade Santa Ursula.
Riizini. 1. (Org.) (1993). A crianca no Brasil hoje - desafio para o terceiro
milênio.
Rio de Janeiro: Editora Universitária Santa Ursula.
Ri,zini, 1. (1995). Deserdados da Sociedade: os “meninos de rua “da América
Latina.
Rio de Janeiro: Editora Universitária Santa Ursula.
Rizzini, 1. (1997). O século perdido. Rio de Janeiro: Amais/USU.
Rizzini. 1. & Altoé. 5. (1985). Sobre as relações afetivas nos internatos para
menores. Espaço, cadernos de Cultura da USU. II. 17-38111-125.
Roig, A.M. & Ochotorena. J.P. (1993). Maltrato v abandono cii la infancia.
Barcelona: ediciones Martínez Roca.
Samuels, S.C. (1990). Ideal adoption. New York: Insight Books.
Santos, N. P. F. (1988). Possibilidades de Satisfação na Adoção. Psicologia:
TeoriaePesquisa, 1988, 4(2), 113-128.
Schettini filho, L. (1994). Compreendendo o filho adotivo. Recife: Bagaço
Schreiner, G.N. (1997). Roteiro para a criação de um grupo de apoio à adoção.
São Paulo, não publicado.

266 vi - H IA

Vii 1h11 II )(,hlAi IA 267

Schreiner, G.N. (1998). 580 Sugestões de leitura sobre Adoção, abandono, institucionalização. São Paulo, não publicado.


Silietia, A (1996). El grito de los inocentes. Buenos Aires: Corregidor.
Silva, R.S.G. (1977). Institucionalização e desenvolvimento psicológico da criança. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo.
Silva. R. (1997). Os filhos do governo. São Paulo: Atica.
Skinner, B. F. (1971). Be,’ondfredo,n and dignitv. N ew York: AI fred A Knopf.
Smith, J. (1997). Realities of adoption. New York: Madison Books.
Terre des Hoimnes (Lausanne, Suisse). Le trafic d’enfants lié à l’adoption internationale: étude et propositions. Non publié.
Terreil, J. & Modeli. J. (1994). Anthropolog and adoption. American, Anthropologist, 96, 155-161.
Trindade, A.A. (1984). A realidade de meninos imistitucionalizados. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo.
Unicef (outubro 1996). Anólisis de situatión de la niiie: v la mujer bo/i’ianas. Bolívia: Unicef.
Unicef( 1997). The state ofthe workl ‘s children tocas on child labor. Oxtbrd New York: Oxford Univcrsity Press.
Vargas. MM. (1994). Adoção Tardia: Um Estudo do Processo de Adaptação Criança-Família. Dissertação de Mestrado. PU CCAM P.
Vargas. M.M. & Weber, L.N.D. i1996). Um Estudo Das Publicações Cientificas Internacionais Sobre Adoção resumo. XXVI Reunião Anual de Psico/oçm da Sociedade Brasileira de Psicoloçia. Caderno de Resumo, p. /)8_Ribeirão Preto, 23 A 27 de outubro
Weber, L. N. D. (1995). Família e Adoção. ln: X Congresso Latino-Americano de Psiquiatria da Infância e da Adolescência. Curitiba. Programa. p. 72.
Weber, L. N. D. (1996). Famílias adotivas e mitos sobre laços de sangue. Jornal Contato - C’RP-08, 79. Cad. Téc. N’ IS.
Weber, L. N. D. (1996). Enfants adoptmfs: des amours OU (les ennuis? Journal Internarional de Psvchologie - resumes dii XXVI Congres International de Psvchologie. Volume 31 . n° 3 e 4, p. 431 . Montréal. Canacla. 6 21 agosto. Edição: Union Internationale de Psychologie Scmentifique.
Weber, L.N.D. (1996). Children without family mn Brazil. XXVI C’ongrês international de Psvchologie. Montréal. 22.26 aoút.
Weber, L.N.D. (1997). Brésil: un drarne à grande échelle. Le Journal des Psvchologues, 153, 44-47
Weber, L.N.D. (1997). Critérios de seleção de pais adotivos: em discussão. Revista do Departamnento de Psicologia da UFPR. (no prelo)
Weber, L.N.D. (1997). O filho universal: um estudo comparativos de adoções nacionais e internacionais. C’adernos de Estudos de Direito de Família e
ciências Humanas.
(no prelo).
\Weber, L.N.D.; Gagno, A.P.; Cornélio, S.A. & Silva, M.L. (1994). Adoção:
pré-conceitos. conceitos e pós-conceitos. In: 46° Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da ciência, Vitória. Caderno de

Resumos. p. 854. XXIV Reunião Anual de Psicologia, Ribeirão Preto. Caderno de resumos p200.


Weber, L. N. D. & Cornélio, 5. A. (1995). Filhos adotivos: amores ou dissabores? Revista de Ciências Humanas. 4, 119-164.
Weber, L. N. D. & Kossobudzki. L. H. M. (1996). Filhos da solidão:
institucionalização. abandono e adoção.
Curitiba: Governo do Estado do Paraná.

A


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal