A assembleia legislativa do estado de são paulo decreta: Artigo 1º- fica instituído o “Dia da Igreja Batista



Baixar 149.43 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho149.43 Kb.
PROJETO DE LEI Nº 1113, DE 2011
Institui o Dia da Igreja Batista, no Estado de São Paulo.



A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:
Artigo 1º- Fica instituído o “Dia da Igreja Batista”, para homenagear os cidadãos evangélicos membros desta igreja em todo o Estado de São Paulo.
Parágrafo único - A data comemorativa do “Dia da Igreja Batista” será todo dia 20 do mês de março. Data que foi organizada a então "Igreja Batista de Santa Bárbara d'Oeste", hoje "Igreja Batista Memorial em Santa Bárbara d'Oeste". Este nome foi escolhido para "fazer memória" aos batistas pioneiros que se instalaram aqui há mais de 132 anos.
Artigo 2º - A presente lei entra em vigor na data de sua publicação.


JUSTIFICATIVA

Igreja Batista é uma denominação cristã caracterizada pela rejeição ao batismo infantil, optando em seu lugar pelo batismo de fé, sempre através da imersão. O nome é derivado de uma comissão para que os seguidores de Jesus Cristo fossem batizados, os batistas interpretam o batismo — imergir em água — como uma exposição bíblica e pública de sua . Enquanto o termo "batista" tem suas origens com osanabatistas, e às vezes foi visto como pejorativo, a denominação historicamente é ligada aos dissidentes ingleses, ou movimentos de anticonformismo do século XVI. O movimento batista surgiu na colônia inglesa na Holanda, num tempo de reforma religiosa intensa.

Os batistas tipicamente são considerados protestantes históricos. Alguns batistas rejeitam essa associação. A maioria das igrejas batistas escolhe associar-se com grupos que fornecem apoio sem controle. A maior associação batista é a Convenção Batista do Sul dos Estados Unidos, mas, há muitas outras associações de batistas no mundo. No Brasil, as maiores são a Convenção Batista Brasileira e a Convenção Batista Nacional.

As Igrejas Batistas formam uma família denominacional protestante de origem inglesa.

A história academicamente aceita sobre a origem das Igrejas Batistas é a sua incepção como um grupo de dissidentes ingleses no século XVII. A primeira igreja batista nasceu quando um grupo de refugiados ingleses que foram para a Holanda em busca da liberdade religiosa em1608, liderados por John Smith, um clérigo e Thomas Helwys, um advogado, organizaram em Amsterdã, em 1609 uma igreja de doutrinas batistas. John Smyth discordava da política e de alguns pontos da doutrina da Igreja Anglicana da qual ele era pastor após uma aproximação com os menonitas e, examinando a Bíblia, creu na necessidade de batizar-se com consciência e em seguida batizou os demais fundadores da igreja, constituindo-se assim a primeira igreja batista organizada. Até então, o batismo não era por imersão, só os batistas particulares por volta de 1642 adotaram oficialmente essa prática tornando-se comum depois a todos os batistas. A primeira confissão dos particulares, a Confissão de Londres de 1644, também foi a primeira a defender o imersionismo no batismo.

Depois da morte de John Smyth e da decisão de Thomas Helwys e seus seguidores de regressarem para a Inglaterra, a igreja organizada na Holanda desfez-se e parte dos seus membros uniram-se aos menonitas. Thomas Helwys organizou a Igreja Batista em Spitalfields, nos arredores de Londres, em 1612. A perseguição aos batistas e a outros dissidentes ingleses, fez com que muitos emigrassem. O mais famoso foi John Bunyan, que escreveu sua obra-prima O Peregrino enquanto estava preso. Nos Estados Unidos, a primeira igreja batista nasceu através de Roger Williams, que organizou a Primeira Igreja Batista de Providence em 1639, na colônia que ele fundou com o nome de Rhode Island, e John Clark que organizou a Igreja Batista de Newport, também em Rhode Island em 1648. Em terras americanas os batistas cresceram principalmente no sul, onde hoje sua principal denominação, a Convenção Batista do Sul, conta com quase 15 milhões de membros, sendo a maior igreja evangélica dos Estados Unidos.

Existem ainda outras teorias sobre a origem dos batistas, mas que são rejeitadas pela historiografia oficial. São elas a teoria de Sucessão Apostólica, ou JJJ (João - Jordão - Jerusalém) e a teoria anabaptista. Ambas são rejeitadas pelos historiadores batistas Henry C. Vedder e Robert G. Torbet. A teoria de sucessão apostólica postula que os batistas atuais descendem de João Batista e que a igreja continuou através de uma sucessão de igrejas (ou grupos) que batizavam apenas adultos, como os montanistas, novacianos, donatistas, paulícianos, bogomilos,albigenses e cátaros, valdenses e anabatistas. Os batistas landmarkistas utilizam este ponto de vista para se auto-proclamar única igreja verdadeira.

Essa teoria apresenta alguns problemas, como o fato que grupos como bogomilos e cátaros seguiam doutrinas gnósticas e o gnosticismo é contrário às doutrinas batistas de hoje. Também, alguns desses grupos que sobrevivem até o presente, igrejas como a dos valdenses (que desde a Reforma é uma denominação Calvinista) ou dos paulicianos, não se identificam com os batistas. A teoria anabatista é aquela que afirma que os batistas descendem dos anabatistas, que pregaram sua mensagem no período da Reforma Protestante.

O evento mais citado para apoiar essa teoria foi o contato que John Smyth e Thomas Helwys com os menonitas na Holanda. Todavia, além de em 1624 as cinco igrejas batistas existentes em Londres terem publicado um anátema contra as doutrinas anabatistas, também os anabatistas modernos rejeitam ser denominados batistas e há pouca relação entre os dois grupos.

Ambos grupos possuem algumas similaridades:



  • Crença no Batismo adulto e voluntário;

  • Visão do Batismo e da Ceia do Senhor como ordenanças;

  • Separação da Igreja e Estado.

Existem algumas diferenças entre os batistas e os anabatistas modernos (por exemplo os menonitas):

  • Os anabatistas normalmente praticam o Batismo adulto por aspersão e não por imersão como os batistas;

  • Os anabatistas são pacifistas extremos e se recusam a jurar;

  • Os anabatistas crêem em uma doutrina semi-nestoriana sobre a Natureza de Cristo, que não recebeu nenhuma parte humana de Maria;

  • Os anabatistas enfatizam a vida comunal enquanto os batistas a liberdade individual;

  • Os anabatistas recusam a participar do Estado, enquanto os batistas podem ser funcionários públicos, prestar serviço militar, possuir cargos políticos;

  • Os anabatistas crêem em um estado de "sono da alma" entre a morte e a ressurreição.

  • Por força da Guerra Civil Americana de 1865, confederados do Sul dos Estados Unidos (confederados estes que eram esmagadoramente da Igreja Batista), que apesar de se dizerem cristãos, eram a favor da escravatura, começam a buscar outras terras de potencial agrônomo. O Brasil é um dos países escolhidos, talvez por ter libertado escravizados afro-brasileiros somente em 1888, sendo o último país a fazê-lo na America. Logo, em 1867, grupos de estadunidenses que somaram mais de 50.000 pessoas desembarcam nos portos brasileiros em busca de refúgio, mão de obra escravizada e terra fértil, vasta e barata. Avançando para o continente, escolhem a cidade de Santa Bárbara d'Oeste, para adquirirem terras e fixarem residência. Entre os emigrados, a maioria professava o protestantismo e entre esses, muitos eram Batistas. Já em 1870 fizeram publicar um "Manifesto para Evangelização do Brasil." Tal manifesto, assim que publicado contou com assinaturas de PresbiterianosMetodistasCongregacionais e, por um Batista, o jovem Pastor Richard Raticliff, um dos emigrados, cuja família havia convertido através de Thomas Jefferson Bowne nos Estados Unidos. Em 1871, Batistas emigrados dos Estados Unidos organizam a Primeira Igreja Batista do Brasil em Santa Bárbara d'Oeste. Anos mais tarde, em 1879, outro grupo de emigrados faz surgir à segunda Igreja Batista em solo brasileiro em Santa Bárbara d'Oeste no bairro da Estação, onde atualmente se localiza a cidade de Americana.

  • Enquanto isto, no Recife o Missionário Batista William Buck Bagby participa da conversão do sacerdote católico, Antonio Teixeira de Albuquerque. Por causa de perseguição, Teixeira de Albuquerque tentou refugiar-se em Maceió, sua terra natal, mas acabou mais tarde escolhendo Capivari, no Estado de São Paulo. Vindo a conhecer os Batistas em Santa Bárbara d'Oeste, batiza-se, é ordenado pastor e ajuda a comandar a evangelização que se iniciava entre brasileirosfrancesesingleses e estadunidenses. Os Batistas de então, em Santa Bárbara d'Oeste, se unem para solicitar a Junta de Richmond, dos Estados Unidos, o envio de missionários ao Brasil. O trabalho de evangelização é intenso e brasileiros estão menos preconceituosos quanto à nova doutrina. Em 1881 chegam, William Buck Bagby e Ana Luther Bagby; Zacarias Taylor e Katarin Taylor. Os primeiros missionários são recebidos em Santa Bárbara d'Oeste e logo filiam-se à Igreja Batista existente e começam a estudar alíngua portuguesa, tendo Antonio Teixeira de Albuquerque como professor.

  • Pouco tardou para que os dois casais de missionários, unindo-se a Antonio Teixeira de Albuquerque rumassem para o Estado da Bahia, onde em 1882, com cartas de transferência das igrejas em Santa Bárbara d'Oeste, organizaram a Primeira Igreja Batista de Salvador. Em um ano aquela igreja já contava 70 membrosSalvador também possuía uma comunidade de estadunidenses que fugiram da Guerra de Secessão. O Pastor Antonio Teixeira de Albuquerque, casado, rumou a Maceió, onde organiza a Primeira Igreja Batista e prega para seus pais. A vida de Teixeira de Albuquerque foi curta, vindo a falecer aos 46 anos de idade. O Brasil não resiste às pressões sociais e políticas, internas e externas, vendo capitular o império, sendo proclamada a República, em 1889. Nela a liberdade religiosa estava consagrada na Constituição, ainda que, por enquanto, apenas no papel.

  • De Salvador, os missionários seguiram para outras capitais, plantando igrejas. De volta a São Paulo, com outros missionários recém-chegados foram organizando outras novas igrejas a partir de 1899 em São PauloJundiaíSantosCampinasSão José dos Campos. Já em 1904 eram 7 Igrejas Batistas no Estado de São Paulo. Essas, reunindo-se em Jundiaí, organizaram em 1904 a Convenção Batista do Estado de São Paulo, então chamada de União Baptista Paulistana. Em 1914, eclode a Primeira Guerra Mundial, que faria ferver até 1918toda a Europa. A Europa, destruída, vê muitos de seus habitantes saírem em busca de novas terras. O Brasil, e, principalmente o Estado de São Paulo, com um grande avanço na agricultura, (café, cana de açúcar e cereais) torna-se alvo de muitos desses europeus. Fugindo da guerra, aportam no Brasil muitos protestantes, somaram-se a eles as dezenas de casais de missionários dos Estados Unidos que continuavam chegando.

Doutrinariamente, os batistas possuem algumas particularidades:

  • Crença no Batismo Adulto por imersão - assim como os anabaptistas eles crêem que o batismo seja uma ordenança para as pessoas adultas (ordenança, para os batistas, é diferente de sacramento: deve ser obedecida, mas é apenas ato simbólico e não obrigatório para salvação), que deve ser respeitada a menos que o indivíduo não tenha oportunidade de ser batizado. A diferença em relação aos anabaptistas, é que os batistas praticam o batismo por imersão.

  • Celebração das ordenanças do batismo e também da ceia memorial (não-sacramental), repetindo o gesto de Cristo e os apóstolos ("fazei isso em memória de mim") partilhando-se o pão e o vinho entre todos os membros da Congregação.

  • Separação entre Igreja e Estado - antes mesmo do Iluminismo, já havia a consciência da separação entre Igreja e Estado entre os batistas.

  • Liberdade de Consciência do Indivíduo - o crente deve escolher por sua própria consciência a servir a Deus, e não por pressão estatal ou de Igreja Estabelecida.

  • Autonomia das Igrejas locais - como os batistas originaram do Congregacionalismo, enfatizam a autonomia total das comunidades locais, que podem agrupar-se em convenções. A exceção são os Batistas Reformados, que se originaram do calvinismo Presbiterianismo e dos Batistas Episcopais, que surgiram de missões anglicanas no Zaire.



Em termos de organização, a maior parte das igrejas batistas operam no sistema de governo congregacional, isto é, cada igreja batista local possui autonomia administrativa, regida sob o regime de assembléias de caráter democrático. Entretanto, a grande maioria das igrejas batistas são associadas a "convenções", que são, na verdade, associações de igrejas batistas que procuram auxiliar umas às outras em diversos aspectos, como jurídico, financeiro e formacional (criação de novas igrejas). Essas associações não possuem qualquer poder interventor nas igrejas, pois uma das características da maioria dos batistas é a autonomia de cada igreja local.

Os batistas tradicionalmente evitaram o sistema hierárquico episcopalista como é encontrado na Igreja Católica Romana, Anglicana e entre outras igrejas, como entre os metodistas. Todavia, existem variações entre grupos batistas, como a Igreja Episcopal Batista (de governo, obviamente, episcopal), presente em vários países da África e a Igreja Batista Reformada, de governo presbiterial.



- ALGUMAS IGREJAS BATISTAS POR CIDADES, DENTRO DO ESTADO DE SÃO PAULO e BRASIL:

 

Americana

  IGREJA BATISTA MEMORIAL DE AMERICANA

  IGREJA BATISTA CIDADE DE AMERICANA

 

Araçatuba

  1º IGREJA BATISTA DE ARAÇATUBA

 

Araraquara

  TERCEIRA IGREJA BATISTA EM ARARAQUARA

  PRIMEIRA IGREJA EVANGÉLICA BATISTA DE ARARAQUARA

  SIEBA - SEGUNDA IGREJA BATISTA EM ARARAQUARA

  TERCEIRA IGREJA BATISTA EM ARARAQUARA

  IGREJA BATISTA SHALOM - RESTAURAÇÃO CRISTÃ

 

Araras

  IGREJA BATISTA BETEL

 

Atibaia

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE ATIBAIA

IGREJA BATISTA FILADELFIA

 

 Bragança paulista



  IGREJA BATISTA ÁGAPE

  IGREJA BATISTA DE BRAGANÇA PAULISTA

 

Barretos

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM BARRETOS

  

Bauru

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE BAURU

  IGREJA BATISTA BEREANA

  IGREJA BATISTA DO ESTORIL

  IGREJA BATISTA REDENTOR EM BAURU

   


Campinas

  IGREJA BATISTA NOVA JERUSALÉM

  PIBC - PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE CAMPINAS

  RANCHO PAUMAR - IGREJA BATISTA ÁGAPE

IGREJAS DA CONVENÇÃO

  IGREJA BATISTA CENTRAL DE CAMPINAS

 FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE CAMPINAS




Caçapava

  BATISTA DA COLHEITA EM CÉLULAS


Carapicuíba

   IGREJA BATISTA EM VILA MARCONDES

 

Catanduva

  IGREJA BATISTA EM CATANDUVA

 

Diadema

  IGREJA BATISTA NACIONAL - DIADEMA

  IGREJAS DE DIADEMA

  BATISTA DO POVO

  IGREJA BATISTA REGULAR EM DIADEMA

  ASSOCIAÇÃO DAS IGREJAS BATISTAS DO GRANDE ABC

 

Fernandópolis

  MINISTERIO COM FAMILIAS

 

Guarulhos

  IGREJA BATISTA DA PONTE GRANDE GUARULHOS

  BATISTA DO POVO

 

Hortolândia

  IGREJA BATISTA CENTRAL DE HORTOLANDIA

  IGREJA BATISTA MONTE SIÃO

 

Itapetininga

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM ITAPETININGA

 

Itu

  IGREJA BATISTA BETÂNIA

 

Jaboticabal

  IGREJA BATISTA LIVRE DE JABOTICABAL

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM JABOTICABAL

 

Jales

  OS LEVITAS

  1º IGREJA BATISTA DE SÃO FRANCISCO

 

Jundiaí

  IGREJA BATISTA DE JUNDIAÍ - VENTO DO ESPÍRITO

  IGREJAS

  PIBJ - PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE JUNDIAÍ

  IGREJAS DE JUNDIAÍ

  IGREJA BATISTA MEMORIAL DE JUNDIAÍ

  PIBJ

 

Limeira

  IGREJAS DE LIMEIRA

  IGREJA BATISTA DA BÍBLIA

  TERCEIRA IGREJA BATISTA DE LIMEIRA

  IGREJA BATISTA CENTRAL

 

Matão

  1ª IGREJA BATISTA NO MATAO

 

Mauá

  IGREJA BATISTA ÀGUA VIVA

   IGREJAS DE MAUÁ

 

Nova Odessa

  1ª IGREJA BATISTA DE NOVA ODESSA

 

Osasco

  IGREJA BATISTA CENTRAL DE OSASCO

  IGREJAS DE OSASCO

  SIBO - SEGUNDA IGREJA BATISTA DE OSASCO

  IGREJA BATISTA REGULAR

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE OSASCO

 

Ourinhos

IGREJA BATISTA INDEPENDENTE

 

Paulínia

  IGREJA BATISTA CENTRAL DE PAULÍNIA

 

Pindamonhangaba

  IGREJAS E TEMPLOS

  IGREJA BATISTA DA LIBERDADE

 

Praia Grande

  IGREJA BATISTA ESPERANÇA

 

Piracicaba

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE PIRACICABA

 

Presidente Prudente

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE PRESIDENTE PRUDENTE

  IGREJA BATISTA BEREANA

 

Ribeirão preto

  IGREJA EVANGÉLICA BATISTA NOVA ALIANÇA

 

Rio Claro

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM RIO CLARO

 

Santana de Parnaíba

IGREJA BATISTA BUSCANDO JESUS

Santa Barbara D´oeste

1ª IGREJA BATISTA NO BRASIL



Santo André

  IGREJA BATISTA CENTRAL

 

São Bernardo do Campo

  IGREJAS & TEMPLOS DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

  IGREJA BATISTA SÃO BERNARDO

  IGREJA BATISTA MONTE SINAI

  ASSOCIAÇÃO DAS IGREJAS BATISTAS DO GRANDE ABC

 

São Caetano do Sul

  ASSOCIAÇÃO DAS IGREJAS BATISTAS DO GRANDE ABC

  PRIMEIRA BATISTA DE SÃO CAETANO DO SUL

  1ª IGREJA BATISTA FILADÉLFIA EM SÃO CAETANO DO SUL

 

São Carlos

  PIBSC - PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE SÃO CARLOS

 

São José dos Campos

  IGREJA BATISTA DA GRAÇA EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

 

São José do Rio Preto

  IGREJA BATISTA APOSTÓLICA DA PAZ

  IGREJA BATISTA NOVO TEMPO

 

São Vicente

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM SÃO VICENTE

 

Santos

  IBNJS - IGREJA BATISTA NOVA JERUSALÉM DE SANTOS

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE SANTOS - PIBS

 

Serra Negra

  PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM SERRA NEGRA

  IGREJA BATISTA MEMORIAL EM SERRA NEGRA

 

Sorocaba

  IGREJAS BATISTA BOAS NOVAS - SOROCABA

  IGREJA BATISTA INDEPENDENTE DE SOROCABA

 

Sumaré

  IGREJA BATISTA PEDRA VIVA

 

Taubaté

  V IGREJA BATISTA EM TAUBATÉ - CELEBRANDO JESUS

  IGREJAS FILHAS E CONGREGAÇÕES

 

Votuporanga

   IGREJA BATISTA NOVA VIDA


Portal da Convenção Batista Brasileira
Igreja Batista - Wikipédia
Igreja Batista da Lagoinha
Igreja Batista - Guia de Protestantismo
Igreja Batista da Liberdade
Igreja Batista do Morumbi
IGREJA BATISTA CENTRAL
Convenção Batista Fluminense
Primeira Igreja Batista em Patos
Igreja Batista de Montese - Fortaleza - CE
PIBN:: Primeira Igreja Batista de Niterói
PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE TAKAOKA JAPÃO
Igreja Batista Regular
Igreja Batista Shalom
Segunda Igreja Batista em Palmas
Primeira Igreja Batista de Cruzeiro do Sul
Segunda Igreja Batista Nacional - Vilhena - RO
IBF - Igreja Batista de Fagundes
Igreja Batista Independente em Pato Branco - Principal
CIBIPAR - Convenção das Igrejas Batistas Independentes do Paraná
Igreja Batista Getsêmani
Igreja Batista Itatiaia
Igreja Batista XV de Novembro em Nilopolis
Terceira Igreja Batista em Araraquara
Primeira Igreja Batista de Buri
Igreja Batista do Caminho
1ª IGREJA BATISTA RHEMA DE FORTALEZA
IBBR :: Igreja Batista de Bom Retiro
Igreja Batista Planalto Caucaia
IBVM - Igreja Batista de Vila Mariana
IGREJA BATISTA DA SERRA
IGREJA EVANGÉLICA BATISTA NO ALTO DA MOOCA
Associação das Igrejas Batistas do Grande ABC
Terceira Igreja Batista em Araraquara
IBB :: Igreja Batista do Bacacheri
igreja « :: Igreja Batista Renascer
Igreja Batista de Pau dos Ferros
IBC Ilha do Governador - AIBIG - Igrejas Batistas
Primeira Igreja Batista de Juiz de Fora / MG
Igreja Batista Regular de Marilândia do Sul - Pr.
Igreja Batista do Cambuí
Adoreis.net - Igreja Batista no Meier
CBPE - Convenção Batista de Pernambuco
Comunidade Batista do Rio de Janeiro
Igreja Batista Memorial em Santa Bárbara d'Oeste

Igreja Batista Betel - Canoas RS

Igreja Batista da Orla de Niterói

1º Igreja Batista de Araçatuba

Igrejas Batistas

Igreja Batista Central de Bicas

Quarta Igreja Batista do Rio de Janeiro

Igreja Batista Memorial da Tijuca - Missões

Igreja Batista Nacional Shalon Lambari-MG

Primeira Igreja Batista em Itaquera

Primeira Igreja Batista de Vitória

Igreja Batista Independente - Venâncio Aires-RS

1º Igreja Batista em Taquaralto

IGREJA BATISTA EM JARDIM ICARAI

Igreja Batista Maranata

Primeira Igreja Batista Bíblica de Vitória da Conquista

Igreja Batista Independente de Cascavel - PR

Primeira Igreja Batista em Ladário

Igreja Batista do Braga

Igreja Batista da Agulha

Igreja Batista de Bragança Paulista

Primeira Igreja Batista em Cobilândia

Igreja Batista Esperança

Convenção Batista Baiana

Primeira Igreja Batista N.Friburgo

Igreja Batista Gênesis

IBP | Igreja Batista da Paz

Primeira Igreja Batista do Pará

Igreja Batista Bíblica em Três Lagoas

Igreja Batista Nacional Bereana

Igreja Batista em Perdizes

Igreja Batista Central do Rio de Janeiro

Igreja Batista Metropolitana

Batistas do Estado de Minas Gerais

1ª Igreja Batista Filadélfia em São Caetano do Sul

Segunda Igreja Batista

IGREJA BATISTA DA SERRA

Igreja Batista Filadélfia

Primeira Igreja Batista em Albano Franco

Igreja Batista da Liberdade

IBCT : Igreja Batista Central de Taguatinga

Primeira Igreja Batista de Ponta Grossa.

Primeira Igreja Batista em Teresina

Igreja Batista Central de Osasco

Igreja Batista Reconciliação

Igreja Batista Betel Nacional Belo Vale -

Igreja Batista União

Igreja Batista Sião

Igreja Batista Brasileira em Basel

PIBJO – Primeira Igreja Batista do Jardim das Oliveiras

Os Batistas
IBBN - Igreja Batista Boas Novas

Igreja Batista-Cura
IGREJA BATISTA NACIONAL VIDA E PAZ EM ACARI

Convenção Batista do Estado do Espírito Santo

Igreja Batista Central em Teresópolis

Igreja Batista Betânia - João Pessoa

Convenção batista fluminense

Pastores - Igreja Batista Filadélfia de Vila Maria

Igreja Batista em Perdizes

IBPP - IGREJA BATISTA PONTA DA PRAIA

Igreja Batista Litoral Ágape

Primeira Igreja Batista em Dourados/MS

Convenção Batista Acreana

Primeira Igreja Batista em Itupeva: Missões Nacionais em Juazeiro

Igreja Batista Central de Campinas

Primeira Igreja Batista Bíblica de Cidade Ademar

Igreja Batista Internacional da Restautação - Vida

1º Igreja Batista em Taquaralto

Primeira Igreja Batista de Rio Bonito

Igreja Batista Nova Jerusalém - Pacto das Ig. Batistas

Primeira Igreja Batista de Pelotas - Content

1ª Igreja Batista Independente de Uberaba - MG

Acampamento de Adolescente Batista

ANEB

ABM - Associação Batista Mageense

Primeira Igreja Batista de Piracicaba

PIBCO - Primeira Igreja Batista em Cidade Operária

PIBB - Primeira Igreja Batista de Brasília

Igreja Batista Vale de Bênção

PIB - Primeira Igreja Batista de Ponta Porã

Primeira Igreja Batista de Santa Fé do Sul – Batista fé

BATISTA DO POVO

Primeira Igreja Batista de Pelotas

PIBIS - Primeira Igreja Batista em Itapecerica da Serra



(fontes: www.batistamemorial.org.br, www.bepeli.com.br, www.wikipédia.com.br)
Pela relevancia e importancia desse Projeto, apresentamos a presente propositura e contamos com os nobres Pares para aprovação da presente proposição.


Sala das Sessões, em 28/11/2011


    1. José Bittencourt - PSD





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal