A desumanidade na História



Baixar 4.21 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho4.21 Kb.
A Desumanidade na História

Episódios cada vez mais brutais e violentos expostos pela mídia induzem a sociedade ao pensamento de que o mundo se torna gradativamente mais violento. Agora, para tocar as pessoas, não basta um mero delito, é preciso um crime hediondo e sangrento. Mas esse comportamento não é novo, a violência sempre exerceu certo fascínio no ser humano.

Quando se fala em desumanização das pessoas, passa-se a falsa e equivocada idéia de que se trata de um fenômeno recente. Na realidade, o Homo Sapiens - de uma maneira geral – nunca foi uma espécie muito adepta da paz. Para chegar a essa conclusão, basta interar-se um pouco na história. Ora, não parece muito sensível e fraterno assassinar 6 milhões de pessoas pelo simples fato de elas terem outra identidade étnico cultural, como no Holocausto; ou queimar vivo um ser humano por ele não seguir estritamente os dogmas de uma religião, tal qual ocorreu na Inquisição. Não foi na atualidade que a ou o sofrimento alheio passaram a ser banalizados, eles sempre o foram.

A sociedade, ao contrário do que se pensa,tem cada vez mais sensibilidade diante da violência. Uma prova disso é que para um governo colocar em prática alguma ação agressiva, como a invasão americana no Iraque, é preciso uma justificativa muito convincente. Para a violência ser aceita, ela necessita ser justificada. Talvez isso seja irrelevante para os que sofrem a tal agressão, mas quando se percebe que, não muito tempo atrás, atos desumanos nem ao menos eram motivo de crítica, percebe-se que há, sim, uma mudança no comportamento das pessoas.



A sociedade, portanto, não passa por um processo de desumanização, o que ocorre é o inverso. Chega-se facilmente a esse consenso ao analisar a trajetória da humanidade no decorrer de sua existência. Não nos deixemos enganar pela mídia sensacionalista, que se importa com o “aqui e agora”; falar em atual desumanidade das pessoas pressupõe uma passado mais pacífico e terno. Algo que a história nos prova se uma descarada mentira.

Aluno do Mano 1° semestre 2010


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal