A freguesia de Santa Luzia



Baixar 17.41 Kb.
Encontro23.07.2016
Tamanho17.41 Kb.
A Freguesia de Santa Luzia
A escola Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva fica localizada na freguesia de Santa Luzia, mais propriamente, no Caminho do Comboio, actual Rua do Comboio.

O Caminho do Comboio é um caminho muito antigo e íngreme, cheio de tradições. Como o nome indica foi outrora o canal onde circulava o comboio que, em linha recta, subia até ao Monte. Hoje, embora esse serviço já não exista pode, ao descer-se este caminho a pé ou de automóvel, desfrutar-se de uma das melhores vistas do Funchal.





Dados da Freguesia1:
Área da freguesia: 1,34 Km2

Total de habitantes: 6 695

Nº de habitantes por km2: 4 996,3 Hab./Km2
Como referimos anteriormente, Santa Luzia é uma das freguesias do Concelho do Funchal. Esta freguesia possui uma área de 1,34 Km2 e uma densidade populacional de 4 996,3 habitantes/ Km2. O actual número de eleitores ronda os 6 1442.

A freguesia localiza-se a uma latitude 32.65 (32º39’) Norte e a uma longitude de 16.9 (16º54’) Oeste, encontrando-se a uma altitude de 88 metros.

Limites da freguesia
Há cerca de quatro décadas, Santa Luzia viu o seu território a ser reduzido, devido à criação da freguesia do Imaculado Coração de Maria.

Actualmente os limites da freguesia passam pelas seguintes ruas: Torrinha, Levada de Santa Luzia, Torreão, Comboio, 31 de Janeiro, Bom Jesus, João de Deus, Hortas e Conceição, para além da rua do Comboio.

À semelhança de quase todas as freguesias do Funchal, a divisão de Santa Luzia é mais conhecida pelas ruas predominantes do que pelos nomes dos sítios. No entanto, os principais são os seguintes: Sítio da Ribeira de João Gomes, sítio da Pena e Alto da Pena.
Enquadramento histórico
A localidade foi formada por terrenos anteriormente pertencentes às freguesias da Sé e do Monte. Segundo reza o “Elucidário Madeirense”, reconhecida a necessidade de descongestionar a Sé duma parte considerável dos seus fogos para uma melhor regularização dos serviços paroquiais, foi a capela de Santa Luzia, situada numa eminência da margem esquerda da ribeira do mesmo nome escolhida para servir de sede à nova Paróquia, criada por Alvará régio em 28 de Dezembro de 1976.

A freguesia teve ao longo do tempo infra-estruturas importantes. Destacam-se a estação central e principais instalações do Caminho de Ferro do Monte, para além da fábrica do Torreão, cuja edificação ainda é uma realidade nos nossos dias.
Actividades económicas
A população da freguesia exerce funções em variadas actividades. Desde o Comércio, à Indústria passando, também, por pequenos focos de agricultura (predominantemente frutas, semilhas e batatas), designadamente na parte do centro-norte de Santa Luzia.
Festas e romarias
Mas, à boa maneira madeirense, nem só do trabalho vive a população de Santa Luzia. E para o desfruto de momentos de alegria e de culto subsistem várias festas religiosas, muitas destas desde a fundação da localidade. É o caso da festa de Nossa Senhora das Dores, celebrada na “sexta-feira antes da Sexta-feira Santa.

Existe, ainda, a festa da Vera Cruz que é, também, muito antiga, à semelhança da comemoração do Santíssimo Sacramento e da Celebração do Espírito Santo. De salientar, ainda, a festa de Santa Luzia, celebrada em Dezembro, que consegue reunir um número assinalável de fieis. O templo tem uma imagem desta Santa adquirida em 1740.

Os habitantes da freguesia possuem, igualmente, locais propícios para gozarem uma boa vista sobre a cidade do Funchal. O Alto da Pena é apenas um exemplo.

Grande parte da população da freguesia faz diariamente uma “romaria” de e para o centro do Funchal. Os motivos são vários, desde ocupações profissionais até aos passeios de fim de tarde de fins-de-semana.
Património
À semelhança de outras freguesias da Madeira, Santa Luzia congrega no seu espaço habitações singelas e outras onde a sumptuosidade domina. Por exemplo, na artéria denominada por Silvestre Quintino de Freitas, predomina uma série de casas muito bonitas, que conjuga uma óptima arquitectura com a imponência.

Por outro lado, existem outras habitações simples, de pessoas com parcos recursos. Por isto, a freguesia pode, também, ser caracterizada como dotada de assimetrias.

Ainda no campo da habitação é de salientar a construção mais ou menos recente de alguns complexos habitacionais, designadamente na parte sul da freguesia, próximo do coração da cidade, que tem servido de moradia para muitas famílias, algumas oriundas de Santa Luzia.

Existem, também, algumas quintas embora muito menos do que antigamente. Isto porque há algumas décadas, as famílias mais abastadas e que trabalhavam no centro do Funchal, adquiriam propriedades nesta localidade, visando descansar em altura de férias ou nos fins-de-semana.

Esta localidade, também, já foi fértil em capelas. Actualmente, apenas, subsistem a do Descanso e a da Encarnação. No amplo espaço territorial que fazia parte desta freguesia desde a sua fundação, apesar de já não existirem, é de salientar a construção das capelas de São Francisco Xavier, Nossa Senhora da Boa Viagem, Nossa Senhora da Pena, Nossa Senhora do Vale, Nossa Senhora dos Prazeres e Nossa Senhora da Consolação.
Rede escolar
Santa Luzia é uma das freguesias do Funchal que mais escolas congrega no seu espaço territorial. O que, tendo em conta tratar-se de uma localidade posicionada fora do “coração” da cidade e não sendo uma das mais extensas, é deveras significante. Ainda para mais, se reunir dois dos maiores e mais importantes estabelecimentos de ensino da Madeira, como é o caso da Escola Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva e da Escola Secundária Francisco Franco.

Além destas, a freguesia possui ainda a Escola Básica Pedro José de Ornelas, a Escola Básica da Pena, Escola Preparatória Bartolomeu Perestrelo, Colégio de Santa Teresinha, bem como o colégio Missionário.


1 De acordo com os censos realizados no ano 2001.

2 Dados cedidos pela Junta de Freguesia de Santa Luzia em Novembro de 2005.






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal