A história debaixo da terra



Baixar 21.17 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho21.17 Kb.
A HISTÓRIA DEBAIXO DA TERRA”
Ciclo de Arqueologia
Coordenação: Teresa Mira de Azevêdo

Departamento e Centro de Geologia da FCUL
Colaboração: Silvério Figueiredo

Instituto Politécnico de Tomar, Centro Português de Geo-História e Pré-História
A arqueologia faz a reconstituição do passado humano através do estudo da cultura material, ou seja, dos vestígios deixados pelos nossos antepassados, desde a pré-história. É a única fonte de conhecimento da nossa História no que respeita às épocas anteriores à escrita sendo, por isso, uma ciência fundamental para nos compreendermos e conhecermos.

Com a contribuição de outras ciências tais como a paleoantropologia, a paleoecologia, a geologia, a arqueozoologia e a físico-química, a arqueologia consegue fazer a reconstituição da nossa evolução biológica, social e tecnológica ao longo dos tempos.

Em Portugal, a arqueologia como ciência apareceu no século XIX, destacando-se os nomes de Carlos Ribeiro (considerado o “pai” da arqueologia pré-histórica portuguesa), de José Leite de Vasconcellos (o fundador do Museu Nacional de Arqueologia) e de Martins Sarmento. Graças às investigações destes dois importantes cientistas e muitos outros arqueólogos que fizeram trabalhos em Portugal desde a segunda metade do século XIX, ficamos a conhecer a grande riqueza arqueológica nacional.

As estações arqueológicas mais antigas conhecidas em Portugal datam do Paleolítico Inferior, existindo também inumeráveis vestígios de todos os outros períodos da história humana. Podem destacar-se as estações paleolíticas do vale do Tejo, a arte do Paleolítico do vale do Côa, a descoberta do esqueleto quase completo de uma criança com cerca de 24 mil anos, no vale do Lapedo, próximo de Leiria, os milhares de monumentos megalíticos de que são exemplo as antas e menhirs do Alentejo, as grutas artificiais do Calcolítico das Penínsulas de Setúbal e de Lisboa, as estações romanas de Conimbriga e de Tróia, a ocupação árabe patente em muitas cidades e de que Mértola é o mais conhecido exemplo, bem como os inúmeros vestígios da Idade Média e Contemporânea espalhados por todo o país.


Quintas da Ciência
A HISTÓRIA DEBAIXO DA TERRA”



Biblioteca-Museu

República e Resistência

Espaço Cidade Universitária
Rua Alberto de Sousa, 10-A

À zona B do Rego
Tel.: 21 780 27 60

Fax: 21 780 27 88

e-mail: bib.republica@cm-lisboa.pt

www.cm-lisboa.pt/cultura/DBD/brepublica



Núcleo de Estudos do Tejo
Programa
2008/2009

Sempre às Quintas

Sempre às 18.30 horas
Luís Raposo (6/11)

- Os primeiros habitantes do território português


Telmo Pereira (13/11)

- Paleolítico Médio: ambientes e território


Silvério Figueiredo (20/11)

- A Pré-História do Espichel


Ana Cruz (27/11)

- Neolitico do Zêzere


Mário Antas (4/12)

- As Antas-Capelas de Portugal


Cleia Cardoso e Cunha (11/12)

- Paleoecologia do Baixo Vale do Tejo no Mesolítico Final


João Luís Cardoso (8/1)

- O Complexo megalítico de Lavajo (Alcoutim, Algarve Oriental)


Gonçalo Velho (15/1)

- Reconstruções em Arqueologia


Alexandra Figueiredo (22/1)

O Complexo Megalítico do Rego da Murta


Teresa Mira de Azevêdo (29/1)

- Megalitos. Porquê ali?


José Carvalho (5/2)

- As economias costeiras Holocénicas: o caso do Alto da Fonte Nova (Cabo Espichel)


Liliana Campeão e Rosa Bela Azevedo (12/2)

- O Complexo de Fornos de Cal da Bela Vista (Montijo)



Inês Vaz Pinto (19/2)

- O Centro de Produção de Preparados de Peixe do Sítio Romano de Tróia (Setúbal)


Luís Oösterbeck (26/2)

- Você não devia estar aqui!!! (Cruzamentos no Tempo: Portugueses e Espanhóis na Pré-História da América do Sul)


Carlos Tavares da Silva (5/3)

- Os Fenícios no Baixo Sado


Fernando Coimbra (12/3)

-A Arte Rupestre de Philipi (Grécia)


Sara Cura (19/3)

- Projecto Andakatu: entre a arqueologia experimental e a experimentação didáctica no Museu de Arte Pré-Histórica de Mação


Teresa Mira de Azevêdo (26/3)

- Onde vamos construir o Castelo? (condicionamento geológico e geomorfológico dos locais de implantação de castelos)


Paulo C. Alves (2/4)

- O menino do Lapêdo: Paleolítico Médio-Superior


Silvério Figueiredo (16/4)

- Umas voaram, outras extinguiram-se, mas a maioria ficou por cá: As aves plistocénicas em Portugal


Manuel Calado (23/4)

- Megalitismo e etnoarqueologia na Amazónia


Daniela Cardoso (30/4)

- Universo castrejo – a cultura e o símbolo


Jacinta Bugalhão e Sandra Lourenço (07/05)

- IIha da Berlenga: encontro entre a Terra, o Mar e o Homem


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal