A história emocionante de um cristão chinês que levou sua fé às últimas conseqüências


Um futuro tão brilhante quanto as promessas de Deus



Baixar 1.03 Mb.
Página31/31
Encontro29.07.2016
Tamanho1.03 Mb.
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   31

29. Um futuro tão brilhante quanto as promessas de Deus

Eram 6:00h da manhã do dia 19 de setembro de 2001 quando meu avião pousou no aeroporto de Frankfurt. Fazia quase quatro anos que eu chegara pela primeira vez à Alemanha.

Naquela época eu achava que minha família deixaria logo a China para ir me encontrar, mas o Senhor tinha ou­tros planos. Ele queria nos ensinar muitas coisas e nos fazer passar por várias situações antes de nos reunir.

Passei pela imigração e me deparei não apenas com mi­nha família me esperando. Havia também uma porção de crentes alemães. Nós nos abraçamos e rimos muito. Até Reinhard Bonnke - evangelista alemão que Deus tem usa­do na Africa e em outras partes do mundo para levar mi­lhares de almas a Jesus - foi ao aeroporto para me desejar boas-vindas! Eu me senti imensamente honrado.

Minha esposa Deling estava radiante de felicidade, e meus filhos não se continham de alegria. O Senhor prepa­rou um reencontro maravilhoso para nós.

Fomos para casa - um pequeno apartamento que uma missão cedera para meu uso, que ficava em outra cidade.

Eu não tinha muitos móveis. Não possuía nem cama mas Deling e as crianças, movidos por amor, ficaram lá enquanto estive preso, pois queriam deixar para procurar um lugar para morarmos quando estivéssemos todos juntos. Assim que fechamos a porta, já em nosso lar, nos ajoelhamos e adoramos a Deus, agradecendo com lágrimas a bondade e a fidelidade dele. Levantei os braços ao Senhor e cantei:
Não consigo reter as lágrimas de alegria que me enchem os olhos

Por ter sido libertado da prisão pela mão do Senhor.

Não posso deixar de segui-lo aonde ele me levar,

Pois as mãos dele, feridas pelos cravos, me fizeram vencedor.


Nas semanas posteriores à minha libertação da cadeia em Mianmar, ficou evidente que minha saúde se achava afetada. Meu organismo estava infectado por vermes e pa­rasitas por causa da praga e do alimento e água contami­nados que havia sido forçado a consumir. Os vermes come­çaram a sair do meu corpo, e eu me coçava todo. A primei­ra providência da minha esposa foi ferver minhas roupas para matar os parasitas. O Senhor me ajudou a me recupe­rar aos poucos. Foi uma boa oportunidade para eu dimi­nuir o ritmo das atividades e desfrutar da companhia da minha esposa e dos meus filhos. Finalmente, o pedido de Deling por uma vida familiar mais tranquila estava sendo atendido.

Já completamos vinte anos de casados. Nosso relaciona­mento está longe de ser perfeito, mas posso afirmar com sinceridade que melhora a cada ano. Deling é minha me­lhor amiga. vinte anos ela era apenas uma garota quan­do eu lhe disse:

- Deus me escolheu para ser testemunha dele e segui-lo pelo caminho da cruz através de grandes sofrimentos. Não tenho dinheiro, e as autoridades me perseguem o tempo todo. Você quer mesmo se casar comigo?

- Jamais abandonarei você. Vou me unir a você e servi­remos ao Senhor juntos, respondeu ela.

A promessa dela passou por inúmeros testes, mas ela sempre permaneceu totalmente fiel a mim e a Deus. Dos 20 anos de nosso casamento, passei sete na cadeia e vários outros fugindo.

Deling é uma mãe e esposa maravilhosa. Muito mais in­teligente do que eu, sempre me faz lembrar da minha fragi­lidade quando me vê assumindo compromissos demais ou confiando em excesso em minhas próprias habilidades. Tem espírito tranquilo, e ninguém nunca a vê em mexericos nem causando problemas na igreja. Além disso, tem o dom mag­nífico de adorar o Senhor com cânticos. Certa vez, na Chi­na, eu estava ansioso para pregar, mas os ouvintes me dis­seram:

"Você já pregou muito. Preferimos ouvir Deling cantar!"

Hoje minha família está reunida, fora da China, mas isso não significa que ficaremos para sempre longe da nossa ter­ra. Não fugimos do país por nossa própria conta, para ter uma vida mais fácil. Saímos da China porque foi essa a orientação clara de Deus para nós.

Aqui, continuamos tão ocupados quanto antes, pregan­do o evangelho e trabalhando no Movimento Volta a Jeru­salém. Mas sabemos que ser guiado pelo Espírito Santo im­plica reviravoltas inesperadas. Jesus disse a Nicodemos: "O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nasci­do do Espírito" (Jo 3.8).

Aqueles que declaram seguir Jesus não podem impor condições nem fazer seus próprios planos. Se um dia Deus nos mandar voltar à China, nós voltaremos. E ponto final. Talvez alguém diga: "Bem, isso é burrice! Você não sabe que é um criminoso procurado pela polícia e que será preso assim que chegar lá?"

Não somos chamados para viver segundo o raciocínio humano. Só o que importa é obedecer à Palavra de Deus e à orientação dele para nossa vida. Se ele mandar ir, iremos. Se disser para ficar, ficaremos. A vontade dele é o lugar mais seguro deste mundo.
*****
DELING: Depois de vinte anos de casamento, posso dizer que co­nheço o coração do meu marido. É consistente, assim como sua fé Ele é muito aberto e ousado, não teme o homem. Ele simplesmente fala o que está em seu coração, de modo que ninguém precisa pensar que ele tem segundas intenções. O que vemos é exatamente o que ele é, nada mais, nada menos.

Respeito muito o amor e o compromisso dele com Deus. Eu o conheço muito bem nesse aspecto, mas, claro, há outros lados dele que não conheço tão bem, porque as circunstâncias nos mantiveram afastados durante a maior parte da nossa vida de casados. O pior é que ele quase nunca estava por perto, e assim criei as crianças prati­camente sozinha.

Mas nem tudo foi negativo! Nossa vida foi cheia de provações, muito sofrimento e longos períodos de afastamento, mas também al­cançamos grandes vitórias e sentimos o amor profundo e a graça de Deus sobre nós.

Por causa das crianças, não me senti muito solitária. Sempre esti­veram comigo e me trouxeram muito consolo. A maior cruz e a maior dor que suportei não foi decorrente de pobreza, perseguição nem soli­dão. O momento mais difícil foi quando a igreja começou a espalhar boatos sobre o meu marido. Até hoje não entendi como irmãos pude­ram ser tão perversos e divulgar mentiras sobre um irmão que se esfor­ça verdadeiramente para servir ao Senhor e amar seus semelhantes.

Yun sempre me diz:

"Não somos absolutamente nada. Não temos nada de que nos orgulhar. Não temos habilidades, nem nada a oferecer a Deus. Ele escolhe nos usar unicamente por sua graça. Não tem nada a ver conosco. Se Deus preferisse levantar outros para realizar sua vontade e nunca mais nos usasse, nós não teríamos o mínimo direito de recla­mar."

Quando eu era mais nova, considerava Deus um curandeiro pode­roso que fazia algumas coisas por mim. Contudo, depois de tantos anos de vales e provações dolorosas, Jesus se tornou um amigo sem­pre presente que está comigo o tempo todo. De Deus histórico, ele se transformou para mim em Deus vivo. Durante os testes e provações, eu falhei muitas vezes, mas ele permaneceu fiel. Toda vez que pedi ele me ajudou.

Jesus é tudo, e nós não somos nada.


*****
YUN: Quando penso no que Deus tem reservado para mim no futuro, fico empolgado! Esta é uma era maravilho­sa para vivermos para Jesus! O Espírito Santo se move com poder por toda a Terra, e é um grande privilégio nos envol­vermos com a colheita dos últimos dias.

Creio que o principal foco do meu ministério continuará sendo o Movimento Volta a Jerusalém. Começamos com uma pequena gota de missionários partindo da China. Já temos um fluxo constante e acredito que logo veremos uma enxurrada de obreiros cruzando a fronteira chinesa para pregar o evangelho.

Continuo tendo oportunidade de pregar em muitas igre­jas e reuniões por todo o mundo. Minha mensagem à igreja ocidental é que ela volte aos fundamentos para ouvir de novo a voz de Jesus.

Depois quero desafiar, não apenas a igreja ocidental, mas os crentes de todo o mundo, a darmos as mãos em uma parceria. O objetivo desta será treinar e equipar obreiros para a grande colheita, para estabelecermos o reino de Deus não apenas na China, mas em todo o caminho que leva de volta a Jerusalém.

Já começou uma nova era na igreja.

Acredito que o papel dos ocidentais é estar ao nosso lado para fazermos juntos o trabalho.

Não queremos ofertas, precisamos de parceiros.

Não sei exatamente o que o futuro me trará, mas sei quem controla meu futuro! Desde que ele me salvou, ainda na adolescência, a jornada tem sido empolgante! Nunca sou­be o que me esperava no momento seguinte.

Talvez um dia eu seja morto por causa do evangelho em um país muçulmano ou budista. Se você ouvir essa notícia, não chore por mim. Chore pelos milhões de almas precio­sas escravizadas por Satanás, que não têm quem pregue o evangelho para elas. A morte não é o fim para o servo de Deus, é apenas o início da vida eterna - que as palavras não descrevem - na presença de Jesus.

Se você ficar sabendo que fui chamado para o Lar, por favor, prossiga em meu lugar levando o evangelho, pre­gando e discipulando grupos de pessoas de todo o mundo até que Jesus volte.

Meu Senhor Jesus é o Amigo mais maravilhoso que alguém pode ter. Ele tem me tratado com imenso amor, mui­ta bondade e infinita paciência durante todos estes anos, através de tantos vales.

Ouço muitos comentarem: "Yun, você deve amar muito mesmo a Jesus." É necessário que todos entendam que o amor que existe em meu coração por Jesus só existe porque ele me ama.

"Nós amamos porque ele nos amou primeiro." (1 Jo 4.19.) Realmente, vale a pena conhecer Jesus.

Ele é digno de receber toda nossa vida. Se você entregar a ele sua vida, com certeza jamais se arrependerá. Você se dispõe a segui-lo?



Sobre os autores

Caso o leitor deseje informações recentes sobre o Irmão Yun, pode visitar o site www.backtojerusalem.com. Nesse endereço eletrônico, encontram-se também no­tícias atualizadas sobre as igrejas domésticas da China e sobre o Movimento Volta a Jerusalém, motivos de oração e formas de ajudar no avanço do evangelho na China.


Paul Hattaway é diretor da Ásia Harvest (Colheita na Ásia), ministério comprometido a servir a igreja na China através de:

• treinamento;

• impressão de Bíblias;

• apoio à implantação de igrejas.



Para mais detalhes, visite o site www.asiaharvest.org.

*** FIM ***
Catálogo: autores -> Biografias%20y%20Historia%20de%20la%20Iglesia
autores -> Norman L. Geisler William E. Nix Introdução Bíblica Como a Bíblia chegou até nós
autores -> Intelectuais e resistência democrática: vida acadêmica, marxismo e política no Brasil Milton Lahuerta
autores -> Victorien Sardou Amargo Despertar Comédia dramática em três atos
autores -> Humberto Mariotti Dialéctica y Metapsíquica (1929)
autores -> Herculano Pires Pedagogia Espírita █ Conteúdo resumido
autores -> Sociedade Espírita Fraternidade
autores -> Herculano pires
autores -> A doutrina Espírita Vista por Amílcar Del Chiaro Filho
autores -> ANÁlise do perfil dos usuários dos parques urbanos da bacia da pampulha – belo horizonte, mg
Biografias%20y%20Historia%20de%20la%20Iglesia -> Francisco A. McGaw o homem que Orava a história de João Hyde, que ganhou 100 mil indianos para Cristo


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   31


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal