A possibilidade da fundamentaçÃo da moral em comte edilene de Souza Leite



Baixar 4.7 Kb.
Encontro08.08.2016
Tamanho4.7 Kb.
A POSSIBILIDADE DA FUNDAMENTAÇÃO DA MORAL EM COMTE

Edilene de Souza Leite

Co-autor: Dr. Sergio Tiski

Mestranda em Filosofia

Universidade Estadual de Londrina

Quando Isidore Auguste Marie François Xavier Comte (nascido em 19/01/1798, Montpellier – falecido em 05/09/1857, Paris), construiu sua teoria Moral e fez o “Quadro Sistemático da Alma”, pensava ele na possibilidade de moral científica. Que há princípio sugere que a moral não fique sujeita a subjetividade e ao relativismo correlacionado ao contexto territorial e as fronteiras invisíveis culturais, que parecem delinear diferentes valorações morais na história dos grupos sociais humanos. Ele pensou em uma moral teórica e outra moral prática, a Sétima ciência, que seria a superior e a última das ciências, que regraria a todas as outras ciências. No seu quadro cerebral Comte tratou das funções humanas em busca de fundamentar a moral em princípios não-sobrenaturais, por isso fundou ele a religião da humanidade, para reivindicar/ propor um “sistema terrestre positivo”. Mas como fundamentar uma moral “objetiva” frente à diversidade fisiológica do humano, e da incapacidade de controle da biosfera durante a reprodução biológica? E de que forma a moral poderia ser idêntica para todos os humanos, dado a modificabilidade ao qual estamos sujeitos? Como seria possível a “universalidade” moral?



Palavras-chave: Moral – Biológica – Positivismo.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal