A produção dos tabacos “flake”



Baixar 11.19 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho11.19 Kb.

A produção dos tabacos “flake”

(Per Georg Jensen – Especialista de produto - Mac Baren Tobacco Company A/S)



Nos dias de hoje, a produção dos tabacos “flake” na Mac Baren não difere significantemente do método usado quando os tabacos “flake” começaram a ser produzidos. Isto quer dizer que os métodos se tornaram mais avançados, mas os princípios não mudaram – eles permanecem os mesmos que eram a 200 anos passados.

Para se produzir um bom “flake”, devemos estar bem a par das tradições associadas com os tabacos “flake”. Quando um fumante abre uma lata de “flakes” ele deve estar ciente que o tabaco que tem em suas mãos está intimamente ligado a essas antigas tradições. Abaixo descreveremos todo o processo, do momento em que o tabaco bruto é armazenado até que ele chega às prateleiras das lojas em pequenas latinhas quadradas.

A primeira coisa é selecionar os tabaco que farão parte da mistura. Usando diferentes tipos de tabacos, podemos modificar o sabor da mistura acabada. Após o processo de seleção o tabaco é destalado, isto é, a grande nervura central da folha é removida. Água açucarada é então adicionada ao tabaco exatamente como os marinheiros costumavam fazer quando a idéia do tabaco “flake” ainda estava sendo desenvolvida.

A água açucarada ajuda a enfatizar e suportar as nuances do sabor natural do tabaco e também mantém o tabaco úmido. Após 12 horas o tabaco é então secado, ou curado, de modo que a água açucarada que não foi absorvida pelo tabaco se evapora. Neste ponto o produto para realçar o sabor final é adicionado e o tabaco está pronto para ser prensado. Até este ponto a produção do tabaco “flake” não difere da produção de tabaco solto – mas tudo muda daqui em diante.




Compressão

Um bom flake é caracterizado por ser o tabaco firmemente prensado - e permanecer firmemente prensado. Este resultado somente pode ser obtido peal aplicação de técnicas cuidadosamente testadas e excepcional instinto por parte dos nos peritos em tabaco. Nós começamos adicionando umidade ao tabaco, na forma de vapor. Isto realça o sabor natural do tabaco e assegura que ele permaneça firmemente prensado. Dado que o tabaco é um produto natural, que varia de ano para ano e de região para região, a destreza e experiência de nossos peritos em tabaco é o que determina quanta umidade deve ser adicionada.

Depois que o tabaco foi suficientemente umedecido, ele é colocado em uma caixa medindo mais ou menos 40 x 40 cm e cerca de 1 metro de profundidade. Então um pistão lentamente pressiona o tabaco pra formar um bloco medindo 40 x 40 cm e cerca de 3 cm de espessura. O bloco é colocado sobre outros blocos e é importante que eles sejam mantidos sob pressão até que blocos suficientes tenham sido produzidos para encher a prensa de tabaco.

A prensa

Quando 34 blocos de tabaco já tenham sido prensados, eles são empilhados na prensa de tabaco. As pesadas tampas são fechadas e presas em posição e uma prensa hidráulica exerce uma pressão de 55 toneladas sobre os blocos. Isto pode parecer muito – e realmente é. Os blocos de tabaco são mantidos a esta tremenda pressão por 12 horas, após o que eles estão tão compactados que seu grau de dureza é comparável a uma tábua. Esta alta pressão, lenta e constante, é a chave para que o tabaco “flake” terminado não se desfaça e assegura que ele retenha sua forma de bloco

Armazenamento


Agora que o tabaco está prensado tão fortemente quanto é possível, é hora de dar tempo para que amadureça e desenvolva as últimas nuances de sabor. Os blocos são de novo armazenados numa prensa de armazenamento, onde as barras de ferro asseguram que a pressão é mantida. Durante os próximos 30 dias o sabor se desenvolve e se espalha igualmente através do bloco, as nuances de sabor se misturam - e uma rara experiência em fumar está perto de ser terminada.

O corte


No passado, os marinheiros levavam um bloco de tabaco prensado para o mar e cortavam uma fatia do bloco para fumar. Hoje é muito mais fácil fumar um tabaco “flake” ,pois o mesmo já vem cortado em fatias. Primeiro o tabaco é cortado ao redor de sua borda extgerna, pois nesta parte o tabaco é um pouco solto. O resto do bloco é entãocortado em 5 peças, cada uma medindo 7 cm x 40 cm. Estas 5 peças são colocadas e presas em uma guilhotina para serem cortadas em fatias de 1,4 mm de espessura – os chamados “flakes”. Depois de cada corte o resultado é avaliado e quelquer “flake” que esteja muito solto é rejeitado.

A embalagem


A embalagem em latas é feita manualmente. Desta maneira podeemos estar 100% seguros que os fumantes do mundo terão um tabaco “flake” que é consistente e íntegro. A embalagem é a coroação deste trabalho que começa com a seleção dos tabacos corretos, com a prensagem e manuseio correto, com o respeito que merece um bom tabaco “flake”. Finalmente, cerca de 40% do ar da latas é extraído para assegurar que o o tabaco permaneá fesco por décadas.

Nossa produção de um tabaco “flake” está agora completada e estamos prontos para entregar o tabaco para o personagem principal – o fumante de cachimbo. Nós da Mac Baren esperamos que nosso tabaco seja apreciado com o devido respeito da enorme quantidade de trabalcho meticuloso que é dispendida em sua produção, combinado com o respeito das orgulhosas tradições do tabaco “flake”. Mas seriam estas apenas palavras exageradas e vazia? Não; o o extensivo trabalhpo que vai no processo de produção é um fato – e no que se refere às orgulhosas tradições em se fumar um “flake” , nós trataremso disso em mais detalhes na próxima seção intitulada: “Como encher um cachimbo com tabaco “flake”.


(Traduzido por Alfredo A. Maia)


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal