A religião tradicional africana bantu e a sua repercussão na evangelizaçÃo em moçambique



Baixar 496.63 Kb.
Página1/12
Encontro19.07.2016
Tamanho496.63 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
A RELIGIÃO TRADICIONAL AFRICANA BANTU E A SUA REPERCUSSÃO NA EVANGELIZAÇÃO EM MOÇAMBIQUE

Caminhos para a inculturação do Evangelho em Moçambique

Não penseis que Eu vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim abolir, mas dar-lhes pleno cumprimento” (Mt 5, 17).

É necessário que em cada grande espaço sociocultural, se estimule uma reflexão teológica tal que, à luz da tradição da Igreja universal, as acções e as palavras reveladas por Deus, consignadas na Sagrada Escritura, e explicadas pelos Padres da Igreja e pelo Magistério, sejam sempre de novo investigadas” (AG, 22).

Quanto à religião tradicional africana, um diálogo sereno e prudente poderá, por um lado, proteger de influências negativas que, frequentemente, condicionam o modo de viver de muitos católicos, e, por outro, assegurar a assimilação de valores positivos, como a crença num Ser Supremo, Eterno, Criador, Providente e Justo Juíz, que se harmoniza bem com o conteúdo da fé. Podem mesmo ser considerados como uma preparação ao Evangelho, porque contêm preciosas semina Verbi [sementes do Verbo], capazes de levar, como já sucedeu no passado, um grande número de pessoas a abrir-se à plenitude da Revelação em Jesus Cristo, através da proclamação do Evangelho” (JOÃO PAULO II, Exort. Apost. Ecclesia in Africa, nº 67: AAS 88 (1996), p. 42).


ÍNDICE DO EXTRACTO


Agradecimentos Error: Reference source not found

Prefácio Error: Reference source not found

Siglas e abreviaturas Error: Reference source not found

INTRODUÇÃO GERAL Error: Reference source not found

a) Motivação do tema Error: Reference source not found

b) Objectivos em vista Error: Reference source not found

c) Método utilizado Error: Reference source not found

d) Itinerário Error: Reference source not found

e) As fontes utilizadas Error: Reference source not found

CULTURA TRADICIONAL AFRICANA BANTU COMO FORMA DE ESTAR NO MUNDO Error: Reference source not found

INTRODUÇÃO Error: Reference source not found

1.1. APROXIMAÇÃO HISTÓRICA AO POVO BANTU Error: Reference source not found

1.2. FUNDAMENTOS DA CULTURA TRADICIONAL AFRICANA BANTU Error: Reference source not found

1.2.1 Que entendemos por cultura? Error: Reference source not found

a) Concepção clássica ou humanista-civilizacional de cultura Error: Reference source not found

b) Concepção moderna ou antropológica de cultura Error: Reference source not found

1.2.2. Que entendemos por culturas africanas? Error: Reference source not found

1.2.3. A cultura no Magistério da Igreja Error: Reference source not found

1.2.4. Pressupostos da cultura africana bantu Error: Reference source not found

1.3. A COSMOVISÃO AFRICANA BANTU Error: Reference source not found

a) O mundo de Deus Error: Reference source not found

b) O mundo dos homens Error: Reference source not found

c) O mundo animal Error: Reference source not found

d) O mundo vegetal Error: Reference source not found

e) O mundo inorgânico Error: Reference source not found

1.4. O SISTEMA ESTRUTURAL SOCIOPOLÍTICO E RELIGIOSO BANTU Error: Reference source not found

1.4.1. Ritos de iniciação no povo Bantu Error: Reference source not found

1.4.2. O matrimónio no contexto africano bantu Error: Reference source not found

1.4.3. O significado da morte na tradição africana bantu Error: Reference source not found

1.4.4. Os antepassados na cosmovisão africana bantu Error: Reference source not found

1.5. A CULTURA AFRICANA BANTU E A ÉTICA Error: Reference source not found

1.6. CONCLUSÃO PRELIMINAR Error: Reference source not found

CONCLUSÃO GERAL ...................................................................................................49

BIBLIOGRAFIA ...............................................................................................................57

ÍNDICE GERAL ...............................................................................................................72


Agradecimentos


A presente dissertação resulta de muita pesquisa bibliográfica, de alguma investigação no campo e da experiência pastoral nas comunidades cristãs de Moçambique e Espanha. Por seu turno, deve à colaboração de várias pessoas, a quem desejo apresentar os meus sinceros agradecimentos. Agradeço aos meus pais Mouzinho Suana (que descansa no mundo dos «mortos viventes» em companhia de todos os da família Matereque) e Nhandzara Runia. Agradeço ao meu bispo D. Francisco João Silota, bispo da Diocese de Chimoio (Moçambique), por sua autorização em continuar com os meus estudos. Agradeço ainda a Paróquia de Nsª Srª de Fátima – Gondola (Diocese de Chimoio - Moçambique) e a Paróquia de S. Bonifácio (Arquidiocese de Madrid - Espanha), por suas imensas ajudas para a realização dos meus estudos e a feitura desta presente dissertação.

Quero expressar o meu especial agradecimento ao Senhor professor Pe. Dr. António Ávila Blanco, director da tese, que desde o primeiro momento se prontificou a orientar este trabalho. Foi deveras encorajadora a sua orientação metodológica, a sua sugestão e a sua disponibilidade, embora com múltiplos afazeres e as demais responsabilidades, ajudando-me na organização e elaboração sistemática da presente tese. Igualmente expresso o meu agradecimento ao Senhor professor Pe. José Manuel Madruga, co-director da tese, que com a sua profunda experiência missionária, encorajou-me a desenvolver este tema. Agradeço também a todos os professores e colegas do ISP, pelas frequentes e estimulantes conversas.

Sinto, ainda, o dever de agradecer profundamente ao Pe. António José Molina (missionário espanhol dos Padres Brancos que a PIDE expulsou de Moçambique em 1971) pela sua amizade, sua sabedoria, suas sugestões reverentes e, sobretudo, pela sua disponibilidade na correcção e supervisão do presente trabalho. Quero ainda expressar a minha profunda gratidão aos Missionários Combonianos espanhois pela disponibilidade à sua Biblioteca no Centro Mundo Negro (Madrid). De igual modo, agradecer aos Missionários de África (Padres Brancos), também espanhois, pela aceitação ao acesso à sua documentação e Biblioteca no Centro Fundación Sur (Madrid). Agradecimento sincero aos membros da AAAAISP e a todos os entrevistados durante a pesquisa que, com as suas experiências vividas no quotidiano, enriqueceram o corpo da presente dissertação. Enfim, agradecer a todos que directa ou indirectamente deram o seu apoio espiritual, moral e material para a elaboração e concretização a este trabalho. Muito obrigado, a todos!

  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal