A virgem disse Sim…



Baixar 18.43 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho18.43 Kb.
A Virgem disse Sim…

I
Uma mulher, jovem ainda, escolhida desde sempre, rezando na sua modesta casa… dá início à etapa mais importante da Humanidade.
Faça-se (Fiat)

Eis aqui a escrava do Senhor…” (Lc 1,38)


Uma mulher, jovem ainda, escolhida desde sempre, rezando na sua modesta casa, semi escavada na rocha. É Maria, todos os nazarenos a conhecem.
Quem é ela?
Digo-lho baixinho porque ela ainda não o sabe, que é aquela mulher a que Se referira Javé no Paraíso, prometendo-a à Humanidade…recordastes? – Aquela que com o seu pé esmagaria a cabeça da serpente. É ela a que prometeram os Profetas. A esperada através das gerações. É aquela que todos irão amar. A sonhada pelo seu povo. Ela mesma, sonharia em ser a serva escolhida para Mãe do Messias.

Ela é uma mulher escolhida entre o seu povo: cose como as outras; varre como elas a porta de sua casa; vai à água com o seu cântaro, ao poço não muito longe, airosa, também como as outras mulheres; junto das outras, lava a roupa no pequeno regato, que corria por entre as rochas.

Mas ela ignora os planos de Deus sobre a sua vida, e misturada com as jovens da sua aldeia, passa despercebida. Formosa jovem para quem Deus voltou o Seu Poder e o Seu Amor, para fazer dela a criatura mais preciosa da Criação…
Ele teve de criar a Sua Mãe…
Se tu e eu tivéssemos tido o poder para fazer as nossas mães…

Mas isso apenas foi possível a Deus… por isso Maria é uma Obra Divina, na qual se conjugam o poder e o amor num grau infinito.

Deus fez coisas maravilhosas… e Ela é a maior de todas as suas maravilhas.

Maria estava designada por Deus desde toda a eternidade

No Livro dos Provérbios, um dos livros da Bíblia, podem ler-se palavras que são aplicáveis a Maria: O Senhor criou-me como primícias das suas obras, desde o princípio, antes que criasse coisa alguma. Desde toda a eternidade fui formada, desde as origens, antes dos primórdios da terra. . Ainda não havia os abismos e eu já tinha sido concebida; ainda as fontes das águas não tinham brotado; antes que as montanhas fossem implantadas, antes de haver outeiros, eu já tinha nascido… (Prov.8, 22…)

Planos divinos da redenção e nesses planos, tinha Maria um papel proeminente.

Será que já tinhas pensado que também tu, também eu… na aplicação da Redenção tenhamos hoje um papel próprio? – E se o cumprirmos, será talvez a possibilidade de haver grandes consequências, pois quem sabe se delas não dependem também, a salvação de muitos homens que até podem estar longe de nós, no tempo e no espaço.


II
E um Anjo se apresenta aos pés de Maria. Chegou a Plenitude dos tempos.

É um mensageiro de Deus que vem pedir o seu consentimento.

E o Anjo fala a Maria.

A Virgem fica perturbada.


Vocação
E é uma criatura, que a chama da parte de Deus.

Maria fica calada.

Mantém a cabeça em baixo, os olhos fitos no chão, em silêncio.

O Anjo Gabriel disse tudo…e aguarda uma resposta.

Mas Maria fica calada.

São uns momentos preciosos: os mais belos da história do mundo e também os mais transcendentes. Milhões de homens e de mulheres, estávamos pendentes dos lábios de Maria. E a História ficou por momentos suspensa.

A tua sorte e a minha…serão consequência da sua resposta.

Levanta o seu rosto formosíssimo, talvez um pouco roborizado.


III
Uma pergunta ao anjo… e Gabriel explica-lhe. E depois, serena…move os seus lábios virginais, para dar o seu consentimento:

Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a Vossa Palavra.

E começa a revolução mais grandiosa de todos os séculos. Tu e eu, somos cristãos por ela. Por ela somos filhos de Deus.

E se ela tivesse dito que não?

Mas disse que sim…

E com que consequências!
Aprendemos que a eficácia no trabalho apostólico, depende da correspondência à Graça de Deus. Não do ruído, mas sim da santidade pessoal.

Ela não passou a dar nas vistas. Continuou a viver em Nazaré ainda que oculta, ninguém pode duvidar da enorme transcendência da sua vida, da sua fecundidade.

Que longe estavam os senadores de Roma e os sábios da Grécia, de descortinar que naqueles instantes se estava a operar a revolução mais importante e gigantesca de todos os séculos, não iniciada pelas legiões romanas, nem pelos filósofos gregos, mas por uma jovem, escondida num recanto da sua aldeia.

É claro agora, que a história destes vinte séculos tem sido consequência daquele fiat de Nossa Senhora. Que tudo o que desde então tem ocorrido, de uma maneira ou de outra, responde como um eco àquela entrega.

Os séculos, ao passar, deixam nos seus monumentos o testemunho das suas crenças e das suas vidas: olhemos os templos, que em todas as épocas foram dedicados à Virgem, dispersos por todo o mundo!

Quem iria pensar, que aquela jovem seria capaz de mudar o curso da História!

E quando a História chegar ao fim, Ela continuará para sempre …a Mãe de Deus.

IV

Esse é o caminho oculto que os homens procuram com afã, o caminho da vida, na senda da eternidade, mesmo que a razão nos diga que tudo é transitório, que tudo na terra se esquece. É o caminho oculto que todos pressentíamos: tinha que haver um caminho, para que as nossas aspirações ao infinito, não acabassem num fracasso. É o caminho da correspondência à Graça.


Que tristeza, perder-se uma brilhante eternidade, por um pouco de terra! – Que falta de razão e de fé!
Mas é sempre possível, em qualquer idade, ser generoso, como o foram nos primeiros séculos os mártires de todas as idades. E assim conquistaram Roma, e assim…continuam a conquistar o mundo.

Em Roma podem ler-se estas palavras, numa lápide de mármore: “Este solo, antes casa e circo de Nero, foi farol de luz para o mundo, o conquistaram com o sangue, sendo líder Pedro Apóstolo, os primeiros mártires romanos, e subiram desde aqui em multidão, para oferecer a Cristo as palmas do seu novo triunfo”.


Maria foi eficaz ao dar o seu consentimento, para que o Verbo fosse gerado no seu ventre.
Uma pessoa é santa, na medida que corresponde à Graça, para que Jesus se forme nela. Tu e eu, seremos eficazes nessa medida. É a santidade a causa da verdadeira eficácia. E o mundo está necessitado de novos cristos; as suas crises “são crises de santos”. Novos cristos que vivam, como Cristo, no meio dos homens.
O Anjo retirou-se da sua presença, e a jovem Virgem, continuou em oração.
Começou a ser Mãe de Deus e Mãe dos homens.
E quando saiu à rua…fê-lo como uma mulher mais da aldeia e assim continuou a viver na humildade da sua casa.
Encuentra/ J. A. González Lobato
4 julio 2008
Sección: Caminando con Jesús


Tradução livre de MAM


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal