A voz da profecia deus realiza seu sonho



Baixar 14.02 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho14.02 Kb.

DEUS REALIZA SEU SONHO

Pr Neumoel Stina

Você confia plenamente em Deus? Acredita que Deus pode realizar os seus sonhos? Será que o seu sonho é o ideal de Deus para sua vida?

O título da palestra de hoje é: DEUS REALIZA SEU SONHO.

A Bíblia é o livro que contém histórias de pessoas comuns que venceram com o poder de Deus, ou então de pessoas que fracassaram porque deixaram de confiar em Deus.

A Bíblia também nos ensina que Deus pode realizar os sonhos das pessoas. Deus realiza os sonhos de seus filhos porque Ele ama a cada um. Porém Deus realiza sonhos que somente poderão fazer bem aos Seus filhos.

Nos capítulos 37 a 50 do livro de Gênesis é contada a história do maior sonhador e idealizador dos tempos bíblicos. O seu nome José.

José nasceu da união de Jacó e Raquel. Jacó amava muito a Raquel. Por esse motivo José era o filho mais amado de Jacó. Ele queria que José fosse o melhor filho.

Realmente José era melhor que seus irmãos em caráter e personalidade. José era uma alma pura. Em Gênesis 49:22, José é descrito como “um ramo frutífero em Deus”, e em Deuteronômio 33:16, ele é descrito como príncipe dentre seus irmãos.

José tinha um sonho, um ideal: “Ser um grande filho de Deus”. José sempre colocou, em todas as circunstâncias, o seu ideal nas mãos de Deus. Isto é, os seus sonhos nas mãos de Deus.

Quando José tinha aproximadamente 17 anos ele trabalhava às vezes junto com os irmãos, apascentando o rebanho de seu pai. Ele era o filho que fazia relatórios ao pai, ou seja, trazia as boas e más notícias de seus irmãos.

Foi abençoado pelos Céus, tendo sonhos que revelavam o futuro. E por isso e tantas outras coisas, como o favoritismo de seu pai, que seus irmãos o odiavam muito.

Seu pai, certa vez, fez para ele uma túnica muito bonita. Jacó amava muito seu filho José. Um dia José foi enviado pelo seu pai até Siquém para ver se seus irmãos estavam bem e os encontrou em Dotã.

Quando José estava se aproximando, seus irmãos planejaram matá-lo. É difícil acreditar, mas é verdade. Tiraram sua túnica, mataram um animal e sujaram a túnica com sangue do animal.

Mesmo estando em um buraco José não deixou de confiar em Deus. Deus é fiel. A Bíblia afirma: “no abismo estarei contigo” Salmo 139.

Jogaram José num buraco e o venderam para uma caravana de ismaelitas que estava passando no local. Eles venderam José por 20 siclos de prata para ser escravo.

Para José que fora criado com todo o carinho e conforto, aquela situação tornou-se foi uma tragédia. A tragédia pode se abater sobre qualquer um de nós. Não é seguro colocar a confiança nos bens e nos homens.

Aqueles que colocam sua confiança nos bens desta vida, devo dizer, que não há nada neste mundo que não esteja sujeito a perdas irreparáveis. Como homens não temos controle sobre as forças erradias da natureza, nem tampouco sobre as maquinações dos homens maus.

José não perdeu seu sonho de vista. Seu ideal continuou com Deus, porque a vida que está escondida com Cristo em Deus não pode ser vendida, ou trocada ou exterminada.

Jacó sofreu muito quando soube da suposta morte de seu filho amado. Porém, José foi feito escravo. Mesmo escravo José continuava sendo fiel a seu ideal. Ser um grande filho do Pai Celestial.

A Bíblia diz que o Senhor era com José que veio a ser homem próspero e se tornou o mordomo da casa de Potifar. E José era um mordomo abençoado.

O seu ideal de ser um grande filho de Deus e certo da constante presença de Deus em sua vida o fez vencer a tentação. A mulher de Potifar pôs os olhos nele e disse: “Deita-te comigo”. Ele recusou.

Mesmo sendo uma mulher sofisticada e bem tratada não conseguiu demover daquele jovem, o ideal de ser um grande filho de Deus.

A única coisa que ela conseguiu de José foi um pedaço de suas vestes que ficou em suas mãos quando o agarrou ao ele fugir. Os comentaristas dizem que era parte de trás das vestes. Se fosse parte da frente, Potifar teria matado a José. Sendo parte das vestes de trás indica que ele estava fugindo. Por isso José foi preso.

Apesar de toda esta tragédia, o seu ideal continuava: ser um grande filho de Deus.

E Deus age independentemente das circunstâncias. Mesmo no cárcere, José não perdeu seu sonho, seu ideal. Deus pode tornar tragédias em bênçãos. Lá na prisão ele prosperou e se tornou o chefe do cárcere.

Dois homens, entre eles o copeiro chefe sonharam e José interpretou os sonhos, deles. Um dia, Faraó sonhou e ninguém conseguia interpretar. O copeiro chefe se lembrou de que José havia interpretado seu sonho corretamente.

E Faraó mandou chamar José, e José interpretou o sonho de Faraó e o rei o colocou como governador de toda a terra do Egito, estando José com apenas 30 anos de idade.

José se assentou no trono e com sabedoria governou o Egito. Comprou para o Faraó toda a terra do Egito, exceto a terra dos sacerdotes. José sustentou a casa do seu pai sem que eles soubessem, e por fim trouxe seu pai e toda sua família para morar no Egito sob seus cuidados e sob o seu olhar.

Se alguém tinha alguma desculpa para cometer qualquer desatino, esse alguém era José, mas ele venceu todas as provações. Porque ninguém precisa se desculpar.

É certo que José chorou muitas vezes. No entanto, Deus não o abandonou. Porque Deus nunca abandona Seus filhos.

José viveu 110 anos e viu até a terceira geração de Efraim. Foi um dos homens mais abençoados da história bíblica por que nunca perdeu de vista o seu ideal, pelo contrário, depositou o seu ideal nas mãos de Deus.

Confiou que Deus cumpriria a promessa ao seu povo e fez com seus irmãos em concerto, fazendo-os jurar que quando Deus tirasse o povo de Israel do Egito eles levariam os seus ossos. (Gênesis 50: 24-25) Moisés cumpriu esta promessa. (Êxodo 13:19).

Deposite hoje mesmo o seu ideal nas mãos de Deus. Você não ficará desapontado. Porque Deus ama seus filhos e jamais os abandona.





www.4tons.com

Pr. Marcelo Augusto de Carvalho


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal