A1 Qual a importância ecológica das algas?



Baixar 7.31 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho7.31 Kb.
A1) Qual a importância ecológica das algas?
R: As algas oferecem importantes contribuições ao meio ambiente.

Tanto as unicelulares quanto as pluricelulares realizam fotossíntese. Elas são responsáveis por mais de 70% do gás oxigênio liberado diariamente na Terra, principalmente as unicelulares flutuantes, que fazem parte do chamado fitoplâncton.

Assim, as algas são responsáveis, em grande parte, pela renovação do oxigênio do ar atmosférico e daquele que se encontra misturado na água, necessário aos seres aquáticos aeróbicos.
Algas também constituem a fonte mais importante de alimento, direta ou indiretamente, para a grande maioria. As algas compreendem vários grupos de seres vivos aquáticos e autótrofos, ou seja, que produzem a energia necessária ao seu metabolismo através da fotossíntese. A maior parte das espécies de algas são unicelulares e, mesmo as mais complexas – As algas, por serem autótrofas fotossintetizantes, são a base das cadeias alimentares de ambientes aquáticos (são os produtores). São também responsáveis por~ 90% da fotossíntese realizada no planeta, sendo assim, são responsáveis pela manutenção da qualidade de O2 presente na atmosfera (~21%). (São os pulmões do mundo, ao passo que as grandes florestas são grandes aparelhos de ar condicionado).
São a base do ciclo nutricional da vida animal aquática, as diatomáceas. Por serem unicelulares e apresentarem um ciclo reprodutivo rápido, são as principais produtoras dos ecossistemas marinho iniciando a maioria das cadeias alimentares marinhas e garantindo a manutenção das mesmas.
As ditomáceas formam o principal grupo de algas douradas. São os principais produtores das cadeias alimentares marinha. Servindo de alimento para micro crustáceos.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A2) O estado dos liquens e suas composições químicas são usados para monitorar o ambiente? Explique:
R: (Sim). Os liguem são seres vivos muito simples que constituem uma simbiose de um organismo formado por um fungo (o micobionte) e uma alga ou cianobactéria (o fotobionte). Os liguem desenvolven-se como laminas ou placas de várias cores na superfície de arvore ou de pedras, expostas à umidade ao sol.

Antigamente diziam que os liguem só sobreviviam em ambientes livres de poluição assim um ambiente com muito liguem seria o sinal de ambiente limpo. Ou ambiente com liquens debilitados ou que desaparecendo. Seria o sinal de ambiente poluído. Mas com o passar dos tempos vimos que isso se modificou. Hoje em dia é possível encontrar liquens em mesmo em locais poluídos. Mesmo assim os liquens continuam sendo usados para monitorar o ambiente porque a analise pode detectar metais pesados e outras substâncias poluidoras do ambiente porque o estado dos liquens são da compatibilidade de AWX significa que AWX pode monitorar qualquer ambiente que tenha o XWE que pode ser encontrado junto com a atropolistica ermatoso.

Os liquens são seres pioneiros em uma sucessão ecológica, pois conseguem colonizar o ambiente enóspitos e com poucos recursos nutritivos, como por exemplo, uma rocha, como o resultado de seu metabolismo liberam substâncias corrosivas no ambiente resultando na degradação das rochas, e iniciando a formação de um solo.

Os liquens, sendo muito sensíveis a teores elevados de certos componentes químicos como o dióxido de enxofre, podem servir para os ambientalistas como indicadores do índice de poluição por esta substância em locais onde os líquenes têm amplo desenvolvimento. O índice deste componente químicos são baixos ou nulo, podemos afirmar o quanto os liquens podem ser utilizados para monitorar o ambiente, é só observar as o arvores e as roxas na beira da estrada com pouco ou nenhum líquen pois o ambiente esta poluído devido aos gases emitidos pelos automóveis, mais tão logo começamos a entra na mata o líquen começa a aparecer nos troncos e roxas.


Aluno: José Ivanil C. Portes - matr.: 2007010318 - Ciências Biológicas – 3º Período


Seropédica – Turma “B”


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal