AdministraçÃo geral sumário



Baixar 1 Mb.
Página34/34
Encontro18.07.2016
Tamanho1 Mb.
1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   34

Gabarito

01. Resp: D

Conforme estudamos, as funções administrativas são: planejamento, organização, direção e controle
02. Resp: B

Conforme estudamos, as funções essenciais básicas da administração de empresa são: Planejar, organizar, dirigir, coordenar e controlar. Desta forma, a resposta só pode ser a letra “b”.


03. Resp:C

Esta questão é praticamente idêntica à questão anterior. As quatro funções que compõe o processo administrativo estão demonstradas na letra “c”.


04. Resp: D

Essa questão é uma verdadeira aula, não acham?? O tamanho assusta, mas na verdade ela até poderia começar no 2º Parágrafo (Assim sendo, o processo administrativo...)

Como já é a quarta questão sobre o processo administrativo, imagino que agora não tenha sido difícil identificar a resposta correta: Letra “d” Planejar, organizar, controlar e dirigir.
05. Resp: D

Você descobre qual é o erro?

a) É a função organização.

b) É a função planejamento.

c) É a função organização.

e) É a função direção.


06. Está errado. A estrutura matricial rompe com a unidade de comando. Os funcionários dessas organizações tem dois chefes: o gerente funcional e o gerente do departamento de produto. Portanto, a estrutura matricial possui uma dupla cadeia de comando.
07.

a) Certo


b) Errado. Facilidade na coordenação dos resultados. Melhora a coordenação interdepartamental.
08. Resp: D

Habilidade Técnica consiste em utilizar conhecimentos, métodos, técnicas e equipamentos necessários para a realização de tarefas específicas, por meio da experiência. Um exemplo desse tipo de habilidade é a capacidade de decisão.


09. Resp: B

O principal enfoque da Teoria da Administração Científica é a ênfase nas tarefas, que levou à racionalização do trabalho no nível operacional.


10. Resp: B

Na burocracia temos a hierarquização da autoridade, e não o compartilhamento.


11. Resp: B

Os objetivos devem ser específicos para que possam ser mensuráveis


12. Resp: C

O estruturalismo está voltado para o todo e para o relacionamento das partes na constituição do todo. A totalidade, a interdependência das partes e o fato de que o todo é maior do que a simples soma das partes são as características básicas do estruturalismo.


13. Resp: B

A departamentalização foi feita para atender uma determinada área geográfica, neste caso, uma localidade.


14. Resp: A

O Ritualismo é o apego normas e regulamentos.


15. Resp: B

Administrativa.


16. Resp: B

A Administração Científica foi fundada por Taylor e seus seguidores.


17. Resp: A

b) Administração Científica.

c) Teoria Estruturalista.

d) Neoclássica

e) Administração Científica
18. Resp: C

A administração nas burocracias é efetuada sem considerar as pessoas como pessoas, mas como ocupantes de cargos e funções.


19. Resp: D

Os 14 Princípios Gerais da Administração, segundo Fayol, são:

1) Divisão do trabalho: Consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência.

2) Autoridade e responsabilidade: Autoridade é o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência. A responsabilidade é uma conseqüência natural da autoridade e significa ter o dever de prestar contas. Ambas devem estar equilibradas entre si.

3) Disciplina: Depende de obediência, aplicação, energia, comportamento e respeito aos acordos estabelecidos.

4) Unidade de Comando: Cada empregado deve receber ordens de apenas um superior. É o princípio da autoridade única.

5) Unidade de direção: Uma cabeça e um plano para cada conjunto de atividades que tenham o mesmo objetivo.

6) Subordinação dos interesses individuais aos gerais: Os interesses gerais da empresa devem sobrepor-se aos interesses particulares das pessoas.

7) Remuneração do pessoal: Deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização em termos de retribuição.

8) Centralização: Refere-se à concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização.

9) Cadeia escalar: É a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo em função do princípio do comando.

10) Ordem: Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. É a ordem material e humana.

11) Equidade: Amabilidade e justiça para alcançar a lealdade do pessoal.

12) Estabilidade do pessoal: A rotatividade do pessoal é prejudicial para a eficiência da organização. Quanto mais tempo uma pessoa permanecer no cargo, tanto melhor para a empresa.

13) Iniciativa: A capacidade de visualizar um plano e assegurar pessoalmente o seu sucesso.

14) Espírito de equipe: A harmonia e a união entre as pessoas são grandes forças para a organização.


20. Resp: C
21. Resp: C

A disfunção é uma conseqüência não prevista pelo modelo weberiano, um desvio ou exagero.




26. Bibliografia

CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos Novos Tempos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004 – 2ª Reimpressão.

CHIAVENATO, Idalberto. Gerenciando com as pessoas: transformando o executivo em um excelente gestor de pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005 – 2ª Reimpressão.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração Geral e Pública. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

MINICUCCI, Agostinho. Psicologia Aplicada à Administração. São Paulo. Editora Atlas, 1995 – 5ª Edição.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. 7ª Edição.

MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Introdução à Administração. São Paulo – Editora Atlas – 5ª Edição



1 A supervisão funcional é a aplicação da divisão do trabalho e especialização no nível de supervisores e chefes.


2 Autoridade se refere aos direitos inerentes a uma posição administrativa para dar ordens e esperar que elas sejam obedecidas. Para facilitar a coordenação, cada posição administrativa é colocada em um lugar na cadeia de comando, e cada administrador recebe um grau de autoridade para realizar suas responsabilidades.

3 Papel é o nome dado a um conjunto de comportamentos solicitados a uma pessoa.

4 Reducionismo – É o princípio que se baseia na crença de que todas as coisas podem ser decompostas e reduzidas em seus elementos fundamentais simples, que constituem as suas unidades indivisíveis. O Taylorismo na Administração é um exemplo clássico do reducionismo.

5 Pensamento analítico – É utilizado pelo reducionismo para explicar as coisas ou tentar compreendê-las melhor. A análise consiste em decompor o todo, tanto quanto possível, nas suas partes mais simples, que são mais facilmente solucionadas ou explicadas, para, posteriormente, agregar essas soluções ou explicações parciais em uma solução ou explicação do todo.

6 Mecanicismo – É o princípio que se baseia na relação simples de causa-e-efeito entre dois fenômenos. Um fenômeno constitui a causa de outro fenômeno (seu efeito), quando ele é necessário e suficiente para provocá-lo. Como a causa é suficiente para o efeito, nada além dela era cogitado para explicá-lo.

7 Coach – Os executivos estão se transformando em treinadores ou coaches e deixando de lado suas antigas características de gerentes convencionais. Hoje os executivos fornecem instruções, orientação, direção, aconselhamento, estímulo e incentivo para ajudar as pessoas a melhorar continuamente seu desempenho no trabalho.

8 Inovação, em seu sentido mais genérico, pode ser definida como algo novo para a organização. A palavra inovar, do latim, significa tornar novo, renovar, enquanto inovação traduz-se pelo ato de inovar.

Conforme Zaltman, a definição inovação pode ser entendida como uma idéia, uma prática ou um artefato material percebido como novo, relevante e único adotado em um determinado processo, área ou por toda a organização.




9 Criatividade individual: é a forma criativa expressa por um indivíduo. Criatividade coletiva ou de grupo: é a forma criativa expressa por uma organização, equipe ou grupo. Ela surge geralmente da interação de um grupo com o seu exterior ou de interações dentro do próprio grupo.


i Brasil. Ministério da Administração Federal e Reforma do Estado. Os avanços da reforma na administração pública: 1995-1998. Brasília: MARE, 1998. 127 p. (Cadernos MARE da reforma do estado; c. 15)

1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   34


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal