Algumas informações para tomada de decisão sobre Migrar ou Não Migrar



Baixar 79.29 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho79.29 Kb.



www.startpoint.com.br/apape/

apape@startpoint.com.br

Algumas informações para tomada de decisão

sobre Migrar ou Não Migrar


Repassado por: alvarosantiago@petrobras.com.br



Luiz Damiani - damiani@canbrasnet.com.br
Quem foi(ram) o(s) autore(s)?

1 - Definições:
Renda Global = Benefício da Petros + Benefício de Aposentadoria da Previdência Social .
Benefício Saldado de Aposentadoria = Renda Global Benefício de Aposentadoria da Previdência Social .


2 – Planos:
O Plano Petros (atual) É um plano complementar de aposentadoria; complementa o Benefício de Aposentadoria da Previdência Social do INSS.
O Plano Petrobras Vida (novo) NÂO é um plano complementar de aposentadoria; é um plano de aposentadoria desvinculado do Benefício de Aposentadoria da Previdência Social do INSS.
Isto significa que se houver variação (provavelmente decréscimo) do teto do Benefício da Previdência Social do INSS, os participantes do Plano Petros (Atual) não sofrerão perda pois manterão a Renda Global. Já os participantes do Plano Petrobras Vida sofrerão perda na sua Renda Global, pois não é um plano complementar de aposentadoria.
No Plano Petros (Atual), a contribuição da Patrocinadora não cessa, e não depende da idade do participante, está garantida .
No Plano Petrobras Vida (novo), a contribuição da Patrocinadora cessa quando o participante atingir 60 anos de idade. Se o participante já tiver 60 anos ou mais, não haverá contribuição por parte da Patrocinadora, a participação é zero.


3 – Índices de correção do benefício ou da renda:
3.1 - No Plano Petros (Atual) a correção do benefício é feita pelo mesmo índice de reajuste dos empregados em atividade. O índice de reajuste é por Acordo Coletivo de Trabalho.
3.2 - No Plano Petrobras Vida (novo):
O Benefício Proporcional Saldado de Aposentadoria é para aquele que tem aversão ao risco. maior segurança quanto ao benefício que irá receber.
A Reserva Matemática Transferida é para aquele que convive bem com o risco. Há menor segurança quanto à renda que poderá receber.
Tanto a opção seja pelo Benefício Proporcional Saldado de Aposentadoria quanto pela opção da Reserva Matemática Transferida, a sua contribuição mensal será exatamente a mesma nestas duas opções. Vale ressaltar que esta contribuição será cerca de 30 % menor do que a sua contribuição no Plano Petros (Atual) .
Na opção pelo Benefício Proporcional Saldado de Aposentadoria , a correção do benefício será pelo índice IPCA do IBGE. Este índice é passível de grande manipulação pelo governo .
Na opção pela Reserva Matemática Transferida , a correção da renda será de acordo com o retorno dos investimentos correspondente. Esta correção é passível de grande oscilação , tanto em intensidade (valores absolutos) como em valores relativos (negativa ou positiva),inerente ao risco .

4 – Quanto à AMS:
4.1 - Quanto à AMS para aquele que está aposentado, ou pretende se aposentar só quando tiver tempo na Petros e no INSS: mantém a AMS.
4.2 - Quanto à AMS para aquele que não está aposentado, e pretende se aposentar imediatamente após a migração:
Se já tem tempo na Petros e no INSS = mantém a AMS
Se já tem tempo na Petros e não no INSS = perde a AMS
Em nenhum lugar do regulamento do Plano Petrobras Vida isto está escrito, porém é o que está vigorando.

Consultando a Petros, pelo telefone 0800-253545, houve a confirmação deste procedimento.

A Petros recomendou entrar em contato com a AMS do ex-SEMED, e ver onde está explicitado este procedimento.

5 – Alerta:
Você está prestes a tomar uma das decisões mais impactantes e importantes de sua vida:

Migrar ou Não-Migrar !


Não se precipite ! Você tem até 07/12/2001 para tomar e exercer a sua decisão .
Até lá muitas águas correrão por baixo da ponte : medidas políticas e jurídicas estão em andamento .
Enquanto isso ouça seu Sindicato, a FUP, a AEPET, a ANAPAR – Associação Nacional de Participantes de Fundos de Pensão, outras entidades e escute a Empresa.

Participe das palestras e você verá e sentirá quem é quem. Converse com os seus colegas de confiança, troque informações.


Ao fazer qualquer consulta telefônica à PETROS, através do 0-800 , queira saber onde está escrito tal ou qual afirmação, solicite a citação do artigo do regulamento que explicita o assunto em pauta.

A contra-informação é grande !




PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO x CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA

UM GRANDE NEGÓCIO TIPO "PERDE x GANHA"


I - QUEM PERDE: OS PARTICIPANTES




APOSENTADO
Só tem a perder com a migração proposta do Plano de Benefício Definido (PBD) para o Plano de Contribuição Definida (PCD). Seguem suas principais perdas:

  1. Perde todo e qualquer direito que teria no plano atual;

  2. Fica com seu poder de compra (benefício) defasado em, no mínimo, 30% e nunca mais vai poder recuperá-lo;

  3. Seu benefício, já muito achatado, continuará caindo pois o reajuste oferecido (IPCA, indicador manipulado pelo governo), não acompanha as perdas do seu poder aquisitivo;

  4. O bônus de migração oferecido, 2,5 benefícios, é ridículo em termos das perdas passadas e futuras. Este bônus cobre apenas poucos meses das perdas que você vem tendo;

  5. Continuará pagando contribuição Petros pois, embora ao migrar, assuma todas as desvantagens de um plano PCD não terá a vantagem do não pagamento de contribuição.



ATIVO COM MAIS DE 40 ANOS

Também não tem nada a ganhar, só tem a perder:



  1. Troca o certo pelo duvidoso;

  2. Seu Benefício ou Reserva Matemática serão os piores de sua vida funcional pois serão calculados pelo salário atual (não inclui bônus,.etc.), que está no seu pior nível em toda a história da Petrobrás;

  3. Não tem mais tempo útil para aumentar a sua reserva (benefício), logo se já está dentro do poço vai continuar afundando;

  4. Mas não vai ficar parado ai e sim continuar afundando pois o seu benefício será reajustado por um indicador manipulado pelo governo, e que não corrige as perdas de seu poder aquisitivo;

  5. A contribuição da patrocinadora para benefício (máximo de 56%) é muito baixa;

  6. Você fica com todo o risco do negócio mas não fica com a gestão;

  7. Perde todo e qualquer direito que teria no plano atual;

  8. Pagará elevadas taxas de administração para uma administradora de fundos que não lhe garante um mínimo de rentabilidade;

  9. Terá que aturar uma administradora de fundos ditatorial e que não o considera;

  10. Migrando, o próximo ataque será contra a AMS.



ATIVO COM MENOS DE 40 ANOS
Não é diferente dos demais, só tem a perder:

  1. Troca o certo pelo duvidoso;

  2. A patrocinadora contribui com muito pouco para o seu benefício (máximo 56%), o que não lhe permite acumular grandes reservas, mesmo contribuindo por mais tempo;

  3. Benefício reajustado por um indicador que não corrige as perdas de seu poder aquisitivo e, ainda, manipulado pelo governo;

  4. Perde todo e qualquer direito que teria no plano atual;

  5. Paga elevadas taxas de administração para uma administradora de fundos que não lhe garante um mínimo de rentabilidade;

  6. Tem que aturar uma administradora de fundos ditadura e que não o considera;

  7. Migrando, o próximo ataque será contra a AMS.



II - QUEM GANHA: PETROBRAS & PETROS
PETROBRAS:
Esta ganha muito, na casa de bilhões de reais, pois:
  1. Desvincula salários de ativos dos benefícios dos aposentados e pensionistas, criando espaço para políticas salariais diversificadas com grande redução de custos para a Empresa;

  2. Sai fora do grande risco do Plano Petros;

  3. Reduz o seu risco (rating) no mercado;

  4. Reduz os gastos com a Contribuição Petros de 12,93% para cerca de 7,7%; e

  5. Alavanca dinheiro barato para seus próprios investimentos, entre outras vantagens.


PETROS:

Também se inclui como um grande ganhador pois:




  1. A Petros garante a administração de um enorme patrimônio, sem oferecer qualquer garantia de resultado;

  2. Ganha 6% de tudo o que for aportado ao plano;

  3. Livra-se de cerca de 1.100 ações na justiça, envolvendo cerca de 10.000 participantes, com elevados custos e grande desconforto.


III - COMPARE O PBD COM O PCD

Apresentação Simplificada




PLANO PBD

PLANO PCD

Previdenciário complementar ao INSS


Fundo Financeiro e Seguro de Vida


Risco da Patrocinadora


Risco do Participante


Garantia da Patrocinadora/Governo


Sem qualquer garantia


Solidário


Individual



Benefício calculado p/Sal.Ativa


Benefício calculado p/saldo da conta


Reajuste benef. p/ salários da ativa


Reajuste benef. p/ indicador econômico


Contrib. maior; benef. também maior


Contrib. menor; benef. também menor




Apresentação Mais completa


PLANO PBD (BENEFÍCIO DEFINIDO)


PLANO PCD (CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA)

O risco é da Patrocinadora

O risco é do participante

O PBD tem caráter nitidamente previdenciário pois é um plano complementar ao da previdência (INSS). Muda o valor do INSS, não muda seu benefício total.

O PCD é um plano de poupança ou Fundo financeiro. Logo, PBD e PCB não são equivalentes. Muda o INSS, muda seu benefício total.

Garantia da Patrocinadora e Governo

Não tem garantia

Contribuição de 11% ou 14,9%.

Contribuição será menor, porém o benefício também será menor.

Oferece tranqüilidade, do ponto de vista de direitos, permitindo ao beneficiário prever antecipadamente seus benefícios, além de contar com a garantia da Petrobras e fiscalização do poder público.

É um cheque em branco, você sabe quanto vai pagar mas não sabe o que vai receber na aposentadoria.

Permite estimar antecipadamente os benefícios

O participante só vai ver o tamanho de seu problema na hora de se aposentar.

Tem garantia do Benefício

Não tem garantia mínima de retorno do investimento ou valor do benefício.

O participante tem a garantia da Patrocinadora e do Governo

Este plano é oportunista, o beneficiário é o fundo e o participante, o lesado.

Poder de compra do aposentado (benefício) corrigido pelo salário da ativa.


Poder de compra do aposentado (benefício) irá caindo gradativamente, pois os benefícios, corrigidos pelo IPCA (manipulado pelo governo), não acompanham o custo de vida.



Os lucros do fundo não são distribuídos aos benefícios. Vão constituir novos fundos garantidores ? Fundo fica rico e beneficiário pobre.

Ganhador: A migração só tem vantagens para a empresa/patrocinadora. Tudo o que ela assumir no momento da migração ainda vai ser muito pouco em relação ao seu ganho futuro (redução/eliminação do risco; contribuição menor;..)

Perdedor: Participante que assume todos os riscos, não tem a gestão e ainda tem seu poder de compra (benefício) aviltado.


IV - POR QUE “O PLANO PETROBRAS VIDA É O PIOR PLANO CD APRESENTADO A PARTICIPANTES PATROCINADOS POR UMA ESTATAL”?
(Atuário C. Marcolin, especialista em fundos de pensão e consultor da SPC, em Brasília)

COMPARE O PCD PETROS COM OS SIMILARES DO MERCADO







PETROS – PETROBRAS VIDA


MERCADO

(fundos modernos, fechados e abertos)



PERDAS DO PARTICIPANTE PETROS VIDA

Meta Atuarial

INPC + 6%



IGP-M + 6%; ou IGP-DI + 6%

Já teria perdido mais de 30% só nos últimos 7 anos

Garantia de rentabilidade mínima

NÃO TEM


IGP-M + 6% +(50 a 80% da rentabilidade excedente).

Grande e crescente, mantida a atual tendência dos índices

Reajuste anual dos benefícios

Limite do IPCA ou IPCA

IGP-M, IGP-DI; ou outros (exceto IPCA)

Já teria perdido cerca 30% só nos últimos 7 anos



Contribuição do Aposentado

Continua contribuindo



Fundos abertos: não contribui. Fundos fechados: na Forluz, já teria sido extinta; na Telos, em processo de extinção.

Cerca de 10%




Taxa de Administração

6% de tudo o que for aportado ao fundo. É alta considerando as facilidades da Petrobras.

Abertos: ~ 9% (captação +Adm+..)

Fechados: zero ( Patro. paga por fora) ou 4 a 5%



Mínimo 1 a 2%


Contribuição da Patrocinadora p/beneficio

Máximo 56%


Cemig (Forluz) e Previ = mínimo 70%.


Mínimo 10%


Salários e benefícios


Congela as perdas.Só nos últimos 5 anos já perdeu cerca 30%

-

Mínimo 30%

Resgate


Apenas 100% da conta do participante (CPA)

< 3 anos 100% CPA;

> 10 ANOS 100% CPA + 90 a 100% CE


Confisco absurdo


OPÇÕES DE INVESTIMENTOS


Apenas um fundo

Vários fundos a critério do participante.

Perda de competitividade

Idade limite de

Contrib. da Patrocinadora

Expulsória aos 60,

perde os seguros, Cont Patroc. e ainda paga Adm


-


Perda dos seguros e contribuição da Patrocinadora


V - VOCÊ SABIA QUE:
1) Os salários pagos pela Petrobrás, base de cálculo dos benefícios e reserva matemática propostos no novo plano, são hoje os piores de toda a história da Empresa ? Em 1975/80 o salário base de um técnico 774 (IV-4) era, em média, R$ 14.000,00 (valores de hoje); em 1989/90 já tinha caído para R$ 7.000,00; e hoje está em apenas R$ 4.028,00 (perda de cerca de –70%, veja evolução do salário base no gráfico abaixo).




-70%






-25%

O salário de jun/01 é o pior entre os piores

de toda a história da Empresa

2) Para um mesmo nível, os salários de hoje estão reduzidos a menos de um 1/3 do que eram em 1977/80, e que só nos últimos 5 anos, período preparatório para a migração, você já perderam cerca de 25% ?


3) Que os salários Petrobras estão muito abaixo do mercado, apenas cerca de 30% do que o mercado paga (tabela abaixo) ?
SALÁRIOS PAGOS PELO MERCADO BRASILEIRO

TÉCNICO COM 10 a 15 ANOS DE EXPERIÊNCIA




TÉCNICO

Salário em R$

ENGENHEIRO DE PETRÓLEO (NACIONAL)

10/13.000,00

GEÓLOGO/GEOFÍSICO DE PETRÓLEO (NACIONAL)

10/13.000,00

CHEFE DE COZINHA (NACIONAL)

10.000,00

PROCURADOR FEDERAL

9.000,00

ENG./GEOL./GEOF. DE PETRÓLEO (último nível BR) *

7.200,00

JORNALISTA

6.000,00

WEB DESIGNER

6.000,00

ENG./GEOL./GEOF. DE PETRÓLEO

4/4.500,00

* 25 a 35 anos experiência.

OS SALÁRIOS PETROBRAS NÃO SEGUEM

A REALIDADE DO MERCADO

4) Quem se aposentou em 1988 já teve, apenas no período 1988/2001, o seu poder aquisitivo (benefício) reduzido de 28% ou 50% , se atualizado pela inflação do INPC ou IGP-M, respectivamente ? Um técnico III, nível 755, que em 1988 se aposentou ganhando R$ 10.500,00 (benefício bruto, em valores de hoje), hoje recebe apenas R$ 5.400,00. Veja gráfico abaixo.


5) Os salários Petrobras voltaram às origens ? Nos 47 anos de existência da Petrobras, os salários cresceram até 1975/80 e desde então despencam ladeira abaixo, atingindo hoje os níveis iniciais de 1954/55. Assim, o benefício bruto de R$ 5.400,00 recebido hoje pelo técnico III, nível 755, corresponde a um salário base de R$3.300,00, salário este que ele recebia em 1955, como técnico I. Veja gráfico abaixo.

6

) Se você migrar com as atuais perdas de salários e benefícios, nunca mais vai recuperá-las?


7) O Plano Petros, BD atual, é um plano previdenciário, e que o plano Novo, Petrobras Vida, é um plano financeiro, e que ambos seguem “leis” diferentes de mercado?
8) Os fundos financeiros oferecem indicadores como IGP-M, IGP-DI que, só nos últimos anos (7 anos), tiveram rentabilidades cerca de 23 a 36 % maiores dos que os indicadores oferecidos pela Petros (Gráfico abaixo)?

EVOLUÇÃO DOS INDICADORES ECONÔMICOS

(ÚLTIMOS 7 ANOS)

Por estas e por outras o INPC e IPCA


não têm credibilidade no mercado.

9) A Petros não é transparente com o participante porque é insegura naquilo que faz?


10) A Petros oferece baixo reajuste para nossos benefícios porque é incapaz de obter melhor rentabilidade para o nosso dinheiro?

11) A Petros só oferece UMA opção de investimento para o nosso dinheiro enquanto fundos similares do mercado oferecem VÁRIAS opções?






©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal