Algumas Notas Gramaticais sobre Cinyungwe



Baixar 440.07 Kb.
Página3/13
Encontro19.07.2016
Tamanho440.07 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13

1.2 O sistema da concordância


A particularidade das línguas banto chamada sistema de concordância oferece-se como ideia chave desta descrição. Concordância significa “uma relação formal entre os componentes de uma determinada entoação de acordo com a qual a forma de uma palavra requer uma outra correspondente.”1 Concretamente, um determinado substantivo determina a forma do verbo seguinte. O verbo concorda com o sujeito em número e género, o adjectivo concorda com o substantivo também em número e género. Portanto, os géneros em português sendo dois, nomeadamente masculino e feminino, as línguas banto possuem outros géneros com diferentes formas de singular e plural e mais outros géneros como o locativo, abstracto e infinitivo nominal. Face a esta variação, preferimos utilizar o termo classe nominal em vez de género para evitar uma imposição das ideias europeias a uma expressão genuinamente moçambicana.

Os verbos seguem a concordância na seguinte maneira:




Munthu agwa.

O homemA pessoa caiu.

Wanthu wagwa.

Os homensAs pessoas caíram.

Cikalango cagwa.

A panela de barroO pote caiu.

Bzikalango bzagwa.

As pelas debarro Os potes caíram.

Portanto, as classes nominais 1 e 2, pessoa/pessoas, characterizada pelos prefixos mu- ou m’- no singular e wa- ou a- no plural, requerem que o verbo concorde com o nome através do prefixo verbal a- ou wa- respectivamente. As classes 7 e 8 referindo a objectos como pote/potes, por sua vez, identificam-se pelos prefixos ci- e bzi- nos nomes e com ca- e bza- nos verbos.



2 O nome


O nome, também chamado substantivo, consiste dnum radical ao qual se junta o prefixo nominal, um elemento característico da classe nominal a que pertence. Nas tabelas e nos seguintes exemplos, indicamos os respectivos prefixos nominais por negrito. Os prefixos verbais indicativos da classe nominal do sujeito são sublinhados.
Na discussão das várias classes nominais, usa-se o prefixo nominal no título do parágrafo junto com uma palavra exemplar para chegar a uma leitura mais compreensível. Quando duas classes se relacionarem em termos do número, as duas classes são agrupadas juntos. A classificação científica encontra-se no fim deste livrinho, veja 7.2 Comparação com outras línguas banto.

2.1 As classes 1/2 munthu/wanthu pessoa(s)


Estas duas classes são constituídas pelos nomes que muitas vezes referem a seres humanos ou profissões.


munthu / wanthu

pessoa(s)

m’kazi / akazi

mulher(s)

m’cikunda / acikunda

soldado(s)

mulimi / alimi

camponês(es)

Pessoa(s) – munthu/wanthu

Mulher(es) – mkazi/akazi

Soldado(s) – mcikunda/acikunda

camponês(es) –mulimi/alimi
Os nomes que formam as classes 1 e 2 têm o prefixo nominal mu- ou m’- no singular, respectivamente wa- ou a- no plural.


Mwamuna Munthu wagwata m’sau.

A pessoa cortou uma massaniqueira.

M’kazi wagula n’tsomba.

A mulher comprou peixe.

Amuna Wanthu agwata m’sau.

As pessoas cortaram uma massaniqueira.

Akazi agula n’tsomba.

As mulheres compraram peixe.

2.2 As classes 3/4 mulambe/mirambe embondeiro(s)


Nestas classes encontram-se muitas árvores e outros nomes:


mulambe / mirambe

embondeiro(s)

m’sau / misau

massaniqueira(s)

m’manga / mimanga

mangeira(s)

m’figu / mifigu

bananeira(s)

bananeira / bananeiras – mfigu/mifigu

maçaniqueira / maçaniqueiras-msau/misau

mangueira / mangueiras – mmanga/mimanga

embondeiro / embondeiro – mulambe/mirambe
Os prefixos nominais são mu- ou m’- no singular, respectivamente mi- no plural.


Mfigu Mulambe wagwa.

O embondeiro caiu.

M‘sau wagwa.

A massaniqueira caiu.

Mifigu Mirambe yagwa.

Os embondeiros caíram.

Misau yagwa.

As massaniqueiras caíram.

A concordância é indicada no verbo através do prefixo wa- no singular e ya- no plural.




1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal