Amici e servitori della parola



Baixar 7.24 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho7.24 Kb.

7 de junho de 2009

SANTÍSSIMA TRINDADE


DA PALAVRA DO DIA
“Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus, são filhos de Deus. E, se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo.”

Rm 8,14.17


Como viver esta Palavra?
A revelação do mistério trinitário não chama em causa apenas o intelecto que se inclina reverente, imerso naquele ‘santo temor’ que, no Antigo Testamento, levava a cobrir a face, porque “não se pode ver Deus e continuar vivo”.

Toda a nossa existência é chamada em causa e plasmada por esse sublime mistério. De modo especial, é aqui que tem raízes a nossa vocação a ser ‘imagem e semelhança de Deus’.

De fato, o que é o mistério trinitário, se não a revelação de um Deus-Comunhão porque Amor? E justamente porque é Amor, é um Deus que suprime toda distância, se faz ‘próximo’ do homem, num sentido tão forte que faz história com ele, ou melhor, faz-se um de nós, para que nós possamos encontrar nele o nosso habitat.

Sim, a Trindade é o seio fecundo do qual viemos e, ao mesmo tempo, a meta do nosso caminhar. Uma casa onde somos esperados, uma família onde há um lugar preparado para mim, para ti, para todos os filhos de Deus.

Contemplar a Trindade é descobrir, com um tripúdio de alegria, que somos esperados desde sempre, como um filho que por longo tempo esteve longe de casa. Mistério insondável que não cria distâncias, mas as anula. Mistério no qual sou chamado a mergulhar por toda a eternidade, deixando-me aferrar sempre mais, desde agora, por esse divino redemoinho de amor.

Hoje, na minha pausa do coração, ficarei em quieta e alegre contemplação do mistério trinitário. Se me for possível, procurarei ver a imagem da Trindade, de Rublev, e sentar-me naquele lugar vazio ao redor da mesa: o meu lugar!



Trindade santa que, na tua plenitude, quiseste abrir espaço para mim, como se o transbordamento do teu amor tivesse necessidade da minha pequenez, acolhe o meu frêmito de espanto e de alegria, como hino de gratidão.
As palavras de um grande Bispo
Obrigado, meu Deus! Que importa que eu seja uma cabana, se no meu tugúrio está a Santíssima Trindade?

Hélder Câmara



Casa di Preghiera ‘San Biagio’ – SUBIACO RM

e-mail: sanbiagi@casadipreghiera.191.it - sito: www.sanbiagio.org




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal