Anexo III – dos programas das provas língua portuguesa



Baixar 40.35 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho40.35 Kb.
ANEXO III – DOS PROGRAMAS DAS PROVAS

LÍNGUA PORTUGUESA (para cargos de Nível Médio):

Estruturação do texto e recursos de coesão. Significação contextual de palavras e expressões. Interpretação de texto. Equivalência e transformação de estruturas. Pontuação. Emprego de tempos e modos verbais. Funções das classes de palavras. Estrutura e formação de palavras. Flexão nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência de crase.


LÍNGUA PORTUGUESA (para cargos de Nível Superior):
1. Ortografia.

1.1. Sistema oficial vigente (emprego de letras, acentuação, hífen, divisão silábica)

1.2. Relações entre sons e letras, pronúncia e grafia.

2. Morfologia.

2.1. Estrutura e formação de palavras. Famílias de palavras.

2.2. Classes de palavras e suas características morfológicas.

2.3. Flexão nominal: padrões regulares e formas irregulares.

2.4. Flexão verbal: padrões regulares e formas irregulares.

3. Sintaxe.

3.1. A oração e seus termos.

3.1.1. Emprego das classes de palavras

3.1.2. Sintaxe da ordem

3.1.3. Regência nominal e verbal.

3.1.4. Concordância nominal e verbal.

3.2. O período e sua construção.

3.2.1. Período simples e período composto

3.2.2. Coordenação: processos, formas e seus sentidos.

3.2.3. Subordinação: processos, formas e seus sentidos.

3.3. Equivalência entre estruturas; transformação de estruturas.

3.4. Discurso direto, indireto e indireto livre.

4. Pontuação: sinais, seus empregos e seus efeitos de sentido.

5. Semântica.

5.1. Significação de palavras e expressões. Relações semânticas entre palavras

e expressões (sinonímia, antonímia, hiponímia, homonímia, polissemia);

campos semânticos.

5.2. Significação contextual das expressões; significados literais

e significados figurados; denotação e conotação das expressões.

5.3. Relações semânticas, lógicas e enunciativas entre frases.

5.4. Valores semânticos das classes de palavras

5.5. Valores dos tempos, modos e vozes verbais.

5.6. Efeitos de sentido da ordem de expressões na oração e no período.

6. Leitura, análise e interpretação de texto.

6.1. Variedades de linguagem, tipos e gêneros textuais, e adequação de linguagem.

6.2. Elementos de sentido do texto: coerência e progressão semântica do texto; relações

contextuais entre segmentos de um texto; informações explícitas, inferências válidas,

pressupostos e subentendidos na leitura do texto.

6.3. Elementos de estruturação do texto: recursos de coesão; função referencial de

pronomes; uso de nexos para estabelecer relações entre segmentos do texto;

segmentação do texto em parágrafos e sua organização temática.

6.4. Interpretação do texto: identificação do sentido global de um texto; identificação de

seus principais tópicos e de suas relações (estrutura argumentativa); síntese do

texto; adaptação e reestruturação do texto para novos fins retóricos.



LEGISLAÇÃO (Para todos os cargos):

Constituição Federal - artigos 7º, 37, 38, 39, 41 , 196 a 200

Lei Orgânica do Município.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:
17 – Médico Geral Comunitário de Saúde da Família


  • Sistema Único de Saúde: histórico, bases legais e princípios de funcionamento.

  • Medicina de Família e Comunidade: bases conceituais

  • Abordagem comunitária, Planejamento e Gestão em Atenção Primária à Saúde

  • Epidemiologia aplicada à Medicina de Família e Comunidade

  • Vigilância à saúde

  • Fundamentos e práticas em Atenção Primária à Saúde

  • Saúde da Criança e do adolescente

  • Assistência à Saúde da Mulher

  • Atenção à Gestante

  • Cuidado de Saúde do Idoso

  • Principais problemas de saúde do adulto

  • Dinâmica familiar

  • Bioética

  • Saúde Mental

  • Procedimentos cirúrgico-ambulatoriais



18 – Enfermeiro de Saúde da Família


  1. Histórico das Políticas de Saúde no Brasil.

  2. Políticas Públicas, Planejamento e Gestão na Saúde.

  3. Conceito de saúde e doença (Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde). Medidas de saúde coletiva: indicadores de saúde.

  4. As práticas de saúde e a equipe multiprofissional.

  5. Reforma Sanitária e Construção do Sistema Único de Saúde- Princípios e Diretrizes.

  6. Unidades Básicas de Saúde (UBS), Programa de Saúde da Família (PSF),Centros de Saúde, Hospitais e Pronto Atendimento.

  7. Programas de Saúde.

  8. Vigilância Sanitária e Epidemiológica.

  9. Saneamento e ambiente. História natural das doenças transmitidas por vetores: Febre amarela, Dengue, Malária.

  10. Monitoramento ambiental e biológico, regulamentação nacional da exposição a substâncias de risco.

  11. A família como unidade básica da organização social e da saúde coletiva. Saúde da Família: uma estratégia para reorientação do modelo assistencial da saúde.

  12. Visita domiciliar – instrumento de trabalho na estratégia de Saúde da Família.

  13. Ética e legislação na saúde. A Lei do Exercício Profissional de Enfermagem.

  14. Gestão de Pessoas e Humanização em Saúde.

  15. Competências do enfermeiro no cuidado à criança, ao adolescente, a gestante, ao adulto e ao idoso.

  16. Administração de medicamentos. Preocupação com a prevenção de erros e com a segurança do paciente.

  17. A liderança, a coordenação de grupos e a participação em equipes de saúde.

  18. Planejamento e organização do serviço de enfermagem, treinamento em serviço, reciclagem e supervisão



19 – Cirurgião-Dentista de Saúde da Família

Epidemiologia das doenças bucais. Indicadores de saúde. Bioestatística. Fatores de risco aos agravos em saúde. Administração de serviços de saúde. Vigilância sanitária e epidemiológica. Sistema Único de Saúde. Recursos humanos e força de trabalho em saúde. Programa Brasil Sorridente. A Constituição Federal de 1988 (arts. 196 a 200, e art. 77 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias). As Leis n°s 8.080/90 (com a redação dada pelas Leis n°s 9.836/99 e 10.424/2002) e 8.142/90. O Programa de Saúde da Família. Interfaces do SUS com os planos e seguros privados de assistência à saúde. Biossegurança no atendimento odontológico. Ética e Bioética na prática em saúde. Construção da consciência sanitária. Integralidade em Saúde. Conceito ampliado de cura em Odontologia. Acolhimento do paciente. Ergonomia em Odontologia. Morfologia do sistema estomatognático. Fisiologia Oral. Etiologia e patogenia das doenças do sistema estomatognático. Diagnóstico e tratamento das patologias bucais. Radiologia em Odontologia. Prevenção das doenças bucais. Tratamento das doenças bucais. com ênfase na cárie, doenças periodontais, má-oclusão, câncer bucal. Tratamentos restauradores e protéticos em Odontologia. Exodontia de dentes retidos. Cirurgias pré-protéticas. Uso de implantes em Odontologia.



20 – Técnico de Enfermagem de Saúde da Família

Reforma sanitária e Sistema Único de Saúde (SUS). Princípios e Diretrizes do SUS.

Cuidados de enfermagem em todos os níveis de atendimento a saúde tendo como base a fundamentação técnico-científica específica em Enfermagem; A Lei do exercício profissional e o Código de Deontologia de Enfermagem. Ética e legislação na saúde.

Municipalização da saúde.Unidades Básicas de Saúde (UBS), Programa de Saúde da Família (PSF)

A conformação histórica da família: classificação, organização e responsabilidades. Visita domiciliar.

Conceitos de assepsia, anti-sepsia, desinfecção, descontaminação e esterilização. Métodos e técnicas de limpeza e desinfecção.

Prevenção e controle de infecção.

Normas de higiene e biossegurança na realização do trabalho para proteger a saúde do paciente e do trabalhador.

Saneamento e vigilância ambiental. Cuidado como manuseio e descarte de resíduos.

Programa Nacional de Imunização.

Cuidados com pacientes em diferentes etapas do ciclo vital, desde a gestante o recém-nascido, a crianças, o adolescente, os adultos, e o idoso.

Administração de medicamentos pelas diferentes vias; diferentes concentrações dos medicamentos e efeitos colaterais.


Cuidados e manuseio de pacientes portadores de moléstias infecto-contagiosas; bem como de portadores de doenças crônico-degenerativas

O trabalho em equipe e as relações interpessoais. A importância da comunicação no processo de trabalho da unidade de saúde.



Humanização da assistência. Prevenção de erros e preocupação com a segurança do paciente.

21 – Técnico em saúde Bucal


  1. Conhecimentos Específicos

    • Anatomia e fisiologia da cavidade bucal.

    • Placa bacteriana; identificação, remoção, relação com dieta, saliva e flúor.

    • Ações de promoção de saúde a nível individual e coletivo (Instruções básicas de higiene bucal: escovação, uso do fio dental, controle e remoção da placa bacteriana e uso do flúor).

    • Processo saúde-doença bucal: características, aspectos epidemiológicos e prevenção dos principais agravos em saúde bucal: cárie, doença periodontal, má-oclusão e lesões da mucosa.

    • Técnicas auxiliares no trabalho odontológico

    • Técnica de processamento e tomadas radiográficas

    • Manipulação, preparo e inserção de materiais odontológicos;

    • Remoção de sutura

    • Isolamento do campo operatório

    • Educação em saúde em nível individual e coletivo.

    • Competência do TSB para abordagem dos problemas de saúde bucal das pessoas: por ciclos de vida, de grupos em condições especiais (gestantes), de pessoas com doenças crônicas (hipertensão, diabete melitus, DST/AIDS) e pessoas portadoras de deficiências.

    • Organização e administração da clínica odontológica: emprego dos sistemas de informações; agendamento, registro e arquivamento de documentação odontológica (prontuário clínico e exames complementares); controle de insumos.

    • Trabalho e profissionalização das categorias auxiliares em odontologia: competências.




  1. Saúde Coletiva

    • Participação em levantamentos epidemiológicos

    • Sistema Único de Saúde: legislação, princípios e diretrizes.

    • Controle Social no SUS. Conselhos de saúde: competências, composição e participação.

    • A organização da Atenção Básica no SUS. A Estratégia de Saúde da Família.

    • A Equipe de Saúde Bucal na Estratégia de Saúde da Família.

    • Política de Saúde Bucal no Brasil (diretrizes e principais estratégias nacionais).

    • Promoção da saúde e programas educativo-preventivos.

    • Relações humanas, ética no trabalho de equipe e com a comunidade

    • Epidemiologia em Odontologia de saúde coletiva




  1. Controle da Infecção e Biossegurança

    • Acolhimento e preparo do paciente para o atendimento e procedimentos operatórios.

    • Métodos de esterilização e desinfecção: normas e rotinas de limpeza, assepsia, preparo de material e desinfecção do meio.

    • EPIs em Odontologia.

    • Preparo e acondicionamento de materiais, instrumentais e equipamentos.

    • Descarte de resíduos odontológicos.

    • Manutenção e conservação de materiais e equipamentos.

    • Precaução e riscos ocupacionais.

    • Princípios de Ergonomia na prática odontológica.

    • Radiologia em Odontologia.



22 – Auxiliar de Consultório Dentário
1. Conhecimentos Específicos

    • Anatomia e fisiologia da cavidade bucal.

    • Placa bacteriana; identificação, relação com dieta, saliva e flúor.

    • Ações de promoção de saúde a nível individual e coletivo (Instruções básicas de higiene bucal: escovação, uso do fio dental, controle e remoção da placa bacteriana).

    • Processo saúde-doença bucal: características, aspectos epidemiológicos e prevenção dos principais agravos em saúde bucal: cárie, doença periodontal, má-oclusão e lesões da mucosa.

    • Técnica de processamento radiográfico

    • Técnicas auxiliares no trabalho odontológico.

    • Manipulação e preparo de materiais odontológicos;

    • Educação em saúde em nível individual e coletivo.

    • Competência do ASB para abordagem dos problemas de saúde bucal das pessoas: por ciclos de vida, de grupos em condições especiais (gestantes), de pessoas com doenças crônicas (hipertensão, diabete melitus, DST/AIDS) e pessoas portadoras de deficiências.

    • Organização e administração da clínica odontológica: emprego dos sistemas de informações; agendamento, registro e arquivamento de documentação odontológica (prontuário clínico e exames complementares); controle de insumos.

    • Trabalho e profissionalização das categorias auxiliares em odontologia: competências.

    • Participação em levantamentos epidemiológicos


2. Saúde Coletiva

    • Sistema Único de Saúde: legislação, princípios e diretrizes.

    • Controle Social no SUS. Conselhos de saúde: competências, composição e participação.

    • Estratégia de Saúde da Família: princípios, competências e atribuições da equipe de saúde bucal.

    • As Competências dos Profissionais da Equipe de Saúde Bucal na Atenção Primária;

    • Política de Saúde Bucal no Brasil (diretrizes e principais estratégias nacionais).

    • Promoção da saúde e programas educativo-preventivos.

    • Relações humanas, ética no trabalho de equipe e com a comunidade.


3. Controle da Infecção e Biossegurança

    • Acolhimento e preparo do paciente para o atendimento.

    • Métodos de esterilização e desinfecção: normas e rotinas de limpeza, assepsia, preparo de material e desinfecção do meio.

    • EPIs em Odontologia.

    • Instrumentação clínica

    • Preparo e acondicionamento de materiais, instrumentais e equipamentos.

    • Descarte de resíduos odontológicos, prevenção de riscos ambientais e sanitários

    • Manutenção e conservação de materiais e equipamentos.

    • Prevenção de riscos ocupacionais.

    • Princípios de Ergonomia na prática odontológica.

FAURGS – Prefeitura Municipal de Alvorada – Edital Nº 72/2011 – Anexo III – Dos Programas das Provas


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal