Análise dos Modelos de Crescimento e Desenvolvimento



Baixar 29.47 Kb.
Encontro20.07.2016
Tamanho29.47 Kb.
Margarida Chagas Lopes

ECONOMIA DA EDUCAÇÃO



Cap.2: Educação e Desenvolvimento
2.1.- Educação, Crescimento e Desenvolvimento Económicos

Análise dos Modelos de Crescimento e Desenvolvimento

Y = f (K, L...)




  • Como explicar o tremendo crescimento da produtividade horária do trabalho entre 1929 e 1970? [excepção ’39-’45...]




  • Porque é que, assistindo-se a uma concentração crescente do factor K (equipamentos, tecnologia...) não se verificou a lei dos rendimentos decrescentes:






Y



‘70 ( K, L...)




  • Muitas tentativas de explicação da ‘medida da nossa ignorância’, ou do ‘resíduo’ ...




  • M. Blaug, (op. cit) atendendo à experiência do desenvolvimento económico inglês, refere que não se verificou o crescimento sustentado senão a partir do momento em que a taxa de literacia ultrapassou os 40% e a freqüência do ensino primário os 10%...




  • Denison, explica que Y= f (K, L...) em quantidade e qualidade + factor conhecimento:

d


Taxa cresc. PIB

Taxa

cresc.


Stock

K


Aumento do Nível Geral de Educação

Conhecimento incor-porado em org., gestão
Y/dt = f ( dK/dt, dL/dt, D. Educ, D. Conhecimento )


Taxa

cresc.

Empr.


L

34% 9%


15%
23%

Nos EUA entre 1929 e 1957...


* Mas...como se desenvolve e incorpora a ‘educação’ e o ‘conhecimento’: à medida que se dá o aumento do capital físico (dK/dt), vários efeitos em paralelo podem ocorrer, com mais ou menos intensidade:
- aumentar mais ou menos proporcionalmente (cada vez menos, a partir dos anos 70...) o emprego em quantidade --- dL /dt;

- aumentar as exigências em qualificações da mão de obra empregue,

para fazer face à crescente sofisticação tecnológica --- » H. L., F.P...

- aumentar a contribuição produtiva dos conhecimentos e práticas de trabalho----» Experiência Profissional.


É o que se designa por núcleo duro das qualificações e que traduz a contri-buição conjunta da Educação para o crescimento do PIB:
Habilitações Literárias

Formação Profissional

Experiência(s) de Trabalho
Ou seja: quando nos referimos a Educação...
- transcendemos a estrita contribuição da Escola...

- fazemos intervir necessariamente a Oferta e a Procura de Educação

- situamo-nos numa perspectiva macroeconómica para analisar os processos de desenvolvimento

- ( e ao longo do ciclo de vida, em termos individuais ...)


Em termos de desenvolvimento e, portanto, ao nível macroeconómico e das diferentes sociedades, e não necessariamente ao nível individual, constata-se em geral que:


Aumento nível educação

Aumento produtividade média

Desenvolvimento Económico e Social


* Mas a relação entre educação e desenvolvimento económico é societal e temporalmente relativa. M. Blaug (op. cit) refere mesmo que a relação


Rendimento ---» Educação
é mais facilmente verificável que a relação
Educação ---» Rendimento
* Indicadores como o IDHE (PNUD), embora compósitos, reflectem situações em corte temporal e, portanto, não abarcam convenientemente a influência dinâmica da Educação sobre o Desenvolvimento – necessidade de análises de stocks e de fluxos ...(Crítica de M. Blaug ao IDHE)

Margarida Chagas Lopes

ECONOMIA DA EDUCAÇÃO

2.2.- Externalidades positivas e negativas da Educação
Pela positiva e, entre outros aspectos:
- o trabalho qualificado (e altamente qualificado) como factor de ganhos de produtividade e de atracção do capital (em vez dos baixos custos salariais...), capital cada vez mais móvel (deslocalizações, ...globalização);
- educação ---» segurança e nível dos fluxos de rendimento ---» manutenção do Welfare System...compensando o ‘peso da demografia’...
- efeitos multiplicadores da Educação *I&D *C&T ----» retenção de mão de obra qualificada...
- efeitos multiplicadores dos consumos de bens públicos (v.g. Saúde...)

....
Em termos de externalidades negativas, destacam-se:


– exclusão dos não qualificados pela Sociedade da Informação ---» multiplicidade de fontes e formas de aprendizagem torna-se-lhes uma desvantagem, f(...informação...)

- pilhagem das altas qualificações dos países menos desenvolvidos pelos mais avançados --- ex. especialistas em TI da Europa Oriental... …porque os diferentes países não seguem os mesmos padrões nem se encontram nos mesmos estádios de desenvolvimento...


- adopção dos padrões de consumo ‘desenvolvidos’--- consumo de massas, delapidação de recursos naturais, etc... ----» sustentabilidade


2.3.- Educação, Igualdade de oportunidades e Coesão Social


  • Como se distribuem socialmente os custos e os benefícios da Educação: Melhorando ou reforçando as desigualdades...? Depende tb. do racionamento dos postos de trabalho altamente qualificados e sua distribuição... agravamento das desigualdades entre qualificações...




  • Os resultados positivos do desenvolvimento económico podem desvanecer-se se as questões da equidade não forem resolvidas ---» aumento da exclusão dos não qualificados...




  • Estudos da OCDE em 13 países continuam a mostrar o amplo efeito do enquadramento sócio-económico sobre a I/O de acesso, percurso (selectividade...) e sucesso da Educação... As 2 boas excepções são a Holanda e a Suécia...

Razões da influência do estatuto sócio-económico-cultural da família de origem:
- acesso ao financiamento da Educação....imperfeições do mercado de capitais;

- modelos de expectativas e valorização da educação;

- peso dos custos de oportunidade...

- disponibilidade para apoio, enquadramento e bens culturais...




  • As escolhas (liberdade de escolha ...) em Educação são importantes, mas nem todos estão nas mesmas condições para poder escolher...




  • Depende tb. do racionamento dos postos de trabalho altamente qualificados e sua distribuição... agravamento das desigualdades entre qualificações...Capacidade de recuperação do investimento sob a forma de rendimentos efectivos do trabalho...



Bibliografia


  • M. Blaug (op. cit), Cap. 3, Cap. 7

  • E. Cohn, (op. Cit), Capítulo 7;

  • Worswick,(op. Cit) , Parte III



Sugestões de Textos para Aprofundamento


  • EUROSTAT… Statistics in Focus…

  • OECD… The OECD Observer…


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal