Antes de mesmo que alguém argumente a inutilidade de se estudar o assunto, quero afirmar a importância de se ter um conhecimento acerca do assunto visto o número de seitas no mundo e cada uma elaboram a sua angeolologia



Baixar 12.37 Kb.
Encontro04.08.2016
Tamanho12.37 Kb.

EBD-IBEP WWW.EBDIBEP.XPG.COM.BR

MATERIAL DE APOIO DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL DA

IGREJA BATISTA EVANGÉLICA DA PAZ-IBEP


A criação dos Anjos
A necessidade de se estudar o assunto

Antes de mesmo que alguém argumente a inutilidade de se estudar o assunto, quero afirmar a importância de se ter um conhecimento acerca do assunto visto o número de seitas no mundo e cada uma elaboram a sua angeolologia. É fundamental delimitarmos o tema para evitar heresias como as muitas que surgiram nos últimos anos. A bíblia não dá um momento exato de sua criação mas a crença nesses seres não podem de forma alguma contradizer a própria Palavra de Deus.



Os anjos são criaturas.
É importante saber que os anjos não existem desde a eternidade e isso é afirmado em várias passagens bíblicas (Ne 9:6; Sl 148:2-5; Cl 1:16). Portanto os anjos são criaturas de Deus. O momento exato de sua criação não é indicado na bíblia, contudo sabemos que a atividade criadora de Deus se deu em 6 dias, a bíblia ensina que O PRINCÍPIO de Gn 1.1 indica o momento anterior a qualquer ato criativo de Deus (PV 8:22-31). Portanto os anjos sendo criatura provavelmente deve ter sido criados após Gn 1.1, e se aceitarmos a literalidade de Jó 38:4-7 então isso se deu juntamente com os céus e antes da terra. Crer na possibilidade da criação antes do principio criativo (Gn 1:1) não possui base bíblica sendo, portanto infundada.
A crença na existência dos anjos co-eternos com Deus, não vem de hoje e muitas religiões acreditam que antes da criação do mundo existia um mundo espiritual o qual habitavam os anjos bons juntamente com Deus e participaram juntamente com Deus na Criação.
Essas teorias não se sustentam biblicamente, antes são uma eisegese dos textos que lhe servem como base. Como por exemplo, a Igreja “evangélica” Cristo Vive, fundada por Miguel Ângelo crê que os anjos participaram ativamente da criação dos homens lendo-se então Gn 1:26 obtêm-se eisegéticamente que Deus tomou conselho dos anjos para criar os homens, explicando então o termo FAÇAMOS. Para Miguel Ângelo o próprio Deus lhe deu essa revelação.
Para a igreja católica as crianças confirmadas quando morrem torna-se anjos. Para muitos quando uma pessoa boa morre se torna anjos ministradores.
Para os mormos existiu uma pré-existência dos anjos juntamente com Jesus e lúcifer que eram filho de Deus e irmãos.
Outros crêem que o mundo foi criado primeiramente perfeito onde existiram os seres pré-adâmicos, dinossauros, e seres pré-históricos juntamente com os anjos no céu, no entanto a queda de satanás tornou a Terra sem forma e vazia (Gn 1:2) então Deus recomeçou a construir a ou reforma a terra, essa teoria é conhecida como teoria da lacuna defendida por alguns teólogos protestantes.
A bíblia nos ensina a não irmos além daquilo que está escrito (1Cor :4:6), não podemos criar doutrinas que não estejam diretamente na palavra de Deus e nem em desacordo com ela visto que esta prática inevitavelmente se torna uma heresia.
O que sabemos é que Deus criou os anjos, e que a atividade criadora de Deus iniciou-se livremente em Gn 1:1 onde se diz “no princípio” (bereshit), qualquer atividade criadora antes desse período levaria a criação dos céus e da terra a um período posterior ao principio revelado na Palavra de Deus o que está em desacordo com todo o resto da bíblia.
O momento da queda dos anjos não sabemos, mas podemos afirma que se deu após Gn 1:1 e antes de Gn 3:1 quando satanás aparece na forma da serpente tentando a Eva. Se levarmos em consideração que tudo o que Deus criou era bom e no sexto dia da criação após a coroação com a criação do homem a bíblia afirma no Versículo 31: “Viu Deus que TUDO quanto fizera, e eis que era muito bom” podemos então inferir que possivelmente satanás tenha caído após o sexto dia . Se interpretarmos Ezequiel 28:13 como se referindo a satanás, vamos identificar que ele antes de sua queda esteve no Èdem coberto de pedras preciosas, podemos então inferir que sua queda realmente se deu após o sexto dia.
Mas não podemos afirmar, como alguns teólogos pensam, que a sua queda estava ligado ao ciúme pelo fato de Deus ter colocado o homem no jardim do Édem. E nem afirmar que o fato de ter seduzido Eva tenha alguma base nesse pensamento já que não é sustentado pela própria Palavra de Deus.

João Paulo Lima

Bibliografia consultada

Palestra em Teologia Sistemática.



Autor: Henry Clarence Thiessen

Editora Batista Regular

Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal