Apenas 7% da mata atlântica existe e está em São Paulo



Baixar 5.45 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho5.45 Kb.




Apenas 7% da mata atlântica existe e está em São Paulo


Afirmação foi feita pelo Secretário Estadual do Meio Ambiente de São Paulo José Goldemberg, na abertura do Seminário Metrópoles Saudáveis

A abertura do Seminário Metrópoles Saudáveis, promovido pelo PROAM (Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental), contou com as presenças do Secretário Estadual do Meio Ambiente de São Paulo José Goldemberg, do chefe de gabinete do vice-prefeito Hélio Bicudo, além de Paulo Sérgio Muçouçah, Ministério do Meio Ambiente, Máximo Lanzetta, Coordenadoria de Programas Ambientais da Secretária de Produção, Turismo e Desenvolvimento Sustentável do Governo da Cidade de Buenos Aires, Carlos Bocuhy, Presidente do PROAM, Pedro Del Piero, Presidente da Fundação Metropolitana de Buenos Aires, Juán Manoel Velasco, Presidente da Comissão de Ecologia da Legislatura da Cidade de Buenos Aires, e Guilherme Purvin de Figueiredo, da APRODAB – Associação dos Professores de Direito Ambiental do Brasil.

José Goldemberg disse, na abertura do evento, sobre problemas que São Paulo enfrenta em relação ao meio-ambiente. "Poucos se preocupam com a preservação da natureza nas metrópoles, pois focam sua atenção nas áreas rurais. Apenas 7% da Mata Atlântica ainda existe no Brasil, e fica, justamente, no Estado de São Paulo. As grandes obras públicas interferem no meio-ambiente, mas não há alternativas, só precisamos ter o cuidado de depredar o mínimo possível. O Estado tem obrigações como limpar os rios Tietê e Pinheiros, o que está sendo feito, mas depende de ajuda das prefeituras para erradicar favelas, por exemplo"

"Todos os países devem se sensibilizar e refletir para responsabilidade da preservação do meio em que vivemos e a América Latina é pioneira no assunto", complementou Máximo Lanzetta.

Jornalista responsável Mtb. 41.897

Helder Miranda




Av. Brigadeiro Faria Lima, 1811 - 3º andar - conj. 325 - Jd. Paulistano - São Paulo - SP - CEP 01452-001
Fone: 55 11 3814-8715 - e-mail: proam.org@uol.com.br



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal