Apostila de evangelizaçÃo espírita infantil segundo e Terceiro Ciclos


Lei de Destruição - Parte 3ª, capítulo VI de O Livro dos Espíritos



Baixar 1.21 Mb.
Página12/28
Encontro29.07.2016
Tamanho1.21 Mb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   28

Lei de Destruição - Parte 3ª, capítulo VI de O Livro dos Espíritos


         Prece inicial

         Primeiro momento: distribuir diversas situações, para que sejam comentadas em pequenos grupos e, posteriormente, pode ser formado um círculo para facilitar a participação de todos quando forem comentadas as situações e conclusões dos grupos. Se for grande o número de evangelizandos, pode-se distribuir a mesma questão para mais de um grupo.



Sugestões de situações:

         1 - Uma moça pensando que o inverno estava próximo e faria muito frio, foi fazer compras. Viu nas vitrines várias opções, lindas roupas, de todo o tipo. Chamou a atenção dela, porém, um lindo casaco de peles. Resolveu entrar para experimentar. Gostou muito do casaco, era exatamente o que ela tinha imaginado para aquecer-se no inverno. Já ia comprá-lo, quando de repente, ouviu uma voz que dizia: - Você vai sair por ai, com um pobre bicho morto enrolado em você?  O que você acha que ela fez?

         2 - José é um moço muito educado, ele está estudando para ser juiz. Conhece muito as leis, e já é advogado. Ele costuma ser muito ético e correto em tudo o que faz. José, porém, não defende criminosos, pois ele acha que quem matou alguém merece a pena de morte.     Qual a sua opinião a respeito? Ele está correto?

         3 - Antonio é governante de um pequeno país, do outro lado do mundo. João também governa um país, que fica ao lado do país de Antonio. O povo dos dois países, apesar de próximos, possuem cultura e religiões diferentes, e não conseguem viver em paz. As provocações são constantes, as fronteiras são vigiadas e várias pessoas morreram porque eles não conseguem respeitar as diferenças que existem entre os povos.   Qual a solução?

         4 - André está programando suas férias. Um grande amigo seu o convidou para irem a um safári (viagem com fins de caçar animais esportivamente, ou seja, não para comer e sim por diversão). André ficou pensativo. Responda você, o que André deve dar como resposta ao amigo.

         5 - Joana gosta muito de animais. Ela sabe que são seres criados por Deus, e que estão evoluindo, assim como nós, os seres humanos. Ela tem pensado muito em se tornar vegetariana, fazendo uma pequena parte para que menos animais morram. O que você acha disso?

         6 - Pedro mora em um lugar que foi quase completamente destruído por um tsunami. Ele perdeu vários amigos e sua casa. A vida no vilarejo onde ele mora está sendo reconstruída aos poucos. Por que você acha que aconteceu essa tragédia? Como Pedro deve agir neste momento difícil?

         Segundo momento: dialogar acerca das conclusões apresentadas pelos grupos, que devem ser baseadas no capítulo VI, Lei de Destruição, terceira parte de O Livro dos Espíritos – questões 730 a 765.

         Subsídios ao evangelizador

         A Gênese, capítulo. III, itens 20 a 24 – Destruição dos seres vivos uns pelos outros;

         O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XII – Amai os vossos inimigos;

         Leis Morais da Vida, Divaldo Franco/Joana de Angelis, Editora Leal, capítulo VI;

         Leis Morais & Saúde Mental, de Sérgio Luis da Silva Lopes, Editora Francisco Spinelli, capítulo VI;

         A Constituição Divina, de Richard Simonetti, Editora CEAC, capítulo Da Lei de Destruição.

         Prece de encerramento


Lei de Reprodução - Parte 3ª, capítulo IV de O Livro dos Espíritos


         Prece inicial

         Primeiro momento: distribuir perguntas acerca do capítulo Lei de Reprodução (O Livro dos Espíritos, parte III, capítulo IV). Pode-se dividir a turma em grupos (por exemplo, cinco grupos e entregar duas perguntas para cada grupo), ou entregar uma questão para cada evangelizando, podendo a mesma questão ser entregue a mais de um evangelizando.

         Obs.: o evangelizador poderá levar vários exemplares de O Livro dos Espíritos para serem consultados, ou imprimir o capítulo tema da aula.

         Sugestões de perguntas:

         * A população da Terra continua crescendo. Chegará um dia em que não haverá mais espaço e/ou comida para todos? (LE questão 686)

         * No futuro, a raça humana vai deixar de existir na Terra? (LE questão 689)

         * Outras raças de seres humanos vão existir na Terra no futuro? (LE questão 689)

         * O que distingue as raças primitivas das raças atuais? (LE questão 691)

        * É correto o ser humano tentar aperfeiçoar as raças animais e os vegetais através da ciência? (LE questão 692)

         * Pode o ser humano regular a reprodução dos seres vivos, evitando que sejam em número excessivo? (LE questão 693 – a)

         * O costume do casamento, isto é, dos seres humanos unirem-se em relacionamentos duradouros com o objetivo de constituírem uma família, pode ser considerado um tipo de progresso? (LE questão 696)

         * Os Espíritas podem se divorciar? Por quê? (LE questão 697)

         * O que é celibato? Quando ele tem valor perante as leis Divinas? (LE questões 698 e 699)

         * O que é poligamia? E monogamia? Qual delas é conforme a Lei de Deus? (LE questão 701)

         Subsídios ao evangelizador:

*A população da Terra continua crescendo. Chegará um dia em que não haverá mais espaço e/ou comida para todos? (LE questão 686)    Não, pois Deus a tudo provê, e mantém o equilíbrio. Sem a reprodução das espécies (animal, vegetal e seres humanos), a vida na Terra não existiria. Há, porém, coisas que ainda não compreendemos porque somos Espíritos ainda imperfeitos.

         * No futuro, a raça humana vai deixar de existir na Terra? (LE questão 689)    Sim, com a evolução espiritual, a raça humana dará lugar a outras raças mais evoluídas, que descenderão da raça atual. Poderão ser os mesmos Espíritos que hoje habitam a Terra, porém, mais evoluídos reencarnando em corpos mais adequados a sua evolução.

         * O que distingue as raças primitivas das raças atuais? (LE questão 691)    As raças primitivas tinham como característica dominante a força física e o instinto, enquanto as raças atuais utilizam mais a inteligência do que a força física, e realizam muito mais coisas, na exata medida em que evoluem espiritualmente.

         * É correto o ser humano tentar aperfeiçoar as raças animais e os vegetais através da ciência? (LE questão 692)    Não são contrários às leis naturais, nem o foram em tempo algum, os esforços dos seres humanos para realizar descobertas que visem melhorar a qualidade de vida de seres humanos, animais e vegetais. Porém não se deve prejudicar a natureza, e a inteligência deve ser usada com amor, sem causar sofrimento às espécies, respeitando todas as formas de vida. Somente a Deus pertence a vida.

         * Pode o ser humano regular a reprodução dos seres vivos, evitando que sejam em número excessivo? (LE questão 693 – a)    Pode regular a reprodução de acordo com a necessidade, mas não pela vaidade ou pelo egoísmo. Não deve, porém, entravar a reprodução, cometendo abusos. Os animais e as plantas têm a sua própria maneira de prover o equilíbrio da natureza. Assim, por exemplo, quando muitas plantas são plantadas em um pequeno espaço, elas não crescem livremente, e se atrofiam, é a lei de Deus em ação.

         * O costume do casamento, isto é, dos seres humanos unirem-se em relacionamentos duradouros com o objetivo de constituírem uma família, pode ser considerado um tipo de progresso? (LE questão 696)     Sim, porque a extinção do casamento seria um retrocesso, onde faltaria o respeito e a colaboração mútua na família.

         * Os Espíritas podem se divorciar? Por quê? (LE questão 697)    Sim, podem se divorciar. Separar o que não está realmente unido pela sintonia, pelo amor e pelo respeito pode ser uma solução para que não se contraiam novos débitos. Não deve ser, porém, a solução buscada sempre que ocorrer conflitos entre o casal. Deve haver um esforço no sentido de desenvolver laços de respeito e fraternidade nos relacionamentos.

         * O que é celibato? Quando ele tem valor perante as leis Divinas? (LE questões 698 e 699)    Celibato é o estado de uma pessoa que se mantém solteira. Essa escolha somente tem valor perante as leis divinas se tiver como objetivo trabalhar em favor do próximo, ou for uma prova escolhida pelo Espírito. O que importa é a intenção, o motivo pelo qual a pessoa escolheu este estilo de vida.

         * O que é poligamia? E monogamia? Qual delas é conforme a Lei de Deus? (LE questão 701)    Poligamia é o casamento de um indivíduo com vários outros, simultaneamente. Monogamia é regra, costume ou prática socialmente regulamentada segundo a qual uma pessoa (homem ou mulher) não pode ter mais de um marido ou esposa. A extinção da poligamia é um progresso social. Enquanto na poligamia prevalece a sensualidade, na monogamia o casal deve desenvolver afeição mútua.

*   Ver também O Livro dos Espíritos, Capítulo IV – Lei de Reprodução – questões 686 a 701.

         Segundo momento: convidar os evangelizandos para formarem um círculo, a fim de comentar as questões.

         Prece de encerramento





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   28


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal