Apostila de evangelizaçÃo espírita infantil segundo e Terceiro Ciclos



Baixar 1.21 Mb.
Página18/28
Encontro29.07.2016
Tamanho1.21 Mb.
1   ...   14   15   16   17   18   19   20   21   ...   28

Uma escola chamada Terra


Nossa escola se chama Terra e é uma pequena classe, dentre outras muitas que existem no universo. O ensinamento principal é o Amor por todos e, acima de tudo, o grande amor e gratidão que devemos ter por Deus, o Dono da Escola, e por nosso governador o Mestre Jesus. Com base no que já aprendemos, será que passaremos de ano? Como estarão as nossas notas nas matérias Perdão, Fé, Paciência, Amor e Caridade?

Em vez de esperar que o Dono nos presenteie, pois isso Ele já faz todos os dias, o que podemos oferecer a Ele? Vamos pensar mais nisso daqui por diante?

Vamos buscar estudar mais as matérias principais e pôr em prática?

Quais as regras que o Diretor nos deixou para seguir:

- Amar a Deus sobre todas as coisas.

- Amar a todos os nossos irmãos, sejam eles pessoas ou animais, de qualquer raça, religião, lugar, bons ou maus, as plantas, enfim tudo o que Deus criou.

- Não fazer aos outros o que não queremos que nos façam.

O que é amar?


Respeitar, buscar compreender os erros alheios, não ofender, não praticar nenhuma forma de violência seja por palavras, atos ou pensamentos. Fazer o bem sempre que possível, em todos os momentos. Ter paciência, saber esperar, não responder mal, não criticar, não julgar, desejar o bem, perdoar os erros dos outros, assim como queremos ser perdoados.

Nosso planeta é de Provas e Expiações, e para se tornar um mundo de Regeneração precisamos todos contribuir. Existem várias coisas/situações que precisam mudar para que o planeta se transforme.

Que coisas deixarão de existir nesse mundo de Provas e Expiações? Sugere-se que o evangelizador faça um paralelo para que o evangelizando possa observar as diferenças/mudanças entre os dois mundos.

- cigarros, bebidas alcoólicas, cervejas, drogas;

- mentiras, desonestidades, injustiças, falta de ética;

- preguiça de estudar e de trabalhar;

- desrespeito à natureza, lixo, sujeira, descuido com os recicláveis, pichações, palavrões;

- desperdício de água, de comida, de roupas;

- dia especial para comemorações marcadas pelo consumismo;

- luxo, vaidade, modismo, piercings, tatuagens, jóias;

- bailes funk, bares, carnaval, rock, metaleiros, forró;

- matadouros, avícolas, gaiolas, jaulas, animais maltratados e abandonados;

- desrespeito na escola, bagunça, barulho, brigas, cola nas provas, cabular aula;

- violência, guerra, preconceitos, corrupção, assaltos, seqüestros;

- pornografia, infidelidade, divórcios, abortos;

- crianças abandonadas, pobreza, moradores de rua, favelas, fome;

- raiva, inveja, fofoca, falsidade, ofensas

E o mundo de Regeneração como será?

- predomínio da honestidade, sinceridade e confiança;

- maior responsabilidade para com o estudo e o trabalho;

- maior consciência e valorização da natureza;

- respeito às ruas, praças, rios, lagos, mares;

- separação e transformação do material reciclável;

- animais respeitados, bem cuidados, livres;

- simplicidade, pessoas mais voltadas ao que diz respeito ao Espírito;

- maior número de filmes e programas culturais, com boas notícias;

- relacionamentos baseados no amor e no respeito mútuo, mais harmonia nos lares;

- muitas flores, jardins, árvores frutíferas, gramados, fontes limpas;

- maior respeito para com as crianças e os idosos;

- predomínio do bem, um início de felicidade.

         Segundo momento: escrever no quadro a frase dita por Jesus: “Bem aventurados os mansos e pacíficos, porque herdarão a Terra.”

         Terceiro momento: conversar com os evangelizandos a respeito da história.

         O que não está bom no mundo atual? Como gostaria que fosse o mundo?

         Como acha que o mundo pode mudar? O que é preciso mudar em nosso mundo?

         O que cada um pode fazer para contribuir nessas mudanças?

         Você acha que cada um é importante nisso tudo e pode fazer alguma diferença para contribuir com a melhoria do lugar onde vive?

         Quarto momento: perguntar aos evangelizandos o que eles acham que Jesus quis dizer com a frase escrita no quadro. O que devemos entender por mansos e pacíficos? Aquele que diz não às guerras, que tem paciência, não briga, não agride, nem violenta, e fala com doçura e moderação, tem atitudes de paz e de amor.

         Explicar que violência física, verbal ou de pensamentos, geram violência, é lei de ação e reação.

         Há muito mais coragem na não-violência do que na violência. O caminho da paz é o caminho do diálogo, do entendimento fraterno, do perdão.

         O mundo está evoluindo, não pode ficar parado, sempre tudo igual. Jesus prometeu o Reino de Deus na Terra. Um mundo melhor de se viver, para todos, vai acontecer. E nesse mundo chamado de Mundo de Regeneração, os que não são ainda mansos e pacíficos serão como os alunos que repetem de ano, foram reprovados, irão para outra escola (outro planeta), continuar o aprendizado do bem e do amor.

        E aqui na Terra, com os alunos aprovados, teremos então um mundo de paz, de confiança entre todos, de solidariedade, de igualdade. Um mundo onde as guerras, brigas, corrupções, mentiras, preconceitos, roubos, seqüestros serão parte do passado.

        Nos Mundos de Regeneração, a felicidade completa ainda não existe, mas um início de felicidade. Ainda há provas a suportar, mas não há mais expiações dolorosas.

         Quinto momento: pedir que as crianças imaginem como será o Mundo de Regeneração, que será herdado pelos mansos e pacíficos. Distribuir papéis coloridos para que cada evangelizando escreva uma característica que imagina que o Mundo de Regeneração terá.

         Após essa etapa o evangelizador poderá conversar com os evangelizandos sobre as idéias que surgiram. Montar em conjunto um grande painel, onde cada um irá colar o que escreveu. Abaixo algumas sugestões que surgiram em aula.

         Qualquer um poderá andar de dia ou de noite, a qualquer hora, sem medo, pois não haverá ladrões.

         Não haverá guerras.

         Haverá maior confiança entre as pessoas, que se ajudarão mais.

         O homem será menos preocupado com as coisas materiais.

         Não haverá vícios, portanto, não haverá mais indústrias de alcoólicos, cerveja, cigarro, etc.

         Não haverá passarinhos em gaiola, animais enjaulados, cachorros em correntes.

         Não haverá mais sujeira pelas ruas e praças, rios e mares, todo mundo cuidará com carinho de tudo, respeitará, terá uma boa consciência e fará sua parte.

         Ninguém vai passar fome, pois todos saberão dividir o que tem, haverá mais igualdade, uns se preocuparão com os outros.

         Os preconceitos não mais existirão, pois todos se considerarão filhos de Deus, igualmente.

         Não haverá mais desrespeito entre as religiões, todos respeitarão todas as religiões. Jesus não deixou uma religião, Ele só ensinou o amor, a humildade, a mansidão e a servir a todos. Lembrar que Jesus não deixou rituais, nem templos.

         Não haverá mais competições como existem hoje. Se houverem jogos, serão fraternos, sem brigas e raivas por quem ganhou ou perdeu. Sem violências, sem torcidas organizadas que brigam e humilham os adversários. Todos se respeitarão, e ficarão contentes pelos que ganharem.

         Os casais se casarão por amor, terão responsabilidade e respeito. Não haverá mais infidelidade e separações.

         Não haverá malícia, pornografia.

         Na televisão só haverá assuntos necessários e bons, notícias boas, programas educativos.

         As pessoas darão mais importância ao que é do Espírito do que ao corpo. A vaidade, a moda, e os modismos, o consumismo, perderão seu valor. Reinará a simplicidade.

         Sexto momento: só de imaginar como será esse novo mundo, percebemos que muitas profissões deixarão de existir, certos produtos não mais serão consumidos. Enfim, muita coisa irá mudar. Mas, para que tudo isso aconteça, é necessário desde já nos prepararmos, modificando-nos, cada um fazendo a sua parte, onde está, onde mora, com quem convive, dando o seu bom exemplo e não indo na onda dos outros, que ainda não perceberam que o caminho da felicidade passa pelo respeito e amor ao próxima e a tudo que foi criando por Deus.

         Sétimo momento – sugestões de atividades:

         Atividade 1

CULTIVAR A PAZ

1) Marque o que considera como violência direta (VD) ou violência indireta (VI):

* Ignorar as lágrimas alheias. ( )

* Criticar e julgar as atitudes alheias. ( )

* Xingar. ( )

* Falar dos outros, sem que os outros possam defender-se. ( )

* Bater em alguém. ( )

* Fugir para não ver o sofrimento alheio. ( )

* Denegrir a imagem alheia pelas costas. ( )

* Desejar o mal de alguém em pensamento. ( )

* Responder com má educação. ( )

* Pensar mal de alguém. ( )

* Irritar-se. ( )

* Falar palavrões. ( )

* Invejar. ( )

2) Cite algum exemplo de atitudes de paz que você presencia ou vivencia, em casa, na escola, com colegas, na evangelização:

         Atividade 2

Jesus disse que os mansos e pacíficos herdarão a Terra. Isso significa que para um mundo melhor, cheio de paz e entendimento entre todos, confiança, devemos agir desde já no bem, no que é correto segundo as leis de Deus. Assinale tudo o que considera que o Mundo de Regeneração terá, e risque o que não terá.

* Indústria de cigarros

* Honestidade, ninguém roubará nada de ninguém

* Mentira

* Preguiça de estudar

* Preguiça de trabalhar

* Trabalhar com dedicação e amor

* Desperdício de comida

* Separação de todo lixo reciclável, em todos os lares, indústrias, lojas, etc.

* Lixo no chão

* Pichações

* Indústria de bebidas alcoólicas e cervejas

* Desperdício de água

* Natal com marketing para o Papai Noel

* Luxo de todo tipo e vaidades: moda, jóias, piercings, tatuagens, bijuterias.

* Consumismo

* Desapego dos bens materiais

* Confiança

* Simplicidade

* O bem predomina

* Baladas, bailes funk, bares

* Os animais terão paz e respeito

* Animais abandonados e famintos, acorrentados, enjaulados, engaiolados

* Cola na prova

* Barulho perturbando a aula

* Respeito aos professores

* Brigas no recreio e saída da escola

* Seqüestros

* Filmes e novelas com violência

* Programas culturais e de informações diversas e úteis

* Respeito à natureza, aos rios, mares e florestas

* Pornografia

* Crianças abandonadas

* Harmonia nos lares

* Moradores de rua

* Favelas

* Melhor distribuição de renda

* Praças e jardins bem cuidados, floridos

* Trabalho para todos

Escreva como você pode contribuir para que o nosso mundo se transforme em um Mundo de Regeneração:

         Atividade 2: faça um desenho representando o Mundo Renovado.

         Atividade 3: trabalhar a letra da música Paz pela Paz, de Nando Cordel, em grupos.

Paz Pela Paz

Composição: Nando Cordel

A paz do mundo

Começa em mim

Se eu tenho amor,

Com certeza sou feliz

Se eu faço o bem ao meu irmão,

Tenho a grandeza dentro do meu coração

Chegou a hora da gente construir a paz

Ninguém suporta mais o desamor

Paz pela paz - pela criança

Paz pela paz - pela floresta

Paz pela paz - pela coragem de mudar.

Paz pela paz - pela justiça

Paz pela paz - a liberdade

Paz pela paz - pela beleza de te amar

(repetir a 1ª estrofe)

Paz pela paz - pro mundo novo

Paz pela paz - a esperança

Paz pela paz - pela coragem de mudar.

Paz pela paz - pela justiça

Paz pela paz - a liberdade

Paz pela paz - pela beleza de te amar.

         Veja o arquivo da música Paz pela Paz para download em Mp3, no site www.ceeak.ch.



Subsídios ao evangelizador: O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 3, item 16.

         Prece de encerramento



O Livro dos Espíritos

         Prece inicial

         Primeiro momento: falar sobre a importância da data do dia 18 de abril para a Doutrina Espírita: neste dia, no ano de 1857, foi lançada a primeira edição de O Livro dos Espíritos, “contendo os princípios da Doutrina Espírita” sobre a existência de Deus, imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade, segundo o ensinamento dado pelos Espíritos Superiores, com o auxilio de diversos médiuns, sendo coordenada e codificada por Allan Kardec. O Livro dos Espíritos contém 1019 questões.

         Subsídios ao evangelizador:

O Livro dos Espíritos foi publicado em 18 de abril de 1857, com 501 questões e três partes. Somente em sua segunda edição, em março de 1860, que foi editado com a forma atual, de 1019 questões, que é a forma como o conhecemos. A maioria das questões acrescentadas na 2ª edição foram incluídas ao Segundo Livro – Do Mundo Espiritual ou dos Espíritos.

         No original francês de O Livro dos Espíritos na 2ª edição (e seguintes), houve um equívoco que fez com que se saltasse da questão 1010 para a 1012. Importante assinalar que algumas editoras mantiveram o original dos textos publicados por Kardec, salteando da questão 1010 para 1012 o que resultou como sendo a numeração da última questão a 1019 (total 1018 questões) em algumas publicações. Outras, porém, atribuíram nova numeração seqüencial e por isso apresentam como a numeração final o número 1018.

         Na edição comemorativa de 150 anos de O Livro dos Espíritos, publicada pela Federação Espírita Brasileira (FEB), na pág. 552, tem uma Nota do Tradutor a respeito da questão 1011.

         Devemos lembrar que quando Kardec publicou a segunda edição de O Livro dos Espíritos não existia o computador, foi escrito com caneta tinteiro (pena e tinta) a luz de lamparina ou lampião.

         O Livro dos Espíritos contém toda a Doutrina Espírita. Está dividido em quatro partes, sendo que cada uma delas deu origem a uma das quatro obras do Pentateuco Espírita.

         A primeira parte é a escolha do objeto de estudo - espírito – princípio inteligente. Deu origem à A Gênese.

        A segunda parte é a análise do objeto. Está detalhada em O Livro dos Médiuns.

         A terceira parte são as leis que servem ao objeto. Deu origem ao O Evangelho Segundo o Espiritismo.

         A quarta parte são as consequências de aplicar as leis ao objeto estudado. Deu origem ao livro O Céu e o Inferno.

         Segundo momento: dividir uma folha de oficio em quatro partes, dar uma das partes para cada evangelizando e solicitar que criem uma capa sugestiva para O Livro dos Espíritos.

         Terceiro momento: explicar que a obra O Livro dos Espíritos é constituída de quatro livros, e estes divididos em capítulos, e os capítulos em questões com perguntas e respostas. Distribuir vários exemplares para que os evangelizandos se familiarizem com o livro, identificando os temas de cada parte.

         Subsídios ao evangelizador.

Resumo sobre a estrutura didática de “O Livro dos Espíritos”

         “Como meio de elaboração, o Espiritismo procede exatamente da mesma forma que as ciências positivas, aplicando o método experimental. Fatos novos se apresentam, que não podem ser explicados pelas leis conhecidas; ele os observa, compara, analisa e, remontando dos efeitos às causas, chega à lei que os rege; depois, deduz-lhes as conseqüências e busca as aplicações úteis.” (ALLAN KARDEC, A Gênese, cap. I , item 14)

         Meio didático de apresentação (forma utilizada para a apresentação de uma Ciência):

         1- Escolha do Objeto de Estudo - Parte 1ª: Das Causas Primárias – A Gênese (1868)

         2- Análise do Objeto de Estudo - Parte 2ª: Do Mundo Espírita ou Mundo dos Espíritos - O Livro dos Médiuns (1861)

         3- Formulação das Leis -Parte 3ª : Das Leis Morais - O Evangelho Segundo o Espiritismo (1864)

         4- Dedução das Conseqüências (Parte 4ª: Das Esperanças e Consolações) - O Céu e o Inferno (1865)

         Parte Primeira: Das Causas Primárias Questões 01 à 75 (A Gênese - 1868)

         Cap. I - De Deus Questões 01 à 16

         Cap. II - Dos Elementos Gerais do Universo (espírito e matéria) Questões 17 à 36

         Cap. III - Da Criação Questões 37 à 59

         Cap. IV - Do Princípio Vital Questões 60 à 75

         Parte Segunda: Do Mundo Espírita ou Mundo dos Espíritos Questões 76 à 613 (O Livro dos Médiuns -1861)

         Cap. I- Dos Espíritos Questões 76 à 131

         Cap. II- Da encarnação dos Espíritos Questões 132 à 148 (1º - passagem do mundo espiritual para o mundo corporal)

         Cap.III- Da volta do Espírito, extinta a vida corpórea, à vida espiritual Questões 149 à 165 (2º - passagem do mundo corporal para o espiritual)

         Cap. IV- Da pluralidade das existências Questões 166 à 221

         Cap.V- Considerações sobre a pluralidade das existências Questão 222

         Cap. VI- Da vida espírita (3º- vivendo no mundo espiritual) Questões 223 à 329

         Cap. VII- Da volta do Espírito à vida corporal (4º - Vivendo no mundo corporal) Questões 330 à 399

         Cap.VIII- Da emancipação da alma Questões 400 à 455 (5º- estando no mundo corporal e interagindo no mundo espiritual)

         Cap. IX- Da intervenção dos Espíritos no mundo corporal Questões 456 à 557 (6º - estando no mundo espiritual e interagindo no mundo corporal)

         Cap. X- Das ocupações e missões dos Espíritos Questões 558 à 584

         Cap. XI- Dos três reinos Questões 585 à 613 (espírito com “e” minúsculo)

         Parte Terceira: Das Leis Morais Questões 614 à 919 (O Evangelho Segundo o Espiritismo - 1864)

         1 - O que é Lei? Cap. I - Da Lei Divina ou Natural Questões 614 à 648

         2 - Quais são as Leis? Estabelecem todos os deveres do homem (Cap. II ao XI):

         - Para com Deus Questões 649 à 685 (Leis de Adoração e do Trabalho);

         - Para consigo mesmo Questões 686 à 765 (Leis Reprodução, Conservação e Destruição );

         - Para com o próximo Questões 766 à 872 (Leis de Sociedade, Progresso, Igualdade e Liberdade);

         - Resumo de todas as Leis: Lei de Justiça, Amor e Caridade Questões 873 a 892.

         3- Como praticar as Leis? Cap. XII- Da perfeição moral Questões 893 a 919.

         Parte Quarta: Das Esperanças e Consolações Questões 920 à 1019 (O Céu e o Inferno - 1865)

         Vamos encontrar o Espírito vivendo em dois mundos:

         Corporal: 1º - Cap. I - Das Penas e Gozos Terrenos Questões 920 à 957.

         Espiritual: 2º- Cap. II- Das Penas e Gozos Futuros Questões 958 à 1019.

         Resumo apresentação PPT do seminário “Sobre a estrutura didática de “O livro dos Espíritos” – Cosme Massi.
Disponível em: www.feparana.com.br, no Link subsídios para palestras.

         Quarto momento: entregar o resumo do que contém em O Livro dos Espíritos pedindo que recortem e montem, junto com a capa que criaram, formando um exemplar de O Livro dos Espíritos. O evangelizador pode, após a montagem, fazer uma leitura comentada do material, se achar interessante e houver tempo.

         Prece de encerramento





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   14   15   16   17   18   19   20   21   ...   28


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal