Apostila de evangelizaçÃo espírita infantil segundo e Terceiro Ciclos



Baixar 1.21 Mb.
Página6/28
Encontro29.07.2016
Tamanho1.21 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28

         Terceiro momento: comentar cada um dos itens do teste. Perguntar porque a atitude é importante, e porque os evangelizandos a realizam ou não. Após comentar cada item, pedir que as crianças anotem ao lado a pontuação daquela atitude. Ao final, os pontos devem ser somados.

         Pontuação:

        Nunca: 1 ponto

        Às vezes: 2 pontos

        Sempre: 5 pontos

         Quarto momento: concluída a atividade, o evangelizador deve ler e distribuir o resultado da pontuação. É importante que o evangelizando, mesmo com baixa pontuação, se sinta motivado a melhorar os cuidados com o seu corpo.

         Acima de 60 pontos: Excelente! Você está cuidando muito bem do seu corpo. Apenas atente para as atividades que você ainda não realiza sempre, pois com dedicação e responsabilidade é possível cumpri-las.

         De 41 a 60 pontos: Você está no caminho certo! Continue se esforçando para cuidar bem do seu corpo, pois ele é o instrumento de evolução do seu Espírito nesta existência.

         De 21 a 40 pontos: Você já sabe que o corpo físico é um presente de Deus, e está tendo alguns cuidados com ele. Mas pode melhorar bastante. Para isso, além de esforço, você pode contar com o esclarecimento que você está tendo nas aulas de evangelização.

         Até 20 pontos: Você precisa mudar de atitude! Preste mais atenção ao seu corpo físico. A aula de hoje é muito importante para que você compreenda a importância de cuidar bem do corpo físico, pois ele precisa de cuidados para cumprir sua função de auxiliar na sua evolução espiritual. Ao chegar em casa, faça uma análise do que você pode melhorar, lendo novamente o exercício.

         Quinto momento: faça um desenho de seu corpo físico e escreva três cuidados que você tem ou precisa ter para que ele possa auxiliá-lo nesta existência.

         Prece de encerramento



Corpo – instrumento do Espírito II

         Objetivos da Aula: conscientizar os evangelizandos de que o corpo é um presente muito especial que Deus nos deu, e que ele serve de morada, de casa para nosso Espírito.

         Destacar a necessidade de cuidar e respeitar do nosso corpo material, cuidando dele com muito carinho, para que esteja em condições de ser usado por muito mais tempo pelo nosso Espírito.

         Obs.: dependendo do tempo disponível para desenvolver o tema, o conteúdo pode ser dividido em mais de uma aula.

         Prece inicial

         Primeiro momento - sondagem de conhecimento: questionar os evangelizandos e aguardar respostas. O evangelizador deverá complementar as respostas, caso haja necessidade.

         *O que é um instrumento? Aparelho, objeto ou utensílio que serve para executar uma obra ou trabalho.

         * Cite alguns instrumentos e sua utilidade. Ex: enxada, violão.

         * Para que o instrumento esteja sempre em perfeito estado de uso, o que devemos fazer? Cuidar e usar adequadamente.

         * Qual é o instrumento que o Espírito recebe de Deus para trabalhar na Terra? O corpo físico.

         * Quais os cuidados que devemos ter como nosso corpo? Por quê?

         Segundo momento: breves comentários sobre o corpo humano, ressaltando a perfeição dos órgãos que compõem o corpo físico e a harmonia do funcionamento.

         Subsídios ao evangelizador.

  O corpo humano é constituído por diversas partes que são inter-relacionadas, ou seja, umas dependem das outras. Cada sistema, cada órgão é responsável por uma ou mais atividades. Milhares de reações químicas acontecem a todo instante dentro do nosso corpo, seja para captar energia para a manutenção da vida, movimentar os músculos, recuperar-se de ferimentos e doenças ou se manter na temperatura adequada à vida.

         Há milhões de anos, o corpo humano vem se transformando e evoluindo para se adaptar ao ambiente e desenvolver o seu ser. Nosso corpo é uma mistura de elementos químicos feita na medida certa. As partes do corpo humano funcionam de maneira integrada e em harmonia com as outras. É fundamental entendermos o funcionamento do corpo humano a fim de adquirirmos uma mentalidade saudável em relação a nossa vida.

         Obs.: para facilitar o entendimento o evangelizador poderá levar um desenho com as partes do corpo humano.

         Conheça os principais órgãos do corpo humano:

Baço - Bexiga Urinária - Célula - Cérebro - Coração - Dentes - Esôfago – Esqueleto - Estômago - Faringe - Fígado - Glândulas Salivares - Intestino Delgado - Intestino Grosso – Laringe - Pâncreas - Pulmão - Rins - Sangue - Traquéia - Vesícula Biliar



Conheça também os Aparelhos / Sistemas do Corpo Humano:

Sistema Circulatório - Sistema Digestório (Digestão) - Sistema Endócrino (Hormônios) - Sistema Excretor (Urinário) - Sistema Linfático -Sistema Muscular - Sistema Nervoso - Sistema Reprodutor - Sistema Respiratório - Sistema Sensorial (Sentidos)

         Terceiro momento: em conjunto com os evangelizandos, comentar cada um dos tópicos abaixo (que podem estar em um cartaz ilustrativo):

         * Tomar banho todos os dias. O corpo possui pequenos orifícios chamados de poros, por onde ele respira. Se taparmos o nariz e a boca, morreremos sem ar. Se o nosso corpo não for limpo com regularidade, os poros se fecham com o deposito de pó e outras sujeiras, dificultando a livre respiração do corpo.

         * Lavar as mãos antes das refeições, ao usar o banheiro e ao chegar da rua ou sempre que estiverem sujas.

         * Escovar os dentes ao acordar, antes de dormir e depois das refeições.

         * Lavar e pentear os cabelos; cortar e limpar as unhas para manter a boa aparência.

         * Andar sempre calçado: manter os pés calçados, evitando vermes e micróbios, que penetram no corpo, causando doenças; também evita pregos e caco de vidros.

         * Manter a casa sempre limpa. O lugar onde moramos deve ser limpo. Pode ser um local simples ou luxuoso, uma casa bem grande ou muito pequena, mas deve estar sempre limpa.

         * Comer somente o necessário, sem excessos. Utilizar comidas saudáveis, legumes, verduras, frutas, procurando comer vários tipos de alimentos. Lembrar que alimentar-se bem não significa comer muito.

         * Passear ao ar livre, brincar, praticar esportes para exercitar o corpo físico, auxiliando para que ele cresça saudável e forte.

         * Ler bons livros e revistas. A higiene mental é muito importante para nossa saúde.

         Quarto momento: concluir que o corpo é um presente de Deus. Nós somos Espíritos e recebemos de Deus um corpo físico como instrumento de progresso, enquanto estamos na Terra. Devemos cuidar do nosso corpo físico através de bons hábitos de alimentação e higiene. Exemplos: comer frutas e verduras, escovar os dentes, pentear os cabelos, tomar banho, fazer exercícios. São atividades que nos garantem saúde e disposição, pois a falta desses cuidados pode provocar doenças.

         Quinto momento: perguntar sobre as pessoas portadoras de necessidades especiais. Por que tem limitações físicas? Pode ser uma prova escolhida pelo Espírito para que evoluir mais rápido ou uma expiação por faltas cometidas.

         Sexto momento: indagar quais as consequências que a utilização de drogas e álcool causam ao corpo físico.

         Sétimo momento: concluir que devemos cuidar do nosso corpo para que o nosso Espírito tenha sucesso nas suas tarefas no plano Terrestre. A conservação do corpo se faz através de bons hábitos de higiene, alimentação e hábitos de comportamentos saudáveis. Na Terra, cada Espírito recebe o corpo que precisa. A maneira que utilizamos nosso corpo nesta encarnação reflete numa existência futura.

        Oitavo momento – atividade individual: quando for corrigida a atividade, os evangelizandos podem comentar as frases, explicando a atitude correta, se necessário.

         Veja sugestão.

Corpo – Instrumento do Espírito

Nome: ________________________________________________



Desenhe para o que for verdadeiro e para o que for falso.

Devemos escovar os dentes somente pela manhã ao acordarmos, pois já é o suficiente.

Devemos tomar banho todos os dias.

Devemos lavar as mãos somente quando estiverem sujas.

Devemos andar descalço sempre que possível, pois isso também ajuda no crescimento do corpo.

Sentar-se corretamente é importante para a saúde do corpo físico.

Devemos trocar de roupas somente quando elas estiverem sujas.

É saudável dormir, no mínimo, 8 horas, proporcionando um bom descanso ao corpo.

Não há consequências negativas em ficar o dia inteiro jogando videogame, assistindo televisão ou no computador, porque não faz bem à saúde brincar ao ar livre.

Os alimentos frescos e naturais são importantes para uma boa alimentação.

Devemos cuidar bem do nosso corpo, pois precisamos dele para brincar, estudar, trabalhar e evoluir.

Devemos comer muitas balas e sorvetes, e tomar muito refrigerante para ter saúde.

É importante manter as unhas curtas e limpas, bem como lavar e pentear os cabelos para manter uma boa aparência.

Sons muito altos podem prejudicar a audição.

A má alimentação não prejudica o crescimento e o desenvolvimento dos ossos.

A higiene mental é muito importante para a saúde, portanto devemos ler bons livros e revistas.

Ler com pouca luz não prejudica a visão.

         Nono momento – atividade em conjunto: fazer um cartaz com os evangelizandos sobre "Cuidados com o corpo físico", colando figuras recortadas de revistas e escrevendo frases sugeridas pelas crianças.

         Prece de encerramento

Elementos gerais do Universo

         Prece inicial

         Primeiro momento: distribuir pequenos envelopes, para que os evangelizandos escrevam o que sabem/entendem por Deus, espírito e matéria.

         Do lado de fora do envelope pode ser escrito o seguinte:

         O que você sabe/entende por:

         Deus______________________________________________________________         Espírito ___________________________________________________________

         Matéria ____________________________________________________________

         Obs.: dentro do envelope, que não deve ser aberto, está o seguinte texto:

         Deus, espírito e matéria constituem o princípio de tudo o que existe.

         Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.

         O espírito é o princípio inteligente do Universo.

         A matéria é o laço que prende o espírito; é o instrumento de que o espírito se serve para exercer sua ação.

         Segundo momento: comentar as respostas dadas pelos evangelizandos, relacionando com os conceitos que estão escritos no texto dentro do envelope.

         Terceiro momento: distribuir a atividade, pedindo que façam um traço colorido utilizando apenas o vermelho, o azul e o amarelo que são as cores primárias, formando outras cores. O risco não deve ser vermelho, azul ou amarelo, pois as crianças devem misturar essas três cores para formar outras cores (vermelho + amarelo = laranja, por exemplo) e assim fazer os riscos, ligando as palavras ao seu significado. Se necessário o evangelizador deverá fazer em conjunto com os evangelizandos. É importante que eles compreendam bem esta parte da aula.

         Veja a atividade.

         Quarto momento: conferir a atividade realizada. Explicar que eles utilizaram três cores e fizeram outras cores diferentes. Assim também Deus fez todas as coisas que existem usando apenas dois elementos: espírito e matéria.

         Quinto momento: dividir os evangelizandos em cinco grupos, distribuindo uma questão (com a indicação de onde encontrar a resposta em O Livro dos Espíritos) e um exemplar de O Livro dos Espíritos para cada grupo, de modo que eles respondam/compreendam as questões de acordo com o que esclarece o livro distribuído.

         Questões:

          1. Quais os elementos gerais do Universo? Questão 27 de O Livro dos Espíritos

         2. O que é espírito? Questões 23 e 24 de O Livro dos Espíritos

         3. O que é matéria? Questões 22 e 30 de O Livro dos Espíritos

          4. Que é Deus? Questão 1 de O Livro dos Espíritos

         5. Quem criou espírito e matéria? Questão 27 de O Livro dos Espíritos

         Sexto momento: formar um círculo para comentar as questões. Lembrar acerca da importância do conteúdo que está sendo estudado, inclusive que o tema faz parte de O Livro dos Espíritos, uma das obras básicas da Doutrina Espírita. Ressaltar que a cada ciclo os conhecimentos doutrinários são aprofundados, gerando mais compreensão acerca do Espiritismo e das Leis Divinas, a fim de oportunizar melhores escolhas na vida de cada um.

         Subsídios ao evangelizador.

         O Livro dos Espíritos – questões 1 a 13; 17 a 34.

         A Gênese, cap. XIV.

         O Livro dos Espíritos, questões 70; 140; 427.

         O Livro dos Médiuns, questão 98.

*****


         Deus é a causa primária. Um efeito nunca é anterior a sua causa. Deus é o único princípio não criado, pois Ele sempre existiu. Podemos reconhecer Deus observando e estudando Suas obras.

         Espíritos são de natureza etérea. Não se deve defini-lo como imaterial, mas como incorpóreo. A inteligência é atributo do Espírito.

         Matéria é uma das variações do fluido cósmico universal (elemento básico primitivo). A matéria também existe em uma condição tão etérea e sutil a ponto de não ser percebida pelos sentidos convencionais. A matéria é o meio através do qual os Espíritos desenvolvem suas potencialidades e manifestam suas obras.

         A matéria não pensa.

         Situemos, a título de ilustração, algo bem simples:

         A bicicleta.

         Trata-se de veículo de transporte muito eficiente que, para movimentar-se, não prescinde da força motriz gerada pelo ciclista.

         O corpo é a bicicleta que o Espírito usa para a jornada humana.

         A bicicleta sem o ciclista é um objeto inanimado.

         O corpo sem o Espírito é mero aglomerado de células em desagregação.

         A união do Espírito com o corpo intelectualiza a matéria, transformando o ancestral símio antropóide num ser pensante, da mesma forma que a presença do ciclista torna a bicicleta um veículo andante."1

*******


         "São bastante difundidos os brinquedos feitos de peças para montar. Todos iguais, com pequeno dispositivo para se encaixarem umas nas outras.

         Segundo o roteiro ou de acordo com sua imaginação as crianças podem montar aviões, carrinhos, casas, parque de diversões, réplicas de animais e seres humanos. As possibilidades são inesgotáveis.

         Algo semelhante ocorre com o Universo.

         É todo feito de pequenas peças, os átomos, que, em infinitas combinações, compõem os mundos, os sóis, os objetos, os seres vivos, tudo o que existe, tudo o que ocupa espaço.

        O que determina as propriedades dos aglomerados atômicos, denominados moléculas, é o seu peso específico, com seu componente energético.

         Situam-se, digamos, como tijolos que, não obstante iguais, têm peso e densidade próprios para utilização em diferentes edificações."2

         1 A presença de Deus, de Richard Simonetti. Editora CEAC. p.64 e 65.

         2 A presença de Deus, de Richard Simonetti. Editora CEAC. p.73.

         Prece de encerramento

Espírito - existência e sobrevivência V (Quem sou eu? Sou Espírito)

         Prece inicial

         Primeiro momento: ler trechos da carta baseada em fatos reais. Salientar que se trata de algo verídico, ou seja, que aconteceu realmente.

         Conheça a carta.

Querida mãezinha Carla e papai Ricardo

         Estou aqui com a querida bisa Maria e sei que não posso chorar.

         Vocês não pensem que eu os esqueci. Cresci um pouquinho, mas ainda sou o mesmo Carlinhos.

         Não sei dizer a vocês o que aconteceu, o culpado fui eu mesmo pelo acidente com a bicicleta. O motorista do ônibus não teve culpa.

         Mãe, a senhora lembra das nossas conversas ? Quando eu dizia que tinha medo de morrer? Você me dizia que quando morremos, a vida continua, e devemos buscar a luz. Eu achava esquisito quando você falava... Mas assim que fiquei confuso após o acidente, eu lembrei da nossa conversa, pois eu enxerguei um pequeno ponto luminoso. Caminhei em sua direção, parecia ouvir a sua voz dizendo: “Busque a luz, meu filho”. A medida que caminhava, a luz aumentava de tamanho. Depois de um tempo encontrei uma senhora que me disse:

         - Sou eu, Carlinhos, a sua bisavó Maria.

         Eu não me lembrava dela, mamãe, mas o carinho dela foi tão grande que me atirei nos seus braços e chorando contei tudo: que cai da bicicleta e fui atropelado. Que estava preocupado e sentia falta de vocês. Ela me olhou e disse com bondade:

         - Carlinhos, teus pais e irmãos estão bem. Somos todos de Deus.

         Obrigado papai, por ter atendido meu pedido e doado meus brinquedos na vila perto de casa.

         Deixo um beijo carinhoso ao vovô Pedro, a vovó Ana, e a minha irmã Rafaela.

         Um beijo especial para vocês, meus pais amados.

         Seu filho

         Carlinhos

         Segundo momento: distribuir diferentes tipos de balas. Deve haver duas balas de cada tipo, a fim de que as crianças formem duplas, conforme escolheram o tipo de bala. Assim, cada dupla é formada por duas balas iguais

         Terceiro momento: distribuir as perguntas abaixo, sendo uma pergunta para cada dupla. Os evangelizandos terão alguns minutos para conversar sobre a resposta da pergunta, ou tirar dúvidas com o evangelizador. No grande grupo, as perguntas devem ser lidas e respondidas por cada dupla. As demais crianças podem complementar as respostas. O evangelizador deve complementar e tirar dúvidas, se necessário.

         Obs.: as perguntas devem ser numeradas, feitas na seqüência e distribuídas em tirinhas, para facilitar a interpretação e análise da carta que foi lida:

         Veja as sugestões de perguntas.

       1 - O que diferencia esta carta de uma outra carta que recebemos pelo correio?

         2 - Quem é o Carlinhos e o que aconteceu com ele?

         3 - Se Carlinhos morreu como ele está falando?

         4 - Onde Carlinhos está?

         5 - Como ele se comunicou?

         6 - Somos corpo ou Espírito?

         7 - O que alma?

         8 - Qual a diferença entre o Carlinhos e nós?

         9 - Reencarnamos várias vezes?

         10 - Quem vive várias existências, o corpo ou o Espírito?

         11 - Quando morremos, quem morre?

         12 - Quem renasce várias vezes?

         13 - Por que temos que renascer?

         14 - Porque dizemos que o corpo é morada transitória do Espírito?

         Sugestões de perguntas e respostas:

         1 - O que diferencia esta carta de uma outra carta que recebemos pelo correio? Ela é uma carta psicografada, isto é, uma mensagem enviada por um Espírito desencarnado e recebida por um médium.

         2 - Quem é o Carlinhos e o que aconteceu com ele? Carlinhos é um menino que desencarnou.

         3 - Se Carlinhos morreu como ele está falando? O corpo morreu, mas o Espírito permanece vivo.

         4 - Onde Carlinhos está? No Mundo Espiritual.

         5 - Como ele se comunicou? Através de um médium – alguém que ouve, vê e percebe os Espíritos.

         6 - Somos corpo ou Espírito? Nós somos Espíritos e temos um corpo físico.

         7 - O que alma? É como chamamos o Espírito quando está encarnado. O corpo material é temporário, pois é a morada transitória (mortal, de pouca duração) do Espírito.

         8 - Qual a diferença entre o Carlinhos e nós? Carlinhos está desencarnado, vivendo no Mundo Espiritual. Nós estamos encarnados, vivendo no Mundo Material.

         9 - Reencarnamos várias vezes? Sim, reencarnamos quantas vezes forem necessária ao nosso aprendizado, nossa evolução.

         10 - Quem vive várias existências, o corpo ou o Espírito? O Espírito reencarna diversas vezes, sempre em novo corpo físico.

         11 - Quando morremos, quem morre? Apenas o corpo físico, o Espírito continua vivo.

         12 - Quem renasce várias vezes? O mesmo Espírito em outros corpos.

         13 - Por que temos que renascer? Para aprender a amar, para evoluir, nos aproximando cada vez mais de Deus, nosso Pai.

         14 - Porque dizemos que o corpo é morada transitória (mortal, de pouca duração) do Espírito? Porque o Espírito é sempre o mesmo, isto é, somos Espíritos e recebemos um corpo físico diferente em cada reencarnação.

Obs.: o objetivo a ser alcançado, é fazer a criança perceber que NÓS SOMOS ESPÍRITOS e TEMOS UM CORPO FÍSICO que recebemos em cada reencarnação.

         Quarto momento - atividade: distribuir pequenos pedaços de cartolina colorida, para que os evangelizandos ilustrem as palavras e as frases relacionadas ao tema da aula. Colar as ilustrações em um grande e único cartaz e expor no Grupo Espírita. Se o evangelizador puder levar cola colorida e algodão colorido, fica um trabalho muito bonito e as crianças gostam.

         Sugestões de palavras e frases:

Eu sou Espírito.

Eu tenho um corpo físico.

Quando morremos apenas nosso corpo físico morre, o Espírito continua vivo.

Mundo Espiritual

De reencarnação em reencarnação eu vou aprendendo tudo que sei.

Deus, nosso Pai

Carta psicografada

Espírito

Nosso corpo físico é a morada do Espírito.

Alma

Evolução


Corpo físico

Devemos cuidar do corpo físico.

Amor, perdão, caridade

Reencarnamos várias vezes.

Mundo material

Desencarnação

O Espírito continua vivo no Mundo Espiritual.

Médium


Nascer, crescer, morrer, renascer tal é a lei.

Jesus


         Prece de encerramento

Espírito - existência e sobrevivência VI

         Objetivos da aula: conscientizar os evangelizandos de que todas as pessoas são formadas de corpo físico e Espírito. Que cuidamos de nosso Espírito quando temos boas atitudes, estudamos, obedecemos aos pais, desejamos o bem aos nossos semelhantes, participamos da Evangelização Infantil, perdoamos, respeitamos o nosso próximo. Quando morremos apenas o corpo físico morre, o Espírito continua vivo.

         Prece inicial

         Primeiro momento: pedir aos alunos que citem exemplos de:

         01 – Coisas que podemos pegar, ver e sentir (ex.: qualquer tipo de matéria: cadeira, mesa, roupa).

         02 – Coisas que podemos ver, algumas até sentir, mas não conseguimos pegar (ex.: fumaça, água, luz, nuvens, fogo...).

         03 – Coisas que podemos ouvir, mas não podemos pegar e ver (ex.: música, trovão, vozes, barulhos diversos).

         04 – Coisas que podemos sentir e sabemos que existe, mas não podemos pegar ou ver (ex.: ar, vento, os gazes, eletricidade).

         05 – Algo que sabemos que existe, mas não podemos ver, ouvir, pegar e sentir, exceto é claro, raras pessoas (Espírito).

         Obs.: para aplicar o exercício acima, o evangelizador deverá começar pela pergunta nº 01 e pedir para alguém ir anotando as respostas corretas no quadro, e assim consecutivamente na seqüência numérica das perguntas, sempre dando um tempo para que os evangelizandos pensem para responder corretamente.

         Na pergunta nº 05 se não souberem a resposta (ou mesmo antes de responderem), o evangelizador deverá dar dicas para que possam descobrir a resposta correta.

         Dicas para a pergunta nº 05: quem souber a resposta deverá escrever no papel que receberá previamente do evangelizador e aguardar para que o evangelizador observe se a resposta está certa, ficando calado até que os demais descubram por si mesmos a resposta correta.

         1ª Dica: habitam por toda a parte.

         2ª Dica: são diferentes uns dos outros (perfeitos ou puros, bons e imperfeitos).

         3ª Dica: é a parte inteligente do corpo (é ele quem pensa, fala e sente).

         4ª Dica: quando nasce, reencarna (encarnados: almas revestidas de um corpo material para evoluírem).

         5ª Dica: quando morre, desencarna (só o corpo físico morre, pois ele continua vivo).

         6ª Dica: É imortal (nunca morre).

         Obs.: é provável que os evangelizandos acertem logo, nesta situação o evangelizador deverá ler as dicas e perguntar se concordam/entendem que são características do Espírito.

         Segundo momento: mostrar um balão murcho. Perguntar se é possível brincar com ele murcho e o que é preciso fazer para que possamos brincar com ele? Encher o balão de ar. Nós vemos o ar que está no balão? E nosso corpo físico precisa de quem para poder trabalhar na Terra? Do Espírito.

         # Após as perguntas o evangelizador deverá encher um balão até estourar e depois relacionar o Espírito com ar, e o corpo com os pedaços de bexiga:

         # O que aconteceu com o ar que estava dentro do balão? Continua tendo as mesmas propriedades.

         # Para que servem os pedaços da bexiga estourada? Tem alguma utilidade? Se decompõe na natureza ou é reciclado.

         Obs.: o Espírito vai para o Mundo Espiritual e continua a sua trajetória evolutiva; o corpo físico se decompõe, servindo de alimento para vermes pequenos. Não ressuscita, não retorna a vida.

         Terceiro momento: explicar que somos formados de corpo e Espírito. Nós não enxergamos o nosso Espírito assim como não enxergamos o ar do balão. O que dá vida ao corpo é o Espírito que é imortal. Quando morremos, isto é, desencarnamos, o nosso Espírito continua vivo. O que levamos com a morte do corpo físico são nossas atitudes, pensamentos e sentimentos. Não levamos, porém, os bens materiais (nossos cadernos, bicicleta, boneca, computador, TV, nossa casa).

         Quarto momento: perguntar:

         # Como podemos cuidar do nosso Espírito? Tendo boas atitudes, pensamentos e sentimentos.

         # Citar exemplos de atitudes positivas: ser amigo, falar sempre a verdade, obedecer aos pais e professores, estudar, participar da Evangelização Infantil, ser pacífico (não brigar), ajudar quando solicitado ou mesmo sem ser solicitado, ser o ajudante da aula, orar, pedir desculpas, perdoar, respeitar o próximo.

         Quinto momento: questionar se os Espíritos são todos iguais, explicando a escala espírita conforme O Livro dos Espíritos (questões 96 a 113).

         # Os Espíritos são todos iguais? Não. Há Espíritos perfeitos ou puros, bons e imperfeitos.

         # Explicar as classes:

         1ª Ordem: Perfeitos ou Puros (já são felizes). Ajudam todos a serem bons, e possuem luz, porque estão mais adiantados ou evoluídos. Ex.: Jesus.

         2ª Ordem: Bons. Espíritos que desejam o bem, trabalham pelo bem de todos, mas precisam vencer dificuldades, passar por coisas desagradáveis e problemas. Eles se esforçam para combater seus defeitos.

         3ª Ordem: Imperfeitos. São ignorantes e desejam o mal. São revoltados, destroem as coisas. Dominam a força os outros. Gostam de ver todos tristes.

         Sexto momento: indagar se os evangelizandos imaginam como será o despertar dos Espíritos no Plano Espiritual? Será de acordo com a evolução do Espírito, ou seja:

         Se formos bons e fizermos nossos deveres, guardaremos boas lembranças, ficaremos felizes.

         Se formos maus e deixamos de fazer nossas obrigações, ficaremos infelizes e tristes.

         Sétimo momento: entregar para os evangelizandos o texto de teatro Pessoa do Bem para lerem, se organizarem, ensaiarem e fazerem apresentação do teatro. Pode-se também convidar um grupo de jovens para que possam apresentar o teatro para as crianças ou contar como história.

Teatro   PESSOA DO BEM:

         Personagens da história:

         * Ricardo e Renato, irmãos, porém um bom o outro mau.

         * Marina e Tereza (amigas em comum dos dois irmãos).

         * D. Maria, mãe dos garotos.

         * Algumas das crianças da sala (alguns representarão Espíritos bons, outros os Espíritos maus)

        

EM CENA:


         Marina e Tereza se encontram e começam a conversar sobre as novidades:

         - Olá Marina!

         - Olá Tereza! Como esta? Tudo bem?

         - Tudo ótimo! (responde Tereza)

         Tereza diz: - Quem não deve estar muito bem deve ser a D. Maria , você ficou sabendo o que aconteceu com os filhos dela?

         Marina diz: - Fiquei sabendo sim Tereza, muito lamentável, uma verdadeira tragédia perder dois filhos de uma vez num acidente de carro.

         - O Ricardo era tão bom! (diz Tereza)

         - Infelizmente não podemos dizer o mesmo de Renato, não é mesmo? (diz Marina)

         - Dizem que existe vida após a morte, você acredita nisso? (diz Tereza)

         - Também já ouvi falar disso, mas se for verdade, como será que nossos amigos estão lá? (diz Marina)

         ENQUANTO ISSO NO MUNDO ESPIRITUAL...

         Renato se encontra rodeado por Espíritos malvados, fazendo com que ele se sinta cada vez pior; angustiado, entristecido, com uma sensação de mal estar, rodeado por uma atmosfera escura.

         Ricardo passando rapidamente pelo local, mostrando-se muito feliz, alegre e radiante, depara-se com o irmão e diz:

         - Nossa Renato, como você esta mal, bem que lhe disse para mudar de vida enquanto estava na Terra... Sua aparência é realmente lamentável, sem falar dessas criaturas que te fazem companhia.

         Renato diz:

         - E você? Como conseguiu tão boa aparência e tranquilidade de Espírito? Por que essas criaturas iluminadas te acompanham?

         Ricardo diz:

         - Lembra-se de nossa querida mãezinha? Ela nos ensinava que devíamos seguir os ensinamentos do nosso querido irmão Jesus; ou seja, praticar somente o bem, para nos tornarmos Espíritos iluminados. Mas você nunca deu ouvidos ao que ela dizia, tinha prazer em fazer exatamente ao contrário do que ela ensinava, por isso se encontra em estado tão lastimável. Realmente é uma pena. Mas ainda dá tempo de mudar, se você quiser é claro. Se você deixar e estiver realmente arrependido de todo o mal que fez, os meus amigos irão te encaminhar para o caminho do bem.

         Renato diz: - SIM! SIM! Quero ajuda, não agüento mais ficar nessa situação. Estou arrependido!

         Os bons Espíritos juntamente com Ricardo, encaminham Renato para um local de recuperação e aprendizado para que numa próxima reencarnação possa fazer diferente, possa ser uma PESSOA DO BEM.

Sandra Ramos Medeiros

         Obs.: outra sugestão é contar e comentar a história Os dois meninos.

Os dois meninos

         João e Pedro entraram em um supermercado e cada um deles furtou duas barras de chocolate. Vamos fazer uma viagem no tempo, para ver o que aconteceu com eles:

         João continuou achando que não fazia mal roubar apenas uma ou duas barras de chocolate. Mas logo ele passou a roubar outras coisas, coisas maiores e mais caras. João nunca foi preso, por isso ele achava que não tinha importância cometer alguns roubos, contando que ninguém descobrisse. Ele cresceu e arrumou um emprego. Logo estava roubando do patrão. Teve que trocar de emprego e de cidade para não descobrirem sua desonestidade.

         João tinha muitos bens materiais, mas não tinha a consciência tranqüila. Ele vivia nervoso e com medo que alguém fosse descobrir que ele roubava. Ele era muito infeliz, e muitas vezes percebeu que seus filhos tinham vergonha do pai, pois sabiam que João não era um bom exemplo.

         Muito jovem ainda, João teve um ataque do coração e desencarnou. Chegou ao Mundo Espiritual perturbado e muito apegado à casa, ao carro e a todas as coisas materiais que ficaram no mundo terreno. Lá sofreu muito, teve solidão e medo. Tempos depois, se arrependeu da vida desonesta que levou.

         A família de João orava por ele e Deus, em sua infinita bondade, deu outra oportunidade a João: ele reencarnou. Em sua nova vida, João, que agora tem outro corpo físico e outro nome, será muitas vezes tentado a ser desonesto. E assim será até que ele aprenda a respeitar os outros e seus bens, adquirindo a virtude eterna que é a honestidade.

         Pedro - Quando chegou em casa o pai de Pedro percebeu que o garoto estava nervoso e foi conversar com ele. Logo o pai descobriu o que havia ocorrido. Conversou muito com Pedro, falou sobre a importância de ser honesto, sempre, em todas as situações. Falou também que mesmo que ninguém esteja olhando, roubar é uma atitude errada e nossa consciência sabe disso. O pai de Pedro fez o menino ir até o supermercado pedir desculpas ao gerente e prometer que nunca mais roubaria. Também teve que devolver a barra de chocolate que restava e pagar com a mesada a barra que já havia comido. O garoto nunca mais esqueceu das palavras do pai, de como seu pai teve vergonha da atitude dele e também como ele se sentiu mal por ter feito algo desonesto.

         O tempo passou e Pedro nunca mais roubou. Ele também aprendeu que mentir é uma forma de desonestidade consigo e com os outros e passou a cultivar somente a verdade.

         Pedro terminou seus estudos, arrumou um emprego legal, casou, teve filhos. Durante sua vida, surgiram outras oportunidades de ser desonesto, mas ele nunca mais teve essa atitude. Quando ele pensava em ser desonesto lembrava da situação que passou, das palavras do pai. E lembrava de seus filhos, pois queria ser um bom exemplo para eles.

         Quando Pedro desencarnou, ele pode observar que seu esforço em ser honesto valeu a pena. Analisando sua vida, percebeu que tomou a decisão correta levando uma vida baseada na honestidade. Pedro adquiriu a virtude da honestidade, que é uma virtude que ele vai levar para as próximas reencarnações.

*********************************

         Querido amiguinho,

         Ser honesto, não mentir, respeitar o que é dos outros são escolhas que fazemos todos os dias. Não é Deus quem escolhe por nós e Ele não é responsável pelas escolhas que fizemos.

         Por isso, devemos ser honestos sempre, mesmo que ninguém esteja olhando. E quando estamos com dúvida sobre que atitude tomar, é importante orar e pedir a ajuda do Espírito protetor para seguir no caminho do bem.

Claudia Schmidt

         Oitavo momento: após o término da apresentação do teatro, os evangelizandos deverão dizer que conclusão chegaram sobre a história.

         Nono momento: avaliação coletiva do aprendizado. Respostas orais.

         01 – Para que o Espírito reencarna? Para aprender a amar, para evoluir, nos aproximando cada vez mais de Deus, nosso Pai.

         02 – Quando nasce: reencarna.

        03 – Quando acontece a morte do corpo físico: desencarna.

         04 – Quem é a parte inteligente do corpo? O Espírito.

         05 – Onde habitam os Espíritos? Estão por toda parte. Povoam os espaços infinitos.

         06 - Como são classificados? Perfeitos ou puros, bons e imperfeitos.

         07 – Como despertam no Plano Espiritual? Se formos bons e fizermos nossos deveres, guardaremos boas lembranças, ficamos felizes. Se formos maus e deixamos de fazer nossas obrigações, ficaremos infelizes e tristes.

         08 – Porque o Espírito é imortal? Porque quando alguém desencarna, somente o corpo morre, o Espírito continua vivo em outra dimensão.

         09 - Somos corpo ou Espírito? Nós somos Espíritos e temos um corpo físico.

         10 - Quem renasce várias vezes? O mesmo Espírito em outros corpos.

         11 - O que é alma? É como chamamos o Espírito quando está encarnado. O corpo material é temporário, pois é a morada transitória (mortal, de pouca duração) do Espírito.

         12 - Porque dizemos que o corpo é morada transitória (mortal, de pouca duração) do Espírito? Porque o Espírito é sempre o mesmo, isto é, somos Espíritos e recebemos um corpo físico diferente em cada reencarnação.

         Décimo momento – atividade: complete as frases.

         Complete as frases colocando as palavras na ordem certa.

BONS   -   BENS   -   MORRE   -   CORPO   -   IMORTAL   -   SOMENTE

         1 - Nossos _____ materiais não são levados para a vida espiritual.

         2 - O Espírito é _____________.

         3 - _________________ os bons são felizes.

         4 – Só o corpo físico ______________.

         5 – Se formos ___________ despertamos felizes no plano espiritual.

         6 – O _____________ é o instrumento do Espírito.

         Prece de encerramento




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal