Aprendendo a obediência Texto



Baixar 14.76 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho14.76 Kb.
Aprendendo a obediência 

Texto:

Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.” I Samuel 15:22

 

Introdução:

Observando o ministério de Cristo vemos que entre as virtudes que caracterizavam sua vida, quatro qualidades que o diferenciavam de todas as demais pessoas como o Filho unigênito de Deus: obediência, submissão, amor e oração. Estas qualidades o revelavam como alguém totalmente dependente de Deus, tendo nEle sua direção, motivação e confiança.

 Esta é a relação de Cristo com o Pai revelada pelas escrituras.

Cristo dependia do Deus Pai, e se alguém quiser ser usado por Deus, sua relação com Ele deve de ser moldada conforme a do nosso Senhor.

Obedecemos a Deus porque ele é o Senhor soberano do universo e a nossa obediência é a resposta aceitável para sua imensa bondade e amor, apesar disso muito pouco se tem falado sobre obediência total ao Senhor e a seus princípios nos últimos dias, Vejamos alguns fatores


    1. Por que obedecer?- Jesus disse: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (João 14:15). Somente os que obedecem à Palavra de Deus demonstram seu amor a Ele. O seu amor a Cristo fez com que você obedecesse à sua ordem de arrepender-se e segui-lo.

 Observe a obediência que os soldados demonstram para com o sargento. Quando ele ordena que corram, eles correm. Quando ele manda que limpem os banheiros, eles limpam. Não há debate, nem hesitação, apenas ação imediata. Os soldados obedecem, ao sargento porque ele obedece ao tenente, que, através da cadeia de comando, obedece ao general. Se os soldados se recusassem a obedecer ao sargento, estariam desafiando a autoridade do general e estariam sujeitos a graves conseqüências. O seu bem estar contínuo depende de sua obediência.

Entre os militares a motivação para a obediência muitas vezes é o respeito, enquanto a motivação cristã para a obediência vai, além disso, é centrada no amor.

Contudo, o exemplo militar exemplifica um princípio importante para os crentes: nosso bem-estar é resultado direto de nossa obediência. Somos capacitados para obedecer consistentemente a Deus, mediante o conhecimento da Escritura e de nossa vontade submissa.

 


    1. A quem obedecer?- “Bem aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam! “(Lucas 11:28). É engano acreditar que seja possível obedecer a Deus sem primeiro conhecer a sua vontade. É injustiça castigar uma criança por não fazer aquilo que se quer dela se você nunca lhe disser o que espera que ela faça. Deus, porém, não é injusto. Ele revelou claramente a sua vontade para conosco através da sua Palavra. Portanto, precisamos estudar a Bíblia, compreendendo que ela nos treina na justiça e nos ensina a viver de modo que agrade a Deus “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” 2 Timóteo 3:16.

A Bíblia revela a vontade de Deus. Para conhecê-la profundamente é preciso estudo diligente, em vez de uma leitura superficial em horas de lazer. Muitos crentes permanecem analfabetos biblicamente falando e se privam de sustento espiritual, motivação e bênção, simplesmente porque têm preguiça de estudar a Palavra de Deus. Antes de pensar que lhe falta alguma direção em determinado assunto pergunte a si mesmo: “Eu já estudei a Palavra? Já ouvi o que o próprio Deus diz a esse respeito?” Precisamos do conselho de pessoas integras que conheçam bem a nós e à Bíblia, mas isto não dispensa nosso estudo pessoal de princípios bíblicos aplicáveis e oração.

Quando confrontados com um dilema sério, uma tentação severa ou uma decisão monumental, só os ingênuos acreditam que possam fazer uma rápida oração a Deus, abrir a Bíblia, e, como num passe de mágica, descobrir a resposta. Embora Deus não seja limitado, o Espírito Santo geralmente escolhe trazer à nossa memória as coisas que já estão ai. Jesus admoestou: “Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus” (Mateus 22:29) A Bíblia possui orientação sobre os mais diversos assuntos, basta procurar. Devemos descobrir continuamente princípios bíblicos e aplicá-los à nossa vida “Então não ficaria confundido, atentando eu para todos os teus mandamentos.” Salmo 119:6.

 “A vida cristã se baseia na obediência à Palavra de Deus, não em seguir as emoções.” Cezar Castelhanos

Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.” Efésios 6:5

Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo;” Efésios 6:5

 


    1. Como obedecer?- Você estaria disposto a obedecer em qualquer circunstância?  É necessário estar comprometido a obedecer à Palavra de Deus mesmo antes de se saber o que ela diz. Não temos o direito de escolher o que obedecer e o que deixar de lado. Saber o que a Bíblia diz sem obedecer é uma afronta a Deus.

Romanos 6:16 pergunta: “Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” Como o crente tem um compromisso de obedecer à vontade de Deus à medida que o Espírito Santo a revela, ele estuda a Palavra de Deus com um compromisso de viver aquilo que ele aprende. Esta resolução é evidência de que ele é um discípulo de Cristo.

Quando houver conflito entre a Palavra de Deus e os nossos sentimentos, é preciso fazer o que Deus ordena. É nisso que se resume o Cristianismo. Uma das grandes tragédias do Cristianismo do século vinte é que muitos crentes que conhecem a Bíblia foram educados além da obediência. Eles conhecem as Promessas bíblicas e as reivindicam, mas pulam as ordenanças e princípios. Não podemos esquecer que “Toda a Escritura é inspirada por Deus.” II Timóteo 3:16. A verdadeira felicidade só se encontra através da obediência a Deus.

É preciso lembrar ainda que a obediência é fruto de um coração rendido. Ao qual nossos pais não quiseram obedecer, antes o rejeitaram e em seu coração se tornaram ao Egito,” Atos 7:39 Nossa intenção do coração não está oculta diante de Deus, mesmo diante de uma aparente obediência.

O padrão da Palavra para a obediência é o amor que flui de um coração que ama o Senhor  



Conclusão: Meu coração esta realmente entregue a obediência? Estou pronto para ser mais que obediente Submisso?   “Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo.” I Pedro 1:2a 


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal