Araújo vianna retoma as atividades



Baixar 32.84 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho32.84 Kb.


ARAÚJO VIANNA RETOMA AS ATIVIDADES
Fechado desde 2005, um dos patrimônios mais significativos da história cultural de Porto Alegre foi reaberto em período de soft opening – temporada de ajustes, no dia 20 de setembro, com uma apresentação que reuniu diversos artistas da cena musical gaúcha


Maria Rita lotou o espaço no dia 22 de setembro com o show Redescobrir que reviveu canções de Elis Regina

Crédito: Felipe Dalla Valle

 

O Oi apresenta Araújo Vianna, em Porto Alegre, foi reaberto oficialmente no dia 20 de setembro de 2012 com um show que contou com a presença de mais de 20 artistas gaúchos e um público superior a três mil pessoas. O espetáculo teve apresentações de Antônio Villeroy, Bebeto Alves, Carlinhos Carneiro, Charles Master, Cláudio Heinz e Júlia Barth (Replicantes), Edu K, Elaine Geissler, Gelson Oliveira, Glória Oliveira, Grupo Bom Partido, Hermes Aquino, Hique Gomez, Júlio Reny, King Jim, Nei Van Soria, Nelson Coelho de Castro, Nico Nicolaiewsky, Pas-de-Deux do Samba, Raul Ellwanger, Renan Ludwig, Tiago Ferraz, Tonho Crocco, Wander Wildner, Wilson Ney, Zé Caradípia e Elisa Furtado.


O show Todas as Gerações no Araújo Vianna, que colocou novamente em atividade um dos espaços símbolos da Capital, foi um convite da Coca-Cola à população de Porto Alegre. A Opus Promoções, administradora do espaço, realizou seu primeiro evento no local dois dias depois (22 de setembro) com a apresentação de Maria Rita no show Redescobrir, que reviveu canções de Elis Regina, emocionando o público que lotou a casa. A produtora gaúcha dará continuidade à programação de eventos da casa ao lado da Secretaria da Cultura de Porto Alegre.
SOBRE A OBRA

Orçado em mais de R$ 18 milhões, o projeto de reforma do Araújo Vianna teve patrocínio master da Oi, patrocínio de Grupo Zaffari e Coca-Cola, projeto arquitetônico de Mooma, coordenação institucional da Prefeitura de Porto Alegre e realização da Opus Promoções – produtora que administra o espaço em conjunto com a Secretaria da Cultura de Porto Alegre. O novo Araújo Vianna recebeu os gaúchos com todas as melhorias necessárias para garantir o conforto e segurança do público.


Em dezembro de 2010, a antiga lona foi retirada para dar espaço à estrutura de aço, que dá sustentação ao novo teto fixo do local. Já a revitalização da cobertura foi projetada em madeira, poliuretano expandido, lã de vidro e resina impermeável. Foram muitas etapas para que as seis camadas que cobrem o lugar seguissem o mesmo desenho do projeto original. O material foi importado da Argentina. Pesando 300 toneladas, a colocação e montagem foram realizadas de forma artesanal e o processo foi completamente concluído em maio de 2012.

 

Como resultado, a plateia ganhou novos assentos e o sistema de climatização e acústica foram absolutamente refeitos. Além disso, o espaço ganhou dois bares, camarote, banheiros e acessibilidade. O Araújo Vianna tem capacidade de mais de 3 mil lugares em formato de plateia e de 4,8 mil em formato pista. Entre os setores, plateia baixa (lateral e central) e plateia alta (lateral e central).


HISTÓRICO 

Palco de shows de João Gilberto, Caetano Veloso, Cássia Eller, espaço de manifestações políticas, assembléias ou de palestras de personalidades renomadas como o Nobel de Literatura José Saramago, o Araújo Vianna faz parte da história cultural de Porto Alegre.

 

Inaugurado em 12 de março de 1964, com capacidade para 4,5 mil pessoas, o projeto é dos arquitetos Moacyr Moojen Marques e Carlos Maximiliano Fayet. A partir da década de 70, o Araújo Vianna consagrou-se como espaço para apresentação de espetáculos de MPB. Em 1997, o Parque Farroupilha foi tombado como Patrimônio Histórico e Cultural do Município. Como parte integrante do Parque, o auditório passou a ter sua preservação garantida.



 

A cobertura do local foi debatida durante 30 anos entre a população de Porto Alegre. Em meados dos anos 90, nas reuniões do Orçamento Participativo no bairro Bom Fim, foi decidido que a questão seria uma das prioridades da região. A lona que cobria o Araújo Vianna foi inaugurada em 4 de outubro de 1996, com um histórico show de João Gilberto. Segundo laudo técnico da Secretaria Municipal de Obras e Viação, a cobertura perdeu sua validade em julho de 2002. O risco era de, em caso de chuvas mais persistentes e ventos fortes a pressão sobre a lona rompesse os cabos. No início de 2005 o auditório foi interditado pela Prefeitura de Porto Alegre, por motivos de segurança, depois do rompimento de um cabo de sustentação.

 

Diante da impossibilidade financeira de arcar com os custos desta obra após determinação do Ministério Público de agosto de 2006, exigindo do local isolamento acústico, o que encarecia sobremodo a reforma então planejada, e considerando o fato de que, entre 1996 até a interdição, a média de eventos ali realizados foi inferior a trinta dias/ano, a Secretaria Municipal de Cultura publicou no início de 2007 um edital de licitação para recuperação do espaço. Era formulado pela primeira vez o princípio de uma parceria-público-privada para o setor cultural de Porto Alegre. Foram convidadas empresas privadas a executarem a obra, oferecendo-se em troca a permissão de utilização de 75% das datas anuais do auditório por um período limite de dez anos, se mantendo no período 91 dias/ano para programação da SMC. A Opus Promoções foi a produtora vencedora da licitação, e a Coca-Cola a primeira empresa a apoiar a iniciativa e patrocinar o espaço. Depois, a Oi assinou como patrocinadora master do local, e o Grupo Zaffari se tornou patrocinador.


INVESTIMENTOS E MODIFICAÇÕES

O custo da revitalização do Auditório foi orçado inicialmente em R$ 6 milhões. Necessidades não previstas no projeto original, como ampliação do palco, melhor tratamento acústico, instalação de câmeras de vídeo para segurança externa, entre outras modificações, elevaram o investimento para mais de R$ 18 milhões.

 

O Araújo Vianna também passará a ser local de inclusão social, com a transformação da Sala Radamés Gnattali em um espaço multiuso, onde será oferecida capacitação cultural através de oficinas, workshops e cursos, muitas vezes gratuitos. Também está prevista a construção do Acervo do Araújo Vianna, a fim de resgatar e preservar a história musical e a importância cultural da casa.



Oi

Com o patrocínio master da recuperação de um patrimônio como o Auditório Araújo Vianna, a Oi reforça o apoio à cultura, além de associar sua marca a projetos focados na cultura e na música, que são parte dos pilares do investimento em marketing da companhia. O espaço será um dos mais completos em entretenimento no país, assim como, referência para cultura e tradições gaúchas, demonstrando que a Oi está reforçando seu investimento no Rio Grande do Sul. A Oi chegou ao estado em 2009 e vem atuando fortemente na geração de ofertas especiais, no apoio a projetos inovadores e no patrocínio de eventos como o Festival de Cinema de Gramado, da equipe de judô da Oi/Sogipa, da 8ª Bienal do Mercosul, da 4º Edição do Festival de Teatro de Rua de Porto Alegre, da Reforma da Igreja Nossa Senhora da Conceição, das Exposições de Guy Bourdin e de Iberê Camargo, entre outros projetos. A Oi busca sempre uma solução completa para a casa do cliente, com opções de serviços que incluem voz, dados, internet e TV. Hoje, nenhuma operadora no Brasil atua de forma tão presente na convergência de serviços como a Oi.



Música

A música é uma das plataformas da marca Oi, assim como cultura e o esporte Com três anos de atividades, o selo Oi Música foi criado com o objetivo de promover novos talentos nas plataformas da Oi, bem como de lançar álbuns de artistas consagrados, nacionais e internacionais. É um novo modelo de negócio, como exige o mercado musical atual, inserindo artistas no meio digital. Visando a difusão da música, o selo permite que seus conteúdos também sejam licenciados para as diversas lojas digitais disponíveis, além de oferecer o material em vários formatos digitais: Ringtone, Truetone, Fulltrack, Fulltrack do Álbum Completo, Ringbacktone e Streaming. www.oimusica.com.br.


Parceria da Oi com a americana Rdio, o Oi Rdio é um serviço de streaming que disponibiliza cardápio de 15 milhões de faixas e apresentou ao Brasil um novo jeito de consumir música, muito mais interativo. Permitindo seguir outros usuários, como: amigos, DJ's, artistas, marcas e selos musicais que possuem perfil no Oi Rdio. Em outras frentes, que a Oi também incentiva e fomenta o universo musical, está o portal Oi Novo Som, projeto inovador cuja proposta é promover as produções de bandas independentes a partir das novas formas de distribuição digital. O Oi Novo Som pode ser acessado por artistas que queiram mostrar o seu trabalho - postando vídeos de músicas, fotos, agendas de shows e contatos - ou por usuários que queiram apenas ter acesso para conferir e apreciar essas produções. www.oinovosom.com.br. Com esse portfólio, a companhia reforça sua estratégia na plataforma musical e antecipa tendências aos novos padrões de oferta e consumo. O objetivo da Oi é sempre de inovar, de oferecer serviços de alta qualidade e proporcionar uma experiência única para os clientes. www.oifm.oi.com.br

Sobre a Oi

A Oi, empresa pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel, banda larga e TV por assinatura. A Oi está presente em todo o território nacional. Em junho de 2012, a empresa possuía 72,3 milhões de Unidades Geradoras de Receitas (UGRs). Deste total, 45,2 milhões estavam no segmento Móvel Pessoal, 18 milhões no segmento Residencial, 8,4 milhões no segmento Empresarial/Corporativo e 729 mil Telefones de Utilidade Pública (TUP).


Pelo quarto ano consecutivo, a Oi integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&F Bovespa, refletindo o alto grau de comprometimento da companhia com a responsabilidade social e a adoção de práticas gerenciais sustentáveis. A companhia integra também, pelo segundo ano consecutivo, a carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da BM&F Bovespa.
Coca-Cola Brasil

A música e a Coca-Cola estão associadas por características em comum, como estar presente nos momentos de alegria, além da capacidade de estimular as pessoas a viverem o lado positivo da vida, quebrando barreiras e aproximando as diferenças em todos os âmbitos. Sendo assim, o incentivo à música é uma plataforma importante da marca. Por essas razões, a Coca-Cola Brasil e a Vonpar Bebidas – franqueada da marca no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina - estão sempre engajadas para incentivar projetos que valorizem a cultura, como é o caso do Auditório Araújo Vianna.

 

“Temos uma preocupação constante em contribuir com o resgate histórico da cultura no Estado, a reforma do Araújo é uma forma de manifestarmos esse comprometimento e proporcionar um legado para a cidade de Porto Alegre”, afirma a Diretora de Comunicação da Vonpar S/A, Deise Dornelles. A diretora completa que a revitalização do espaço vai possibilitar inúmeras manifestações artísticas que contribuem para o desenvolvimento social da cidade. “Estamos orgulhosos de fazer parte desse projeto porque preservar a história e dar acesso à cultura é um dos nossos compromissos”.



 

Sobre a Vonpar Bebidas

A Vonpar Bebidas é franqueada da Coca-Cola e distribuidora da Heineken Brasil no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Fundada em 1948, a empresa possui três fábricas na região (Antônio Carlos – SC, Santo Ângelo e Porto Alegre- RS) e seis centros de distribuição (Blumenau, Joinville, Balneário Camboriú e Chapecó – SC; Farroupilha e Pelotas – RS). A Vonpar Bebidas gera aproximadamente 3.800 empregos diretos. A empresa é atualmente a quarta maior fabricante do Sistema Coca-Cola no Brasil, com participação de 10% do volume total de vendas no país. No território gaúcho e catarinense é líder absoluta do mercado de refrigerantes com 60,3% de participação de mercado (dados Nielsen consolidado primeiro semestre de 2012).

 

Sistema Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em sete segmentos do setor de bebidas não-alcoólicas - águas, chás, refrigerantes, sucos, energéticos, hidrotônicos e lácteos, com uma linha de mais de 150 produtos, entre sabores regulares e versões de baixa caloria. Formado pela Coca-Cola Brasil e 16 grupos fabricantes brasileiros, além do Sistema de Alimentos e Bebidas do Brasil (SABB), emprega diretamente mais de 53 mil funcionários, gerando indiretamente cerca de 500 mil empregos.

 

Os investimentos do Sistema no Brasil somaram R$ 6 bilhões nos últimos cinco anos e, em 2010, foram investidos mais R$ 2,2 bilhões. A sustentabilidade é um compromisso da Coca-Cola Brasil e se reflete na forma como a empresa e seus fabricantes lidam com as pessoas e com o meio ambiente. O índice de uso de água da Coca-Cola Brasil, por exemplo, é um dos melhores do mundo. É 1,95 litro de água para cada litro de bebida produzido - menos da metade do volume utilizado 12 anos atrás. Na reciclagem, a Coca-Cola Brasil desenvolveu, através do Instituto Coca-Cola Brasil, um programa chamado "Reciclou, Ganhou" que, desde 1996, colabora para que o País seja um dos mais avançados na reciclagem de materiais. Hoje, 98,2% das latas de alumínio e 55,6% das garrafas PET são recicladas. Para saber mais, visite os sites: www.institutococacolabrasil.com.br e www.cocacolabrasil.com.br.



 

FICHA TÉCNICA
INFORMAÇÕES GERAIS

  • Capacidade de público (plateia): 3.014 pessoas (sentadas)

  • Capacidade de público (pista): 4.800 pessoas (sentadas e em pé ou somente em pé)

  • 1 Passarela Técnica

  • Ar-Condicionado

  • 3 Camarins com capacidade para até 3 pessoas

  • 1 Camarim coletivo


PALCO – FORMATO CONCHA ACÚSTICA

  • Palco Fixo

  • Área Total: 284m²

  • Boca de Cena (largura): 23m

  • Boca de Cena (altura): aproximadamente 12m

  • Profundidade de Palco: 14m

  • Acessos Laterais para backstage: 2


MECANISMOS CÊNICOS

2 Varas Fixas na concha acústica com 12 tomadas para iluminação

5 Varas Motorizadas com 24 tomadas para iluminação – capacidade para 600Kg
*todas as tomadas elétricas das varas e passarela são do padrão brasileiro 20amp (2P+T) e estão com seus conectores machos posicionados sob o palco ao lado do quadro de energia para a iluminação.

ENERGIA

Gerador: 260Kva

01- quadro para sonorização 380V 100amp localizado no lado esquerdo do palco. Conexão com conectores CamLock 400amp e barramento.

01- quadro para sonorização 380V 100amp localizado sob o palco no lado direito. Conexão com conectores CamLock 400amp e barramento.

02- pontos de energia para canhões localizados na estrutura de sustentação atrás da passarela.

*todas as tomadas elétricas das varas e passarela são do padrão brasileiro 20amp (2P+T) e estão com seus conectores machos posicionados sob o palco ao lado do quadro de energia para a iluminação.


Oi apresenta Araújo Vianna

Patrocínio Master: Oi

Patrocínio: Grupo Zaffari e Coca-Cola

Coordenação Institucional: Prefeitura de Porto Alegre

Projeto Arquitetônico: Mooma

Realização: Opus Promoções

 

Informações para imprensa:



Agência Cigana

Andressa Griffante – assessora de imprensa – 51 9219.6098 andressa@agenciacigana.com

Cátia Tedesco – diretora – 51 8181.2000 catia@agenciacigana.com
Apoio de assessoria de imprensa:

Jéssica Barcellos – 51 3235.4528/ 51 9857.1770 jessica@opuspromocoes.com.br

Júlia Lang – estagiária – 51 3235.4529 imprensa@opuspromocoes.com.br

 

Assessoria de Imprensa da Oi:



Políbio Figueiredo Braga
Comunicação Corporativa RS/SC

Diretoria de Comunicação Corporativa

Oi Fixo: 51 3229 1100/ 48 3401 2340
Oi: 51 8401 1401

pbraga@oi.net.br

 

Comunicação da Secretária Municipal da Cultura:



assecon@smc.prefpoa.com.br – 3289.8021

Marcelo Oliveira da Silva - Coordenador de Cominucação da SMC 


marcelooliveira@smc.prefpoa.com.br – 8188.9291 ou 3289.8020


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal