Arquitetura de julio delanoy em pelotas/rs no início do século XX cadastramento e análise tipológica



Baixar 10.64 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho10.64 Kb.

9ª MPU 2010

ARQUITETURA DE JULIO DELANOY EM PELOTAS/RS NO INÍCIO DO SÉCULO XX - Cadastramento e análise tipológica
GIOIELLI, Beatriz Echenique* (beagioielli@gmail.com); DELANOY, Simone Soares Inserir
Palavras Chave: Julio Delanoy, arquitetura.

Introdução/Objetivos

Este trabalho está vinculado ao projeto de pesquisa denominado “A arquitetura de Julio Delanoy: tipologia, contexto urbano e patrimônio cultural em Pelotas/ RS” do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Memória Social e Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Pelotas, desenvolvido pela mestranda Simone Soares Delanoy. A pesquisa trata da produção arquitetônica do engenheiro-arquiteto francês Júlio Delanoy, no início do século XX, na região de Pelotas,Rio Grande do Sul.

Este estudo direciona o olhar para o autor de tantas obras estudadas e não relacionadas a ele, este foi o grande motivador para esse trabalho de pesquisa.

Relacionando de maneira justa as obras com o autor, antes esquecido ou ignorado, venho através deste trabalho enriquecer a cultura regional e contribuir para a precisão de novas pesquisas.

O objeto de estudo de pesquisa escolhido é um dos autores que contribuiu para construção da história de nossa região, o francês Júlio Delanoy, filho de mãe inglesa e pai francês. Júlio nasceu em 1898 em Canlers Department Pas-de-Calis, na França. Formou-se engenheiro na École spéciale dês Travaux aos 21 anos. Com 24 anos aceitou o convite do Doutor Borges de Medeiros e veio ao Brasil para integrar a equipe técnica que desenvolvia projetos complementares para o Palácio Piratini, conforme carta escrita pelo próprio Delanoy em 1982. Logo após, estabeleceu-se em Pelotas, onde exerceu sua profissão contribuindo para produção arquitetônica local, lhe rendendo destaque por atuação em instituições filantrópicas, sociais, religiosas e no meio acadêmico. O resgate histórico tem como principal importância levar à sociedade o conhecimento da contribuição de Júlio Delanoy para nossa cidade.

Sobre base de investigação histórica, seleção de arquivos, digitalização do acervo, pretende-se criar um banco de dados virtual para acesso público. Com essa iniciativa o trabalho pretende divulgar o conhecimento e a importância de sua atuação na produção arquitetônica regional.



Metodologia

O trabalho utilizará de etapas de pesquisa, levantamentos e análise de dados, organização e seleção de arquivos, síntese e divulgação digital.Em relação aos procedimentos técnicos pretende utilizar-se da pesquisa bibliográfica e documental. Identificar e registrar a produção arquitetônica na cidade de Pelotas e região. Analisar e classificar tipologicamente a arquitetura produzida. A aprendizagem do meio digital para divulgação. Digitalizar e publicar os resultados obtidos através da criação de mídia digital.



Sendo executado em quatro etapas: 1.Desenvolvimento do projeto com identificação, levantamento, coleta de dados e registro da produção arquitetônica e do acervo através de pesquisa no acervo familiar inédito existente e nos acervos da Biblioteca Pública Pelotense e ainda os arquivos da Secretaria Municipal de Urbanismo, através de plantas, projetos e mapas; 1.1Registro dos documentos em forma digital; 2.Organizar de forma cronológica e por categorias os documentos e dados levantados; 2.1Fazer uma síntese das categorias e dados; 3.Estudar os meios para vinculação em meio digital;3.1Definir a forma e layout de apresentação;4.Revisão, avaliação e divulgação do trabalho.
Resultados e Discussão
O resultado esperado ao final do estudo é de colaborar para o conhecimento a cerca do patrimônio projetado e construído pelo engenheiro arquiteto Júlio Delanoy em Pelotas, assim como promover o reconhecimento de sua atuação na sociedade local, permitindo uma visão de sua obra sobre os aspectos sociais, econômicos, históricos em relação ao contexto urbano.
Referências Bibliográficas
MOURA, Rosa Maria Garcia Rolim de, SCHLEE, Andrey Rosenthal. 100 Imagens da Arquitetura Pelotense. Santa Maria-RS: Gráfica Editora Pallotti, 1998.

Acervo inédito da família Delanoy: fotografias e fontes manuscritas.

Acervo da Biblioteca Pública Pelotense.

Arquivos da Secretaria Municipal de Urbanismo de Pelotas-RS.


FURG, 19 a 22 de outubro de 2010.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal