As casas dos brasileiros



Baixar 9.7 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho9.7 Kb.
PONTUAR O TERRITÓRIO COM OS OLHARES DA EXPERIÊNCIA:

AS CASAS DOS BRASILEIROS

Maria Fernandes

CEAUCP – Centro de Estudos Arqueológicos das Universidades de Coimbra e Porto

Instituto de Arqueologia, Palácio de Sub-Ripas 3000-305 Coimbra, Portugal

Tel: (+351) 239 851603, Fax (+351) 239 851609



E-mail: maria.aleixo@sapo.pt

Theme 3: Techniques, construction, research and development
Palavras-chave: Arquitectura em terra, adobe, taipa.
Resumo (300 a 500 palavras):

(Âmbito) Em meados do século XIX inícios do século XX, inúmeros portugueses oriundos da costa litoral Norte de Portugal emigraram para o continente Americano, na esperança de encontrarem trabalho e melhores condições de vida. Muitos deles regressaram, trazendo consigo para além da fortuna, linguagens arquitectónicas distintas que traduziram nas inúmeras casas de emigrante de gosto tropical, que construíram sobretudo nas regiões do Minho, Beira Litoral e Sintra. Os Brasileiros ou os “torna viagem”, emigrantes portugueses que regressavam do Brasil, foram os protagonistas de uma nova burguesia endinheirada com um gosto requintado, representado nos diversos edifícios que patrocinaram ou construíram, um pouco por todas as regiões de onde eram oriundos. Os palacetes, os “chalets” e outras casas à “moda” dos Brasileiros acabaram por surgir no meio do povoamento rural, caracteristicamente marcado pela arquitectura vernácula.
(Estado da Arte) A historiografia Portuguesa tem-se debruçado sobre este tema quer do ponto da transferência de técnicas construtivas e modelos arquitectónicos, quer do ponto de vista da literatura de finais de oitocentos inícios de novecentos, na qual os Brasileiros desempenhavam um papel central na ficção; ou mesmo da história da arquitectura no Brasil (já que esses Brasileiros de setecentos pouco regressaram a Portugal) e finalmente no âmbito da história social e económica, onde os Brasileiros desempenharam um papel fundamental na implantação da República e nas modificações sócio culturais da passagem do século XIX para o século XX, em Portugal.
(Objectivos) O objectivo desta comunicação é a apresentação cronológica da arquitectura luso-brasileira em terra. A comunicação incidirá primeiro no Brasil, na arquitectura dos Bandeirantes e da emigração mineira centrada nas influências da arquitectura portuguesa elevadas em taipa, adobe e taipa de rodízio; e em segundo na arquitectura dos Brasileiros em Portugal centrada nas habitações da Beira Litoral assim como nos edifícios de carácter público como os hospitais, teatros e outros construídos em adobe e cujas origens remontam ao território Brasileiro.

Curriculum (50 palavras – máximo por autor):

Arquitecta (FA/UTL, 1986), MA em Recuperação do Património Arquitectónico e Paisagístico (UE, 1998). Doutoranda em Arquitectura (FCT/UC, 2006) e bolseira do Instituto de Investigação Interdisciplinar (III) da mesma Universidade.




(Nota 1: A comunicação referente ao presente resumo foi publicada no II Fórum Luso-brasileiro de Arqueologia Urbana)
(Nota 2: Informação da Comissão de Organização encontra-se a azul)


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal