As Chaves Místicas



Baixar 11.11 Kb.
Encontro04.08.2016
Tamanho11.11 Kb.

As Chaves Místicas

Ao que já dissemos sobre a constituição oculta do homem, vamos acrescentar alguns dados inteiramente novos.

A adaptação da alma humana para a compreensão das verdades sublimes da doutrina esotérica é conseguida pela Iniciação. As chaves místicas dos portais dos mundos ocultos são os veículos ou corpos para se conseguir a evolução espiritual.

Segundo a teoria chamada do Trikaya, ou seja, das três vestes, o homem é constituído de 3 bases ou Uphadis, a saber:

· Karana-Upadhi ou Corpo Causal:- é constituído dos dois princípios - Budhi ou Intuição e Manas-Arrupa ou Mental Abstrato. O corpo causal é o corpo do homem constituído da matéria mais sutil. Neste corpo é que está localizado o "Átomo Individualizado" ou Ego.

· Sukshuma-Upadhi ou Alma:- é o corpo da natureza psico-mental do homem, constituído pelo mental concreto e astral, a personalidade e a emoção.

· Sthula-Upadhi ou Sthuladeha o Corpo Físico:- é composto, também, de dois princípios - o corpo físico grosseiro e o duplo etérico.

Estes três corpos são necessários para que o espírito possa se manifestar nos três planos de consciência: o físico, o psíquico e o espiritual. Noutras palavras, Atmã se assenta, em sua manifestação, em três tronos, ou sejam, os três "Upadhis" do homem.


Os três estados de consciência são:

· Estado ou Consciência de Vigília:- é o estado de consciência observado na vida ativa do mundo físico.

· Estado ou Consciência Psíquica:- é o observado quando termina a vida no plano físico; o espírito tem então a consciência de que o veículo mais grosseiro que possui no momento é o corpo anímico.

· Estado ou Consciência Espiritual:- só é conseguido no homem comum depois da segunda morte, quando ele perde seu corpo anímico. Nessa ocasião, ainda que o homem esteja individualizado em seu corpo espiritual, liga-se ao espirito universal e adquire a consciência plena

O homem só poderá alcançar aos três estados de consciência vivendo no mundo físico, quando conseguir equilibrar seus dois corpos, físico e anímico, para que, então, harmonizando o corpo espiritual, possa o espírito Ter veículos capazes de consciência nos três mundos.

A consciência espiritual é o resultado do desenvolvimento de certos sentidos superiores e o acúmulo das experiências das vidas passadas.

Quando o homem dorme, seu corpo físico descansa do período de consciência de vigília, consciência física, entrando sua alma em atividade anímica em seu próprio plano de consciência. Desta atividade da alma o homem pode ter ou não conhecimento em estado de vigília. Neste período o homem tem sonhos de duas naturezas:

Sonhos referentes a sucessos da vida diária e sonhos referentes as experiências anímicas por que passa sua alma durante o sono. Estas experiências são gravadas no seu Corpo Causal.

Durante o sono sem sonhos, a alma também descansa da atividade em seu plano de consciência, ficando somente o espírito submerso no Corpo Causal, com a consciência própria de seu plano, recebendo, nessa ocasião, do Pai, o Espírito Universal ao qual está ligado, os impulsos necessários a sua essência, os quais coordenam sua atividade no plano físico.

Para o repouso do corpo físico são necessárias em média oito horas: para a alma duas horas e para o espírito alguns minutos em seu próprio plano.

O Sutratma é o fio de vida ao qual estão ligados os "átomos" sementes dos três corpos. Estes são os Átomos Permanentes que nunca são destruídos, mesmo quando há destruição dos respectivos corpos. O homem possui , pois três átomos permanentes: um no físico, um na alma e outro do espírito, que é o próprio Eu Superior. Estes átomos servem de modelo na formação dos corpos do homem quando encarna. Nesses átomos é que circulam os sete grupos de forças superiores. A medida que o homem se desenvolve, os átomos permanentes vão se tornando mais permeáveis a estas forças. A evolução do homem consiste em tornar cada vez mais permeáveis estes átomos. O corpo físico é constituído de matéria de sete estados de vibração: sólido, líquido, gasoso, etérico, super-etérico, sub-atômico e atômico. Os átomos permanentes do homem comum atualmente, não são permeáveis a todos os grupos de forças; somente quatro grupos são absorvidos. Pela Yoga o homem pode tornar estes átomos permeáveis aos três grupos superiores de energia. Quando o homem morre, seu corpo físico se desintegra, ficando deste corpo ainda um átomo, que é o átomo físico permanente , onde ficam registrados todos os sucessos de sua vida recém-terminada, assim como de todas as outras anteriores. Quando ele se reencarna, este átomo serve de base para a nova vida o resultado ou experiências das anteriores.

O homem possui três sistemas nervosos: o simpático, que se relaciona com sua natureza física; o vago, que se relaciona com sua natureza anímica; e o cérebro espinhal, com sua natureza espiritual.

Destes três sistemas, o mais utilizado pelo homem atualmente, é o simpático. Tudo que o homem faz atualmente é de natureza física, inclusive o que se refere a sua parte mental, pois que a energia necessária ao funcionamento de seu cérebro lhe é fornecida por este sistema, através dos nervos que inervam as células cerebrais. O domínio deste sistema nervoso é que leva o homem ao primeiro grau do Adeptado.

O sistema vago, quando em funcionamento, dá ao homem as impressões psíquicas. Quando o homem dorme, sua alma, atuando em seu próprio plano de consciência, tem as experiências anímicas de que necessita para sua evolução , experiências essas que transmite ao corpo físico através dos órgãos anímicos que ele despertou. A medida que o homem vai desenvolvendo seus órgãos de percepção psíquica, obtém mais consciência de suas experiências no plano psico-mental. Quando consegue dominar o sistema nervoso do vago, o homem atinge o segundo grau do Adeptado.

O sistema nervoso cérebro-espinhal, quando plenamente dominado dá ao homem a consciência espiritual, podendo a consciência ser simultânea nos três mundos, sem a dissolução da continuidade. Este é o terceiro grau do Adeptado.

O corpo físico é indispensável para o homem conseguir o Adeptado perfeito. Porém, depois de alcançar o terceiro grau, o Homem já Adepto, pode deixar o corpo físico e o psico-mental (anímico), não perdendo mais a consciência física e psíquica por já ter dominado estes planos.

Ao longo da coluna vertebral há três canais, um central e dois laterais por onde passam filamentos ou cordas que representa no corpo físico denso do homem as bases físicas dos três estados de consciência. Daí o falar-se na mística Lira das Três Cordas.

A corda da esquerda é Ida, em relação com o simpático; a da direita é Pingala, em relação com o vago; e finalmente a corda central é Sushumna, em relação com o cérebro-espinhal. A respiração pela narina esquerda, pela direita e por ambas ao mesmo tempo, diz respeito ao desenvolvimento e afinação dessas três cordas.




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal