As correções, foram nos nomes dos atores



Baixar 21.89 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho21.89 Kb.
As correções, foram nos nomes dos atores.

Fernando,

Como combinado, segue o release do espetáculo para sua aprovação.

Fico aguardando seu retorno.

Obrigado.

Jayme
X-Sender: helcio@pinheiros

X-Mailer: QUALCOMM Windows Eudora Version 6.1.2.0

Date: Tue, 19 Apr 2005 13:09:47 -0300

To: jayme@pinheiros.sescsp

From: Hélcio Jose De Paula

 Magalhaes

Subject: Release Rins e Fígados

Cc: delacroix@pinheiros.sescsp.org.br

SESC PINHEIROS RECEBE MARCO NANINI E GERALD THOMAS

NO ESPETÁCULO “UM CIRCO DE RINS E FÍGADOS”, A PARTIR DE 30/4

É a primeira montagem a ocupar o Teatro da mais nova unidade da Rede SESC

 

Nomes conceituados do teatro brasileiro, Marco Nanini e Gerald Thomas estão trabalhando juntos pela primeira vez, no espetáculo “Um Circo de Rins e Fígados” que faz estréia nacional no SESC Pinheiros no dia 30 de abril, às 21h. No elenco, além de Marco Nanini estão Fabiana Guglielmetti, Marcos Azevedo, Amadeo Lamounier, Gilson Mato Grosso, Pedro Osório, Gustavo Wabner e . A direção, texto, cenário, luz e trilha sonora são de Gerald Thomas. O espetáculo fica em cartaz até 3 de julho, sempre às sextas e aos sábados, às 21h e aos domingos, às 18h.



 

“Um Circo de Rins e Fígados” conta a história de um ator chamado Marco Nanini que recebe várias caixas com documentos secretos enviadas por um homem misterioso chamado João Paradeiro. Daí em diante, ele se envolve numa rede de acontecimentos que transformam sua vida num turbilhão. Isso tudo com muito humor, já que Gerald define o espetáculo como uma comédia. “Mas não gosto de rotular minhas peças, porque isso acaba criando restrições. É uma peça escrita especificamente para o Nanini. E tem muito de metalinguagem, do autor se mostrando através do ator. É a primeira vez que um texto meu segue uma estrutura linear, na medida em que uma peça minha pode ter começo, meio e fim”, explica Gerald.

 

Tudo dentro do estilo de Gerald, como garante Nanini, que tem se divertido muito durante os ensaios.  “O personagem principal tem o meu nome, mas não é autobiográfico. É um ator confuso, um cidadão confuso com o dia-a-dia de hoje. Tem muito humor, mas também tem momentos meio mórbidos”.



 

Diretor e ator não escondem o prazer de estar finalmente realizando o desejo de trabalharem juntos.  “Planejamos isso há muito tempo. A primeira vez que falamos no assunto foi num encontro na rua Oscar Freire, em São Paulo, na época de Ventriloquist (2000). O Nanini é seis anos mais velho do que eu, e foi o primeiro ator que vi em cena. Foi na peça Pano de Boca (1975- de Fauzi Arap, direção Antonio Pedro). Vi a peça várias vezes e fiquei completamente fixado no trabalho dele. Nessa época eu era pouco mais que um adolescente e vivia em Londres, já assistia Peter Brook, e essas coisas. Vim passar férias no Brasil e, em um mês, vi Pano de Boca seis vezes.  Me lembro ainda hoje que era no Teatro Gláucio Gil, no Rio, eu sentava no primeiro balcão e ficava fixado naquele ator. Nunca esqueci aquela encenação. Fui criando uma admiração e uma idolatria por ele”, conta Gerald, que já ganhou três prêmios Molière  e outros 18 prêmios em teatro.

 

Uma admiração que Nanini faz questão de frisar que é recíproca. “Eu me expus pra ele rapidamente. Ele deixa o ator muito à vontade. Entende de criação, indica o caminho. Thomas é essa figura polêmica, mas não atrapalha, facilita. A produção adorou trabalhar com ele. É muito inteligente, perspicaz e muito crítico”, lembra o ator. Gerald admite que poucas vezes escuta opiniões de outras pessoas,  mas que, desta vez, escutou todas as observações de Nanini. “Ele é um homem de teatro como eu também sou. Não existe competição de egos. Nanini me ajudou muito a dar uma forma final ao texto. É um trabalho de colaboração como deve ser o teatro”.



 

O ator lembra que ficou impressionado com a criatividade de Gerald. Os dois trocavam e-mails de madrugada e Nanini recebeu o texto aos poucos, vindo diretamente de Nova York, onde o diretor mora. “Não sei onde ele arranja tanta idéia. Recebi o texto em 20 dias. Todo dia chegava um pouco, em capítulos, e eu ia me divertindo muito...”.

 

Criatividade e ousadia, aliás podem ser considerados o ponto de convergência entre  a carreira de Gerald e Nanini. Apesar de terem trajetórias profissionais diferentes, eles têm em comum a busca pelo teatro investigativo. Depois de ficar em cartaz durante 11 anos com O Mistério de Irma Vap, Nanini trabalhou com diretores e autores que contribuíram para a renovação da linguagem teatral como Guel Arraes, João Falcão, Felipe Hirsh e o americano Nick Silver. Quanto a Gerald, tudo o que ele faz ganha atenção do público e da mídia. Desde os experimentos com o La MaMa Theater, em NovaYork, às montagens da Cia de Ópera Seca, ou até mesmo as crônicas nos jornais. O resultado só podia ser um encontro instigante como esse que se dá agora em Um Circo de Rins e Fígados, que é oficialmente o primeiro espetáculo a ser encenado no palco da unidade Pinheiros, o mais moderno e bem aparelhado teatro entre os que integram a rede do SESC na capital.



 

Para Danilo Santos de Miranda, diretor regional do SESC em São Paulo, "é uma feliz coincidência que o primeiro espetáculo teatral a ser encenado no palco do teatro do SESC Pinheiros tenha a direção de Gerald Thomas e interpretação de Marco Nanini, confirmando mais uma vez parcerias bem sucedidas e o apoio cultural, que esta entidade presta aos mais diferenciados segmentos artísticos".

 
FICHA TÉCNICA

Elenco: Marco Nanini, Fabiana Guglielmetti, Marcos Azevedo, Amadeo Lamounier, Pedro Osório, Gustavo Wabner, Gilson Mato Grosso // Direção Artística, Iluminação, Trilha Sonora, Programação Visual, Cenografia e Ilustração de Paineis: Gerald Thomas // Assistente de Direção: Ana Kutner e Ruy Filho // Assistente de trilha sonora: Edson Secco // Assistente de Programação Visual: Victor Hugo Ceccato // Assistente de cenografia: Domingos Varella // Assistente de Iluminação: Aline Santini // Figurino: Antônio Guedes // Assistente de Figurino: Bianca Nabuco // Direção de Produção: Fernando Libonati // Produção Executiva: Marco Aurélio Monteiro// Assistente de Produção: Patricia Pamplona e Fernanda Garcez // Produtores Associados: Marco Nanini e Fernando Libonati // Realização SESC SP e Pequena Central Produções // Patrocínio: Correios e SESC SP // Promoção: TV Globo // Apoios: Governo Federal – Lei de Incentivo a Cultura MINC – Ministério das Comunicações – Rede de Hotéis Estanplaza – Werner Tecidos - Colégio Divina Providência – Realização: SESC SP

 

SESC PINHEIROS / “UM CIRCO DE RINS E FÍGADOS”



Rua Paes Leme, 195, Pinheiros

Tel.: 11-3095-9400 // 0800-118220 // www.sescsp.org.br http://www.sescsp.org.br/>

 

Espaço:  Teatro  (1010 lugares)

Estréia: 30 de Abril – 21h // Até 03 de julho

Data e horário: Sextas e Sábados, às 21h e Domingos, às 18h

Ingressos: R$ 30,00 // R$ 20,00 (usuário matriculado em alguma unidade do SESC) / 15,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes, aposentados e estudantes com carteirinha) // Venda de ingressos antecipados: na rede SESC (todas as Unidades do SESC) // Aceitam-se cartões de crédito (todas as bandeiras) e cheques de todos os bancos

 

Duração: 1h30/ Recomendação: a partir de 14 anos

Atenção: Após o início da apresentação, não é permitida a entrada de espectadores

Acessibilidade para pessoas com necessidades especiais // Ar Condicionado

 

ESTACIONAMENTO – COM MANOBRISTA – VAGAS LIMITADAS - Veículos, motos e bicicletas - Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h - Horários especiais para a programação do teatro

 

Taxas: Matriculados no SESC: R$ 5,00 a primeira hora e R$0,50 - a cada hora adicional // Não matriculados no SESC: R$7,00 a primeira hora e R$1,00 - a cada hora adicional  // Para atividades no Teatro: Preço único: R$ 5,00

 

Informações sobre outras programações ligue 0800 118220 ou consulte o site: www.sescsp.org



Mais Informações à Imprensa:

 

Assessoria de Imprensa do SESC Pinheiros:



EDITOR – Edison Paes de Melo

Com Leonardo Neto ou Sylvio Novelli

Lneto@editorweb.com.br ou snovelli@editorweb.com.br

Fone: 11-3824-4200  // www.editorweb.com.br <http://www.editorweb.com.br/>  

 

No SESC Pinheiros: Telefone: (11) 3095-9421 - com Hélcio Magalhães (e-mail: helcio@pinheiros.sescsp.org.br); (11) 3095-9425 - com Laurisa Alves (e-mail: laurisa@pinheiros.sescsp.org.br)



Hélcio Magalhães

Comunicação



SESC Pinheiros
Catálogo: media -> 2005
media -> No dia a dia da sala de aula
media -> Rtigo2 Tema estimulaçÃo precoce
media -> Entidades vão pedir a Temer que não coloque em votação a Reforma Tributária
media -> A brincadeira infantil na perspectiva de gilles brougèRE: recurso didático ou fim em si mesmo? Resumo
media -> Uma discussão acerca das relaçÕes entre antropologia e educaçÃo na prática escolar resumo
media -> Antropologia e Educação: Considerações sobre os saberes e as práticas de professoras das séries iniciais do ensino fundamental de Alagoas
media -> Plano de trabalho da tese de doutorado
media -> AvaliaçÃO, currículo e precarizaçÃo do trabalho docente: algumas contribuiçÕes no desenvolvimento do fracasso escolar
media -> Peugeot em linha com o objectivo
2005 -> O instituto do racismo no continente da cultura hibrida


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal