Assim ficou nossa história



Baixar 16.07 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho16.07 Kb.
As atividades desenvolvidas com a Turma do Mar foram discutidas e pensadas no momento da roda de conversa. Este é um importante espaço para a elaboração dos projetos que são desenvolvidos em sala. Neste momento contamos as novidades, lemos e ouvimos histórias, brincamos, cantamos e planejamos nosso dia.

Ao escolhermos a história dos três porquinhos para embasar este plano de aula, queríamos trazer para o grupo várias versões sendo paráfrases ou paródias desta história tão presente nas escolas. A partir de uma ida à biblioteca conversamos sobre esta idéia e as crianças procuraram os livros que tínhamos em nosso acervo.

Separados, fomos lendo a cada dia uma delas. Os comentários eram variados: “Esta casa de palha é mais bonita do que aquela de ontem”, referindo-se ao livro lido anteriormente. No final da história era um suspense para saber se o lobo iria sair com o “rabo” queimado ou se teria outro desfecho. E assim lemos todos os livros. Tomei o cuidado de ler todas as histórias anteriormente, segundo ________________ .Também utilizei fantoches e máscaras para contar a história, modificando a voz e estimulando a participação das crianças.

Depois de lidas perguntei às crianças se elas não queriam escrever a nossa versão da história dos três porquinhos, já que as histórias lidas eram cada uma de um autor diferente. Elas se entusiasmaram e concordaram.

Assim ficou nossa história:

Os três porquinhos e o lobo comilão

Vamos contar para vocês a história dos três porquinhos, mas preste bem atenção, nesta história o lobo não era mau, mas era muito comilão.

Onde eles moravam?Ah!!!

Era em uma linda fazenda.

Lá também moravam outros animais:

Dois cachorros espertos e corajosos; três coelhinhos brincalhões; dois gatinhos felizes e uma gatinha manhosa. É claro, não podemos esquecer os três porquinhos inteligentes e o lobo comilão!

Viviam todos alegres por lá, até que um belo dia o lobo com muita fome resolveu comer os porquinhos:

--Estou com muita fome,disse o lobo, amanhã vou comer um porquinho!!!

Mas, uma coelhinha ouviu e foi correndo contar aos porquinhos:

-- O lobo quer comer vocês! Disse a coelhinha muito assustada. Fujam para a floresta.

E os porquinhos fugiram o mais rápido possível.

Como eles iam morar na floresta resolveram construir suas casas.

Um porquinho resolveu fazer sua casa de algodão-doce, pois assim ela ficaria bem fofinha.

O outro porquinho, fez sua casa de chocolate, pois assim ela ficaria bem disfarçada. E o terceiro porquinho fez sua casa de tutti-fruti, e para isto pegou um pouquinho de cada fruta que encontrou na floresta.

Quando acordou, o lobo ficou triste ao saber que seus amigos tinham fugido com medo dele, mas o que ele podia fazer?

Sua fome era muito grande!!!

E assim saiu pela floresta para procurar comida, quando viu a casa de algodão-doce e lá de fora perguntou:

-- Quem mora aí nesta casa fofinha?

O porquinho ficou quietinho com muito medo e não respondeu.

Aí o lobo falou: --Posso comer um pedaço da sua casa? Estou com muita fome!

E o porquinho respondeu:

--Pode, só se você prometer que não vai me comer!

Então o lobo comeu um grande pedaço da parede de algodão doce. Convidou o porquinho para brincar de pega-pega e foi embora!

Continuou a andar pela floresta...

E de novo ficou com fome!

Encontrou a casa de chocolate e perguntou:

--Posso comer um pouquinho de sua casa?

Estou com muita fome!

E o porquinho respondeu:

--Só se você prometer que não vai me comer!

Então o lobo comeu todo o telhado e mais um pedaço da janela. Brincou com o porquinho de esconde-esconde e foi embora feliz da vida e com a barriga cheia!

Dias depois, adivinhem. Ficou novamente com fome e encontrou uma casa feita com muitas frutas, ou seja, uma casa de tutti-fruti.

Ficou com muita vontade de experimentar um pouco daquela casa e falou:

-- Ei, você que mora nesta casa de tutti-fruti, posso comer umas frutinhas?

E o porquinho respondeu:

--Só se você prometer que não vai me comer!

E o lobo passou a tarde toda comendo frutas. Comeu duas paredes inteiras da casa do porquinho.

Brincou com ele de amarelinha e falou:

--Vamos convidar seus irmãos para brincar?

E os três porquinhos responderam:

--Só se você prometer que não vai nos comer!!!

Convidaram os animais para brincarem juntos e ficaram amigos novamente.

Daquele dia em diante, sempre que o lobo ficava com fome comia um pouquinho da casa dos porquinhos e tudo se resolvia!!!!

Terminada a história sugeri que fizéssemos um teatro. As crianças aceitaram e começamos a pensar como poderíamos fazer a casa de algodão-doce, a de chocolate e a casa de tutti-fruti.

Para fazermos as casas dos porquinhos selecionamos vários materiais: cartolina, canetinhas, revistas, cola, tinta guache, tesoura, algodão.

Cada criança escolheu qual casa queria enfeitar e trabalhamos em grupos.

Como os desenhos deles ficaram pequenos, pediram que eu desenhasse as casas do tamanho da cartolina.

A escolha dos personagens foi tranqüila e discutimos quais os animais moravam em uma fazenda e quais encontraríamos na floresta.

Como nosso tempo era curto as professoras confeccionaram as máscaras e utilizamos as túnicas que tínhamos na escola.

O objetivo era fazer uma apresentação para as outras turmas e aí fizemos um cartaz convite:

Fomos até o mural da escola para lermos os cartazes que lá estavam e observarmos as informações necessárias para colocar no nosso cartaz: dia, horário, nome do teatro, desenho da história e assinatura.

Durante este processo houve o envolvimento dos pais, pois as crianças já falavam em casa dos personagens que interpretariam. Assim ficou agendada mais uma apresentação da peça, na reunião de pais.

Já falamos em fazer um livrinho com a história escrita por nós e ilustrada pelas crianças, quem sabe não teremos uma tarde de autógrafos?



Bem, fizemos estas atividades em 10 dias aproximadamente, porém para que o trabalho fosse realizado com mais calma seriam necessários de 15 a 20 dias, pois como percebemos as idéias vão surgindo...


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal