Bem-vindos/as a casa!



Baixar 9.82 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho9.82 Kb.
Saudação às Antigas Alunas

8 Março 2008



Bem-vindos/as a casa!
“Sim, as raízes que tendes no coração, recordam que em Turim, todas sois bem-vindas/os a casa de Maria Auxiliadora; bem-vindos sobretudo para aqueles – e são muitos - que vos encontrais pela primeira vez em Turim.
A vossa Associação desejou esta celebração, exactamente na terra das origens onde nasceu há 100 anos, à sombra da Basílica. Hoje, estais aqui para testemunhar como, depois de um século de história, inseridas no terreno multiforme de culturas e povos, a vossa árvore continua a ter as raízes aqui, onde atinge a linfa, no coração de Valdocco e de Mornese.

Gostaria que pudésseis viver esta experiência, como um verdadeiro regresso a casa.


O que significa voltar a casa?
1-Quer dizer, antes de mais nada, ter um coração que espera.

É o coração de todas as fma que como mães, irmãs, amigas sempre vos acompanharam e sempre esperaram a vossa vinda!

Viram-vos partir há poucos ou muitos anos, concluídos os estudos, para a ventura da vida.

Seguiram-vos nas vossas escolhas de vida, com afecto, confiança e muita oração; às vezes com ansiedade pelas vossas metas a alcançar que exigiam sacrifício. Frequentemente, com entusiasmo, partilhando convosco a alegria dos sucessos e dos resultados positivos, sempre com o pensamento em vós e nas vossas famílias, especialmente nos momentos mais difíceis. Aquele coração que vos acompanhou e esperou, hoje vos acolhe, festivamente.


2. Voltar a casa quer dizer também reencontrar pessoas, ver coisas, visitar lugares...

Também isto é importante. Aqui, em Turim, mesmo aquelas que nunca aqui estiveram, encontram os lugares queridos da memória: a basília de Maria Auxiliadora, o corpo de D. Bsoco, os seus objectos no seu quarto, o pátio, a bica, a casa Pinardi, o corpo de Madre Mazzarello, de Domingos Sávio, a casa das primeiras fma... O coração bate ao ver tantas coisas que nos falam e nos contam histórias maravilhosas de santidade.

Queria que cada uma de vós pudesse experimentar nestes dias, o poder acolhedor destes lugares; como eles vos lembram as casas nas quais vivestes como alunas/os, onde cada ambiente queria ser Valdocco e Mornese, tanto para as vossas irmãs como para vós.


3. E finalmente, voltar a casa, quer dizer renovar-se, presentear-se com uma pausa que fortalece, restitui a alegria, dá motivações e força à vossa vida.

Queria que sentísseis este tempo e este espaço, verdadeiramente renovadores para cada uma de vós; desejava que encontrásseis aqui o clima adequado para vos recolherdes, pensardes, rezardes, fazerdes promessas corajosas de empenho cristão, com a simplicidade e a sã alegria que aprendestes com as vossas educadoras, nos belos tempos do oratório e da escola.

Queria que pudésseis viver estas jornadas como uma paragem, um oásis, no qual pudésseis atingir tudo o que serve para retomar, de novo, o caminho da vida, cheias da força da espiritualidade salesiana.
Regressai aos vossos Países com a Esperança que o novo centenário seja como o início de um sonho que continua no tempo e na história, onde cada um/uma poderá levar a luz e a força do amor à Igreja, em todas as partes do mundo.
Felicidades e de novo bem-vindas/os a casa.
Estou contente por poder representar aqui todas as Provinciais de Itália que vivem convosco este acontecimente extraordinário. Trago para cada um/uma a sua saudação e oração.
Dou as boas-vindas e saúdo, com carinho, o nosso caríssimo Reitor-Mor, D. Pascual Chavez, que está aqui connosco, juntamente com o seu Vigário, D. Adriano Bregolin, delegado do Reitor-Mor para a Família Salesiana.

Saúdo, com muita alegria, a Madre Geral das FMA, Ir. Antónia Colombo, acompanhada pela Irmã Maria de los Angeles Contreras, conselheira geral para a Família Salesiana e a Ir. Carla Castellino, conselheira geral, actualmente em visita extraordinária no Piemonte.


Com o abraço das antigas alunas, saúdo a presidente mundial, Ir. Carolina Fiorica, o conselho mundial e todas as presidentes e delegadas das federações mundiais.
Saúdo cordialmente e agradeço D. Pietro Migliasso, Provincial da Região Piemonte e Valle d’Aosta, os superiores dos vários grupos da Família Salesiana, as autoridades civis e religiosas presentes.
A todos as nossas boas-vindas e agradecimentos!
Juntamente com o desejo de que o novo centenário seja como o início de um sonho que continua no tempo e na história, para levar a luz da fé e a força do amor e da esperança à Igreja em todas as partes do mundo.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal