Bh recebe, em setembro, o 14º Festival Internacional de Teatro de Bonecos



Baixar 62.61 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho62.61 Kb.




BH recebe, em setembro, o 14º Festival Internacional de Teatro de Bonecos
Evento reúne, entre os dias 3 e 14, no CCBB, 22 atrações de sete países, entre apresentações de palco e rua e em delicadas caixas de teatro
O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na Praça da Liberdade, região Centro-Sul de Belo Horizonte, será palco, entre 3 e 14 de setembro, do 14º Festival Internacional de Teatro de Bonecos (FITB) da capital. Nesta edição, o evento traz espetáculos de importantes companhias de sete países (Brasil, Chile, Argentina, Bélgica, Itália, Espanha e França), além de um Festival de Caixas de Teatro que irá reunir 11 delicadas apresentações, formando um conjunto de 22 atrações voltadas para todas as idades.

Realizado desde 2000 pela premiada companhia mineira Catibrum, sob o comando de Adriana Focas e Lelo Silva, o FITB transformou-se, ao longo dos anos, em um dos eventos culturais mais importantes de Belo Horizonte. "É um projeto de vida contínuo, construído por uma equipe que ama e se dedica à arte das formas animadas e acredita que nossa cidade merece novas referências e grandes espetáculos", diz Adriana.



Atrações

Na 14ª edição, o FITB terá como palcos principais os teatros I e II e o pátio do CCBB, além de duas importantes praças da capital. Na abertura, nos dias 3 e 4 de setembro, quarta-feira e quinta-feira, o público mineiro será presenteado com o espetáculo "L’Ecole des Ventriloques" (A escola de ventríloquos), da companhia belga Point Zéro, no Teatro I. "Tropeço", do grupo paranaense Tato Criação Cênica, também participa da abertura, com apresentação na quarta-feira, 3, no Teatro II.

"Diagnóstico: Hamlet", dos espanhóis da companhia Pelmànec, estreia em 5 de setembro, mesma data da segunda apresentação de "Tropeço", e repete a dose no sábado, 6, no Teatro I do CCBB. Também no sábado, as

atrações são "Entre Janelas", do Tato, e "El Cubo Libre", da companhia Dromosofista, da Itália, no Teatro II. Esses dois espetáculos também serão encenados domingo, dia da estreia do premiado "O Som das Cores", da Catibrum. Na segunda-feira, 8 de setembro, às 15h, na segunda apresentação de "O Som das Cores", a Catibrum irá disponibilizar, no Teatro I, fones de ouvido para deficientes visuais, pelos quais será feita a audiodescrição da peça.

"O Quadro de Todos Juntos", do grupo também mineiro Pigmalião Escultura que Mexe, é uma das atrações da quarta-feira, 10, fazendo sua première nacional. "La Caravane de L’Horreur" (A caravana do horror), dos franceses do Bakélite, faz várias apresentações diárias, em um trailer estacionado no pátio do CCBB, para apenas 17 espectadores de cada vez, entre a quinta-feira, 11, e o sábado, 13. Otelo, da companhia chilena Viaje Inmóvil, será encenada nos dias 11 e 12, no Teatro II.

O Festival de Caixas de Teatro, com 11 apresentações de companhias como a Catibrum e a argentina Teatro Lambe-Lambe de Mendoza, apresentam-se, no pátio do CCBB, nos dias 13 e 14 de setembro, último fim de semana do festival, que terá ainda o espetáculo de rua "Historieta de un Abrazo", da italiana Dromosofista, nas praças Floriano Peixoto, em Santa Efigênia, e da Saúde, no bairro Grajaú.



Venda de ingressos:

A partir de 27 de agosto na bilheteria do CCBB ou pelo site http://www.veloxtickets.com



Preços: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)

Festival de Caixas de Teatro: Gratuito

La Historieta de un Abrazo: Gratuito

La Caravane de L’Horreur: R$5,00 ( meia para todos)

Mais informações:

Assessoria de Imprensa: Evaldo Magalhães - tel (31) 9152-0631

Entrevistas sobre a organização do festival: Lelo Silva - tel (31)  8652-8166

CCBB (Assessoria de Comunicação): Gislane Tanaka - tel (31) 3431-9420
Site do FITB: www.festivaldebonecos.com.br

Facebook: www.facebook.com/FITB2014

CCBB: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/festival-internacional-de-teatro-de-bonecos-fitb/
PROGRAMAÇÃO COMPLETA

L’Ecole des Ventriloques

Cia Point Zéro (Bélgica)*


Duração:75 minutos

Classificação: 14 anos

Dias: 3/9 (quarta-feira) às 20h

4/9 (quinta-feira) às 19h



Local: Teatro I CCBB

*A Cia Point Zero viaja com o suporte do WBI Wallonie-Bruxelles International
Celeste, herói dessa louca aventura, surge do nada numa rua deserta. Tomado pelo pânico, ele foge e cai no jardim de uma escola pouco banal - a Escola de Ventríloquos. Depois de aterrissar de paraquedas nesse mundo paralelo, onde quem faz a lei são as marionetes, Celeste luta como um louco para encontrar seu caminho. Esse conto filosófico encanta e provoca medo, faz rir e se apresenta como um espelho que deforma as diversas facetas da nossa personalidade. Interroga o status do artista, do ator e, especialmente, do homem em sua busca por si mesmo, por um papel cada vez mais difícil de definir em uma sociedade manipulada por tecnologia. Um texto ritmado e feroz com uma linguagem que transgride todas as regras por meio da marionete: tudo é permitido nesse universo louco e lúdico.

Ficha técnica:

Texto: Alejandro Jodorowsky

Direção: Jean-Michel d'Hoop

Elenco: Anne Romain, Benjamin Torrini, Emmanuelle Mathieu, Fabrice Rodriguez, Isabelle Wéry, Pierre Jacqmin e Sébastian Chollet.

Figurino e confecção de bonecos: Natacha Belova

Trilha sonora (composição e interpretação): Pierre Jacqmin

Intervenções de Vídeo: Michel Hébert

Cenografia: Aurélie Deloche, Michel Hébert, Natacha Belova, Jean-Michel d'Hoop

Iluminação: Xavier Lauwers

Finalização do cenário no Brasil: Mathieu Bastyns et Noémie Vanheste

Técnico de som: Benoît Ausloos

Técnico de luz: Mathieu Bastyns 

Legenda: Héloïse Meire

Produção: Catherine Ansay

Tropeço

Tato Criação Cênica (Paraná-BR)


Duração: 45 minutos

Classificação: 12 anos

Dias: 3/9 às 19h (quarta-feira)

5/9 às 19h (sexta-feira)



Local: Teatro II CCBB
"Tropeço" quer dar vida ao simples. Sobre uma mesa, com baús e alguns pequenos objetos, cria-se um mundo onde dois atores manipuladores e suas mãos dão vida a duas personagens: duas velhas que moram juntas. Partindo da costumeira visão que temos da velhice, mostram-se a solidão e as pequenas ações rotineiras, porém, cria-se um universo de sutileza e extravagância, poesia e comicidade em mãos que andam, dançam, bebem, respiram, riem e choram. Toda a estrutura cênica foi concebida com simplicidade, de modo a valorizar os movimentos das personagens, pois todo o roteiro é compreendido através de suas ações e onomatopéias, sem a utilização de palavras.

Ficha técnica:

Dramaturgia e roteiro: Dico Ferreira e Katiane Negrão

Intérpretes: Dico Ferreira e Katiane Negrão

Direção: Dico Ferreira e Katiane Negrão

Cenografia: Dico Ferreira e Katiane Negrão

Figurino: Luciana Falcon

Diagnóstico: Hamlet

Pelmànec (Espanha)


Duração: 60 minutos

Classificação: 12 anos

Dias: 5/9 às 20h (sexta-feira)

6/9 às 19h (sabado)



Local: Teatro I CCBB
Flaubert Max passa seus dias confinado no armário de sua cela em um hospital psiquiátrico. Max viveu a morte traumática de seu pai e de seu casamento e, logo depois, de sua mãe e de seu tio. Esses fatos, juntamente com a admiração que o jovem tem pelo personagem da tragédia de Shakespeare, levam-no a desenvolver um mundo onde realidade e ficção se misturam. Enquanto isso, um novo terapeuta chega para tentar levar o jovem para sua prisão e, involuntariamente, torna-o alvo de cruéis jogos mentais. Ser ou não ser, eis a questão.

Ficha técnica:
Direção: Maria Castillo

Interpretação: Miquel Gallardo

Texto: Miquel Gallardo (inspirado na obra de Shakespeare)

Criação de bonecos: Aitor Herrero e Martí Doy

Cenografia: Xavier Erra

Figurino: Rosa Soler

Iluminação: Xavier Munoz

Trilha sonora: Miquel Gallardo

Entre Janelas

Tato Criação Cênica (Paraná-BR)



Duração: 45 minutos

Classificação: livre

Dias: 6/9 às 16h (sábado)

7/9 às 16h (domingo)



Local: Teatro II CCBB
Inspirado no livro "Uma Janela Entre dois Amigos", do mineiro Gustavo Gaivota, o espetáculo conta a história de um menino e seu melhor amigo: um cachorro chamado Pitu. Uma amizade feita de brincadeiras no quintal e muito corre-corre. Um dia, o menino ganha um presente incrível: um computador. Na janela do notebook, ele abre várias outras janelas e pode ir a qualquer lugar sem sair de seu quarto. Do lado de fora, Pitu espera por um momento de brincadeira, mas seu companheiro agora não tem mais tempo para ele, está muito impressionado com o novo amigo tecnológico. O menino terá então que descobrir uma forma de se reconectar com o velho amigo.

Ficha técnica:

Autor: Dico Ferreira e Eduardo Santos (Inspirado no livro “Uma Janela entre dois Amigos”, de Gustavo Gaivota)

Direção: Dico Ferreira com colaboração de Katiane Negrão

Intérpretes:Eduardo Santos e Carolina Maia

Música Original:Marcelo Oliveira

Cenografia: Tim Santos

Figurino: Luciana Falcon
El Cubo Libre

Cia. Dromosofista (Itália)



Duração: 40 minutos

Classificação: livre

Dias: 6/9 às 19h (sábado)

7/9 às 19h (domingo)

Local: Teatro II CCBB
Dentro de um cubo negro, quatro curiosos personagens dão início a uma espiral de transformismos surreais e poesia, acompanhados por música ao vivo. Dois casacos ganham vida para contar sua história de amor trágico; um guitarrista que precisa de quatro mãos para executar um tango apaixonado; um músico anão mal-humorado vai apresentar a dança de dois dançarinos fora do comum. O show, às vezes engraçado e às vezes comovente, sugere delicadamente o valor da criatividade na vida. "El Cubo Libre" é o encontro entre a vitalidade da música, a espontaneidade do teatro de rua e a poesia do teatro de bonecos. Teatro musical e visual sem palavras, adequado ao público de todas as idades.

Ficha técnica:

Direção: Cia Dromosofista

Elenco: Facundo Moreno, Rugiada Grignani, Timoteo Grignani e George Arnold

Confecção de bonecos e cenários: Cia Dromosofista

O Som das Cores

Cia. Catibrum (Minas Gerais)


Duração: 50 minutos

Classificação: Livre

Dias: 7/9 às 19h (domingo)

8/9 às 15h (segunda-feira)



Local: Teatro I CCBB
Baseado no livro “O Som das Cores”, do taiwanês Jimmy Liao, a Catibrum traz a história de Lúcia, uma adolescente que, aos 15 anos, perde a visão. Pensando que seu cachorro e companheiro, Tobias, havia fugido com seus olhos, Lúcia sai em busca dele. Lembrando as mais famosas fantasias literárias e cinematográficas, a jovem Lúcia se aventura no mundo do impossível: do subterrâneo das estações do metrô até o universo infinito de sua imaginação, ela terá de enfrentar todos os seus medos e inimigos.

Ficha técnica:

Dramaturgia e direção: Lelo Silva

Atores/Manipuladores: Daniela Perucci, Leandro Marra, Igor Godinho e Aurora Majnoni

Consultoria: Flávio Oliveira

Preparação corporal: Ana Amélia Cabral

Criação e construção da estrutura cênica: Tim Santos

Criação e desenho dos Bonecos: Eduardo Santos
Construção dos bonecos/adereços: Eduardo Santos, Lelo Silva, Leandro Marra, Tim Santos, Ítalo Tadeu, Giulliana Gambogi e Marcos Moura

Trilha sonora: Graveola e o Lixo Polifônico

Sonoplastia: Tim Santos

Criação de Luz: Lelo Silva, Ítalo Tadeu, Tim Santos e Leandro Marra

O Quadro de Todos Juntos

Pigmalião Escultura Que Mexe (Minas Gerais)



Duração: 52 minutos

Classificação: 14 anos

Dia: 10/9 às 20h (quarta-feira)

Local: Teatro II CCBB
Uma família posa para um retrato. O instante de um flash revela além da superficialidade. Mostra a frágil estrutura por trás dessa imagem perfeita. Segredos postos ao chão. Suspensão do tempo. Cada um de seus integrantes expõe seus mais íntimos e secretos desejos. Todos são espelhos. Todos juntos. Um encontro de família em que a realidade, o simulacro e o delírio confrontam-se em um quadro mais que verdadeiro.
Ficha técnica:
Autor: Eduardo Felix

Direção: Eduardo Felix e Igor Godinho

Criação de bonecos: Eduardo Felix

Construção de bonecos, cenografia e adereços: Aurora Majnoni, Cora Rufino, Diogo Netto, Eduardo Felix, Igor Godinho, Leonardo Martins, Mariliz Schrickte, Michelle Campos, Mauro Carvalho, Mariana Teixeira, Hugo Honorato, Douglas Pêgo, Camila Polatscheck
Elenco: Andreia Duarte, Aurora Majnoni, Eduardo Felix, Igor Godinho, Mariliz Schrickte, Mauro Carvalho, Mariana Teixeira e Marina Arthuzzi

Figurinos: Maria do Céu Viana

La Caravane de L’Horreur

Bakélite (França)


Duração: 17 minutos

Classificação: 10 anos

Dias: 11/9 às 17h, 17h30, 18h, 19h30, 20h e 20h30 (quinta-feira)

12/9 às 17h, 17h30, 18h, 19h30, 20h e 20h30 (sexta-feira)

13/9 às 15h, 15h30, 16h, 17h30, 18h e 18h30 (sábado)

Valor do ingresso: R$5,00

Local: Pátio do CCBB
Uma pequena vontade de ser sequestrado por um serial killer? Sinta-se preso dentro de uma caravana fria e úmida e viva uma experiência que vai congelar o seu sangue. Com o pequeno formato do teatro de objetos, a Cia Bakélite lida com o suspense, ativando mecanismos de medo e brincando com os estereótipos do gênero. Vamos brincar um pouco com seus nervos, mas são os objetos os que mais sofrem, colocados sob tensão para conduzi-lo a uma atmosfera fatal.
Ficha técnica:
Concepção: Olivier Rannou e Alan Floc’h

Iluminação: Alan Floc’h

Elenco: Olivier Rannou e Alan Floc'h
Otelo

Viaje Inmóvil (Chile)


Duração: 80 minutos

Classificação: 14 anos

Dias: 11/9 às 20h (quinta-feira)

12/9 às 20h (sexta-feira)



Local: Teatro II CCBB
Objetos animados, marionetes e cenografia móvel são a marca do grupo chileno para a remontagem do clássico de Shakespeare. Em “Otelo”, a companhia conta a tragédia passional mais clássica de todos os tempos, com foco no trabalho corporal sincronizado entre os artistas. Em vingança por não ter sido promovido a tenente, Iago
convence o Almirante Otelo de que Desdêmona, sua jovem e bela mulher, engana-o com Cássio, que, por ser amigo do oficial, foi recentemente indicado ao cargo. Instigado por Iago e perturbado pela inveja, Otelo sucumbe à tragédia passional.

Ficha técnica:
Autor: Teresita Iacobelli, Christian Ortega e Jaime Lorca

Direção: Teresita Iacobelli, Christian Ortega e Jaime Lorca

Diretor de Arte:Eduardo Jimenez

Elenco: Teresita Iacobelli e Jaime Lorca

Cenografia: Eduardo Jimenez

Figurinos: Loreta Monsalve

Trilha sonora: Gonzalo Aylwin

Criação de Luz: Tito Velásquez

Brasil Pequeno Itinerante

Genifer Gerhardt (Rio Grande do Sul)


Duração: 60 minutos

Classificação: Livre

Dias: 13/9 às 18h (sábado)

14/9 às 18h (domingo)



Local: CCBB
“Brasil Pequeno Itinerante” é um espetáculo andante com histórias reais e miúdas que são apresentadas nas mãos de quem se aproxima. Com bonecos articulados em miniatura a encenação promove o diálogo entre teatro de bonecos, miniaturização, circo e teatro de rua. Palhaça e bonequeira, Genifer Gerhardt andou sozinha por povoados do Nordeste ao Sul do Brasil por mais de 4 mil quilômetros a trocar e conhecer. Das trocas nasceram os bonecos; das histórias os contos. Apresentou-se em ruas e festivais de teatro no Brasil, Argentina, França, Espanha, Holanda e Grécia.
Ficha técnica:
Direção geral: Genifer Gerhardt

Orientação de miniaturização: Paulo Martins Fontes

Atuação, confecção e animação dos bonecos em miniatura: Genifer Gerhardt.

Roteiro (adaptação de histórias reais): Genifer Gerhardt

Preparação musical (sanfona): Renato Müller

Trilha sonora: Laura Franco e Renato Müller

Figurino/cenário: Margarida Rache.
Historieta de un Abrazo

Dromosofista (Itália)



Classificação: livre

Duração: 40 minutos

Dias: 13/9 às 19h30h – Praça Floriano Peixoto (Santa Efigênia)

14/9 às 16h – Praça da Saúde (Grajaú)

Gratuito
Facundo e Rugiada dão vida a um mundo de fantasias tecidas entre música, bonecos de sombra, sonhos e mistérios. Um velho amor, um encontro entre duas sombras, uma sereia perdida, uma visão, uma tempestade. O espetáculo é um inventário do teatro de bonecos, que cria uma surpreendente variedade de sequências em que os atores participam como pontes para preciosos momentos da vida.

Ficha técnica:

Direção: Rugiada GrignaniFacundo Moreno

Texto:Rugiada GrignaniFacundo Moreno

Elenco: Rugiada GrignaniFacundo Moreno

Festival de Caixas de Teatro

Duração: Variada, entre 1 e 10 minutos.

Classificação: Livre

Dias: 13 e 14 /9 (sábado e domingo)

Horário: 16h às 19h

Local: Pátio CCBB

Gratuito
Espetáculos:
* Lágrima (Catibrum teatro de Bonecos)
“Lágrima” foi inspirado em “A Terceira Margem do Rio”, de Guimarães Rosa, e narra a história de um filho que acompanha o abandono do pai e do pai que abandona sua família para viver longe, no oco do rio. Após construir sua canoa, ele entra na água e rema, rio abaixo, rio afora, rio adentro. O filho espera. A mãe e a filha se vão. O filho espera.

* O Último Dia de Graça ( Catibrum)
Inspirado no conto “A Menina de Lá”, de Guimarães Rosa, o espetáculo nos mostra desejos míticos na realidade da seca que assola o sertão e conta a história de uma criança que passa os dias entre brincadeiras e rezas. Todos a tinham como santa e a procuravam com suas aflições e desejos. Graça, como era chamada, tinha a fama de realizar desejos. E ela também os tinha.
* Trem da Memória (Catibrum)
Inspirado no conto “Sorôco, sua Mãe, sua Filha”, de Guimarães Rosa, e nas obras de Arthur Bispo do Rosário, embarcamos no “Trem da Memória”. A história envereda pelos caminhos tortuosos da loucura para contar a história de Sorôco e a dor do abandono. Sua mãe e sua filha partiriam no trem das 12h45 para Barbacena. Alguns diziam que era para nunca mais...
* Num Piscar de Olhos (Conceição Rosière)
Um teatro lambe-lambe que copia as características das antigas caixinhas de música. No mini-espetáculo, as caixinhas de música que o público toca são a chave para entrar, num piscar de olhos, no sonho mágico de uma fada.  Artista plástica, bonequeira e estudiosa, há mais de 20 anos, do Teatro de Bonecos, Conceição Rosière tem inúmeros trabalhos de confecção de bonecos para diversos grupos, assim como a criação de textos e direção de espetáculos premiados. Ela também ministra cursos, seminários e palestras e apresenta exposições de títeres de coleção particular
* Milonga (teatro Lambe-Lambe de Mendoza -Argentina)
A tarde no pátio transcorre como tantas outras... os pássaros, os vizinhos, o mate e a arte. Ao som de uma milonga as pessoas, as recordações, o amor e o presente cobram vida. Lambe-Lambe Mendoza nasceu com o firme propósito de difundir essa tarde tão mágica e linda. Atualmente, é formado por diversos grupos que levantam a bandeira de fazer com muito orgulho o menor teatro do mundo, um teatro que fica mais perto do coração.          
* El Enciclopédico Mundo de Damián (Teatro Lambe-Lambe de Mendoza)
A caixa é em formato de um livro onde a história se desenrola. À medida que as páginas vão aparecendo, a história de Damián vai sendo contada. O livro é um fac-símile de "O Livro de Petete Gordo", de Manuel Garcia Ferré, e foi construído pelo grupo para ser apresentado na Feira do Livro de 2013. Lambe-Lambe Mendoza nasceu com o firme propósito de difundir essa tarde tão mágica e linda. Atualmente, é formado por diversos grupos que levantam a bandeira de fazer com muito orgulho o menor teatro do mundo, um teatro que fica mais perto do coração.          


* Mundo Miúdo (Genifer Gerhardt)
De lá – da caixa misteriosa – pode surgir de tudo: é um mundo à parte, poético e único que apresenta o pequeno como princípio e a possibilidade como fim. Um novo mundo onde a recepção é tão diversa quanto a criação, novos olhares sobre o cotidiano. Pequenos espaços que trazem em si histórias breves e delicadas; grandezas de intimidades capazes de aproximar pelo encantamento.
* Isto não é uma Caixa (Grupo Girino)
O espetáculo “Isto não é uma Caixa” é realizado nas técnicas do teatro de sombras  e  apresenta o universo poético e conceitual do pintor belga René Magritte. Trata-se de uma viagem pelas imagens metafóricas do realismo fantástico do artista, na qual figuras simbólicas adquirem uma atmosfera mágica e misteriosa. O Grupo Girino é um coletivo que pesquisa as técnicas e linguagens do Teatro de Animação. Fundado em 2006 por artistas oriundos de diferentes áreas artísticas, o grupo montou três espetáculos e diversas intervenções. Desde então, o coletivo se dedica à pesquisa das potencialidades expressivas do trabalho do ator e sua relação com bonecos, sombras, vídeos e o teatro em miniatura.
* Coração Alado (Grupo Girino)
"Coração Alado" apresenta o universo de uma menina que segue na tentativa de não ser mais diferente. Na narrativa, o voraz cotidiano em que vive não a integra e, sim, a devora, mas ela compreende que ser estranha foi algo acabou por fazer misteriosamente parte de sua vida.
* Sonho de Leitura (Hermes Perdigão)
Quando lemos livros fascinantes, somos transportados para dentro das histórias, ou quem sabe para dentro do quarto onde tudo acontece. Seria um sonho? A magia da leitura é surpreendente. Hermes Perdigão é bonequeiro, artista reciclante e oficineiro, pesquisador de materiais descartados para a construção de bonecos.
* O Segredo da Borboleta (Zina Vieira)
A história acontece em um jardim e mostra a transformação de uma lagarta em borboleta. Numa sucessão poética, a ideia é representar o ciclo natural da vida e a constante adaptação dos seres vivos ao meio ambiente. Formada em teatro pelo Centro de Formação Artística do Palácio das Artes, Zina Vieira, atualmente, é professora de Teatro no Projeto Arena da Cultura - Fundação Municipal de Cultura de BH. Integra a ATEBEMG – ABTB e União Internacional de Marionetistas – UNIMA.

14º Festival Internacional de Teatro de Bonecos

Assessoria de Imprensa



(31) 9152-0631

imprensafitb@gmail.com



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal