Bibliografia



Baixar 16.8 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho16.8 Kb.



     

BIBLIOGRAFIA





ISP1063

Sociologia das Profissões

(4-0)








Bibliografia básica:
BARBOSA, Maria Ligia de Oliveira. A sociologia das profissões: em torno da legitimidade de um objeto. BIB. Rio de Janeiro Nº 36/setembro/1993. pg. 3-30.
BONELLI, Maria da Glória et alli. Profissões jurídicas identidades e imagem pública. São Carlos: EDUFSCAR, 2006 . 179 pág.
BONELLI, Maria da Glória. Origem social, trajetória de vida, influências intelectuais, carreira e contribuições sociológicas de Eliot Freidson. IN: Renascimento do profissionalismo. São Paulo: Edusp, 1998. 280 pg.
BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. 322 p.
______________. Meditações pascalianas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001. 320 p.
CORADINI, Odaci Luiz. O recrutamento da elite, as mudanças na composição social e a “crise da medicina” no Rio Grande do Sul. IN: História, Ciências e Saúde. Rio de Janeiro, V. 4, n. 2, jul/out. 1997.
DONNANGELO, Maria C. F. Medicina e sociedade: o médico e seu mercado de trabalho. São Paulo: Pioneira, 1975. 174 p.
DURKHEIM, Émile. Ética e sociologia da moral. São Paulo: Ed. Landy, 2003.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Ed. Forense Universitária, 2004, 6ª ed. 231 p.


FREIDSON, Eliot. Renascimento do profissionalismo. São Paulo: Edusp, 1998. 280 pg.
______________. La profesión médica - um estudio de sociologia del conocimento aplicado. Barcelona: Ed. Península, 1977. 373 p.
LEANDRI, Ricardo González. Las profesiones: entre la vocación y el interés corporativo – Fundamentos para su análisis histórico. Madrid: Catriel, D. L. 1999. 160 p.
_________________. Sociologia das Profissões: uma contribuição ao debate teórico. IN: MACHADO, Maria H. (org.). Profissões de saúde: uma abordagem sociológica. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1995.
MARX, Karl. Conseqüências sociais do avanço tecnológico. São Paulo: Ed. Populares, 1980, v. 1.
MOURA, Luís C. S. de. A face reversa da educação médica: um estudo sobre a formação do habitus profissional no ambiente da escola paralela. Porto Alegre: AGE: SIMERS, 2004. 160 p.
PARSONS, Talcott. Uma abordagem analítica para a teoria da estratificação social. IN: AGUIAR, Neuma. Hierarquia em classes. Rio de Janeiro: Zahar, 1974.

_________________. O conceito de sistema social. IN: CARDOSO, F. H.; IANNI, O. Homem e sociedade. São Paulo, Cia Editora Nacional, 1973.

PEREIRA NETO, André de Faria. Ser médico no Brasil: o presente no passado. Rio de Janeiro: Ed. FIOCRUZ, 2001. 232 p.
RODRIGUES, Maria de Lourdes. Sociologia das Profissões. Oeiras: Celta Editora, 1997. 166 pg.
STEREN, Tânia. Carreira profissional e gênero: a trajetória de homens e mulheres no contexto da feminização da medicina. Tese de Doutorado. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.
WEBER, Beatriz. Médicos e charlatanismo: uma história de profissionalização no RS. IN: SILVA, Mozart Linhares da (org.). História, Medicina e Sociedade no Brasil. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003. p. 95-128.
­_________________. As artes de curar: medicina, religião, magia e positivismo na República Rio-Grandense – 1989/1928. Santa Maria: Ed. UFSM; Bauru: EDUSC, 1999. 250 pg.

_________________. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1985, 4ª ed. 233 p.


_________________. Economia y sociedad. México: Fondo de Cultura Económica, 1984.

Data:__/__/____

__________________________

Coordenador do Curso


Data:__/__/____

___________________________

Chefe do Departamento




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal