Breve histórico da mineraçÃO



Baixar 23.62 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho23.62 Kb.

LAVRA DE MINAS E TRATAMENTO DE MINÉRIOS: Histórico (1/4) LM-T009


BREVE HISTÓRICO DA MINERAÇÃO
O desenvolvimento da cultura humana está historicamente relacionada à utilização dos recursos naturais, com destaque para os bens minerais, que tem sido usados na produção de armas e instrumentos de trabalho, e como abrigo, fonte energética e insumo alimentar.
- PRÉ-HISTÓRIA:

A designação dos estágios mais antigos do desenvolvimento da raça humana (Paleolítico, Mesolítico e Neolítico) já mostra a importância dos minerais (lítico = pedra) desde o homem primitivo.


1 - IDADE DA PEDRA

1 M.anos a.C. chert, sílica, quartzito (armas, instrumentos de raspagem)

50.000 - 20.000 anos a.C. pigmentos minerais (hematita, limonita, óxidos de manganês, carbono grafítico)

25.000 anos a.C. argilas (utensílios)

6.000 - 5.000 anos a.C. tijolos, telhas, blocos de construção

3.000 anos a.C. cal + areia é utilizado para ligar blocos nas pirâmides

3.000 anos a.C. vidro (uso geral por volta de 1.500 anos a.C.)



2 - IDADE DOS METAIS

Até ~ 12.000 anos a.C. somente minerais não-metálicos eram utilizados

(sílex, argila, pedras ornamentais, pigmentos minerais)

~12.000 anos a.C. utilização do ouro em adornos



~ 9.000 - 4.000 anos a.C. Idade do cobre

~ 9.000 anos a.C. início da utilização de cobre nativo

~ 6.000 anos a.C. fundição de cobre

~ 2.500 anos a.C. mineração de cobre, em Cassandra (Grécia)



~ 4.000 - 1.000 anos a.C. Idade do bronze (liga Cu-Sn)

2.000 anos a.C. descoberta do chumbo metálico

1.500 anos a.C. obtenção de estanho puro

~ 1.000 anos a.C. Idade do ferro

(inicialmente ferro de meteoritos; uso de limonitas)



Energéticos

6.000 - 4.000 anos a.C. poços de óleo (betume) no vale do rio Eufrates

uso em impermeabilização (Arca de Noé) e como ligante em construções.



- ANTIGUIDADE

Grécia filósofos sugerem teorias para a formação das jazidas

Thales (640 anos a.C.) neptunista

Xenon (340 - 270 anos a.C.) plutonista

Heródoto (450 anos a.C.) hidrotermalismo/crenoterapia

Aristóteles (350 anos a.C.) relata o uso de carvão mineral

Romanos Ligas Cu-Zn, cimento, fontes medicinais


- IDADE MÉDIA

Avanço limitado aos mosteiros (Inquisição)

ácidos nítrico, sulfúrico e clorídrico

metais e pedras preciosas uso medicinal

900 anos d.C. porcelana na China
V - RENASCIMENTO

1350 - Alto forno para redução do ferro

(uso intensivo do carvão mineral)

1556 - publicação da obra De Re Metallica (Georgius Agricola)

(metodização e ordenação do conhecimento sobre as jazidas européias, incluindo métodos de lavra e metalurgia)



V - SÉCULOS 16 a 20

Busca de bens minerais nos novos continentes

1824 - cimento Portland

Ordem de importância dos bens minerais no período 1800-atual:

1800 - Ouro, carvão e cobre - 75% da produção

1850 - Carvão, ouro, cobre e ferro

1900 - Carvão, ouro, ferro, petróleo e cobre

1920 - Petróleo supera o ouro em importância econômica

1945 - Ouro se desloca para a 5ª posição

1952 - Petróleo assume a liderança


1970 - 1º) minerais energéticos: petróleo, carvão, gás e nucleares

2º) não-metálicos: materiais de construção, fertilizantes, minerais industriais, gemas, etc.

3º)metálicos não-ferrosos: cobre, alumínio, zinco, mercúrio, titânio, chumbo, estanho

4º) metais preciosos: ouro, prata, platina

5º) metais ferrosos: ferro, manganês, cromo, níquel, cobalto, nióbio, tungstênio, molibdênio, vanádio.
Décadas de 80 e 90:

Novos materiais (terras-raras, superligas, cerâmica avançada)

Questões ambientais (materiais substitutivos, reciclagem)

Novo cenário macroeconômico (fim da Guerra-Fria, globalização da economia, menor valorização das matérias-primas X tecnologia)



Proin/Capes Unesp - IGCE/DGA



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal