Campus III palmeira dos Índios



Baixar 0.96 Mb.
Página1/8
Encontro27.07.2016
Tamanho0.96 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8





ESTADO DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS – UNEAL

CAMPUS I - Arapiraca

CAMPUS III - Palmeira dos Índios



PROJETO POLÍTICO E

PEDAGÓGICO DOS CURSOS DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA

Arapiraca/AL, 2004


SUMÁRIO

01.Justificativa...................................................................................................03

02. Perfil/Objetivo do Profissional a ser formado...............................................04

2.1.Perfil do Aluno........................................................................................04

2.2.Competências e habilidades..................................................................05

03. Currículo do Curso.......................................................................................05

04. Estruturação do Curso.................................................................................08

4.1. Organização básica do Curso...............................................................09

05. Matriz Curricular...........................................................................................10

5.1. Disciplinas da Formação Sócio-Filosófica............................................12

5.2.Disciplinas da Formação Pedagógica....................................................12

5.3.Disciplinas da Formação Específica......................................................12

5.4.Disciplinas da Formação Técnica..........................................................13

5.5.Disciplinas Optativas..............................................................................13

06. Prática de Ensino/Estágio Supervisionado..................................................14

6.1. Distribuição do Estágio Supervisionado...............................................15

6.2. Redução da Carga Horária de Estágio Supervisionado.......................15

07. Avaliação de Desempenho..........................................................................16

7.1. Sistema de Avaliação.................................................................................18

7.2.Reposição de Notas...............................................................................19

7.3. Freqüência ...........................................................................................19

08. Formas de Ingresso.....................................................................................19

09. Atividades Acadêmicas................................................................................20

9.1. Trabalho de Conclusão de Curso –TCC...............................................20

9.2. Estudos Independentes........................................................................21

9.3. Disciplinas Eletivas...............................................................................21

9.4. Monitoria...............................................................................................21

9.5. Iniciação Científica................................................................................22

9.6. Extensão...............................................................................................22


  1. Quadro de Docentes....................................................................................23

10.1. Campus I - Arapiraca..........................................................................23

10.2. Campus III - Palmeira dos Índios........................................................25

11. Ementário.....................................................................................................26


  1. JUSTIFICATIVA

Este projeto pedagógico se justifica por ter como princípio básico o entendimento de que uma universidade se constrói na indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão. O ensino da História convém estar articulado com o processo de produção de conhecimento histórico. Dessa forma, objetivamos construir um Curso de História que possibilite a formação de um profissional docente capaz de interagir com os processos históricos contemporâneos.

Em primeiro lugar, este projeto possui relevância social. Ao propor a realização de eventos (colóquios, congressos e seminários) abertos à comunidade, pretende-se alcançar não só os alunos matriculados no curso, bem como os profissionais já formados que vem atuando como professores de História no Ensino Fundamental e Médio, possibilitando uma atualização da prática docente na comunidade regional. A interação com o mercado de trabalho, também, é de ampla importância social, tendo em vista a contribuição para um diálogo fértil entre teoria e práxis pedagógica viabilizada pela extensão universitária.

Há também uma preocupação em formar profissionais que contribuam com a preservação da memória regional através de sua atuação no desenvolvimento de habilidades, metodologias e técnicas nas áreas de arquivo, acervo e patrimônio cultural e histórico.

Além disto, o projeto também possui relevância científica incentivando a iniciação científica já no início do curso, bem como oferecendo disciplinas com ênfase na pesquisa. Assim, contribuirá para o avanço do conhecimento da História, especialmente, de Alagoas e da região.

O projeto pedagógico está em sintonia com as diretrizes do MEC e do Conselho Nacional de Educação, que buscam:



    • I - Articulação entre teoria e prática, valorizando o exercício da docência;

    • II - A articulação entre áreas do conhecimento ou disciplinas;

    • III - O aproveitamento da formação em instituições de ensino e na prática profissional;

    • IV - Ampliar os horizontes culturais e o desenvolvimento da sensibilidade para as transformações do mundo contemporâneo.



02. PERFIL/OBJETIVO DO PROFISSIONAL A SER FORMADO
O curso de licenciatura em História se propõe formar professores para o Ensino Fundamental e Médio. Tal formação profissional inclui a produção e transmissão do conhecimento de forma contínua e inacabada, conduzindo-os a um posicionamento crítico frente à produção científica, bem como, possibilitar aos educandos, principalmente, uma postura crítica frente à realidade que os cerca. Tudo isso, compreende o binômio Ensino/Pesquisa que sustenta a formação de educadores capazes de socializarem o conhecimento. Na perspectiva dinâmica da história, a princípio, o curso tem a duração de 4 (quatro) anos distribuídos em 8 (oito) períodos.

Além de formar profissionais para o ensino Fundamental e Médio, o curso de História compreende, também, a iniciação no exercício da pesquisa, contribuindo para a preservação do acervo histórico e para o "repensar" da história enquanto ciência em construção.



2.1. Perfil do Aluno


  • Interesse pela pesquisa, extensão e ensino de História;

  • Postura crítica frente a questões sociais, políticas, econômicas e culturais;

  • Interesse pela investigação científica e as formas possíveis de sua difusão;

  • Perceber a história enquanto um processo dinâmico de transformações.



2.2 Competências e Habilidades


  • Atuar no Ensino Fundamental e Médio;

  • Atuar em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em História e áreas afins;

  • Auxiliar na coordenação de centros de apoio à pesquisa, arquivos, centros de memória e de documentação;

  • Contribuir no planejamento, orientação e supervisão de projetos para a preservação do patrimônio histórico;

  • Manusear as novas tecnologias da informação e da comunicação voltadas ao ensino e a pesquisa;

  • Dominar os conteúdos básicos que são objeto de ensino – aprendizagem no Ensino Fundamental e Médio;

  • Dominar os métodos e técnicas pedagógicas, inclusive as novas tecnologias da informação (TIC’s), que permitam a transmissão/produção do conhecimento para os diferentes níveis;

  • Problematizar, nas múltiplas dimensões das experiências dos sujeitos históricos, a contribuição de diferentes relações de tempo e espaço;

  • Dominar as diferentes concepções metodológicas que referenciam a construção de categorias para a investigação e a análise das relações sócio-históricas.



03. CURRÍCULO DO CURSO

No início do século XX, os historiadores vivenciaram uma verdadeira revolução no modo de se fazer, pensar e viver a história. Se antes, os historiadores ou aqueles que escreviam sobre a história a tinham como algo extremamente factual, restrita às datas comemorativas e utilizada a serviço dos grandes estadistas para se manterem no poder; agora o campo havia se ampliado a horizonte nunca antes visto.

O pensamento marxista e a escola dos annales trouxeram novos direcionamentos para aqueles que buscavam uma reflexão do passado e do presente. Por isso, ambas preocupavam-se em entender: como os homens pensavam? Como estes estavam inseridos na sociedade? De que forma a religião influenciava o cotidiano? Até onde a estrutura econômica é a responsável por determinadas conjunturas? Quem eram os excluídos da sociedade? Enfim, são inúmeras inquietações com as quais a História passava a se preocupar, questionar e analisar.

No entanto, apesar do estudo da economia, da sociedade, da cultura e das mentalidades trazidas pelos marxistas e annales, os historiadores italianos perceberam que a história não poderia ficar restrita a avaliação de grandes estruturas do mundo totalizado; o micro, o local e o regional também deviam ser levados em consideração na análise do sujeito histórico. Isso significa dizer que a história ampliava ainda mais seus raios de ação para melhor dar conta do mundo que a cercava.

No contexto de todos estes debates, críticas e reformulações o currículo da graduação em História da UNEAL foi reestruturado. Sendo assim, tem-se por objetivo estabelecer uma relação constantemente dialética entre a História total e a História local, entre a História política, econômica, social, religiosa e das mentalidades, ou seja, permitir que na relação de ensino-aprendizagem os agentes desta prática saiam com condições de efetivamente estabelecerem os limites e possibilidades de cada uma das linhas e abordagens históricas vistas ao longo do curso.

O curso de História da UNEAL é formado por um grupo de disciplinas obrigatórias, optativas e eletivas. O primeiro grupo corresponde à composição básica e estruturante do curso tanto na área do conhecimento específico como na parte educacional; a segunda remete-se as disciplinas oferecidas pelo Departamento de História como alternativa para a complementação do conteúdo e do curso a partir dos interesses diversos dos educandos; e por fim, as disciplinas eletivas, seriam aquelas que prezam pelo desenvolvimento e aplicabilidade da interdisciplinaridade no curso, ou seja, seriam créditos facultativos que podem ser cumpridos com disciplinas de outros cursos da mesma instituição. Ao todo, o curso compreende 3.200 horas, sendo 360 horas destinadas aos créditos optativos e/ou eletivos.

Para isso, elencamos seis eixos norteadores para estrutura curricular, a saber: o corte teórico, formado pelas disciplinas que ofereçam as ferramentas que norteiam a História como ciência (Teoria da História, Introdução aos Estudos em História, Pesquisa Histórica, Metodologia Científica, etc.); o corte cronológico, marcado pelo estudo dos acontecimentos ocorridos em determinadas épocas (História Antiga, História Medieval, História Moderna, História Contemporânea, etc.); o corte geográfico, caracterizada pela demarcação do estudo de regiões (História do Brasil, História da América, História de Alagoas, etc.); o corte temático, com a discussão de assuntos específicos independentes da época, região ou teoria utilizada (História Econômica, História da Arte e os Tópicos Especiais); as disciplinas auxiliares na investigação do processo histórico (Ciência Política, Filosofia, Antropologia, Sociologia, etc.), responsáveis pela complementação das ferramentas do professor e pesquisador em História; e por fim, as disciplinas de educação que instrumentalizarão o professor de História para a atuação na relação do ensino-aprendizagem, com isso, contamos com disciplinas como Didática, Estágio Supervisionado, Organização da Educação Brasileira, Metodologia do Ensino de História e outras.

O curso de História possui uma seriação semestral, sendo integralizado em média em 8 (oito) semestres e no máximo 14 (quartoze), todavia reserva-se o direito do discente antecipar a finalização da graduação conforme estabelecido na legislação educacional. Haverá oferta de atividades complementares que prezam pela relação entre História, educação e áreas afins. Tais atividades acadêmico-culturais – contabilizando 200 horas do curso – estão distribuídas ao longo de todos os semestres através de encontros, seminários, congressos, jornadas e oficinas pedagógicas, atividades de pesquisa e extensão, mesas-redondas e palestras. O cumprimento das atividades complementares será avaliado pelo colegiado do curso de História para efetiva concretização dos créditos exigidos.

Por fim, frisamos que o curso de História e sua matriz curricular atentam para a indissociabilidade entre o ensino e a pesquisa, buscando resgatar a historicidade dos alunos e da sociedade na qual ele está inserido. Desta forma, é possível compreender que os alunos e professores são sujeitos da História e responsáveis pela construção da mesma, como também elaboradores dos discursos sobre o passado e o presente.
04. ESTRUTURAÇÃO DO CURSO
O Curso de História da UNEAL está estruturado e organizado no regime semestral, tendo uma duração média de 08 (oito) semestres e máximo de 14 (quatorze) semestres. Funcionará no período noturno, podendo, de acordo com as necessidades regional e da Instituição, estabelecer uma nova turma que funcionaria ou no período diurno ou vespertino.

O curso possui uma estrutura de disciplinas:

a) Básicas: que corresponde a formação social e filosófica do educando;

b) Pedagógicas: voltada para a formação específica do licenciado em História, estando inclusos os Estágios Supervisionados;

c) Específicas: São as disciplinas específicas na formação do profissional de História, compreendendo desde a História Geral até a do Brasil e de Alagoas.

d) Técnicas: Estão voltadas para a integração entre a teoria e a prática, permitindo o profissional de História as habilidades básicas para o exercício da Pesquisa Histórica.

A carga horária total do curso de Licenciatura em História é de 3.060 (três mil e sessenta) horas, já estando adicionadas a prática de ensino sob a forma de Estágio Supervisionado, como disciplina específica dividida em 03 (três) momentos, totalizando 400 (quatrocentas) horas. A prática como componente curricular integrada ao corpo de diversas disciplinas com um total de 400 (quatrocentas) horas e por último, mais 200 (duzentas) horas de atividades, acadêmico-científico-cultural, que deveram ser subtraídas do total de horas/aulas das disciplinas optativas.

A Matriz Curricular do curso possui uma estrutura flexível podendo haver, nos períodos letivos, de acordo com a Coordenação do Curso, mudanças na oferta das disciplinas de acordo com a demanda de alunos, quadro horário docente ou necessidades do Curso, da Instituição ou da sociedade.



4.1 Organização Básica do Curso


  • Denominação: História

  • Habilitação: Licenciatura

  • Carga horária semestral:




Mínimo

Máximo

350 horas

420 horas



  • Tempo de Integralização Curricular:



Médio

Máximo

08 períodos

14 períodos




  • Carga Horária Total: 3.060 horas



  1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal