Capítulo 1instituto politécnico de tomar



Baixar 32.28 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho32.28 Kb.

Capítulo 1INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR

Escola Superior de Tecnologia de Abrantes – E.S.T.A




Departamento de Comunicação Social
Curso de Comunicação Social








PROGRAMA DA DISCIPLINA DE LITERATURA PORTUGUESA

2º Ano Regime: Anual

Ano Lectivo: 2005/2006 Carga Horária: 2T+2TP

Docente: Dr.ª Maria Romana

História da Literatura


1. Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea

1. 2. O Romantismo – Evolução do Romantismo Português

1.3. Naturalismo / Realismo

1.3.1. Enquadramento sócio-cultural

1.3.2. Orientações estéticas e programáticas




1.4. O Modernismo

1.4.1. Configuração geracional e sócio-cultural

1.4.2. As estéticas da contemporaneidade Portuguesa

O primeiro ponto do programa será ministrado em três lições teóricas, numa abordagem que se pretende de relembrar matérias já conhecidas, mas que terão o necessário aprofundamento no que concerne a uma estética literária.



As Teorias Literárias dos Séculos XIX-XX
2. Teoria do texto literário


    1. A descrição do texto

      1. O conceito de texto – o texto literário: narrativo, lírico e dramático

      2. Princípios de análise textual

      3. O estilo de um texto



    1. O funcionamento do texto

      1. Recepção e interpretação

      2. Plurissignificação

      3. Intertextualidade



3. A Teoria do Romance

3.1. Da génese ao Romance Moderno

3.1 1. Os percursos estéticos do Romance

3.2. A nova conceptualização do Romance

De Eça de Queiroz aos autores hodiernos
3.3. Análise do Romance

3.3.1. Alguns elementos de análise:



  • Narrador

  • Narratário

  • A voz

  • As personagens

  • O tempo

  • O espaço

  • A duração

  • A focalização

- Análise de romances de autores portugueses hodiernos.


Os dois últimos pontos do programa contemplam uma aprendizagem das teorias, dos métodos e técnicas de análise do texto literário e serão ministrados em doze lições teóricas.

Avaliação


  • A avaliação consiste sucessivamente nas seguintes provas:




    1. Duas frequências, nas quais será necessário obter a classificação mínima de 7 (sete) valores. A média das duas frequências constituirá 80% da classificação final.

    2. 15% - Trabalhos desenvolvidos durante as aulas práticas; 5% participação nas aulas.

    3. A aprovação na cadeira resultará da média mínima ponderada (frequências + avaliação contínua) de 10 (dez) valores

    4. Um exame final escrito, para os alunos que não tiverem obtido aprovação (classificação final mínima de 10 (dez) valores), ou que a tendo alcançado pretendam subir a nota.

- Nota: serão excluídos de todas as épocas de exame do presente ano lectivo, todos os alunos que não assistirem a 2/3 das aulas teórico-práticas.

Bibliografia

Silva, Vítor Manuel Aguiar e – “Teoria de Literatura”.

Silva, Vítor Manuel Aguiar e - “Para uma interpretação do classicismo”, 1962.

Reis, Carlos - Introdução à leitura das “Viagens na Minha Terra”, 3ª Ed., 1989.

Reis, Carlos – “Técnicas de análise textual”, 1992.

Silva, Vítor Manuel Aguiar e – “Teoria da Literatura”, vol. I, 1996.

Reis, Carlos – “Estatuto e perspectiva do Narrador na ficção de Eça de Queirós”, 1975.

Reis, Carlos – “Dicionário ideológico do Neo-Realismo Português”, 1987.

Reis, Carlos – “Dicionário de Narratologia” (colab. Ana Cristina M. Lopes), 1987.

Maior, Dionísio Vila – “Fernando Pessoa: heortonímia e dialogismo. O contributo de Mikail Bakhtine”, 1994.

Maior, Dionísio Vila – “Introdução ao Modernismo”, 1994.

Yllera, Alicia – “Estilística, Poética e Semiótica Literária”, 1979.

Saraiva, A. J. Lopes, Óscar – “História da Literatura Portuguesa”. Porto Editora.

Ferreira, Alberto (Ed.) e Marinho, M.ª José (selecção de textos e notas) – “Antologia de textos de Questão Coimbrã”. Moraes Ed. – Lisboa, 1980.

Simões, João Gaspar – “Eça de Queiroz, Vida e Obra”. Livraria Bertrand, Lisboa.

Galloz, Maria Al. – “Fernando Pessoa, Antologia.” Galloz 2ª Ed. Lisboa

Machado, Álvaro M. – “A Geração de 70. Uma Revolução Cultural e Literária”. Lisboa, Instituto de Cultura Portuguesa, 1977.

Machado, Álvaro M. – “As origens do romantismo em Portugal”. Lisboa, Instituto de Cultura Portuguesa, 1979.

Coelho, J. Prado – “Ao contrário de Penélope”. Lisboa, Liv. Bertrand, 1976.

Reis, Carlos – “Construção da Leitura”. Ensaios de Metodologia e Critica Literária, I. N. I. C., Coimbra, 1982.

Babo, M.ª Augusta – “A Escrita do Livro”. Lisboa, Vega, 1993.

Saraiva, António José – “A Tertúlia Ocidental”. Estudos sobre Antero de Quental, Oliveira Martins, Eça de Queirós e outros. Lisboa, Gradiva, 1990.

Bastos, J. T. da Silva – “História da Censura Intelectual em Portugal: ensaio sobre a compreensão do Pensamento Português”. Moraes Editora, 1983.

Lauter, P. – “Canons and context”. New York / Oxford, Oxford University Press, 1991.

Magalhães, Isabel Allegro – “O Tempo das Mulheres”. A dimensão temporal na escrita feminina contemporânea. Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1987.

Ingarden, Roman – “A Obra de Arte Literária”. Fundação Calouste Gulbenkian, 1973.

Eco, Umberto – “Conceito de texto”. S. Paulo, T. A. Queiroz / Ed. da Universidade de S. Paulo, 1984.

Eco, Umberto – “Signo”. Barcelona, Editorial Labor, 1976.

Aron, Thomas – “Littérature et Littérarité: un essai de mise au point”. Paris, Les Belles Lettres, 1984.

Arrivé, Michel; Coquet, cl. (Eds) – “Sémiotique en Jeu”. Paris/Amsterdam- Philadelphia, Hades-J. Benjamins, 1987.

Oseki-Depré, Inês – “A propósito da Literariedade”, S. Paulo, Ed. Perspectiva, 1990.

Pignatari, Décio – “Semiótica e Literatura”. S. Paulo, Cultrix, 1987.


Gusdorf, Georges – “Le Romantisme”. Paris, Payot, 1993, (2 vols).

Becker, Colette – “Lire le Réalisme et le Naturalisme”. Paris, Dunod, 1992.

Guimarães, Fernando – “Simbolismo, Modernismo, Vanguardas”. Porto, Lello, 1992.

Neves, J. Alves das – “O Movimento Futurista em Portugal”. Lisboa, Dinalivro, 1987.

Quadros, António (org., introdução e notas) – “Textos de Intervenção Social e Cultural. A Ficção dos Heterónimos”. Lisboa, Publicação Europa-América, 1986.

Genette, Gérard, – “Discurso da Narrativa”, Lisboa, Vega, 1996

Roland, Barthes – S/2, Édition du Seuil, 1970



Abrantes, Setembro de 2004

Programa da Disciplina de Literatura Portuguesa -



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal