Carinhanha-ba



Baixar 1.27 Mb.
Página11/17
Encontro29.07.2016
Tamanho1.27 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   17

Antônio Machado

Poemas del Alma


Estabelecer relações com a Natureza sempre fez parte das estratégias de sobrevivência dos grupos humanos desde suas primeiras formas de organização. Para os povos caçadores e coletores, foi fundamental observar a dinâmica das estações do ano e conhecer o ciclo reprodutivo da natureza. Para os povos navegadores e, predominantemente, pescadores, conhecer a direção e a dinâmica dos ventos, o movimento das marés e as correntes marítimas eram condições de existência. Para os primeiros povos agricultores, foi essencial conhecer as variações climáticas e a alternância entre período seco e período chuvoso. Esses conhecimentos permitiram às sociedades se relacionarem com a Natureza e modificá-la em benefício próprio.

Esta Proposta Curricular se apresenta como documento norteador para um repensar da prática pedagógica dos professores de Geografia, a partir de questões epistemológicas, teóricas e metodológicas que estimulam a reflexão sobre essa disciplina e seu ensino. Problematizar a abrangência dos conteúdos desse campo do conhecimento, bem como reconhecer os impasses e contradições existentes são procedimentos fundamentais para compreender e ensinar o espaço geográfico no atual período histórico.


Essa reflexão deverá ser ancorada num suporte teórico crítico que vincule o objeto da Geografia, seus conceitos referenciais, conteúdos de ensino e abordagens metodológicas aos determinantes sociais, econômicos, políticos e culturais do atual contexto histórico. Para isso, será necessário ter como perspectiva tanto os períodos precedentes, quanto os possíveis movimentos de transformações futuros, numa análise que considere, permanentemente, o processo histórico. Nesta Proposta curricular, o objeto de estudo da Geografia é o espaço geográfico, entendido como o espaço produzido e apropriado pela sociedade (LEFEBVRE, 1974), composto pela inter-relação entre sistemas de objetos – naturais,
O objeto aqui – espaço geográfico – é entendido como interdependente do sujeito que o constrói. Trata-se de uma abordagem que não nega o sujeito do conhecimento nem supervaloriza o objeto, mas antes, estabelece uma relação entre eles, entendendo-os como dois pólos no processo do conhecimento. A espacialização dos fatos, dinâmicas e processos geográficos, bem como a explicação das localizações relacionais dos eventos em estudo são próprias da análise geográfica da realidade. Nesse sentido, numa perspectiva crítica, algumas perguntas devem orientar o pensamento geográfico e o trabalho do professor, tais como:

• Onde?


• Como é este lugar?

• Por que este lugar é assim?

• Por que aqui e não em outro lugar?


  • Por que as coisas estão dispostas desta maneira no espaço geográfico?

• Qual o significado deste ordenamento espacial?

• Quais as consequências deste ordenamento espacial?

• Por que e como esses ordenamentos se distinguem de outros?
Entende-se que, para a formação de um aluno consciente das relações Sócio espaciais de seu tempo, o ensino de Geografia deve assumir o quadro conceitual das abordagens críticas dessa disciplina, que propõem a análise dos conflitos e contradições sociais, econômicas, culturais e políticas, constitutivas de um determinado espaço.
De acordo com a concepção teórica assumida, serão apontados os Conteúdos Estruturantes da Geografia para Educação Básica, considerando que seu objeto de estudo/ensino é o espaço geográfico. Entende-se, por conteúdos estruturantes, os conhecimentos de grande amplitude que identificam e organizam os campos de estudos de uma disciplina escolar, considerados fundamentais para a compreensão de seu objeto de estudo e ensino. São, neste caso, dimensões geográficas da realidade a partir das quais os conteúdos específicos devem ser abordados. A metodologia de ensino proposta deve permitir que os alunos se apropriem dos conceitos fundamentais da Geografia e compreendam o processo de produção e transformação do espaço geográfico. Para isso, os conteúdos da Geografia devem ser trabalhados de forma crítica e dinâmica, interligados com a realidade próxima e distante dos alunos, em coerência com os fundamentos teóricos propostos neste documento.

O processo de apropriação e construção dos conceitos fundamentais do conhecimento geográfico se dá a partir da intervenção intencional própria do ato docente, mediante um planejamento que articule a abordagem dos conteúdos com a avaliação (CAVALCANTI, 1998). No ensino de Geografia, tal abordagem deve considerar o conhecimento espacial prévio dos alunos para relacioná-lo ao conhecimento científico no sentido de superar o senso comum.

Ao invés de simplesmente apresentar o conteúdo que será trabalhado, recomenda-se que o professor crie uma situação problema, instigante e provocativa. Essa problematização inicial tem por objetivo mobilizar o aluno para o conhecimento. Por isso, deve se constituir de questões que estimulem o raciocínio, a reflexão e a crítica, de modo que se torne sujeito do seu processo de aprendizagem (VASCONCELOS, 1993). Outro pressuposto metodológico para a construção do conhecimento em sala de aula é a contextualização do conteúdo. Na perspectiva teórica desta proposta, contextualizar o conteúdo é mais do que relacioná-lo à realidade vivida do aluno, é, principalmente, situá-lo historicamente e nas relações políticas, sociais, econômicas, culturais, em manifestações espaciais concretas, nas diversas escalas geográficas. Sempre que possível o professor deverá estabelecer relações interdisciplinares dos conteúdos geográficos em estudo, porém, sem perder a especificidade da Geografia.
Nas relações interdisciplinares, as ferramentas teóricas próprias de cada disciplina escolar devem fundamentar a abordagem do conteúdo em estudo, de modo que o aluno perceba que o conhecimento sobre esse assunto ultrapassa os campos de estudo das diversas disciplinas, mas que cada uma delas tem um foco de análise próprio.

O professor deve, ainda, conduzir o processo de aprendizagem de forma dialogada, possibilitando o questionamento e a participação dos alunos para que a compreensão dos conteúdos e a aprendizagem crítica aconteçam. Todo esse procedimento tem por finalidade que o ensino de Geografia contribua para a formação de um sujeito capaz de interferir na realidade de maneira consciente e crítica.


Nos anos finais do Ensino Fundamental, espera-se que o aluno amplie as noções espaciais que desenvolveu nos anos iniciais desse nível de ensino. Por isso, o professor trabalhará os conhecimentos necessários para o entendimento das inter-relações entre as dimensões econômica, cultural e demográfica, política e socioambiental presentes no espaço geográfico. Sob essa perspectiva, o professor aprofundará os conceitos básicos que fundamentam o entendimento e a crítica à organização espacial.
O espaço geográfico deve ser compreendido como resultado da integração entre dinâmica físico-natural e dinâmica humano-social, e estudado a partir de diferentes níveis de escalas de análise.
Ao aperfeiçoar tais conhecimentos, no decorrer do Ensino Fundamental, o aluno deve desenvolver a capacidade de analisar os fenômenos geográficos e relacioná-los, quando possível, entre si. As reflexões podem ser promovidas em torno da aplicação dos conceitos construídos desde os anos iniciais, das especificidades naturais e sociais do espaço em estudo e da compreensão das relações de poder político e econômico que definem regiões e territórios. O uso da linguagem cartográfica, como recurso metodológico, é importante para compreender como os fenômenos se distribuem e se relacionam no espaço geográfico.
Entretanto, a linguagem cartográfica deve ser trabalhada ao longo da Educação Básica, como instrumento efetivo de leitura e análise de espaços próximos e distantes, conhecidos e desconhecidos. Desse modo, a cartografia não pode ser reduzida a um conteúdo pontual abordado tão somente num dos anos/ séries do Ensino Fundamental .


CONTEUDOS BASICOS DA DISCIPLINA GEOGRAFIA
Este é o conjunto de conteúdos básicos que a Secretaria Municipal de Educação sistematizou a partir das Diretrizes curriculares do Ensino Fundamental no anos finais. Entende-se por conteúdos básicos os conhecimentos fundamentais para cada série da etapa final do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio, considerados imprescindíveis para a formação conceitual dos estudantes nas diversas disciplinas da Educação Básica. O acesso a esses conhecimentos é direito do aluno na fase de escolarização em que se encontra e o trabalho pedagógico com tais conteúdos é responsabilidade do professor.
Nesse conjunto, os conteúdos básicos estão apresentados por série e devem ser tomados como ponto de partida para a organização da proposta pedagógica curricular das escolas. Por serem conhecimentos fundamentais para a série, não podem ser suprimidos nem reduzidos, porém, o professor poderá acrescentar outros conteúdos básicos na proposta pedagógica, de modo a enriquecer o trabalho de sua disciplina naquilo que a constitui como conhecimento especializado e sistematizado.
Esse conjunto indica, também, como os conteúdos básicos se articulam com os conteúdos estruturantes da disciplina, que tipo de abordagem teórico metodológica devem receber e, finalmente, a que expectativas de aprendizagem estão atrelados. Portanto, a proposta curricular fundamenta essa seriação/ sequenciação de conteúdos básicos e sua leitura atenta e aprofundada é imprescindível para compreensão do quadro.
No Plano de Trabalho Docente, os conteúdos básicos terão abordagens diversas a depender dos fundamentos que recebem de cada conteúdo estruturante. Quando necessário, serão desdobrados em conteúdos específicos, sempre considerando-se o aprofundamento a ser observado para a série e nível de ensino.
O plano é o lugar da criação pedagógica do professor, onde os conteúdos receberão abordagens contextualizadas histórica, social e politicamente, de modo que façam sentido para os alunos nas diversas realidades regionais, culturais e econômicas, contribuindo com sua formação cidadã. O plano de trabalho docente é, portanto, o currículo em ação. Nele estará a expressão singular e de autoria, de cada professor, da concepção curricular construída nas discussões coletivas.
ABORDAGEM TEORICO METODOLÓGICA
Os conteúdos estruturantes deverão fundamentar a abordagem dos conteúdos básicos,

paisagem, lugar, região, território, natureza e sociedade, apresentados numa perspectiva crítica.

A compreensão do objeto da Geografia – espaço geográfico – é a finalidade do ensino dessa disciplina, e as categorias de análise, as relações sociedade-natureza e as relações espaço temporal, são fundamentais para a compreensão dos conteúdos, enfatizando, sempre que possível as realidades local e baiana.

Os conteúdos devem ser espacializados e tratados em diferentes escalas geográficas com uso da linguagem cartográfica - signos,escala e orientação e as culturas afrobrasileira e indígena, bem como a Educação Ambiental deverão ser consideradas no desenvolvimento dos conteúdos.



6º ANO / 5ª SÉRIE

CONTEUDO ESTRUTURANTE

  1. Dimensão econômica do espaço geográfico

  2. Dimensão política do espaço geográfico

  3. Dimensão cultural e demográfica do espaço geográfico

  4. Dimensão socioambiental do espaço geográfico

CONTEÚDOS BÁSICOS

  • Formação e transformação das paisagens naturais e culturais.

  • Dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção.

  • A formação, localização, exploração e utilização dos recursos naturais.

  • A distribuição espacial das atividades produtivas e a (re)organização do espaço geográfico.

  • As relações entre campo e a cidade na sociedade capitalista.

  • A transformação demográfica, a distribuição espacial e os indicadores estatísticos da população.

  • A mobilidade populacional e as manifestações sócio espaciais da diversidade cultural.

  • As diversas regionalizações do espaço geográfico


AVALIAÇÃO

Espera-se que o aluno:



  • Reconheça o processo de formação e transformação das paisagens geográficas.

  • Entenda que o espaço geográfico é composto pela materialidade (natural e técnica) e pelas ações sociais, econômicas, culturais e políticas.

  • Localize-se e oriente-se no espaço através da leitura cartográfica.

  • Identifique as formas de apropriação da natureza, a partir do trabalho e suas conseqüências econômicas, socioambientais e políticas.

  • Entenda o processo de transformação de recursos naturais em fontes de energia.

  • Forme e signifique os conceitos de paisagem, lugar, região, território, natureza e sociedade.

  • Identifique as relações existentes entre o espaço urbano e rural: questões econômicas, ambientais, políticas, culturais, movimentos demográficos, atividades produtivas.

  • Entenda a transformação e a distribuição espacial da população, como resultado de fatores históricos, naturais e econômicos.

  • Entenda o significado dos indicadores demográficos refletidos na organização espacial.

  • Identifique as manifestações espaciais dos diferentes grupos culturais.

  • Reconheça as diferentes formas de regionalização do espaço geográfico.

7º ANO / 6ª SÉRIE

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES

  • Dimensão econômica do espaço geográfico

  • Dimensão política do espaço geográfico

  • Dimensão cultural e demográfica do espaço geográfico

  • Dimensão socioambiental do espaço geográfico


CONTEÚDOS BÁSICOS

  • A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração do território brasileiro.

  • A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção.

  • As diversas regionalizações do espaço brasileiro.

  • As manifestações sócio espaciais da diversidade cultural.

  • A transformação demográfica, a distribuição espacial e os indicadores estatísticos da população.

  • Movimentos migratórios e suas motivações.

  • O espaço rural e a modernização da agricultura.

  • A formação, o crescimento das cidades, a dinâmica dos espaços urbanos e a urbanização.

  • A distribuição espacial das atividades produtivas, a (re)organização do espaço geográfico.

  • A circulação de mão de obra, das mercadorias e das informações.


AVALIAÇÃO

Espera-se que o aluno:



  • Aproprie-se dos conceitos de região, território, paisagem, natureza, sociedade e lugar.

  • Localize-se e oriente-se no território brasileiro, através da linguagem cartográfica.

  • Identifique o processo de formação do território brasileiro e as diferentes formas de regionalização do espaço geográfico.

  • Entenda o processo de formação das fronteiras agrícolas e a apropriação do território.

  • Entenda o espaço brasileiro dentro do contexto mundial, compreendendo suas relações econômicas, culturais e políticas com outros países.

  • Verifique o aproveitamento econômico das bacias hidrográficas e do relevo.

  • Identifique as áreas de proteção ambiental e sua importância para a preservação dos recursos naturais.

  • Identifique a diversidade cultural regional no Brasil construída pelos diferentes povos.

  • Compreenda o processo de crescimento da população e sua mobilidade no território.

  • Relacione as migrações e a ocupação do território brasileiro.

  • Identifique a importância dos fatores naturais e o uso de novas tecnologias na agropecuária brasileira.

  • Estabeleça relações entre a estrutura fundiária e os movimentos sociais no campo.

  • Entenda o processo de formação e localização dos micro territórios urbanos.

  • Compreenda como a industrialização influenciou o processo de urbanização brasileira.

  • Entenda o processo de transformação das paisagens brasileiras, levando em consideração as formas de ocupação, as atividades econômicas desenvolvidas, a dinâmica populacional e a diversidade cultural.

  • Entenda como a industrialização acelerou a exploração dos elementos da natureza e trouxe consequências ambientais.

Estabeleça relação entre o uso de tecnologias nas diferentes atividades econômicas e as consequentes mudanças nas relações sócio-espaciais e ambientais.

  • Reconheça a configuração do espaço de circulação de mão-de-obra, mercadorias e sua relação com os espaços produtivos brasileiros.






8º ANO / 7ª SÉRIE

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES

  • Dimensão econômica do espaço geográfico

  • Dimensão política do espaço geográfico

  • Dimensão cultural e demográfica do espaço geográfico

  • Dimensão sócio ambiental do espaço geográfico


CONTEÚDOS BÁSICOS

  • As diversas regionalizações do espaço geográfico.

  • A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração dos territórios do continente americano.

  • A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado.

  • O comércio em suas implicações sócio espaciais.

  • A circulação da mão de- obra, do capital, das mercadorias e das informações.

  • A distribuição espacial das atividades produtivas, a (re)organização do espaço geográfico.

  • As relações entre o campo e a cidade na sociedade capitalista.

  • O espaço rural e a modernização da agricultura.

  • A transformação demográfica, a distribuição espacial e os indicadores estatísticos da população.

  • Os movimentos migratórios e suas motivações.

  • As manifestações sócio espaciais da diversidade cultural.

  • Formação, localização, exploração e utilização dos recursos naturais.


AVALIAÇÃO
Espera-se que o aluno:


  • Forme e signifique os conceitos de região, território, paisagem, natureza, sociedade e lugar.

  • Identifique a configuração sócio espacial da América por meio da leitura dos mapas, gráficos, tabelas e imagens.

  • Diferencie as formas de regionalização do Continente Americano nos diversos critérios adotados.

  • Compreenda o processo de formação, transformação e diferenciação das paisagens mundiais.

  • Compreenda a formação dos territórios e a reconfiguração das fronteiras do Continente Americano.

  • Reconheça a constituição dos blocos econômicos, considerando a influência política e econômica na regionalização do Continente Americano.

  • Identifique as diferentes paisagens e compreenda sua exploração econômica no continente Americano.

  • Reconheça a importância da rede de transporte, comunicação e circulação das mercadorias , pessoas e informações na economia regional.

  • Entenda como as atividades produtivas interferem na organização espacial e nas questões ambientais.

  • Estabeleça a relação entre o processo de industrialização e a urbanização.

  • Compreenda as inovações tecnológicas, sua relação com as atividades produtivas industriais e agrícolas e suas conseqüências ambientais e sociais.

  • Entenda o processo de industrialização e a produção agropecuária em sua relação com a apropriação dos recursos naturais.

  • Reconheça e analise os diferentes indicadores demográficos e suas implicações sócio espaciais.

  • Compreenda os fatores que influenciam na mobilidade da população e sua distribuição espacial.

  • Reconheça as configurações espaciais dos diferentes grupos étnicos americanos em suas manifestações culturais e em seus conflitos étnicos e políticos.

  • Compreenda a formação, localização e importância estratégica dos recursos naturais para a sociedade contemporânea.

  • Relacione as questões ambientais com a utilização dos recursos naturais no Continente Americano.


9º ANO / 8ª SÉRIE
CONTEUDOS ESTRUTURANTES



  • Dimensão econômica do espaço geográfico

  • Dimensão política do espaço geográfico

  • Dimensão cultural e demográfica do espaço geográfico

  • Dimensão socioambiental do espaço geográfico


CONTEÚDOS BÁSICOS



  • As diversas regionalizações do espaço geográfico.

  • A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado.

  • A revolução técnico científico- informacional e os novos arranjos no espaço da produção.

  • O comércio mundial e as implicações sócio espaciais.

  • A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração dos territórios.

  • A transformação demográfica, a distribuição espacial e os indicadores estatísticos da população.

  • As manifestações sócio espaciais da diversidade cultural.

  • Os movimentos migratórios mundiais e suas motivações.

  • A distribuição das atividades produtivas, a transformação da paisagem e a (re)organização do espaço geográfico.

  • A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção.

  • O espaço em rede: produção, transporte e comunicações na atual configuração territorial.


AVALIAÇÃO
Espera-se que o aluno:

  • Forme e signifique os conceitos geográficos de lugar, território, natureza, sociedades, região.

  • Identifique a configuração sócio espacial mundial por meio da leitura dos mapas, gráficos, tabelas e imagens.

  • Reconheça a constituição dos blocos econômicos considerando a influência política e econômica na regionalização mundial.

  • Compreenda a atual configuração do espaço mundial em suas implicações sociais, econômicas e políticas.

  • Entenda as relações entre países e regiões no processo de mundialização.

  • Compreenda que os espaços estão inseridos numa ordem econômica e política global, mas também apresentam particularidades.

  • Relacione as diferentes formas de apropriação espacial com a diversidade cultural.

  • Compreenda como ocorreram os problemas sociais e as mudanças demográficas geradas no processo de industrialização.

  • Identifique os conflitos étnicos e separatistas e suas consequências no espaço geográfico.

  • Entenda a importância econômica, política e cultural do comércio mundial.

  • Identifique as implicações sócio espaciais na atuação das organizações econômicas internacionais.

  • Reconheça a reconfiguração das fronteiras e a formação de novos territórios nacionais.

  • Faça a leitura dos indicadores sociais e econômicos e compreenda a desigual distribuição de renda.

  • Identifique a estrutura da população mundial e relacione com as políticas demográficas adotadas nos diferentes espaços.

  • Reconheça as motivações dos fluxos migratórios mundiais.

  • Relacione o desenvolvimento das inovações tecnológicas nas atividades produtivas.

  • Entenda as consequências ambientais geradas pelas atividades produtivas.

  • Analise as transformações na dinâmica da natureza decorrentes do emprego de tecnologias de exploração e produção.

  • Reconheça a importância estratégica dos recursos naturais para as atividades produtivas.

  • Compreenda o processo de transformação dos recursos naturais em fontes de energia.

  • Entenda a importância das redes de transporte e comunicação no desenvolvimento das atividades produtivas.

CIÊNCIAS
(...) não há como não repetir que ensinar não é a pura transferência mecânica do perfil do conteúdo que o professor faz ao aluno, passivo e dócil. Como não há também como não repetir que, partir do saber que os educandos tenham não significa ficar girando em torno deste saber. Partir significa pôr-se a caminho, ir-se, deslocar-se de um ponto a outro (...)
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   17


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal