Carta 389 Estado/Cidade



Baixar 0.5 Mb.
Página27/35
Encontro18.07.2016
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   35

Carta 503



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: Correio Paulistano

Data/Edição: São Paulo, 1856

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.003

O Senhor Doutor Hypolito José Soares de Souza, em uma acriminosa correspondencia que fez publicar no periodo União dos Circulos, falla por duas vezes em ameaças a sua pessoa pelo Correio Paulistano. || Rogamos á Soares de Souza que se digne indicar quaes forão essas ameaças, pois temos certeza de jamais haver ameaçado quer á sua pessoa quer à sua entidade. || Solicitando esta explicação não creia Soares de Souza que estamos dispostos a dar-lhe satisfações, pelo contrario a exigimos, sob pena de lançarmos suas invectivas ao desprezo que merecem aquelles que nos alcunhão de abastardos. || Não passe sem reparo a proposição de Soares de Souza, que julgando elevar-se muito acima das nuvens, declara que unicamente aprecia o conceito que delle fazem os seus superiores, aquelles á quem a lei incumbio de julgal-o... || Se o Senhor Doutor Hypolito confiasse um pouco mais nos seus actos e na sua consciencia não teria trepidado um momento em apellar para a opinião publica, que é um tribunal mais nobre e imparcial. || Fique pois o Senhor Doutor Hypolito na convicção de que não estamos dispostos a soffrer a irri tabilidade chronica de seu genio ferrenho: mercê de Deus não somos empregados de sua infeliz thesouraria.




Carta 504



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: Correio Paulistano

Data/Edição: São Paulo, quarta-feira, 29 de julho de 1857/Ano V, nº 572

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

AO PUBLICO. || O CORREIO PAULISTANO mudou de redacção. Os novos escriptores possuindo todos os elementos para discutirem convenientemente os interesses publicos, e livres da influencia do poder, encelão hoje a sua missão cheios de vida e confiança no concurso dos paulistas, afins de espancar-se a esterelidade que vae dominando a nossa época. Nestas circunstancias fazem um appello ao patriotismo e dedicação dos seus amigos do interior afin de que lhes forneção todas as noticias que por sua naturesa devão ser levadas ao conhecimento do governo provincial, de modo a tornar-se a folha um verdadeiro orgão dos interesses publicos. || Na actualidade, em que as discussões políticas estão paralisadas, e que não convem mesmo despertal-as, parece occasião opportuna de discutir-se os melhoramentos publicos, bem como os actos ao funccionarios, que aproveitando-se do marasmo da imprensa pódem encelar o caminho livre da inercia e do arbitrio. || A NOVA REDACÇÃO.




Carta 505



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: Correio Paulistano

Data/Edição: São Paulo, quarta-feira, 29 de julho de 1857/Ano V, nº 572

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

Aos nossos leitores. || O Correio Paulistano não fará no anno financeiro que corre a publicação do espediente da presidencia: para este serviço criou-sse(sic) na typographia do Senhor Louzada, amanuense da policia um novo periodico. || Julgamo-nos obrigados a inteirar o publico das causas que por ventura determinarão este acontecimento visto como desde a presidencia do Senhor Saraiva até hoje foi a nossa folha encarregada daquella publicação. Dizemos – causas que por ventura determinarão o acontecimento – porque tendo nós cumprido religiosamente com as obrigações do contrato ignoramos por isso os fundamentos reaes do acto do Senhor vice-presidente Doutor Almeida. || Em um dos dias passados recebemos com surpresa participação de haver sido assignado com o Senhor Louzada o contrato para a publicação do expediente, visto que não tinha de nossa parte apparecido proposta para aquella publicação. Surpreendeu-nos esta razão, porque não se tendo afixado os editaes convidando concorrentes, como é de costume e de lei não podia ter logar a seguinte disposição do orçamento vigente: || “Com a impressão dos papeis do expediente, &c., que o governo contratará com quem melhores condicções offerecer – 2:400$000 réis”. || Ora, não era possível que recebessemos sem espanto o acto do Senhor Doutor Almeida, não só porque contêm manifesta infracção de lei; como por que sabemos que Sua Excelência difficilmente se afasta dos arestos que lhe deixarao os seus antecessores na administração. || Pela nossa parte cremos que nada mais eloquentemente póde vir em auxilio da lealdade com que o Correio Paulistano cumprio sempre a sua missão do que a consciencia publica: ella é um testemunho insuspeito das censuras que soffremos em differentes occasiões pela abstenção que sempre guardamos em relação aos actos até dos funccionarios mais subalternos, desses com cujo procedimento poderia crer-se o governo solitario. Parece porêm que isto ainda não era bastante para satisfazer o Senhor Doutor Almeida, e que as suas vistas extendião-se a impor à typographia toda. || Assim o pensamos porque por mais tratos que temos dado ao espirito não encontramos a causa procedimento de Sua Excelência, a não ser a recente publicação que fez a nossa typographia de uma correspondencia avulsa do Senhor Doutor João Mendes de Almeida. Se porém Sua Excelência entendeu que só pelo facto de publicarmos em um periodico o expediente estavamos obrigados a fechar a porta da typographia a qualquer censura que se lhe quizesse fazer, entendeu mal: e se entende ainda que a retirada do expediente enfraquece a empreza do Correio Paulistano – engana-se completamente: a publicação de expediente mais trivial e de rotineiras portarias por extenso – só tinha o meriot de occupar o espaço, que devia ser preenchido com os reclamos dos verdadeiros interesses publicos. || Aqui findamos a explicação á que o acto do Senhor Doutor Almeida nos obriga. Conte porém Sua Excelência com o nosso cavalheirismo e não receie desforço: ao contrario continuamos sempre dispostos a louval-o e agradecer em nome de nossa provincia os serviços que vier a prestar-lhe. || O Editor, e proprietario de CORREIO.


1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   35


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal