Carta 389 Estado/Cidade



Baixar 0.5 Mb.
Página28/35
Encontro18.07.2016
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   35

Carta 506



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: Correio Paulistano

Data/Edição: São Paulo, quarta-feira, 30 de setembro 1857/Ano V, nº 587

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

Podemos assegurar que a publicação a que allude o Senhor Araujo Junior foi nos enviada por pessoa muito diversa deste Senhor. || A Redacção.




Carta 507



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: Correio Paulistano

Data/Edição: São Paulo, quarta-feira, 29 de dezembro de 1857/Ano V, nº 607

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

O Senhor Domingos Antonio Gomes não é o autor da correspondencia a que [ilegível] allude. || A redacção.




Carta 508



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: O Publicador Paulistano

Data/Edição: São Paulo, quarta-feira, 24 de novembro de 1858/nº 116

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

Declaramos que o Illustríssimo e Reverendíssimo Senhor padre José Alvares Leite nenhuma parte tem nos artigos relativos aos negocios de Arêas publicados neste jornal. || A Redacção.




Carta 509



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Redator

Título do Jornal: O Publicador Paulistano

Data/Edição: São Paulo, sexta-feira, 11 de fevereiro de 1859/nº 127

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo, nº 04.01.004

Declaramos á bem da verdade que não temos tido a honra de entreter relações com o Senhor Manoel Maximiano Pereira Pinto e que o mesmo Senhor jamais nos remeteo quaesquer escriptos a fim de darmol-os á publicidade, e que não é elle o autor da correspondencia de Silveiras publicada em um dos suplementos do nosso jornal. || A Redacção.




Carta 510



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Leitor

Título do Jornal: Diario de São Paulo

Data/Edição: São Paulo, 23 de maio de 1874 / seção: Publicações pedidas

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo

ESCOLA DO ARUJÁ || Passando pela freguezia do Arujá, tive oc- | casião de ver ali funccionando a escola pu- | blica regida pelo senhor Caetano Nunes de Si- | queira, ha pouco para ali removido. Tem o | distincto professor matriculados sessenta e | tantos alumnos em lugar tão insignificante, | que muito têm aproveitado, e de entre os | quaes alguns ja estão bem adiantados, com- | quanto para a mesma escola entrassem sem | conhecimento algum das materias que ali | se ensinão. || Tendo-se em vista a pequenez do lugar e o | grande numero de alumnos que tem em sua | escola, e tambem o adiantamento de todos, | não se póde contestar nem as habilitações e | nem a dedicação de tão illustre professor. || Em vista do que expomos e que não póde | ser contraditado, julgamol-o digno de algu- | ma remuneração mais alem dos exiguos | vencimentos que percebe, desde que se tor- | na tão digno por sua tão provada e provei- | tosa dedicação. || São Paulo, 20 de maio de 1874. || João Chysostomo das Chagas Lamin




Carta 511



Estado/Cidade: SP/São Paulo

Tipo de Texto: Carta de Leitor

Título do Jornal: Diario de São Paulo

Data/Edição: São Paulo, 10 de julho de 1874 / seção: Publicações pedidas

Fonte/Cota: Arquivo do Estado de São Paulo

Ilustríssimo senhor redactor – Li no Diario de | hoje um artigo publicado na parte | das publicações a pedido, assignado pelo | senhor José Ferreira de Mello Nogueira, ao | qual artigo é meu dever dizer alguma | cousa, o que faço constrangidamente, | pois nunca fui amigo de discussões pelos | jornaes; mas, como o Senhor Nogueira, em | vez de defender-se do facto praticado | na bibliotheca trata de insultar-me e | aos empregados da bibliotheca, é por | isso que venho ao jornal responder-lhe, | o que faço em poucas palavras. || Não houve da parte dos empregados da | bibliotheca desejo algum de ferir a repu- | tação do Senhor Nogueira; pelo contrario, | elle foi sempre muito bem tratado na bi- | bliotheca, e creio que não haverá quem | deixe de confessar que sempre trato com | toda a urbanidade e delicadeza a todas | as pessoas que vão á bibliotheca, inclusi- | ve o mesmo senhor Nogueira. Sou o pri- | meiro a lamentar o facto praticado do senhor Nogueira; mas, uma vez que esse | senhor estudante teve a leviandade de com- | metter semelhante facto; e sendo nelle | apanhado em flagrante, era meu dever | dar parte ao Senhor conselheiro director; | a fim de que semelhante acto não ficasse | impune, cumprindo dest’arte com os deveres que me impõe a lei. || Quanto ás calumnias e injurias que | dirige o senhor Nogueira aos empregados | da bibliotheca, principalmente ao abaixo | assignado, limito-me a responder-lhe | que a bibliotheca se acha inventariada | desde 1865, época em que fiz o catalogo, | e todas as obras que lhe pertencem | nelle se achão relacionadas, e as obras | adquiridas depois de 1865 todas constão | do livro de entradas, o que tudo é facil | de se verificar. Convido, pois, ao senhor | Nogueira a mostrar qualquer extravio | que tenha soffrido a bibliotheca por | culpa do bibliothecario. Muito desejo | que o senhor Nogueira reconheça o seu erro, | sendo que pelo contrario ver-me-hei | na necessidade de chamal-o a juizo | pelas calumnias e injurias que me dirige | em seu artigo, o que não faço já para | poupar -- desgosto á sua família. || São Paulo, 9 de Julho de 1874. || José Innocencio de Moraes Vieira




1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   35


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal