Caso Clínico Insuficiência Cardíaca



Baixar 5.99 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho5.99 Kb.
Caso Clínico - Insuficiência Cardíaca
M.S., 70 anos de idade, é admitido no SU por falta de ar, fadiga grave e astenia, distensão abdominal e edema dos tornozelos.

De noite dorme com 4 almofadas e, por vezes, acorda com falta de ar. A sua história revela antecedentes de angina de peito e falta de ar com o esforço, de agravamento progressivo ao longo dos últimos anos.

Ao exame objectivo, as principais alterações detectadas foram uma discreta cianose, distensão das veias do pescoço, frequência respiratória de 24/min, crepitações na auscultação das bases pulmonares, aumento do tamanho do coração, com frequência cardíaca de 110 bpm e S3 à auscultação cardíaca. Verificou se ainda a presença de hepatomegalia, ascite e edema dos tornozelos. A pressão arterial era de 115/80 mmHg.

A radiografia torácica mostrou um aumento da silhueta cardíaca e densidades difusas nas bases pulmonares (sugestivas da presença de fluido intersticial).

O ECG revelou ritmo sinusal, ondas Q e desvio esquerdo do eixo.

O tratamento incluiu descanso, administração de um diurético, um inotrópico e um vasodilatador.


PERGUNTAS
1. Espera que o débito cardíaco e o volume de ejecção estejam normais, aumentados ou diminuídos? Porquê?
2. O que indicam a distensão das veias do pescoço e a hepatomegalia? Qual o mecanismo subjacente?
3. Porque razão os digitálicos poderão ser úteis no tratamento desta situação?
4. A administração de noradrenalina seria útil? Porquê?
5. Qual o efeito que a situação do doente tem na contractilidade cardíaca? E no dP/dtmax?
6. Será que a resistência vascular periférica está alterada? Porquê?
7. Qual a razão para o aumento da frequência cardíaca?
8. Qual o efeito de alterações da pré carga e da pós carga na condição do doente?
9. Qual a razão para a administração de um diurético a este doente?


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal